Acesse aqui
Rádio Web Portal Plural
Isolamento social prejudica qualidade do sono – Portal Plural
Connect with us

Geral

Isolamento social prejudica qualidade do sono

Reporter Cidades

Publicado

em

| Foto: Kinga Cichewicz/Unsplash


Entre as consequências da pandemia de COVID-19 estão as alterações do sono. Com níveis maiores de estresse e incertezas, é comum que esses problemas surjam ou ganhem mais força nesse período.

De acordo com o médico neurologista e coordenador de Pesquisa e Pós-Graduação da Faculdade de Medicina da Universidade de Passo Fundo (FM/UPF), Cassiano Mateus Forcelini, a insônia é o distúrbio do sono mais comum na população mundial, afetando entre 30 a 35% da população. “Nesses dados estão englobados tanto os casos em que insônia é um sintoma de outro problema, por exemplo, ansiedade, apneia obstrutiva do sono, quanto aqueles em que a pessoa tem a doença insônia. Por isso, sim a insônia pode ser tanto um sintoma, quanto uma doença” diz.

Apesar de ainda não ter estudos confirmando aquilo que os profissionais de saúde já percebem, a situação atual está, sim, afetando a qualidade do sono. Forcelini crê em dois fatores principais para isso. “Primeiro fator é a apreensão com relação à própria saúde e de seus familiares, bem como manutenção de emprego e renda, além de revisão dos objetivos desejados para o ano. Segundo, a inatividade. Sabe-se que a atividade física e convivência social (trabalho, lazer, escola) melhoram a qualidade do sono. Nesse aspecto, a quarentena em si seria um indutor de insônia, ainda que para outras pessoas a possibilidade de dormir mais acaba se concretizando. Mas, mesmo assim, a qualidade desse sono segue sendo dependente de atividade física e convívio social”, relatou.

Qualidade do sono é fundamental para a saúde

A professora do curso de psicologia da Universidade Cruzeiro do Sul, Ksdy Maiara Moura Sousa explica que o sono é uma função importante para a saúde, pois ele permite não só a restauração e recuperação energética do corpo, mas também, melhora o humor e o aprendizado. “Em situações de estresse e alteração da rotina, passamos a ter hábitos que mudam nosso comportamento em relação ao sono, muitas vezes prejudicando a qualidade dele”, relata.

Portanto, diante da situação atual, dormir bem é uma estratégia importante para que possamos evitar doenças mentais e do corpo. Algumas dicas podem ajudar nesse processo, confira algumas orientações de Ksdy para dormir melhor:

  • Estabeleça horários para dormir e acordar: a rotina do sono é fundamental para estabelecer e manter o nosso ritmo biológico. O nosso cérebro adora previsibilidade e essa rotina beneficia o nosso sistema;
  • Evite ficar o dia todo no quarto ou de pijama: levante, abra a janela do quarto, coloque uma roupa para passar o dia. Isso mostra ao seu cérebro que o dia começou e faz com que ele se prepare para as atividades programadas;
  • Exponha-se à luz solar e seja ativo durante o dia: o nosso corpo precisa produzir hormônios que induzam ou que levem ao sono. Uma maneira adequada é se expor à luz solar, pois, assim, o corpo entende que o dia foi feito para estarmos ativos e a noite para descansarmos;
  • Evite dormir muitas horas durante o dia:  nosso cérebro precisa associar dia com atividade e noite com descanso. Se dormirmos muito durante o dia, tendemos a dormir muito mais tarde a noite. Isso pode alterar seu ritmo biológico e levá-lo a desenvolver um quadro de insônia;
  • Use seu quarto e sua cama apenas para dormir: não trabalhe, leia, se alimente ou estude na cama. Seu cérebro precisa entender que ali é um local de descanso;
  • Diminua o uso de aparelhos eletrônicos duas horas antes de dormir: a luz dos celulares e das TVs são extremamente estimulantes, impedindo com que o cérebro relaxe;
  • Evite consumir bebidas estimulantes e alcoólicas perto do horário de dormir: o consumo de café, chás estimulantes e energéticos podem prejudicar o início do sono, aumentando as chances de insônia. O álcool, apesar causar sonolência, leva a um sono de pouca qualidade;
  • Faça atividade física durante o dia: praticar exercícios físicos ajuda na qualidade e consolidação do sono, porém, se possível, evite fazer atividades intensas a noite;
  • Planeje o dia: tenha uma rotina de trabalho e estudo com local, horários e tarefas a serem realizadas no dia, dessa forma, você não se sobrecarrega ou passa a noite trabalhando;
  • Anote os pensamentos e ideias antes de ir para a cama: fazer isso evita os pensamentos incontroláveis antes de dormir, diminuindo o estresse e a ansiedade;
  • Medite, respire e relaxe antes de ir para cama: ter um momento para respirar e meditar auxilia muito a desacelerar a mente, favorecendo uma boa noite de sono;
  • Não espere o sono chegar na cama: ir para a cama sem sono pode aumentar a ansiedade e condicionar a associar o quarto e a hora de dormir como algo ruim, por isso, é importante praticar atividades relaxantes antes de dormir.

