Jovem adota um gatinho, mas ao levar no veterinário, descobre algo impressionante – Portal Plural
Connect with us

Curiosidades

Jovem adota um gatinho, mas ao levar no veterinário, descobre algo impressionante

Publicado

em



 

Florencia estava pescando com o irmão Lucas, em Santa Rosa de Leales, na província de Tucumán, na Argentina, quando ouviu um barulho vindo de um matagal próximo da beira do rio. Ao chegar ao local para averiguar, os irmãos encontraram em uma pequena caverna dois gatinhos.

De acordo com os irmãos, os animais pareciam ter apenas semana de vida. Os gatinhos estavam famintos e, se seguissem ali, provavelmente morreriam. Por esse motivo, Florencia sem hesitar, pegou os felinos, uma fêmea e um macho. A jovem os batizou de Dani e Tito.

Ela os alimentou e proveu todos os cuidados necessários. Entretanto, Dani, por estar debilitada, não aguentou e morreu uma semana depois do resgate. Tito, em contrapartida, tornou-se o fiel companheiro de Florencia. Ele a seguia por todos os lados. Quando Florencia assobiava, ele aparecia. Os dois até dormiam juntos.

A surpresa

Dois meses se passaram e Tito seguiu se comportando igual a todo felino domesticado. Afinal, o animal tinha o seu lugar de dormir, brinquedos e até roupas. O comportamento de Tito, de repente, começou a mudar. O felino se torna, então, mais hiperativo e ágil do que qualquer gatinho doméstico.

“[Ele] Gostava de subir na mesa e saltar de lá, achava que era normal”, disse ela, ao jornal argentino El Tucumano. “Em um desses saltos, ele deve ter machucado uma pata, pois começou a andar mancando”.

A jovem levou o animal a um veterinário. O primeiro especialista suspeitou se tratar de uma espécie diferente, mas não sabia definir qual. “O veterinário nem sabia qual espécie era. Procurei outros veterinários, mas nenhum soube me dizer nada. Além disso, todos queriam me cobrar entre 6.000 e 18.000 pesos para tratar a perna”, explicou a jovem.

Florencia, nesse ínterim, procurou outros especialistas, até que conversou com uma pessoa da reserva natural de Horco Molle. Aí, veio a surpresa: Tito era um puma selvagem. Como não sabia o que fazer, Florencia levou o felino para a faculdade onde estuda, e Tito fez sucesso entre os colegas.

Ali, decidiram, então, chamar a Fundação Argentina de Resgate Animal (Fara). “A fundação atuou muito rápido, chegaram e os profissionais me acalmaram. Se você cria e sente que é seu, causa dor que o levem, mas no fundo sei que está tudo bem que o levem e o reintegrem à natureza”, disse a jovem.

A despedida

No pátio da escola, Florencia não pôde evitar as lágrimas, ao se despedir de Tito: “Sinto que ele ficará triste sem mim. Eu fico preocupada. Ele é domesticado. E se ele for devolvido à natureza e não souber se comportar como um puma? Não quero me afastar dele, mas a fundação disse que posso visitá-lo em breve”.

De acordo com o presidente da Fara, Pedro Rodríguez Salazar, o pequeno puma tem três meses de vida e foi encaminhado para a reserva de Horco Molle, onde recebeu cuidados médicos e passaria por um processo de reabilitação, para ser liberado novamente em seu habitat natural. No Facebook, a entidade publicou fotos do animal e falou sobre o resgate.

“Ele estava com uma fissura na pata traseira, mas já se encontra na reserva, para receber atenção especializada”, comentou a fundação. “Queremos agradecer a quem entregou o animalzinho e queremos fazer chegar a mensagem de que esses animais não são mascotes, eles devem estar em seus lugares; mesmo que pareçam inofensivos e algum possa ser acariciado, não devemos tê-los em nossas casas”, alertou por comunicado a Fara.

Fonte: Fatos Desconhecidos

Compartilhe
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Curiosidades

O que aconteceu com Rosa Nienau, a jovem Judia amiga de Hitler

Publicado

em



A insólita amizade surgiu durante a primavera de 1933, mas foi abruptamente interrompida

O líder nazista Adolf Hitler foi o responsável pela morte de mais 6 milhões de judeus em todo o mundo durante a Segunda Guerra Mundial. No entanto, o que poucas pessoas sabem, é da amizade insólita do brutal ditador com uma garotinha de ascendência judaica. 

A insólita amizade

Rosa Bernile Nienau era filha única de mãe solo. Seu pai havia falecido pouco antes dela nascer, e foi criada pela sua mãe enfermeira, filha de uma judia. 

Durante a primavera de 1933 na Berghof, Rosa Bernile Nienau viajou com a sua mãe de Munique até a residência que o ditador tinha nos Alpes bávaros, na Alemanha. “A menina do Führer, como ficou conhecida, tinha apenas seis anos quando conheceu Hitler.

