MÉDIUNS e a “figueira seca” – Portal Plural
Connect with us

Estrada Iluminada

MÉDIUNS e a “figueira seca”

Nilton Moreira

Publicado

em



Certa vez, saindo de Betânia com Seus discípulos, Jesus teve fome. E, vendo ao longe uma figueira, para ela Se encaminhou, a ver se acharia alguma coisa, mas só achou folhas, visto não ser tempo de figos. Então, disse Jesus à figueira estéril: “que ninguém coma de ti fruto algum”. No dia seguinte ela estava seca até à raiz…

Entendemos com o Mestre, que “a figueira que secou é o símbolo dos que apenas aparentam propensão para o bem, mas que, em realidade, nada de bom produzem”. Simboliza também todos aqueles que tendo meios de ser úteis, não o são. São apenas árvores cobertas de folhas, porém, baldas de frutos… Por isso é que Jesus as condena à esterilidade, porquanto dia virá em que se acharão secas até à raiz.

Os médiuns são os intérpretes dos Espíritos; suprem, nestes últimos, a falta de órgãos materiais pelos quais transmitam suas instruções. Daí vem o serem dotados de faculdades para esse efeito. Nos tempos atuais, de renovação social, cabe-lhes uma missão especialíssima: são árvores destinadas a fornecer alimento espiritual a seus irmãos; multiplica-se em número, para que abunde o alimento; há-os por toda a parte, em todos os países em todas as classes da sociedade, entre os ricos e os pobres, entre os grandes e os pequenos, a fim de que em nenhum ponto faltem e a fim de ficar demonstrado aos homens que todos são chamados. Se, porém, eles desviam do objetivo providencial a preciosa faculdade que lhes foi concedida, se a empregam em coisas fúteis ou prejudiciais, se a põem a serviço dos interesses mundanos, se em vez de frutos sazonados dão maus frutos, se se recusam a utilizá-la em benefício dos outros, se nenhum proveito tiram dela para si mesmos, melhorando-se, são quais a figueira estéril. Deus lhes retirará um dom que se tornou inútil neles: a semente que não sabem fazer que frutifique, e consentirá que se tornem presas dos Espíritos maus.

Ser médium é servir de intermediário entre o plano carnal e o plano espiritual, e a aptidão se manifesta em qualquer pessoa, sendo em algumas mais acentuadamente, parecendo enjoos, tonturas, sonolência, angustia, irritação, prostração, violência, visões etc..

Quando os sintomas aparecem e a medicina não oferece um diagnóstico convincente, deve a pessoa identificar o tipo de mediunidade que se assenhora, com vistas a ajudar o próximo, pois este é o objetivo de termos a mediunidade disponibilizada a nós.

Se esta mediunidade for utilizada para maus exemplos ou vantagem própria, seja financeira ou pessoal, pode acabar o médium contraindo doenças até graves e/ou vindo a ter sua vida pautada por problemas.

Certamente viemos ao mundo para produzir frutos, e o médium que não auxilia outrem, ou apenas pensa em usufruir benefícios, é uma figueira seca.

Muita paz aos amigos.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estrada Iluminada

Espírito/alma é que ama

Nilton Moreira

Publicado

em



É normal vermos casais que se casam ou vão morar juntos de uma hora para outra. Esses casais podem ser do mesmo sexo ou não, bastando para isso existir afinidade entre ambos.

Vemos também aqueles que passam muitos anos em período chamado namoro e acabam nem ficando juntos, pois concluem que a afinidade se desgastou.

Por outro lado tem aqueles que buscam incessantemente uma parceria, mas apesar dos esforços não conseguem encontrar a pessoa ideal, o que os deixa frustrados.

Devemos também lembrar aquelas pessoas que passam longos períodos juntas, e de hora para outra resolvem separarem-se por questões de relevância ou não! .

Certamente o que deve existir num relacionamento para que ele prospere é o amor. Isso faz com que exista um comprometimento maior e proporcione união duradora, o que não acontece normalmente nas uniões que tem por objetivo interesse financeiro ou algum outro que não seja o emocional.

