Laboratório Russo, que armazena vírus do Ebola, HIV, e Varíola, explode – Portal Plural
Connect with us

Uncategorized

Laboratório Russo, que armazena vírus do Ebola, HIV, e Varíola, explode

Publicado

em



 

Segundo algumas autoridades russas, uma explosão de gás provocou um incêndio em um complexo laboratorial. No local, estavam armazenados perigosos vírus, como o Ebola. Entretanto, o Centro Estadual de Pesquisa em Virologia e Biotecnologia, mais conhecido como Vector, em Koltsovo, na região de Novosibirsk, na Sibéria, negou a gravidade do fato. Em suma, refutando que o incêndio tenha exposto as pessoas aos patógenos armazenados no local. Entre eles, alguns dos mais mortais de todo o planeta.

Segundo o que informou o laboratório russo, tudo ocorreu enquanto uma sala, de inspeção sanitária, no quinto andar da instalação, estava passando por reparos, quando um cilindro de gás explodiu. Durante a era soviética, no local, eram realizadas pesquisas secretas de armas biológicas e, agora, ele é um dos principais centros de pesquisa de doenças da Rússia.

A explosão rapidamente espalhou o fogo pelo sistema de ventilação do edifício. Um dos trabalhadores do complexo laboratorial sofreu queimaduras de terceiro grau. Ele precisou ser levado ao hospital após a explosão, que quebrou o vidro das janelas da instalação. O Vector é um dos dois lugares do mundo em que o vírus da varíola está armazenado. O outro local se trata de um laboratório de alta segurança, nos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, em Atlanta.

De acordo com o portal RT, foram necessários 13 carros de bombeiros e 38 homens da brigada, para conseguir conter e combater o incêndio. Cerca de 30 metros quadrados foram afetados pelo incêndio. Segundo o prefeito de Koltsovo, nenhum material biologicamente perigoso foi liberado na explosão.

Incidentes

Esta não é a primeira vez que acontece um incidente no complexo laboratorial russo. Em 2004, uma colaboradora do Vector, Antonina Presnyakova, morreu depois de espetar a mão com uma agulha que continha o vírus do Ebola. Na época, a imprensa alegou que a morte de Presnyakova foi a única causada pelo vírus na história do país. Durante a década de 1970, programas soviéticos de desenvolvimento de armas causaram surtos de antraz e varíola. Entretanto, eles foram encobertos pelo governo russo.

Na década de 1990, o Vector passou por grandes dificuldades, ocasionadas pela falta de investimento. O que causou forte preocupação de que pesquisadores pudessem estar vendendo seus conhecimentos ou amostras biológicas a outras organizações e governos, como a Coreia do Norte e o Iraque. Sabe-se que o complexo laboratorial já abrigou cepas altamente contagiosas do vírus da gripe aviária e hepatite.

Os últimos casos naturais de contagio de varíola ocorreram em 1977. Em 1980 a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou a doença como erradicada globalmente. A mazela pode ter matado cerca de 300 milhões de pessoas, no século XX.

Nos anos 2000, treinamentos sobre como responder a possíveis ataques terroristas que foram realizados. Em 2006, foi encontrado, próximo ao Vector, um esconderijo de armas, incluindo lançadores de granadas. Na época, as investigações concluíram que ele supostamente pertencia a um grupo da máfia.

O Vector realizou investigações, para descobrir as causas da explosão. No entanto, o governo russo deixou claro que o incidente não representa nenhum tipo de ameaça à população.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Fonte: Fatos Desconhecidos

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uncategorized

Menino de 2 anos é encontrado sozinho em mata depois de ficar mais de 35 horas desaparecido

Publicado

em



 

Participe dos nossos grupos de WhatsApp de Plantão Policial, CLIQUE AQUI e não perca nenhuma notícia!

 

A família percebeu que o pequeno, que mora com os pais em uma área rural de Proença-a-Velha, Portugal, não estava em casa na manhã de quarta-feira (16)

 

Um menino de dois anos foi encontrado em uma mata próxima a região de Proença-a-Velha, Portugal, na noite desta quinta-feira (17) depois de ficar mais de 35 horas desaparecido. O pequeno Noah estava consciente, sem roupas e tinha apenas alguns arranhões, além de desidratação e hipotermia leves. Ele foi levado a um hospital da região e passa bem.

