Acesse aqui
Rádio Web Portal Plural
Justiça mantém condenação de seis réus da Operação Leite Compen$ado – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Justiça mantém condenação de seis réus da Operação Leite Compen$ado

Reporter Cidades

Publicado

em

| Foto: Felipe Dorneles / Especial / CP Memória


A Justiça divulgou, nesta segunda-feira, a condenação de seis réus denunciados pelo Ministério Público pela Leite Compen$ado. O juiz Marcos Luís Agostini, da 1ª Vara Criminal da Comarca de Erechim submeteu os acusados a pena de cinco anos, sete meses e seis dias, a ser cumprida em regime semiaberto.

Os réus foram denunciados por adulteração de leite apurada no curso da oitava fase da Operação Leite Compen$ado, no ano de 2015. Também condenou os seis acusados ao pagamento de 45 dias-multa, a razão de 1/10 do salário mínimo. Ainda, determinou a perda do caminhão registrado em nome de um dos acusados, considerando que o veículo foi utilizado para cometimento de crime.

Denúncia

O promotor de Justiça Mauro Rockenbach, da Promotoria Especializada Criminal, denunciou dois réus por terem corrompido, adulterado e alterado leite in natura, em três ocasiões, e outros quatro acusados por terem recebido o leite in natura adulterado mediante a adição de água e/ou algum soluto, diminuindo-lhe o valor nutritivo, mantendo-o dolosamente em depósito para vender.

A Operação foi deflagrada em diversas fases. A materialidade dos crimes ficou comprovada pelos resultados dos exames laboratoriais realizados em amostras de três cargas apreendidas no caminhão de um dos acusados, interceptado junto ao posto de refrigeração da empresa, nos dias 9, 10 e 11 de março de 2015.

Fraude 

As amostras colhidas evidenciaram que o leite in natura estava fora dos padrões de qualidade exigidos para sua comercialização, em razão de adulteração, mediante a adição de água e/ou algum soluto.

Conforme parecer do engenheiro químico do Departamento de Assessoria Técnica do MP, “a fraude que está sendo aplicada ao leite, no intuito de adicionar água sem que seja constatada pelos testes físico-químicos, em laboratórios credenciados pelo Ministério da Agricultura, Abastecimentos e Pecuária (Mapa), além de estar caracterizada como uma fraude econômica, poderá acarretar sérios problemas de saúde para aqueles consumidores que venham a adquirir este tipo de leite”.

O parecer destaca que foram adicionados produtos químicos totalmente estranhos ao leite, no intuito de fraudar o produto cru a ser analisado pelo laboratório. “Estes produtos químicos, na maioria das vezes, são de origem duvidosa e podendo ter em suas formulações componentes altamente tóxicos à saúde humana. Estas adições têm como objetivo maquiar o grau de deterioração de matéria prima, leite cru, e a adição de água para ganho no volume”, destacou ainda o parecer.

Segundo o juiz Marcos Agostini, a adulteração tinha o intuito de aumentar tanto o volume quanto o prazo de validade do leite e impulsionar a lucratividade gerada pela fraude, sendo que a adição de um soluto serviu, também, para mascarar a adição da água.

O juiz entendeu que ficou comprovado que os réus tinham ciência da adulteração do leite e, tendo ingerência de fato no recebimento do produto, autorizavam/determinavam a sua internalização pela cooperativa, que beneficiava o produto e fazia a destinação para fins de comercialização.

“Nesse contexto, inexistindo causas excludentes de ilicitude ou da culpabilidade a reconhecer, estando comprovadas a autoria e a materialidade, sendo típico o fato, a condenação dos acusados é medida imperativa”, concluiu.

Correio do Povo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agro

Chuvas animam produtores e contribuem para retomada dos plantios de soja

Pável Bauken

Publicado

em



As chuvas dos últimos dias animaram os produtores de soja, que em várias regiões realizaram plantios, mesmo sem condições adequadas de umidade. Na sequência, as chuvas ocorridas em todas as regiões contribuíram para a retomada das operações de plantio – que já atinge 61% no Rio Grande do Sul – para o desenvolvimento da cultura e também para o início das operações de tratos culturais.

De acordo com o Informativo Conjuntural produzido e divulgado pela Gerência de Planejamento, nesta quinta-feira (03/12), na região de Soledade, o  quadro geral da cultura é de normalidade. A ocorrência de chuva na última semana em grande parte da região aumenta o teor de umidade do solo e permite avanços no plantio da cultura que atinge 85% da área prevista, com 30% dos cultivos em germinação/emergência e 70% em desenvolvimento vegetativo.

As precipitações de distribuição irregular e volumes variados no Estado ocorridas durante a última semana contribuíram para amenizar o déficit hídrico ocasionado pelo longo período de tempo seco e para retomar os plantios e os tratos culturais do milho. Até esta quinta-feira (03/12), já chegam a 1.646 as comunicações de ocorrência de perdas para cobertura do Proagro.

A sequência de dias de tempo seco no RS foi interrompida por chuvas que ajudaram no desenvolvimento dos cultivos e na implantação final das lavouras de arroz, que já chega a 98%. E nas regiões de Frederico Westphalen, Porto Alegre, Soledade e Pelotas, a falta prolongada de chuvas vem comprometendo o desenvolvimento das lavouras do feijão primeira safra.

