Juíza determina que acusado de estvpr4r e m4tar criança fique em cela onde seja 'respeitada sua integridade física'
Connect with us

Plantão 24H

Juíza determina que acusado de estvpr4r e m4tar criança fique em cela onde seja ‘respeitada sua integridade física’

Publicado

em

juiza determina que acusado estvpr4r m4tar crianca fique cela onde seja respeitada sua integridade fisica1
Foto: Reprodução.

Nuveratopo humbeto pluralAcademia PersonaFAST AÇAÍ

A juíza da Central Especial de Audiência de Custódia, Daniele Lima Pires Barbosa, decidiu manter a prisão preventiva de Reynaldo Rocha Nascimento, acusado de matar Kemilly Hadassa Silva, de 4 anos, na tarde desta quarta-feira. Hadassa foi assassinada no último fim de semana, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O suspeito confessou que, antes do homicídio, estuprou a menina. A magistrada determinou ainda que a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) providenciasse uma cela na qual fosse “respeitada sua integridade física, diante dos relatos do indiciado de que teria sido ameaçado e agredido por outros presos”.
Reynaldo era primo de segundo grau da mãe da vítima, Suelen da Silva Roque, que era chamada por ele de “magrela”. Por deixar a menina sozinha em casa, com os irmãos de Hadassa, de 7 e 8 anos, para ir a uma festa em Cabuçu, no município de Nova Iguaçu, de sábado para domingo, o que caracterizaria abandono de incapaz, a mãe da criança está sendo investigada.

Segundo o delegado titular da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, Mauro César da Silva Junior, responsável pelo caso, caberia à Suellen, como garantidora, ou seja, responsável pela criança, protegê-la. Por isso, ele ainda decidirá como irá tipificar o crime a partir o andamento das investigações. A polícia já sabe que, antes de ir ao evento, um forró na praça da localidade, Suellen teria comentado com Reynaldo que sairia à noite.

Ao depor na audiência de custódia, Reynaldo passou todo o tempo algemado por medida de segurança, uma vez que a sala do local era pequena e a juíza temia pela integridade física de quem se encontrava no recinto. O acusado queixou-se de ter sido agredido com socos nas costela e nas costas. Alegou, inclusive, ter sido asfixiado com sacola plástica.

Como o objetivo da audiência de custódia é justamente verificar a legalidade da prisão e se o detento não sofreu agressões enquanto estava sob o controle do estado, a magistrada pediu que cópias do processo dele fossem enviadas à promotoria da Auditoria Militar para checar se houve alguma irregularidade. Ao ser submetido a fazer exame de corpo de delito para verificar lesões, houve o registro de “marcas de agressão”. Segundo o laudo, Reynaldo “foi apresentado com lesões aparentes”.

Reynaldo quase foi linchado no local de captura, salvo por policiais militares chamados para efetuar a prisão. As lesões podem ter sido provocadas pela reação de vizinhos pela morte de Hadassa, que chegou a ficar desaparecida por um dia. A criança sumiu na madrugada de sábado, dia 9. Seu corpo foi encontrado escondido em um saco de ração nas proximidades da casa onde Reynaldo morava com a mãe, no dia seguinte.

 

Fonte: Jornal Extra.

Compartilhe

Plantão 24H

Polícia Federal: notas com indícios de falsidade são apreendidas com adolescente na região

Publicado

em

portal plural polícia federal notas com indícios de falsidade são apreendidas com adolescente na região

FAST AÇAÍtopo humbeto pluralNuveraAcademia Persona

Um adolescente, de 16 anos, foi apreendido com cédulas com indícios de falsidade, na região noroeste do Estado, nesta quinta-feira (13). De acordo com a Polícia Federal, o menor de idade havia recebido uma encomenda com as notas no município de Três Passos. Na ação, R$ 1 mil em notas suspeitas de falsificação foram apreendidas

Ainda conforme a polícia judiciária, após receber informações do envio de uma remessa suspeita de conter dinheiro falso para Três Passos, equipe de policiais passou a monitorar a entrega da encomenda. O destinatário da remessa foi abordado pelos policiais federais logo após recebê-la.