O menino mora com a família em uma propriedade rural que fica a quatro quilômetros de distância, em linha reta, do local em que foi encontrado. A polícia acredita que o menino se perdeu na manhã de quarta-feira (16), ao sair de casa sozinho para procurar o pai, que estava trabalhando em uma plantação da família desde às 5h.

Noah divide o quarto com a irmã de 6 anos, mas ela não percebeu que o pequeno havia levantado. Quando a mãe acordou, por volta das 8h, notou que nem o menino, nem a cadela da família, Melina, estavam em casa. As galochas do pequeno também haviam desaparecido e a família supôs que Noah as calçou. Depois de procurá-lo nos arredores da residência e descobrir que ele não estava com o pai, a mulher chamou a polícia.

De acordo com os investigadores, os pais afirmaram que Noah era uma criança esperta, que com frequência ia sozinho encontrar o pai no campo e que a cadela costumava acompanhá-lo nessas situações. A mata em que Noah se perdeu é densa e tem vários poços e um rio, o que dificultou as buscas. Na quarta-feira (16) à tarde, a cadela foi encontrada na mata sozinha. Não muito longe dela, as equipes encontraram a camiseta e pegadas do menino.

Além de policiais, bombeiros e voluntários, mergulhadores se juntaram às equipes e procuraram pelo menino no rio. Felizmente, Noah foi encontrado com vida e sem ferimentos graves por voluntários por volta das 20h desta quinta-feira (17). De acordo com o jornal português O Público, a hipótese mais provável é de que o menino tenha se perdido no caminho para encontrar o pai e tenha vagado sozinho pela mata a procura do caminho de casa. Os investigadores estimam que ele possa ter caminhado mais de 10 quilômetros até ser encontrado.

 

FONTE: G1

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Uncategorized

ACISAP representa as ACIs no Comitê de Crise para COVID-19

Publicado

em



Para garantir a manutenção das atividades econômicas e preservar empregos, conscientização é a palavra de ordem. Nesta semana foi confirmado o ingresso da ACISAP no Comitê de Crise para COVID-19. Desta forma, a entidade irá representar as ACIs da região e o Setor Produtivo, defendendo suas pautas.

A iniciativa da ACISAP tem em vista à situação da saúde, que demanda extrema atenção e cuidado. Os casos de COVID-19 em nossa região estão aumentando significativamente. São mais de 35,5% apenas na última semana. Sendo assim, reforçamos que conscientização e comprometimento são as palavras de ordem se quisermos controlar e estabilizar esta curva de crescimento. Não queremos fechar nossas empresas e escolas novamente.

Por isso, a ACISAP lança um alerta para o aumento do contágio e promove a conscientização. A entidade está ativamente envolvida com outras entidades, escolas e com a comunidade promovendo conteúdos, orientações e campanhas de prevenção. Diretoria, equipe e voluntários continuam atuando em muitas frentes, para promover em Santa Rosa uma conciliação entre a saúde e as atividades econômicas.

“Não descuide de você, de seus colaboradores e clientes. Precisamos contar com a consciência e medidas preventivas de todos. E agora de forma ainda mais intensa”, comenta Lídia Linck Lagemann, presidente da ACISAP.

Sim para a saúde, sim para o trabalho. Acreditamos ser possível conciliar.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Uncategorized

Vacinação dos professores avança em Santa

Publicado

em



A Fundação Municipal de Saúde deu início, na última semana, na vacinação dos professores e servidores que atuam na Educação Infantil. A Secretaria Municipal de Educação e Cultura tem mediado esse processo, acompanhando e fornecendo a lista dos profissionais que devem ser imunizados. Outra boa notícia é que a vacinação começa a ser ampliada aos professores e servidores que atuam no Ensino Fundamental da rede municipal, “É uma conquista a ser comemorada pela comunidade porque protege também os filhos e as famílias”, observou a secretária de Educação e Cultura Lires Zimmermann. Assim que o ensino Fundamental encerrar, na próxima semana, deve avançar a vacinação com os professores do Ensino Médio, Técnico, Profissionalizante e Superior. A aplicação das doses é feita em todas as Unidades Básicas de Saúde. O atendimento se dá mediante agendamento prévio.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Powered by WhatsApp Chat

×