Meio bilhão de animais foram mortos nos incêndios na Austrália – Portal Plural
Connect with us

Mundo

Meio bilhão de animais foram mortos nos incêndios na Austrália

Pável Bauken

Publicado

em



Ecologistas da Universidade de Sydney, na Austrália, estimam que cerca de 480 milhões de animais – incluindo mamíferos, pássaros e répteis – morreram em decorrência dos incêndios florestais que assolam o país desde setembro. Milhares de pessoas foram obrigadas a deixar suas casas e, até o momento, 17 mortes humanas foram confirmadas. Cerca de 4 milhões de hectares foram destruídos pelas chamas.

Os coalas foram uma das espécies mais atingidas pelas chamas. A ministra do Meio Ambiente, Sussan Ley, disse em uma entrevista para a rádio ABC, que 8.000 foram mortos, o que abrange 30% da população desses animais em Nova Gales do Sul, o Estado australiano que mais sofre com os incêndios.

Vídeos e fotos de animais correndo por suas vidas ou pedindo água à humanos tomaram as redes sociais da Austrália. Em um vídeo publicado pela imprensa local, cangurus são avistados fugindo às pressas das chamas que se alastravam rapidamente. Em outro, bombeiros dão água a um coala sedento em uma área próxima do fogo.

Em novembro de 2019, um vídeo do resgate de um coala viralizou nas redes sociais. As imagens mostraram uma mulher entrando na floresta em chamas após ter avistado o animal vagando e chorando por conta dos ferimentos. Batizado como Ellenborough Lewis, o coala foi sacrificado pouco tempo depois por causa das queimaduras sofridas.

Fuga de milhares
O governo australiano iniciou o deslocamento de milhares de pessoas em várias cidades da costa sudeste da Austrália e declarou estado de emergência no Estado de Nova Gales do Sul.

“A prioridade hoje é combater incêndios e deixar as pessoas em segurança”, disse o primeiro-ministro, Scott Morrison, a repórteres em Sydney. “Há partes tanto de Vitória quanto de Nova Gales do Sul que foram completamente devastadas, com perda de energia e comunicações”.

Oito pessoas foram mortas por incêndios florestais nos dois Estados desde segunda-feira 31, e mais 18 ainda estão desaparecidas. Atualmente, o governo apenas confirma 17 mortes, no total.

Veja

[mailpoet_form id=”1″]

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Peru decreta lockdown em 10 regiões; pessoas só poderão sair de casa 1h por dia

Reporter Global

Publicado

em

Presidente do Peru, Francisco Sagasti, durante pronunciamento Foto: Divulgação/Governo do Peru/26.jan.2021

 

 

O Peru bloqueará 10 regiões, incluindo a capital Lima, de 31 de janeiro a 14 de fevereiro, anunciou o presidente Francisco Sagasti.

 

 

A capital, a região metropolitana de Lima e as regiões de Callao, Ancash, Pasco, Huánuco, Junín, Huancavelica, Ica e Apurímac fecharão após serem classificadas como risco “extremo” para Covid-19.

Os residentes nessas regiões terão permissão para sair de suas casas por uma hora por dia sob as restrições.

Os serviços interprovinciais de transporte terrestre e aéreo foram suspensos, segundo Sagasti.

“Isso exige confinamento, ou seja, quarentena”, explicou o presidente em mensagem à nação.

Outras nove regiões do país estão em nível de risco “muito alto”, e as demais estão em “alto”.

 

 

FONTE: CNN

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Mundo

YouTube suspende conta de Trump por tempo indeterminado.

Reporter Regional

Publicado

em



A plataforma de vídeos YouTube suspendeu a conta de Donald Trump por tempo indeterminado – informou a imprensa americana, enquanto seu advogado, o ex-prefeito de Nova York Rudy Giuliani, não poderá mais ganhar dinheiro com suas gravações.

O YouTube suspendeu o canal do agora ex-presidente, com 2,77 milhões de assinantes, pela primeira vez, em 13 de janeiro, após a violenta invasão ao Capitólio em 6 de janeiro. E, há uma semana, anunciou que iria prorrogar essa suspensão por sete dias.

A plataforma norte-americana, de propriedade do Google, foi criticada pela lentidão de sua resposta, em comparação com as medidas mais contundentes de outras redes sociais. O YouTube apenas suspendeu a transmissão de novos vídeos no canal oficial do ex-presidente.

Fonte: ISTOÉ.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Mundo

Joe Biden anuncia medidas para diminuir a desigualdade racial nos Estados Unidos

Reporter Global

Publicado

em



 

 

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, fez um apelo firme na terça-feira (26) pela cura da divisão racial histórica no país, tomando várias medidas e prometendo outras para confrontar o racismo e a desigualdade, que segundo ele, afligem o país por muito tempo.

 

 

As tensões raciais dispararam durante os quatro turbulentos anos do governo Donald Trump e Biden apontou que o ataque do dia 6 de janeiro ao Capitólio feito por apoiadores de Trump foi conduzido por “bandidos, insurrecionalistas, extremistas políticos e supremacistas brancos”. Mas Biden disse acreditar que a grande maioria dos norte-americanos acreditam na igualdade.

“Nós nunca honramos completamente os princípios fundadores deste país para dizer o óbvio de que todas as pessoas são criadas iguais e têm o direito de serem tratadas igualmente enquanto viverem”, disse Biden em um pronunciamento na Casa Branca.

“E é hora de agir agora, não apenas porque é a coisa certa a se fazer, mas porque se o fizermos, seremos todos melhores por causa disso.”

Biden adotou medidas em quatro frentes: para conter o uso de prisões privadas pelo governo dos EUA, para incentivar a fiscalização contra a discriminação no setor de habitação, para sublinhar um comprometimento com a soberania das tribos de comunidades indígenas norte-americanas e para condenar a discriminação contra os asiático-americanos e americanos de ascendência das Ilhas do Pacífico, que segundo o democrata haviam crescido na pandemia de Covid-19.

O presidente busca reverter algumas políticas de seu antecessor republicano e cumprir as reformas de Justiça Racial prometidas durante a campanha eleitoral.

Críticos acusam Trump de seguir políticas construídas ao redor de “queixas dos brancos” no país que tem visto sua população branca diminuir em porcentagem.

O eleitorado negro se provou crítico para as vitórias de Biden, tanto na campanha pela indicação democrata, quanto para a vitória sobre Trump nas eleições em novembro.

 

Rússia

O presidente da Rússia, Vladimir Putin , e o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden , se falaram por telefone pela primeira vez desde que o americano assumiu o cargo. A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, anunciou o contato entre os líderes políticos.

Entre os temas tratados foram a proposta de extensão do tratado de armas nucleares do Novo Start, que limita o armamento de ambos países, a prisão do opositor Alexei Navalny e o apoio dos EUA à soberania da Ucrânia.

“Ele(Biden) ligou para o presidente Putin esta tarde com a intenção de discutir nossa disposição de estender o novo START por cinco anos. E também para reafirmar nosso forte apoio à soberania da Ucrânia em face da agressão em curso da Rússia, e também para levantar questões preocupantes, incluindo o hack SolarWinds, relatórios da Rússia colocando recompensas em soldados dos Estados Unidos no Afeganistão, interferência nas eleições de 2020, o envenenamento de Alexei Navalny e tratamento de manifestantes pacíficos pelas forças de segurança russas ”, declarou a porta voz do governo americano.

 

 

FONTE: O Sul

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


error: Conteúdo protegido, para ter acesso seja nosso parceiro entre em contato no whats (55) 984161736
×