Bella+ / Correio do Povo

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Receita paga hoje restituições de lote residual do Imposto de Renda

Reporter Global

Publicado

em



 

 

Crédito bancário totaliza mais de R$ 399 milhões

 

A Receita Federal paga hoje (30) as restituições do lote residual do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) do mês de novembro de 2020 para 198.967 contribuintes. O crédito bancário totaliza mais de R$ 399 milhões.

Desse total, R$ 143,8 milhões referem-se ao quantitativo de contribuintes que têm prioridade legal, sendo 3.559 idosos acima de 80 anos, 26.599 com idade entre 60 e 79 anos, 2.924 com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e 12.312 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério. Foram contemplados ainda 153.573 não prioritários, que entregaram a declaração até o dia 12 de novembro.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deve acessar a página da Receita Federal. No Portal e-CAC, é possível acessar o serviço Meu Imposto de Renda e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nessa hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza ainda aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IR e à situação cadastral no CPF. Com ele será possível consultar diretamente, nas bases da Receita Federal, informações sobre liberação das restituições e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

O pagamento da restituição é feito pela Receita por meio do Banco do Brasil. Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Para isso deverá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos). O contribuinte também poderá fazer o agendamento no Portal BB.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la, também pela internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no Portal e-CAC, no serviço Meu Imposto de Renda.

 

 

Agencia Brasil

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

INSS mantém suspensa prova de vida para aposentados até o fim do ano

Reporter Global

Publicado

em

Foto: RONALDO SILVA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO FUP20200923034 - 23/09/2020 - 09:06

 

A decisão busca evitar o deslocamento dos idosos, que são considerados grupo de risco para a Covid-19

 

Uma portaria publicada nesta segunda-feira, 30, no Diário Oficial da União, mantém suspensa a prova de vida do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para aposentados e pensionistas, até o fim do ano. Com isso, aqueles que não fizeram o procedimento de março a novembro poderão receber o benefício até o fim de janeiro de 2021. O INSS quer evitar o deslocamento dos idosos, por serem considerados grupo de risco para a Covid-19 Todos os anos, beneficiários do INSS precisam comprovar ao governo que estão vivos. Essa comprovação é sempre presencial e pode ser feita na instituição bancária em que o aposentado ou pensionista recebe o benefício, em uma agência do INSS, em embaixadas e consulados ou na casa de aposentados e pensionistas com dificuldade de locomoção. Quem não faz a comprovação no prazo tem o pagamento bloqueado, suspenso ou cessado. O procedimento é obrigatório e tem como principal objetivo evitar fraudes e pagamentos indevidos.

