Modo escuro no WhatsApp já está disponível para os usuários de versão beta – Portal Plural
Connect with us

Tecnologia

Modo escuro no WhatsApp já está disponível para os usuários de versão beta

O modo escuro (ou noturno) proporciona maior conforto visual e promete economizar bateria.

Publicado

em

Modo escuro do WhatsApp está em testes — Foto: Reprodução/G1


O WhatsApp liberou nesta quarta-feira (22) uma atualização contendo uma das funcionalidades mais aguardadas para o aplicativo. Os usuários de dispositivos com o Android e que estavam inscritos previamente no programa de testes, já podem baixar a versão 2.20.13.

O modo escuro ou modo noturno proporciona mais conforto visual e também ajuda a economizar energia da bateria. Para habilitá-lo, siga os passos descritos abaixo:

  1. Abra o WhatsApp e acesse as “Configurações”;
  2. Toque na opção “Conversas” para alterar o modo de exibição;
  3. Toque na opção “Tema” e altere para “Escuro”. Essa configuração será permanente. No entanto, se você preferir usar o modo escuro somente quando o celular estiver com pouca carga na bateria, marque a opção “Definido pelo Modo de Economia de bateria”.
Veja o passo a passo de como alternar os modos do WhatsApp (apenas para usuários em teste) — Foto: Reprodução/G1
Veja o passo a passo de como alternar os modos do WhatsApp (apenas para usuários em teste) — Foto: Reprodução/G1

Pronto! O WhatsApp teve o seu tema alterado. Para desfazer a configuração basta repetir os passos indicados acima e ativar o modo “Claro”.

Impressões

O visual “dark” ficou atraente e, de fato, proporciona um melhor conforto visual. Ainda é cedo para avaliar o impacto que ocorrerá na economia da bateria, pois isso varia do quanto o aplicativo será usado. Mas vale a pena conferir a novidade e tirar as suas próprias conclusões. Ainda não foi anunciada a data em que todos os usuários terão acesso a nova versão do WhatsApp.

Ronaldo Prass / G1

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

Google deve lançar óculos de realidade aumentada em 2024

Publicado

em



No fim do ano, uma reportagem do site The New York Times revelou que o Google está trabalhando em um novo dispositivo de realidade aumentada (AR). Nesta última quinta-feira (20), novas informações indicaram que os óculos AR da empresa estão em desenvolvimento, com lançamento previsto para até 2024.

De acordo com uma reportagem publicada pelo The Verge, o Google está desenvolvendo o headset, de codinome Project Iris, em uma instalação em São Francisco, na Califórnia. Aparentemente, o aparelho se parece com óculos de esqui e não necessita de nenhuma conexão por fio.

Google Glass? Não!

Segundo duas fontes familiarizadas, o desenvolvimento ainda está em estágios iniciais. Além disso, o produto seria fabricado com um processador Google Tensor e sistema Android, como o novo Google Pixel — inclusive, alguns profissionais da equipe Pixel estão trabalhando no hardware do headset. De qualquer forma, algumas vagas de emprego que sugiram nos últimos meses também indicam que um sistema operacional exclusivo deve ser desenvolvido para o dispositivo.

Como uma alternativa para reduzir o consumo de energia, o Google usará servidores da nuvem para renderizar remotamente alguns gráficos e, então, transmiti-los para o headset de realidade aumentada. O rumor também indica que a empresa deve oferecer hardware de alta qualidade para competir com as opções da Microsoft, Apple e Meta.

Atualmente, o Project Iris é um segredo do Google e a equipe principal só conta com 300 profissionais, mas novas pessoas devem ser contratadas nos próximos meses. O executivo Clay Bavor é o supervisor do projeto e responde diretamente ao CEO do Google, Sundar Pichai.

Fonte:TecMundo

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Tecnologia

Apple removerá entrada para SIM físico no iPhone 15 Pro, diz blog

Publicado

em



A partir do iPhone XS, a Apple disponibilizou a tecnologia de eSIM para o uso de chips virtuais de operadoras. Agora, novos rumores indicam que a companhia deve retirar a opção de usar um chip físico no iPhone 15 Pro.

De acordo com informações divulgadas pelo Blog do iPhone, a partir de 2023, as versões do iPhone Pro serão lançadas sem entrada física para os cartões SIM. Supostamente, os aparelhos devem funcionar apenas com dois slots de eSIM.

“Em vez disso, a conexão com a operadora deverá acontecer através de 2 slots de eSIM (dual eSIM), que poderão suportar duas linhas diferentes ao mesmo tempo, como já acontece hoje no iPhone 13”, publicou o blog.

Conforme revelado no site, a informação foi divulgada por um insider da empresa britânica que está viabilizando a iniciativa, contudo, eles não revelaram o nome da companhia ou do responsável por divulgar os rumores.

Mais informantes e vazamentos

O site MacRumors também afirmou que recebeu informações privilegiadas revelando que a Apple já entrou em contato com as principais operadoras dos Estados Unidos, avisando que novos smartphones somente com eSIM devem ser lançados até setembro de 2022 —  porém, eles não especificaram os aparelhos.

Outro informante afirmou que a Apple já está trabalhando para remover a entrada do cartão SIM. “Consegui confirmar com fontes que a Apple trabalhará para remover a bandeja do cartão SIM mais cedo ou mais tarde. Isso não vai acontecer este ano, mas internamente eles estão testando um modelo de iPhone não divulgado com apenas eSIM”, disse o vazador identificado como Dylan DKT.

FONTE:TECMUNDO

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Tecnologia

Amazon, Google e Baidu lideram mercado de speakers inteligentes

Publicado

em



Nesta semana, a empresa de análise de mercado Strategy Analytics realizou um levantamento sobre a performance do setor de alto-falantes inteligentes. A Amazon apareceu como líder global, tendo 10,4 milhões de remessas durante o terceiro trimestre de 2021.

Os dados coletados pela empresa apontam o Google em segundo lugar, com 8,1 milhões de remessas no mesmo período. A “medalha de bronze” ficou com o Baidu, gigante da tecnologia da China, com 5,4 milhões de produtos. Já o Alibaba administrou 4,3 milhões de remessas; seguido pela Apple com 4 milhões — equivalente a um aumento de 92% do número de unidades, em relação a 2020.

Xiaomi também está entre as seis principais marcas do setor, com 2 milhões de unidades vendidas no 3º trimestre. A empresa chinesa tem uma participação de 5% no mercado,  uma queda de 3% na produção em relação a 2020.

Domínio de mercado

O trimestre foi marcado por um crescimento geral de 10% no mercado de smart speakers, acumulando 39,3 milhões de aparelhos vendidos em 2021. A Amazon, sozinha, é responsável por deter mais de um quarto deste setor — com 26,4%.

Já o Google é responsável por uma fatia de 20,5% no mercado, seguido por 13,6% do Baidu. A Strategy Analytics ainda nomeou o Nest Mini do Google como o alto-falante mais vendido de 2021, seguido pelo HomePod Mini da Apple e o Echo Dot de quarta geração da Amazon.

FONTE:TECMUNDO

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×