Instagram deixa de mostrar número de curtidas das postagens – Portal Plural
Connect with us

Tecnologia

Instagram deixa de mostrar número de curtidas das postagens

Publicado

em



 

Usuários da rede social Instagram no Brasil perceberam a partir de ontem (17), uma importante mudança. Entre os recursos da plataforma o número de “curtidas”, também conhecidas como “likes” que uma publicação recebe, não fica mais visível para todos os usuários. O tema foi um dos mais discutidos do dia em outra rede social, o Twitter, e esteve entre os mais buscados no Google.

A mudança no Brasil está entre os testes anunciados em abril deste ano durante um evento de desenvolvedores do Facebook, empresa controladora do Instagram.

A experiência faz parte de uma série de medidas que o Instagram vem anunciando nos últimos meses para combater práticas nocivas na rede, como o discurso de ódio ou o bullying na web. Tais ações são uma resposta a críticas recebidas pela plataforma de que sua arquitetura e lógica de funcionamento favoreceriam um ambiente prejudicial ao bem-estar de seus integrantes.

Um estudo da Sociedade Real para a Saúde Pública, realizado em 2017, apontou o Instagram como a pior rede social para o bem-estar e a saúde mental de adolescentes. Segundo o estudo, o Instagram tem impactos importantes em adolescentes, provocando ansiedade, depressão e solidão, além de outros efeitos como na autoimagem dos jovens a partir da lógica das fotos.

Felipe Neto, empresário com canais populares em redes sociais, esteve entre os que vocalizaram essa análise. Ele afirmou que a medida pode mudar a forma como a internet funciona. “O Instagram virou uma rede social tão de fomento à vaidade, ao ego que se transformou em um vírus. É um lugar muito mais negativo do que positivo. Tirar os likes vai ser interessante. Vai ser interessante tirar as disputas”, comentou em um vídeo postado em seus canais.

Além dos testes retirando a visibilidade pública das curtidas, a empresa anunciou algumas outras ações voltadas a coibir essas práticas. Neste mês, em uma nota, o diretor Adam Mosseri informou a implantação de uma ferramenta que usa Inteligência Artificial para questionar o usuário sobre seu conteúdo antes de postá-lo, se o sistema considerar que este pode ser ofensivo.

“Testes preliminares desse recurso mostraram que ele encoraja algumas pessoas a rever os comentários e compartilhar algo que gere menor dano, uma vez que elas tiveram a chance de refletir”, disse Mosseri no comunicado, divulgado no dia 8 de julho.

Fonte Agência Brasil

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

União Europeia deve propor regra comum para carregadores de celulares

Publicado

em



Comissão Europeia apresentará no próximo mês uma legislação para estabelecer um carregador comum para telefones celulares e outros dispositivos eletrônicos dentro do bloco de 27 países, disse uma pessoa a par do assunto nesta quinta-feira (12).

A mudança afetará a fabricante Apple, mais do que seus rivais. Os iPhones e a maioria dos produtos da Apple são carregados pelo cabo “Lightning”, enquanto os dispositivos Android são alimentados por conectores USB-C.

Metade dos carregadores vendidos com telefones celulares na União Europeia em 2018 tinha um conector USB micro-B, enquanto 29% tinha um conector USB C e 21% um conector Lightning, concluiu um estudo de avaliação de impacto da Comissão em 2019.

O órgão executivo da UE está atualmente elaborando a legislação, disse a fonte, sem dar mais detalhes. Os legisladores do Parlamento Europeu votaram esmagadoramente no ano passado a favor de um carregador comum, citando benefícios ambientais e conveniência para os usuários.

Apple, Samsung, Huawei e Nokia assinaram um memorando de entendimento voluntário para harmonizar carregadores para novos modelos de smartphones que chegaaram ao mercado a partir de 2011, o que resultou em uma redução significativa no número de carregadores diferentes e um convergência do mercado para conexões USB 2.0 micro-B.

A indústria e a Comissão tentaram posteriormente chegar a uma resolução final sobre a questão em 2018, mas não conseguiram.

A Apple alertou que a pressão da UE por um carregador comum prejudica a inovação e criará uma montanha de lixo eletrônico se os consumidores forem forçados a mudar para novos carregadores.

A empresa também disse que a legislação é desnecessária, pois a indústria já adotou o padrão USB-C.

O estudo de 2019 da Comissão sugeriu cinco opções para um carregador comum, três das quais diziam respeito aos conectores na extremidade do dispositivo e as outras duas à fonte de alimentação externa.

Fonte: CNN Brasil.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Tecnologia

Cotrirosa realiza TecnoTrigo

Publicado

em



Com a aproximação da colheita do trigo e, respeitando os protocolos da pandemia, a Cotrirosa realiza para seus associados e clientes a primeira edição do TecnoTrigo, evento on-line que inicia nesta terça-feira, 21 de setembro.

Segundo o engenheiro agrônomo da Cotrirosa, Jairton Dezordi, o evento tem como objetivo “possibilitar aos produtores comparar e analisar as lavouras e o resultados das tecnologias aplicadas na cultura do trigo”.

No formato digital, em seis edições de vídeos, os profissionais da Cotrirosa e das empresas parceiras apresentam o trabalho realizado na área demonstrativa da Cotrirosa junto à Escola Estadual Técnica Fronteira Noroeste, em Santa Rosa.

A postagem dos vídeos inicia hoje, às 14h, no canal do Youtube da Cotrirosa, ficando disponível para ser assistido por todos os associados e clientes.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Tecnologia

Gol anuncia operação de malha aérea com ‘carros voadores’

Publicado

em



Gol espera iniciar as operações em uma malha área brasileira usando os carros elétricos voadores em meados de 2025. A companhia anunciou nesta terça-feira, 21, a assinatura de um protocolo de intenção de compra ou arrendamento de 250 aeronaves elétricas de decolagem e pouso vertical, conhecidas como eVTOL.

 

O acordo acontece via Grupo Comporte, entidade do acionista controlador da empresa aérea, em conjunto com a Avolon. Segundo comunicado da empresa, a assinatura faz parte de uma estratégia comercial para “expandir seletivamente no mercado de transporte aéreo regional, abrindo novas rotas para mercados domésticos pouco atendidos”.

 

A expectativa é que a malha área seja desenvolvida utilizando aeronaves VA-X4 eVTOL, produzidas pela britânica Vertical Aerospace, que podem transportar até quatro passageiros, além do piloto, e alcançar velocidade máxima de 320km/h. O modelo é considerado “um dos táxis aéreos mais avançados tecnologicamente e confiáveis atualmente em desenvolvimento” e produz 100 vezes menos ruído do que um helicóptero em voo de cruzeiro.

 

“A Avolon espera concluir o processo de certificação do VA-X4 no Brasil até 2024, com a companhia iniciando voos comerciais com o eVTOL como parte de sua malha aérea em meados de 2025”, finaliza o comunicado.

Fonte: Jovem Pan.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×