Instagram deixa de mostrar número de curtidas das postagens – Portal Plural
Connect with us

Tecnologia

Instagram deixa de mostrar número de curtidas das postagens

Publicado

em



 

Usuários da rede social Instagram no Brasil perceberam a partir de ontem (17), uma importante mudança. Entre os recursos da plataforma o número de “curtidas”, também conhecidas como “likes” que uma publicação recebe, não fica mais visível para todos os usuários. O tema foi um dos mais discutidos do dia em outra rede social, o Twitter, e esteve entre os mais buscados no Google.

A mudança no Brasil está entre os testes anunciados em abril deste ano durante um evento de desenvolvedores do Facebook, empresa controladora do Instagram.

A experiência faz parte de uma série de medidas que o Instagram vem anunciando nos últimos meses para combater práticas nocivas na rede, como o discurso de ódio ou o bullying na web. Tais ações são uma resposta a críticas recebidas pela plataforma de que sua arquitetura e lógica de funcionamento favoreceriam um ambiente prejudicial ao bem-estar de seus integrantes.

Um estudo da Sociedade Real para a Saúde Pública, realizado em 2017, apontou o Instagram como a pior rede social para o bem-estar e a saúde mental de adolescentes. Segundo o estudo, o Instagram tem impactos importantes em adolescentes, provocando ansiedade, depressão e solidão, além de outros efeitos como na autoimagem dos jovens a partir da lógica das fotos.

Felipe Neto, empresário com canais populares em redes sociais, esteve entre os que vocalizaram essa análise. Ele afirmou que a medida pode mudar a forma como a internet funciona. “O Instagram virou uma rede social tão de fomento à vaidade, ao ego que se transformou em um vírus. É um lugar muito mais negativo do que positivo. Tirar os likes vai ser interessante. Vai ser interessante tirar as disputas”, comentou em um vídeo postado em seus canais.

Além dos testes retirando a visibilidade pública das curtidas, a empresa anunciou algumas outras ações voltadas a coibir essas práticas. Neste mês, em uma nota, o diretor Adam Mosseri informou a implantação de uma ferramenta que usa Inteligência Artificial para questionar o usuário sobre seu conteúdo antes de postá-lo, se o sistema considerar que este pode ser ofensivo.

“Testes preliminares desse recurso mostraram que ele encoraja algumas pessoas a rever os comentários e compartilhar algo que gere menor dano, uma vez que elas tiveram a chance de refletir”, disse Mosseri no comunicado, divulgado no dia 8 de julho.

Fonte Agência Brasil

Compartilhe
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Geral

WhatsApp libera chamadas para até 32 participantes

Publicado

em



Na última semana, o WhatsApp anunciou novas funções chegarão ao app em breve e, felizmente, uma delas já está disponível aos usuários do iOS.
 
Nessa quinta-feira (12), o WhatsApp disponibilizou um novo recurso que permite realizar chamadas de voz com até 32 participantes.
 
A novidade foi encontrada na versão 22.8.80 da atualização para dispositivos móveis da Apple e, consequentemente, o design da visualização das chamadas foi atualizado para exibir os diversos contatos em uma só ligação.
 
Além disso, uma onda de áudio foi adicionada para mostrar quem está conversando e facilitar a visualização.
 
Chamadas em grupo
O novo design também inovou os balões de mensagens de voz em conversas normais e em grupo, além de uma nova interface na página de informações de um contato ou grupo.
 
Por enquanto, a novidade está disponível apenas para os usuários com a versão 22.8.80 do iOS, contudo, também deve ser disponibilizada ao Android em breve.
 
De qualquer forma, ainda é necessário liberar algumas das atualizações prometidas na última semana. Uma delas deve introduzir as Comunidades ao WhatsApp, mas apenas após as eleições de 2022, o que gerou críticas do presidente Jair Bolsonaro.
 