Restaram apreendidas dez notas de R$ 100, todas com indícios de falsidade. O adolescente foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Três Passos em razão da prática de ato infracional análogo ao crime de moeda falsa e, posteriormente, entregue a sua genitora.

Com informações da Polícia Federal

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Plantão 24H

Operações estão de olho na “Maconha Gourmet” que está em alta e é 50 vezes mais cara que a comum

Publicado

em

portal plural
Foto: Divulgação/Policia Civil
Academia PersonaFAST AÇAÍtopo humbeto pluralNuvera

O consumo de um tipo de maconha mais potente, cujo custo pode ser até 50 vezes maior que o da maconha comum, chamou a atenção da polícia civil de São Paulo, que iniciou investigações sobre os grupos especializados na fabricação e tráfico desse produto. Nos últimos três meses, equipes da Delegacia de Investigação Sobre Entorpecentes (Dise) de Carapicuíba realizaram pelo menos três operações contra quadrilhas que vendem essa droga em áreas nobres da Grande São Paulo, como Alphaville e Santana de Parnaíba.

Segundo o delegado Estevão Castro, responsável pelas operações, a droga é misturada com compostos químicos que potencializam seus efeitos e conferem um aroma diferente do da maconha comum.

“A droga é vendida em uma espécie de pasta, a granel ou em um formato mais rígido. Eles (os traficantes) misturam compostos químicos, que aumentam o efeito da droga”, explica Castro.

A comercialização dessa maconha, segundo o delegado, é restrita a grupos de trocas de mensagens, com a entrega ocorrendo diretamente na casa do usuário. A “maconha gourmet” dificilmente é encontrada em pontos de venda do tráfico convencional, as chamadas “biqueiras”. “Esse tipo de maconha é vendido a um público específico, com maior poder aquisitivo e acesso aos grupos de comércio ilegal. Geralmente, a entrega é feita pelo traficante, diferente do tráfico convencional, onde o usuário vai até o ponto de venda”, diz o delegado.

Laboratório do Tráfico

A última ação dos policiais da Dise de Carapicuíba contra o tráfico da “maconha gourmet” ocorreu em 4 de junho, resultando na prisão de um suspeito da quadrilha investigada. Com um mandado de prisão autorizado pela Justiça, os policiais conseguiram entrar em um imóvel que funcionava como um laboratório do tráfico.

O alvo do mandado de prisão estava armado, mas não resistiu à abordagem dos policiais, conforme registrado no boletim de ocorrência. No local, foram apreendidos papelotes de derivados de haxixe (com alta concentração de THC), conhecidos como “dry” e “ice”, utilizados como base para a “maconha gourmet”. Além da droga, foram encontrados e apreendidos diversos equipamentos para a fabricação da droga, uma pistola calibre .380 e munições.

Fonte: CNN Brasil

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Plantão 24H

Morador registra queixa contra vizinho por mau cheiro e obstrução de via pública em Santa Rosa

Publicado

em

portal plural calor persiste em santa rosa, mas chuva se aproxima (1)

FAST AÇAÍNuveraAcademia Personatopo humbeto plural

Um morador registrou uma queixa na Delegacia de Polícia de Santa Rosa na última terça-feira, relatando problemas com seu vizinho, residente no Lajeado Figueira.

Segundo o denunciante, o vizinho mantém três cavalos e porcos em seu terreno, causando mau cheiro que se espalha pela vizinhança, incomodando a ela e outros moradores. Além disso, o homem amarra os cavalos na rua, obstruindo o trânsito de veículos e pedestres.

Foi relatado também que o vizinho possui uma oficina mecânica e costuma deixar carros na rua, atrapalhando ainda mais a circulação no local.

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Compartilhe

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]

Trending

×

Entre em contato

×