A ocorrência de chuvas com distribuição desuniforme e volumes variados no Estado não atrapalhou o avanço das colheitas de trigo, em fase de finalização, nas regiões de Bagé, Pelotas e Caxias do Sul, que ainda somam 1% restante de lavouras cultivadas no Estado a serem colhidas.

Acesse o Informativo Conjuntural em https://bit.ly/2JxNd8S

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Últimos dias para se inscrever no Vestibular de Medicina da Unijuí

Pável Bauken

Publicado

em



Encerra-se neste domingo, dia 6 de dezembro, o período para inscrições no Vestibular de Medicina da Unijuí. Os candidatos vão concorrer a 50 vagas para o curso, ofertado em turno integral e com duração de seis anos. Interessados podem acessar o site www.unijui.edu.br/vestibularmedicina para se inscrever.

Diferente do Vestibular de Verão, cujas provas serão aplicadas de forma virtual no domingo, dia 6, o Vestibular de Medicina terá seu processo seletivo presencial, no dia 13 de dezembro, junto à Sede Acadêmica da Unijuí. A Instituição adotará todas as medidas de segurança e distanciamento, evitando, assim, a propagação da covid-19.

Conforme consta no edital, o candidato do grupo de risco pode, inclusive, solicitar a realização da prova em sala com organização especial. Para isso, basta encaminhar uma solicitação e atestado médico via e-mail [email protected].

A prova do Vestibular de Medicina compreende uma redação e 40 questões objetivas, sobre quatro áreas do conhecimento: Matemática e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias; e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. Os candidatos terão das 13h às 17h para finalizá-la.

Neste processo seletivo, o candidato também pode utilizar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de anos anteriores – 2016, 2017, 2018 ou 2019. Lembrando que, para utilizar a nota, o candidato deve ter concluído o Ensino Médio. Neste ano, em função da pandemia, o Enem será realizado somente no mês de janeiro de 2021, por essa razão não será possível utilizar a nota dessa edição do Exame.

O curso de Medicina da Unijuí prepara o aluno para atuar nas áreas de atenção à saúde, gestão e educação em saúde, nos sistemas público e privado, atendendo às necessidades individuais e coletivas. O curso conta com metodologia de ensino-aprendizagem diferenciada, baseada em metodologias ativas e com uma rede integrada de laboratórios de ensino, os quais permitem que o estudante vivencie as atividades profissionais desde o início do curso. Também propõe formação interdisciplinar, evidenciando a importância de cada área da saúde no desenvolvimento de competências, habilidades, valores e atitudes que constituem o médico enquanto agente de transformação na área de sua atuação profissional e cidadã.

Destaques do dia:

Mestrado em Atenção Integral à Saúde lança editais especiais

Vestibular de Verão Unijuí: confira tudo o que você precisa saber sobre a prova

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Hospital Vida & Saúde intensifica treinamentos, focando na qualificação dos profissionais

Pável Bauken

Publicado

em



Quando se tem a vida e a saúde de pessoas em suas mãos, é preciso manter uma rotina de treinamentos com as equipes assistenciais. Em algumas situações, como na pandemia, faz-se necessário intensificá-los, a fim de garantir toda a assistência possível no atendimento ao paciente e promover a segurança necessária ao trabalhador. E assim tem sido o trabalho do Núcleo de Educação Corporativa, (NEC) juntamente com o Núcleo de Segurança do Paciente (NSP) do Hospital Vida & Saúde.

Vários treinamentos têm sido realizados em diversas áreas do Hospital, como na UTI Adulto, Pediatria, Setor de Emergência, Unidade COVID, Unidades de Internação Abertas, entre outros. Em todos os setores, o Núcleo tem promovido a revisão da técnica de reanimação cardiopulmonar. Utilizando um manequim, os profissionais aliam mais rapidamente a teoria com a prática do seu dia a dia. Alguns treinamentos tiveram a participação integrada de Técnicos de Enfermagem, Enfermeiros e Médico das respectivas áreas.

Na UTI Adulto, para revisar as medidas e ações de prevenção de Lesões por Pressão, foram apresentadas simulações com situações realísticas para facilitar o entendimento sobre a importância da avaliação diária da pele, o correto posicionamento do paciente no leito, o reconhecimento dos diferentes estágios das lesões e medidas a serem adotadas para preveni-las, ou impedir seu avanço. Outra tarefa do NEC é enfatizar junto aos profissionais da assistência a importância da educação dos familiares cuidadores, preparando-os para dar continuidade dos cuidados necessários ao seu ente querido no período pós alta hospitalar.

Todos os treinamentos são planejados e organizados com base em protocolos atuais e preconizados por associações de referência. “O Núcleo de Educação Corporativa atua na coordenação dos treinamentos a partir do Levantamento de Necessidades de Treinamento de cada área, de acordo com o que as equipes julgarem necessário e com as sugestões do próprio Núcleo”, explica a enfermeira Jacinta Spies, coordenadora do NEC.

Além da qualidade dos treinamentos, a satisfação dos participantes também é uma das prioridades do Núcleo, e tem sido percebida através do preenchimento, via Google Forms, da Avaliação de Reação de Treinamento, atingindo níveis altos de aprovação.

 

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

O que você achou do site novo do Portal Plural?

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×