 

 

Jovem Pan

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Médico de Maradona é investigado pela morte do astro argentino

Reporter Global

Publicado

em

Maradona, com o médico Leopoldo Duque, em 11 de novembro.- / AFP

 

Casa e a clínica de Leopoldo Duque foram revistadas a pedido da Promotoria

 

A Justiça argentina está investigando o complexo processo que levou à morte de Diego Maradona, e neste fim de semana colocou a lupa em seu último médico pessoal, Leopoldo Luque, de quem foi feito o primeiro réu em um processo que tramita provisoriamente como de homicídio culposo. Em busca de supostas irregularidades, o Ministério Público foi na manhã deste domingo ao endereço e ao consultório de Luque, um jovem médico de 39 anos que em 2018 começou a tratar Maradona e reaiizou a última cirurgia a que o ex-jogador foi submetido, um edema cerebral no início do mês. Há poucos dias, em meio a seus distúrbios de saúde, Maradona havia batido com a cabeça no chão de sua casa.

Luque, um neurocirurgião com excelente reputação entre muitos de seus colegas, ficou surpreso com a decisão do tribunal. Colegas de trabalho explicaram que ele está “emocionalmente devastado”. Segundo seus últimos ajudantes, Maradona era um paciente difícil de tratar, pouco dócil às decisões médicas e com um histórico clínico que incluía múltiplas e graves complicações em seu corpo desgastado.

A última foto publicada de Maradona, abraçando Luque e com um curativo na cabeça após a operação, foi postada nas redes sociais pelo próprio médico 10 dias antes da morte do jogador de futebol, no dia 14 de novembro. Parte da família do ídolo mostrou seu desgosto com Luque, que desde então teria perdido o controle total que tinha sobre o dia a dia médico de Maradona, embora na quinta-feira, 16, ele o tenha visitado em casa para tirar os pontos da operação.

Entre 11 e 25 de novembro, após receber alta da clínica e ser internado no que deveria ser um lar, Maradona morou com duas enfermeiras 24 horas por dia. O gerente do turno noturno verificou às seis da manhã da última quarta-feira, quando seu turno de trabalho terminou, se o ex-jogador ainda respirava.

O outro profissional de saúde mentiu em sua primeira declaração perante o tribunal, quando assegurou ter ouvido Maradona se levantar no meio da manhã para urinar. O craque, conforme constatado pela Justiça, morreu durante o sono de uma insuficiência cardíaca que gerou um edema agudo de pulmão, embora a hora exata ainda não seja conhecida.

A ausência de sinais vitais no ídolo foi descoberta pela psiquiatra e pelo psicólogo, que chegaram à casa de Tigre, ao norte da Grande Buenos Aires, às onze da manhã. Diante do alerta da dramática situação, Luque chegou ao local poucos minutos depois e avisou após o meio-dia que um paciente de 60 anos havia morrido. Ele não disse quem era.

Um dos enfermeiros declarou à Justiça que o último encontro entre Maradona e Luque terminou com uma forte discussão e um empurrão do ex-jogador de futebol no médico, embora ao mesmo tempo relativizasse essa situação: costumava ser relutante com os médicos e assistentes de saúde, muitos às vezes com episódios violentos. “Falei com o Diego no fim de semana e ele me disse: ‘Eles me trancaram aqui, eu quero sair”, disse Hugo, um de seus irmãos.

Por sua vez, as enfermeiras explicaram aos promotores que não haviam conseguido entrar no quarto de Maradona e que lhe passavam os comprimidos prescritos pelas auxiliares. Segundo os investigadores, essa falta de verificação exata de quais medicamentos o paciente estava tomando e quando não pode marcar uma suposta irregularidade na permanência no domicílio. Assim, o caso, que havia sido iniciado como uma “investigação das causas da morte”, foi provisoriamente elevado à categoria de homicídio culposo. Nas próximas horas, os resultados toxicológicos no sangue e na urina serão conhecidos.

 

 

El País

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×