Julho de 2019 foi o mês mais quente da história, diz agência americana – Portal Plural
Connect with us

Clima/Tempo

Julho de 2019 foi o mês mais quente da história, diz agência americana

Publicado

em



 

O mês de julho foi o mais quente no planeta nos últimos 140 anos, informou ontem (15) a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos (NOAA na sigla em inglês).

Os dados da agência americana confirmam conclusões divulgadas no início do mês pelo serviço europeu Copernicus sobre mudança climática, que também havia apontado julho deste ano como o mês mais quente já registrado.

Segundo os cientistas da instituição americana, durante o mês de julho a média global das temperaturas foi 0,95°C superior à média de todo o século 20, que foi 15,77°C, o que torna julho de 2019 o mês mais quente nos registros da agência, que começaram em 1880.

No relatório, a NOAA lembrou que nove dos dez meses de julho mais quentes da história foram registrados desde 2005, sendo os dos últimos cinco anos os que tiveram as maiores temperaturas.

O calor sem precedentes em julho reduziu o gelo nos Oceanos Ártico e Antártico a mínimos históricos. O gelo do Oceano Ártico atingiu uma baixa recorde em julho, ficando 19,8% abaixo da média – superando a baixa histórica anterior, de julho de 2012. O gelo marinho médio da Antártica, por sua vez, ficou 4,3% abaixo da média de 1981-2010, atingindo seu menor tamanho para julho nos registros de 41 anos.

A NOAA afirmou que 2019 foi o ano com maiores temperaturas até o momento em partes da América do Sul e do Norte, Ásia, Austrália e Nova Zelândia, assim como na metade meridional da África e em porções do oeste do Oceano Pacífico, do oeste do Oceano Índico e no Oceano Atlântico. O Alasca teve seu mês de julho mais quente desde que começou a fazer registros, em 2005.

Recordes de temperatura também foram quebrados em diversos países europeus, como a Alemanha, Bélgica ou Holanda. Em Paris, por exemplo, os termômetros marcaram 42,6°C, a temperatura mais alta já registrada na capital francesa, ultrapassando o recorde anterior de 40,4°C alcançado em 1947.

Nesse sentido, o relatório americano ressaltou que entre janeiro e julho deste ano, a temperatura global esteve 0,95 graus acima da média do século passado, que foi de 13,83 graus centígrados, empatando com 2017 como o segundo ano mais quente até o momento (2016 é considerado até hoje o ano mais quente).

As conclusões confirmaram os dados divulgados pelo Serviço de Mudança Climática Copernicus, da União Europeia, em 5 de agosto, embora a margem do novo recorde em comparação com o último, em julho de 2016, tenha sido maior de acordo com os dados dos Estados Unidos.

O novo recorde é ainda mais notável porque o anterior seguiu um forte El Niño, que aumenta a temperatura média do planeta independentemente do impacto do aquecimento global.

Agência Brasil
Compartilhe
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clima/Tempo

Inmet alerta para risco de temporais em parte do Rio Grande do Sul nesta terça-feira

Publicado

em



Uma área de baixa pressão atmosférica e a aproximação de uma frente fria deixam o tempo instável em todo o Rio Grande do Sul nesta terça-feira (18). O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para o risco de temporais, com queda de granizo, descargas elétricas e rajadas de vento de até 100 km/h, nas áreas destacadas em laranja (mapa abaixo). Nessas localidades, pode haver transtornos como interrupção no fornecimento de energia elétrica, queda de árvores, alagamentos e estragos em plantações.

De acordo com a Climatempo, os maiores acumulados estão previstos para alguns municípios do Sul, como Turuçu, Santana da Boa Vista e Santa Vitória do Palmar: 32mm (cerca de 23% do volume de chuva esperado para janeiro nas cidades). A Capital registra um acumulado em torno de 20mm (19% do volume de chuva esperado para o mês no município).

Com o avanço das precipitações, a temperatura cai. Ainda assim, faz calor na maior parte do Estado. Ao amanhecer, São José dos Ausentes, na Serra, marca 14°C, a mínima do RS. Já a máxima deve aparecer em Lagoa Bonita do Sul, no Vale do Rio Pardo: 39°C. A variação térmica em Porto Alegre fica entre 23°C e 33°C.

A previsão para quarta-feira (19) não muda muito. Pancadas isoladas de chuva são esperadas ao longo do dia em todo o território gaúcho. A temperatura segue parecida. A mínima, de 14°C, será registrada, novamente, em São José dos Ausentes, na Serra. Durante a tarde, os termômetros de Uruguaiana, Itaqui e Alegrete, as três na Fronteira Oeste, chegam a 37°C, a máxima do RS. A Capital vai de 23°C a 34°C.

Na Região Noroeste a terça-feira (18) terá tempo instável, com pancadas moderadas de chuva ao longo do dia. Em Cruz Alta, os termômetros variam de 23°C a 31°C.

Fonte: Gaúcha ZHn
Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Clima/Tempo

Temperatura pode chegar a 39°C nesta segunda-feira no RS; baixa umidade do ar requer atenção

Publicado

em



A semana que antecede o Ano-Novo começa ensolarada no Rio Grande do Sul. Segundo a Somar Meteorologia, a previsão é de céu com poucas nuvens nesta segunda-feira (27), sem condições para chuva no Estado. As temperaturas seguem elevadas.

Nas áreas do oeste do Estado, a máxima pode chegar aos 39°C. É o caso de Santa Rosa, Uruguaiana e São Borja. Em Porto Alegre, os termômetros variam entre 19°C e 33°C.

A Somar ressalta que a umidade relativa do ar deve ficar abaixo dos 30% em praticamente todo Estado, inclusive na Capital. O índice é considerado de atenção por oferecer riscos à saúde. Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), o ideal é que a umidade fique entre 50% e 80%.

É possível que as pessoas apresentem falta de ar, irritação nos olhos e ressecamento do nariz, da garganta e da pele. Nessas situações, é recomendado tomar alguns cuidados, como ingerir bastante líquido e evitar exposição ao sol e atividades físicas ao ar livre, principalmente nas horas mais quentes do dia, entre 10h e 16h.

Na terça-feira (28), estão previstas algumas rajadas de vento no Estado, mas são ventos quentes. O sol ainda brilha forte o dia todo e não chove. As áreas do oeste seguem com predomínio de céu azul.

Fonte: GZH

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Clima/Tempo

Temporal causou estragos em Linha Alpargatas, Boa Vista do Buricá

Publicado

em



Neste domingo (19/12), um forte temporal atingiu a localidade de Linha Alpargatas no interior de Boa Vista do Buricá.

Houve danos em residências e galpões de várias propriedades. A comunidade aguarda também o restabelecimento do serviço de energia elétrica.

A Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá está prestando auxílio aos moradores da localidade e fazendo o levantamento dos estragos.

        

Fonte: SECOM | Prefeitura de Boa Vista do Buricá

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PORTAL PLURAL LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2022 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×