Morador de Santa Rosa deixa CTI após 40 dias ao som de hino do Grêmio – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Morador de Santa Rosa deixa CTI após 40 dias ao som de hino do Grêmio

Em recuperação de Covid-19, homem deixa CTI após 40 dias ao som de hino do Grêmio

Reporter Cidades

Publicado

em

Homem deixa CTI com máscara do Grêmio e ao som do hino — Foto: Reprodução


A batalha contra a Covid-19 tem várias frentes de combate. Uma delas reservou uma bonita vitória nesta segunda-feira. Um homem de 49 anos, que preferiu não ser identificado, deixou o Centro de Terapia Intensiva (CTI) no hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, nesta tarde. O vídeo postado pelo filho nas redes sociais viralizou: o hino do Grêmio era tocado para celebrar a ida ao quarto com os enfermeiros e médicos.

Foram 41 dias entre internação na CTI até o vídeo gravado nesta segunda-feira, no qual o paciente inclusive usa a máscara do clube gaúcho. A responsável pela gravação foi a esposa do homem, que inclusive também precisou ser internado no Moinhos de Vento também com Covid-19, mas em quadro menos grave. Os nomes do casal não foram divulgados a pedido da família.

O homem passou mal no dia 28 de março e desde o dia seguinte estava em Porto Alegre internado. Após deixar Santa Rosa, foi diagnosticado com problemas respiratórios nos dois pulmões e estava no CTI desde o dia 31 de março. Em 1º de abril, precisou ser sedado e intubado. Só acordaria no dia 27 de abril e respiraria sem ajuda de aparelhos no dia 2 de maio.

— Meu pai sempre foi muito fanático pelo Grêmio e sabíamos que o hino iria agradá-lo — diz o filho.

A postagem do garoto viralizou nas redes sociais na noite desta segunda-feira e fez até o Grêmio celebrar a recuperação do torcedor. A mãe e o filho mais velho fizeram os testes e possuem os anticorpos para a Covid-19, mas o filho menor da família não desenvolveu a doença.

Os profissionais da saúde também ostentavam balões e folhas com a bandeira do Grêmio impressa. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, 2.808 casos confirmados do coronavírus no RS, 1.461, pouco mais da metade, se recuperou. O total de óbitos chegou, nesta segunda-feira, a 105.

G1
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Governo avalia possibilidade de priorizar vacinação de trabalhadores na educação

Vacinação de trabalhadores na educação não iria interferir na imunização de pessoas com comorbidades

Pável Bauken

Publicado

em

- Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

Após decisão favorável do Tribunal de Justiça para manter a vacinação antecipada contra a Covid-19 de professores no município de Esteio, o governo do Estado avalia a possibilidade de adotar a medida em todo o Rio Grande do Sul englobando trabalhadores na educação.

Conforme o governador Eduardo Leite, o Estado obedece ao Plano Nacional de Imunizações (PNI), que é coordenado pelo Ministério da Saúde e, por lei federal, estabelece a ordem de priorização para todas as vacinas em todo o país.

Com o objetivo de reforçar a retomada segura das atividades de ensino presenciais, o governo já havia feito, ainda no início de março, o pedido ao ministério, com apoio do Poder Legislativo, e, após, reforçou a solicitação em assembleia do Conselho Nacional de Secretários Estaduais da Saúde (Conass), mas não foi atendido.

Além disso, representado pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE), pediu, no dia 15 de abril ao Supremo Tribunal Federal (STF), uma arguição de descumprimento de preceito fundamental (ADPF) com medida cautelar para a priorização da imunização aos profissionais da área da educação.

“Diante de uma situação que aqui no RS um município começa a imunização dos professores, isso é judicializado e a Justiça em primeira instância diz que pode continuar, e a segunda instância também, bom, temos uma novidade. Nós provocamos o STF com uma ADPF para ter o respaldo da vacinação dos professores, mas ainda não houve resposta. Como no nível local tivemos essa decisão respaldada no TJ, encomendei à nossa Secretaria da Saúde que, junto à PGE, analise o quanto que isso nos dá consistência e segurança jurídica para podermos avançar numa proposta para orientação aos municípios, que, de forma regular, poderiam começar essa imunização sem prejudicar a das pessoas com comorbidade”, afirmou o governador.

Atualmente, o Estado, seguindo a ordem estabelecida no PNI, segue orientado que os municípios apliquem a segunda dose no grupo prioritário dos idosos até 60 anos e façam a primeira etapa da imunização do grupo com comorbidades.

Leite destacou que, caso a análise técnica e jurídica do Estado conclua por antecipar a vacinação dos professores, a imunização das pessoas com comorbidades não será suspensa no RS.

“Não seria passar professores na frente. Seria conciliar para que pudéssemos dar continuação à vacinação dos com comorbidades e, paralelamente, vacinar professores também, com parte das doses reservada para isso. Se tivermos segurança a partir destas recentes decisões judiciais, vamos fazer isso. Esse é o nosso desejo: queremos imunizar os professores, pois é importante para um retorno seguro das aulas”, concluiu o governador.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Após oficializar saída do conselho político de Mantei, Vicini volta atrás e fica na presidência

Reporter Cidades

Publicado

em



O ex-prefeito Alcides Vicini informou na tarde desta terça-feira, 11, que voltou atrás na decisão, que já havia sido oficiada, de deixar a Presidência do Conselho Político criado pelo prefeito Anderson Mantei.