União acontecida na adolescência geralmente sofre desgaste a curto tempo e normalmente culmina em separação.

Mas em todos os aspectos vemos naturalidade, pois o relacionamento humano não se prende a padrões nem compromissos inquebráveis, e quando estamos entrando na adolescência é comum nos apaixonarmos facilmente. É que o Espírito que somos e ocupa o corpo material, está numa busca frenética para encontrar aquela pessoa que na espiritualidade se compromissou de encontrar. Isto explica os relacionamentos múltiplos de namoro, os quais na maioria não dão certo.

Muitos acham estranha a união de pessoas do mesmo sexo ou gênero. Algumas religiões inclusive abominam tal enlace, mas esse vínculo é normal, pois somos da crença de quem ama é o espírito/alma e não o corpo. O corpo serve apenas para atração física temporária, esta que se esvazia com o tempo, mas a atração originada do espírito é sólida, pois tem a ver com comprometimentos de outras vidas, cujo encontro ficou acertado quando ainda nos encontrávamos na espiritualidade.

Pode também acontecer que nos encontremos nesta vida para viver um período juntos, mas depois de os resgates se completarem não existirá mais necessidade da continuidade no relacionamento. Daí as separações repentinas.

Existem aquelas pessoas que passam a vida inteira sem uma parceria efetiva, pode acontecer que tenham vindo com objetivo de ficar sozinha, ou às vezes apenas procriar um filho, isto por diversos motivos que tem a ver com vidas pretéritas.

Lembremos sempre que alguns acontecimentos na vida obedecem a um determinismo, e é o espírito/alma que ama e não o corpo.

Paz a todos.

Mantemos seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam esse serviço possível. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações.

Continue Lendo

Estrada Iluminada

Coronavírus. Fé. Deus é Justo!

Nilton Moreira

Publicado

em



Deixamos de direcionar nossas metas de evolução e crescimento no âmbito da moral, e pior ainda, nos preocupamos com coisas materiais que não nos levam a nada, a não ser nos dar prazer e encantamentos, exaltando nosso orgulho.

Jesus, o Ser mais perfeito que passou pela Terra, quando esteve aqui atuou também como medico. Foi o médico dos médicos. Manipulava os fluidos com uma capacidade impar curando pessoas com imposição de mãos, e lhes dizia para que não pecassem mais. Ora! O que acontece hoje em dia é o contrário! Vivemos em meio a guerras, dificuldades em saúde, clima, fome, catástrofes e desastres de várias proporções. Continuamos a “pecar”.

Nos momentos difíceis elevamos o pensamento, rezamos, mas quando a situação volta ao normal nos esquecemos de tudo, abandonamos tudo! É como se o lado espiritual só existisse para momentos difíceis da vida. Agora mesmo estamos em meio a mais uma epidemia mundial. Quantos precisarão morrer fisicamente?

Diante de tanta tecnologia sofisticada vemos que somos impotentes perante o Criador e não estamos preparados para enfrentamentos desta natureza. Faltam hospitais e os exames laboratoriais demoram muito. Por outro lado, falando do espiritual, a maioria dos cientistas não acredita na Inteligência Suprema, e sim apenas em suas respectivas capacidades intelectuais, pois do contrário qualquer descoberta teria de ser compartilhada com o Altíssimo e isso lhes ofuscaria o orgulho. Está sendo providenciado repatriamento de brasileiros que estão na região onde iniciou o surto, os quais ficarão em isolamento. São situações que nos entristece, afinal qualquer um de nós pode ser acometido pelo vírus e acabar segregado do convívio familiar.

Já vivenciamos epidemias antes, e somos uma raça planetária que teimamos em não nos modificar moralmente. Continuamos a transgredir a Lei Divina.