A medida, entretanto, visa reduzir a disseminação de notícias falsas no período eleitoral.
Fonte: TecMundo
Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Startup da Embraer começa a desenvolver carro voador brasileiro

Publicado

em



E parece que aquele futuro que vimos em “Os Jetsons”, desde anos 1960, está mais próximo do que imaginamos. Os famosos carros voadores do desenho animado já são tratados como uma realidade pela startup Eve, da Embraer.

Além do desenvolvimento do veículo, a empresa já começou a fechar parcerias para criar um ecossistema de mobilidade aérea urbana.

Dessa forma, o uso dos veículos elétricos de decolagem e pouso vertical (eVTOLs, na sigla em inglês) será bem mais acessível, segundo co-CEO da startup, André Stein.

Consórcio

O primeiro consórcio para o desenvolvimento dessas soluções já foi formalizado na última semana, em Miami, na Flórida.

A ideia, segundo Stein, é desenvolver um modelo que possa ser usado para além do universo da empresa.

Para o modelar mais detalhadamente o projeto, a startup vem utilizando uma ferramenta desenvolvida com o Massachusetts Institute of Technology (MIT).

“Em Miami, chegamos a 88 rotas e 32 ‘vertiportos’ (locais destinados à operação dos eVtols). Estimamos que (a cidade de) São Paulo tenha quase o dobro desse potencial de mercado”, calcula André.

“Estamos mapeando diversas cidades para criar uma planta baixa de como seria a operação e podemos aplicar esse conceito para várias comunidades.”

Segundo co-CEO, a cidade tem potencial para ter de 400 a 500 eVTOLs nos próximos 15 anos. “A ideia é trazer mais uma opção de mobilidade, mas não vamos ter uma mancha no céu.”

Helipontos com estrutura de carregamento

A proposta da Eve é que o eVTOL caiba nos helipontos atuais, mas que tenha a própria estrutura de carregamento.

Também há uma preocupação da startup, para que os “vertiportos” estejam distribuídos nos melhores pontos das cidades.

“Nos últimos anos, a aviação comercial vem sendo democratizada, e a ideia é que o eVTOL chegue bem próximo (do custo) do transporte terrestre. A viagem vai ser acessível”, prevê André .

A intenção é que o modelo do negócio seja parecido com o da aviação comercial e executiva, no qual uma empresa opera os aviões.

“Com isso, o eVTOL fica automaticamente mais acessível. Com o avanço do trabalho remoto, por exemplo, esse conceito se torna mais interessante”, afirma o executivo.

Fonte: SóNotíciaBoa

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Metaverso: Facebook e Instagram terão anúncios 3D

Publicado

em



Em parceria com a empresa de tecnologia para e-commerce VNTANA, a Meta pretende facilitar que marcas veiculem anúncios 3D no Facebook e Instagram. As empresas poderão fazer o upload de modelos 3D dos produtos na plataforma, para então convertê-los em publicidade de forma simplificada.

De acordo com a presidente da VNTANA, Ashley Crowder, a novidade é um passo em direção à propaganda no metaverso. “O metaverso é basicamente a internet espacial. É todo um mundo de possibilidades que começa com os modelos 3D certos de seus produtos”, comentou Crowder.

A presidente explicou que, antes da parceria, seria necessário que os anunciantes reformatassem os arquivos 3D para que se tornassem compatíveis com os sistemas de anúncio da Meta. Com a integração, as marcas podem fazer o upload e a conversão dentro da própria plataforma, mesmo sem conhecimento em edição de imagens 3D.

O objetivo é que usuários que estejam navegando no Instagram ou no Facebook possam interagir com com um item e visualizá-lo de todos os ângulos, oferecendo uma experiência de compra mais completa. Chris Barbour, diretor de parcerias de realidade aumentada da Meta explicou que “de certa forma, isso oferece um vislumbre do que você pode esperar em futuros dispositivos, como óculos AR”.

 Fonte: TecMundo
Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PORTAL PLURAL LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2022 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×