Vicini disse que após uma conversa com o prefeito Mantei, demonstrando suas insatisfações, ambos chegar a um acordo. “Não estava satisfeito com algumas ações e já havia oficiado que deixaria o conselho. Conversamos e chegamos a um consenso e ficarei na presidência do Conselho, a pedido de Mantei”, declarou Vicini.

Segundo informações internas da Prefeitura Municipal de Santa Rosa, o ex-prefeito Alcides Vicini, teria deixado a presidência do atual Conselho Político de Santa Rosa, atrelado ao atual governo municipal, por divergências quanto a direção tomada na implementação de obras e projetos não executadas na gestão Vicini e Benvegnu, a qual teria dinheiro em caixa para execução. A demora na implantação do fundo empreendedor e fundo da construção civil, atraso em obras e cancelamento do projeto de ampliação do Tape-Porã, seriam um dos principais fatores de ter deixado o conselho. Também existem informações de que Vicini teria deixado R$ 18 milhões no caixa da prefeitura, em dezembro, o cargo de prefeito.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Estado inicia entrega de 52 das 310 câmaras frias para vacinas

Governador Leite, secretária Arita, secretário Busato e prefeitos durante a cerimônia de entrega dos equipamentos – Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

Pável Bauken

Publicado

em



O governador Eduardo Leite e a secretária da Saúde, Arita Bergmann, entregaram, nesta terça-feira (11/5), 52 das 310 câmaras de conservação de vacinas para municípios com menos de 100 mil habitantes. Foram contemplados 29 municípios da 1ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS). Os prefeitos dos municípios de Estância Velha, Morro Reuter e Mariana Pimental participaram do ato simbólico de entrega, representando os prefeitos contemplados.

“O processo do enfrentamento à pandemia coloca em especial destaque a importância dessa estrutura qualificada dentro do Programa Nacional de Imunizações (PNI), que envolve a distribuição e a garantia de equipamentos para acondicionar as vacinas e outros medicamentos em unidades de saúde. Em alguns municípios, esses insumos são guardados em geladeiras normais, que cumprem a missão, mas que ficam sob risco de eventuais oscilações de temperatura que podem comprometer o medicamento. Essas câmaras frias têm a garantia de conservar os medicamentos na temperatura ideal, com bateria que evita a mudança de temperatura quando de eventual oscilação elétrica. É um avanço importante para diversos municípios”, explicou o governador.

As câmaras de conservação, de uso médico-hospitalar, com capacidade de 200 litros, foram entregues aos prefeitos a partir do meio-dia na Divisão de Suprimentos da Secretaria da Saúde (SES), em Porto Alegre. Equipes das prefeituras farão a retirada de carro, em uma espécie de drive-thru. Os equipamentos operam com temperaturas entre 2°C e 8°C e servem para armazenar insulina, vacinas e outros medicamentos.

“Essa entrega é fruto de um trabalho da Secretaria da Saúde, com recursos do governo federal. Essa compra mostra como o nosso governo trabalha com responsabilidade, economia e gestão. Tínhamos previsão de adquirir 109 equipamentos e, com o mesmo valor, cerca de R$ 2,1 milhões, conseguimos comprar 310 câmaras frias. É um motivo de celebração”, destacou a secretária Arita.

51172775793 bdde9406a8 k
De uso médico-hospitalar, as câmaras de conservação têm capacidade de 200 litros – Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

Cada uma das câmaras frias foi adquirida por cerca de R$ 6 mil. Inicialmente, na busca de preços, os municípios haviam cotado a compra de cada câmara fria por R$ 20 mil.

“É uma demonstração de economicidade, que reforça nossa preocupação com a boa aplicação dos recursos aqui no governo do Estado. Estamos mostrando que fazemos aquisição com responsabilidade. Foi o mesmo caso dos respiradores. Vimos Estados comprando por R$ 200 mil, e aqui, compramos por cerca de R$ 50 mil, um valor compatível com o praticado no mercado. Sempre nos preocupamos em fazer o devido processo de aquisição, respeitando a legislação, e essa aquisição vai ser muito importante para garantir as melhores condições de armazenar os imunizantes nos municípios”, ressaltou Leite.

O lote entregue faz parte de compra de 310 unidades realizada pela SES com recursos do Ministério da Saúde. No total, 194 municípios serão contemplados e constam na resolução da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de 3 de maio. A CIB é formada por gestores do Estado e de municípios.

“As câmaras frias garantem que vacinas e outros produtos possam ser entregues ao cidadão de forma segura, ainda mais agora, que temos duas campanhas ocorrendo de forma simultânea, a da gripe e do coronavírus. São patrimônios importantes para qualificar a estrutura de saúde dos municípios”, afirma a coordenadora da 1ª CRS, Ane Nantal.

O objetivo é aprimorar a Rede de Frio do PNI com a substituição das geladeiras domésticas por câmaras de conservação de imunobiológicos. Os critérios para a escolha dos municípios foram, além de eles terem menos de 100 mil habitantes, ter sala de vacinas e sistema de informação oficial do Ministério da Saúde implantado para registro de vacinados e movimentação de imunobiológicos, e não estar equipado com câmara refrigerada.

A definição também levou em conta um levantamento do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems) por meio de formulário eletrônico respondido pelas secretarias de Saúde dos municípios. Inicialmente, a lista de compra era de 303 unidades, mas o Estado acabou adquirindo mais sete equipamentos nos últimos dias.

O secretário de Articulação e Apoio aos Municípios, Luiz Carlos Busato, e o presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems), Maicon Lemos, também participaram do ato simbólico.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×