Pelo que se comenta o vírus tem muito a ver com higiene, pois orientam também lavar bem as mãos, já que ele pode alojar-se até em uma maçaneta de porta. Notemos então que a mensagem a nós passada é de que devemos valorizar mais nosso corpo material e ao habitat planetário. Quer dizer, enfatizar uma mente mais limpa, mais pura, com boas ações, nos moldes que Jesus sugeriu, mas também cuidar de nosso globo, pois não basta um corpo limpo, uma casa limpa, e jogarmos os resíduos no meio ambiente.

É necessário reforma íntima, pois assim mudaremos a Aura de nossa Terra e certamente epidemia como esta não aparecerá mais, afinal somos Seres em evolução, caminhando em direção à perfeição possível de ser alcançada. Uns conseguirão atingir antes, mas os que se dedicam ao mal ou se comprazem nele demorarão mais na caminhada e sofrerão consequências. Devemos sempre lembrar que não estamos sozinhos no mundo e se o mal existe é porque está faltando o bem ser exercitado.

Mantenhamos a fé, pois pegará o coronavírus apenas quem o merecer, pois nada acontece por acaso. Deus é Justo!

Mantemos seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam esse serviço possível. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações.

Continue Lendo

Estrada Iluminada

Prece é socorro!

Nilton Moreira

Publicado

em



Normalmente quando acontece algo em nossa vida que enseja perigo para a segurança pensamos na Polícia. As crianças pensam no pai ou na mãe e alunos quando em sala de aula se socorrem do seu professor.

Diz um ditado que na eminência de ameaça a integridade física ou ao patrimônio, lembramos primeiro da Brigada (Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Sul) e depois de Deus.

Não somos condicionados para no primeiro momento de desespero elevar o pensamento a Deus. Às vezes nem mesmo os religiosos conseguem isso, indo acontecer a conexão só na sequencia dos fatos, e depende ainda de fé.

Mas quando essa elevação de pensamento é realizada com toda nossa força mental, convictos de que vamos ser ouvidos, certamente algo acontece. Às vezes não da maneira que almejamos, pois que existe o ditado de que “fazemos um plano e Deus faz outro”, mas tenhamos a certeza de que algo acontecerá, e certamente será benéfico, pois o Pai jamais nos vai proporcionar algo que seja ruim ao pedirmos algo de bom.

Chico Xavier na psicografia de um de seus milhares de livros publicados, diz que na maioria das vezes quando estamos atravessando uma dificuldade que nos causa angústia, os benfeitores espirituais já nos vieram em socorro mesmo antes de pedirmos. É que todos nós temos um espírito protetor/anjo de guarda que está sempre atendo as nossas ansiedades, e já providencia o atendimento necessário ao que está acontecendo conosco.

Também Chico tem uma frase que diz: “quando uma mãe faz uma súplica, ela arromba as portas do céu”. Imaginemos então o poderio que tem a prece profetizada com a devida coerência!

Quando nos referimos à prece, não estamos falando daquelas rezas que são ditas maquinalmente, sem concentração de pensamento, pois já vi muita gente orando e ao mesmo tempo olhando para os lados para ver o que se passa, e muitas vezes reparando no vestir ou na maneira que o outro ora, ou com quem se faz acompanhar no recinto para depois ter assunto a comentar na roda de amigos. Esse tipo de súplica não tem efeito algum nos dizem os Espíritos Superiores.

Devemos proceder a oração nos moldes que Jesus nos exemplificou quando se dirigiu ao Pai, e ter a certeza de que vamos conseguir a ajuda merecida, apesar de sabermos que muitas tristezas, dificuldades e entraves fazem parte de nossos resgates de outras vidas e que temos de transpor, mas sempre a prece será nosso socorro no sentido de obter força para superar o momento.

Prece é coisa séria e devemos fazer apenas visando o bem. Se nossa prece for ensejar o mal de alguém não a façamos, pois é uma energia que reverterá em nosso prejuízo.

Portanto saibamos que prece sempre será nosso socorro. É um canal de ligação com o Altíssimo.

Mantemos seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam esse serviço possível. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações.

Continue Lendo

Trending

×