Na ocasião, a garotinha de ascendência judaica viajou à residência de Führer para comemorar o aniversário do ditador, que assim que soube que Rosa fazia aniversário no mesmo dia que ele, pediu para conhecê-la pessoalmente. 

Era comum o fotógrafo pessoal do ditador, Heinrich Hoffmann, fotografá-lo ao lado de crianças para vender a ideia que Hitler era um líder carismático, próximo e carinhoso. Em 2018, uma imagem em branco e preto de Rosa e Hitler foi leiloada em Maryland, Estados Unidos, por 11.520 dólares — cerca de 43.600 reais.

A imagem autografada por Hitler, sob o título “A querida e apreciada Rosa Nienau e Adolf Hitler, Munique, 16 de junho de 1933”, foi capturada por Heinrich Hoffmann e leiloada na Alexander Historical Auctions.

Nos anos seguintes, Rosa e Hitler trocam diversas cartas, além de posarem para campanhas publicitárias. Entretanto, cinco anos depois, a cúpula nazista descobriu que a jovem era de origem judia e imediatamente forçou o fim da amizade. 

O fim da amizade 

Segundo os Arquivos Federais Alemães (Bundesarchive), entre 1935 e 1938, Rosa escreveu 17 cartas ao seu “querido tio Hitler” e ao chefe de ajudantes nazistas, Wilhelm Brückner. De acordo com os documentos, Hitler logo soube sobre a origem de Rosa, mas seja por motivos pessoais ou publicitários, não rompeu o vínculo com a pequena judia. 

“Estimado tio Brückner! Hoje eu tenho muito a te dizer. Quando durante as férias estivemos em Obersalzberg e me deixaram ver o querido tio Hitler duas vezes! Infelizmente, você nunca estava acordado”, escreveu Rosa em uma das missivas disponibilizadas pelos Arquivos Federais Alemães. 

No entanto, a amizade chegou ao fim quando o secretário particular de Hitler, Martin Bormann, soube da herança genética de Rosa. O oficial nazista ordenou que fosse proibido o acesso da garota e de sua mãe na casa de Führer. 

Bormann ordenou, ainda, que Hoffmann não utilizasse mais imagens de Rosa nas propaontegandas. Segundo o escritor James Wilson, autor da obra Hitler’s Alpine Headquarters (O Quartel-general Alpino de Hitler, em tradução livre), de 2014, Hitler não aceitou de forma amigável as ordens de Bormann. 

“Hitler ficou tão enfurecido por terem denunciado sua pequena amiga que lhe disse [a Hoffmann]: ‘Existem pessoas que têm verdadeiro talento para arruinar minha alegria’”, escreveu James Wilson em seu livro. 

Rosa Bernile, por sua vez, veio a falecer em 5 de outubro de 1943, aos 17 anos, em decorrência de pólio, no Hospital Schwabing. De acordo com pesquisas posteriores, a jovem judia estudou desenho técnico durante a adolescência, sendo uma de suas primeiras obras de arte inspirada em sua fotografia com Hitler.

 Fonte: AH 

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Curiosidades

Bar coloca lista de caloteiros na porta: ‘Esses foram premiados’

Publicado

em



Um bar na zona norte de Sorocaba (SP) ficou conhecido nas redes sociais após o dono do estabelecimento instalar uma placa com uma lista dos “caloteiros premiados de 2021”, na última semana.
Em novembro deste ano, um aviso foi colocado na entrada do bar indicando que, no mês seguinte, seria colocada a lista dos “caloteiros 2021” na grade do estabelecimento. Conforme prometido, os nomes dos devedores foram expostos na placa, o que despertou a curiosidade de um jovem.

Ao g1, o estudante Nicolas Pereira Pedroso contou que foi comprar um refrigerante na “Adega do Márcio”, que fica no bairro Mineirão, quando viu a placa indicando que seria divulgada a lista.

Por achar a situação engraçada, ele tirou uma foto e publicou em uma página no Facebook.

PAGAMENTO DEPOIS DA POSTAGEM

Dias depois, outras páginas começaram a compartilhar a imagem registrada pelo jovem até que a “Parte 2” da história, com a lista das pessoas que estavam devendo, foi divulgada na sexta-feira (10).

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Curiosidades

Bebê nasce com 7kg e pode ser um dos maiores do mundo

Publicado

em



Um bebê nascido em Belém, no Pará, pode ser uma das maiores que já chegaram ao mundo. De acordo com reportagem do Bora Brasil, da Band, Estefany Araújo Evangelista nasceu no dia 15 de novembro com incríveis 7,038 kg e 61 cm, o que assustou até os médicos da maternidade.

A recém-nascida, que está sob cuidados intensivos e saúde estável, não coube na incubadora do hospital.
Além disso, todas as roupinhas que os pais compraram para o enxoval da filha viraram prejuízo, já que nada serviu para o bebê.

Segundo a reportagem, Estefany Araújo Evangelista pode entrar na lista dos 10 maiores bebês nascidos em todo o mundo.
Fonte: terra

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PORTAL PLURAL LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2022 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×