Mulher mais longeva do mundo celebra 117 anos
Connect with us

Curiosidades

Mulher mais longeva do mundo celebra 117 anos

Publicado

em

portal plural e mulher mais longeva do mundo celebra 117 anos

  • Academia Persona
  • FAST AÇAÍ

Nesta segunda-feira, Maria Branyas, espanhola de origem, celebrou seus 117 anos, reafirmando-se como a mulher mais longeva do mundo. Nascida em 4 de março de 1907, na cidade de San Francisco, nos Estados Unidos, filha de pais espanhóis, Maria viveu uma vida repleta de experiências e superações.

Segundo sua filha, Rosa Moret, nos últimos meses, Maria tem enfrentado uma “perda de peso” e um “declínio gradual” desde o verão. Apesar disso, a centenária não enfrenta nenhuma doença específica. Em apenas dois meses, Maria alcançará o status de uma das dez pessoas mais velhas da história, uma conquista que ela considera “insignificante”. “Ela afirma que isso não representa mérito para ela ou qualquer outra pessoa”, relata Rosa.

De acordo com o Gerontology Research Group (GRG), responsável pelo registro do Guinness, apenas 11 pessoas na história ultrapassaram a idade de Maria, porém nenhuma delas está viva atualmente. O GRG também destaca que somente quatro indivíduos alcançaram a marca dos 118 anos.

Apesar de sua idade avançada, Maria mantém sua lucidez mental intacta, embora tenha perdido a visão, audição e enfrente alguns problemas de memória. Ela não consegue andar sozinha, mas demonstra vigor e vitalidade. Em maio de 2020, Maria Branyas tornou-se a pessoa mais velha do mundo a sobreviver à Covid-19, aos 113 anos. Quase três anos depois, ela continua sendo um símbolo de resiliência e longevidade, inspirando pessoas ao redor do mundo.

Fonte: Notícias ao minuto

Compartilhe

Curiosidades

Cascão, da ‘Turma da Mônica’, quebra tabu e entra na água para ajudar o RS; entenda

Publicado

em

portal plural cascão, da ‘turma da mônica’, quebra tabu e entra na água para ajudar o rs; entenda

  • FAST AÇAÍ
  • Academia Persona

A Turma da Mônica, criada pelo cartunista Mauricio de Sousa, em 1970, tem inúmeros personagens e, entre eles, o querido Cascão, que não gosta de tomar banho de jeito nenhum. Em uma publicação compartilhada nas redes sociais nesta terça-feira (7), o MSP (Mauricio de Sousa Produções) relembrou que em 1983 o sul do país também enfrentou uma catástrofe e chuvas fortes. À época, foi a primeira vez que o Cascão entrou na água, para ajudar as famílias da região do país. O quadrinho ainda era em preto e branco. Agora, 41 anos depois, Cascão retornou às águas para ajudar, novamente, o estado do Rio Grande do Sul, que tem sofrido desde a última semana fortes chuvas e alagamentos, que resultou em 90 mortes, 132 desaparecidos e 361 pessoas feridas até o momento.

Nas redes sociais, o MSP ainda incentiva as doações de todo o país. Internautas se emocionaram com a homenagem a parabenizaram a turminha mais amada do Brasil. “Maurício de Souza é o cartunista mais importante do nosso país. Passando de gerações, tratando aspectos sociais há décadas.”, escreveu um usuário. “Tão simples, mas quem é fã sabe o significado!!! Parabéns pela sensibilidade, como sempre!”, escreveu outro.

 

Fonte: Jovem Pan.

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Curiosidades

Nova imagem da sonda revela estruturas intrigantes na superfície de Marte: ‘aranhas’

Publicado

em

portal plural nova imagem da sonda revela estruturas intrigantes na superfície de marte 'aranhas'
Foto: Mars Express
  • Academia Persona
  • FAST AÇAÍ

A Agência Espacial Europeia divulgou uma nova imagem de Marte, capturada pela sonda Mars Express, que revela como a superfície do ‘Planeta Vermelho’ se transforma com as estações. A imagem mostra o que parece ser uma série de aranhas na superfície do planeta.

No entanto, os pontos negros, com diâmetros variando entre 45 metros e um quilômetro, são na verdade resultado da liberação de gás durante a primavera marciana.

Essas imagens são valiosas para potenciais missões a Marte, pois ajudam a compreender melhor as condições que podem ser encontradas no planeta. Isso é especialmente importante para futuras missões de colonização.

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Curiosidades

Empresa apresenta sopa vegana com sabor de tartaruga desenvolvida por inteligência artificial

Publicado

em

portal plural empresa apresenta sopa vegana com sabor de tartaruga desenvolvida por inteligência artificial
Foto: Reprodução
  • Academia Persona
  • FAST AÇAÍ

Uma empresa chilena de alimentos à base de plantas, a NotCo, conseguiu recriar o sabor procurado da sopa de tartaruga sem a necessidade de usar qualquer vestígio de criaturas com casca na receita. Utilizando inteligência artificial, a empresa desenvolveu esse prato famoso com o objetivo de conscientizar sobre a situação crítica da tartaruga ameaçada de extinção.

O processo de desenvolvimento e lançamento da sopa foi documentado para um filme que destaca o trabalho laboratorial e industrial envolvido na produção do produto, além de abordar os danos causados pela caça de tartarugas para consumo humano. “Queríamos gerar um impacto por meio da inteligência artificial”, afirmou Bernardo Moltedo, líder em ciência culinária de IA da NotCo. “Estamos trabalhando nisso há vários anos. Sempre nos perguntamos ‘por que não’, por isso acabamos trabalhando para ajudar espécies ameaçadas, como é o caso da sopa de tartaruga”, acrescentou.

A inteligência artificial da NotCo analisou 300 mil plantas e realizou 260 quintilhões de combinações até encontrar uma mistura de cinco proteínas que se assemelhasse mais à carne de tartaruga. Embora a carne de tartaruga à base de plantas e a sopa ainda não estejam disponíveis para venda, a empresa planeja oferecer uma aula virtual para ensinar as pessoas a prepararem o prato.

Presente em 12 países, a NotCo cria uma variedade de alimentos, como hambúrgueres, leite, maionese e sorvete, todos à base de plantas, que imitam o sabor e a textura de ingredientes tradicionalmente de origem animal, utilizando um programa de IA para auxiliar nas decisões de formulação. A empresa anunciou planos de abrir capital em 2025.

As tartarugas-verdes, frequentemente usadas na sopa de tartaruga, estão na lista vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza como espécies ameaçadas de extinção, com sua população afetada por fatores como poluição, condições climáticas extremas e pesca. Embora a exploração dessas tartarugas marinhas seja proibida na maioria dos países, a sopa de tartaruga continua em alta demanda em nações da Ásia e da América Latina, incluindo China, México, Peru, Malásia e outros.

Fonte: CNN Brasil

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Compartilhe

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]

Trending

×

Entre em contato

×