Iniciada a obra de complementação do subsolo do CEREST – Portal Plural
Connect with us

Geral

Iniciada a obra de complementação do subsolo do CEREST

Pável Bauken

Publicado

em



A Empresa Brabol vencedora do processo licitatório, iniciou na quarta-feira,12 a obra de complementação do pavimento subsolo do prédio- sede do CEREST – Centro de Referência em Saúde do Trabalhador – FUMSSAR.

Segundo o diretor da Gestão de Planejamento, Ademir Rosa o investimento esta previsto cerca de R$ 172.000,00 e após a conclusão o espaço será destinado para a realização de atividades diversas na área de saúde num espaço mais amplo visando ainda mais a aproximação dos serviços prestados ao cidadão.

Existe ainda a previsão do governo municipal na utilização do espaço para atender um item que foi aprovado na Programação Anual de Saúde para 2020, que prevê a implantação das Práticas Integrativas e Complementares em saúde (PICS) que surgiu como uma alternativa à política pública permanente e considera não só os mecanismos naturais de prevenção de agravos e recuperação da saúde, mas a abordagem ampliada do processo saúde-doença e a promoção global do cuidado humano.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), as Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) fazem parte da Medicina Tradicional e Complementar, sendo que os dois sistemas de cuidado, não precisam se confrontar. Os indivíduos escolhem as PICS por várias razões, desde uma maior conscientização das opções de cuidado disponíveis, o interesse no “cuidado integral da pessoa” e também prevenção de doenças.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

“Obstáculos serão vencidos”, diz Bolsonaro durante cerimônia militar

Cerimônia oficializou formatura de 749 paraquedistas

Reporter Cidades

Publicado

em

© Marcos Corrêa/PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse, hoje (15), durante cerimônia de formação de 749 novos paraquedistas no Rio de Janeiro, que conta com a lealdade dos militares ao país para superar os “obstáculos” que o país atravessa, sem esclarecer exatamente a que dificuldades se referia.

“Hoje, o paraquedista não apenas salta da rampa [de aviões militares]. Ele [também] sobe a rampa do [Palácio do] Planalto, para mostrar a todos no Brasil que temos honra na condução das questões públicas e que queremos sim um Brasil muito melhor do que aquele que recebi em janeiro do ano passado”, disse o presidente. Dos formandos, 747 são do Exército e dois são da Força Aérea Brasileira.

“Com a força de vocês […] nós cumpriremos esta missão”, acrescentou o presidente, que integrou a Brigada de Infantaria Paraquedista do Exército antes de se dedicar à carreira política. “Tenho certeza de que, contando com vocês, com sua lealdade absoluta ao nosso Brasil, cumpriremos qualquer missão. Tenho certeza de que os obstáculos que ora se apresentam para nós serão vencidos e que, brevemente, nos congratularemos por este momento.”

Referindo-se à obtenção do próprio brevê, Bolsonaro classificou a conclusão do curso de formação como um “momento ímpar”. “Hoje, vocês [paraquedistas] se unem à elite do nosso Exército brasileiro. A partir de hoje, somos todos iguais”, disse o presidente.

Também participaram da cerimônia realizada no 26° Batalhão de Infantaria de Paraquedistas, na Vila Militar, na Zona Norte do Rio de Janeiro, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva; o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno Ribeiro Pereira; o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, oficiais militares e parlamentares.

Parentes do soldado Pedro Lucas Chaves, 19 anos, que morreu no dia 20 de junho deste ano, ao saltar de um avião durante exercício de treinamento do curso de formação, foram convidados a participar da cerimônia, durante a qual Chaves foi lembrado. “Em sua memória, rendemos homenagens”, comentou Bolsonaro.

O presidente já tinha participado, ontem (14), de outro evento com militares no Rio de Janeiro: a inauguração da Escola Municipal Cívico-Militar General Abreu, em Rocha, na zona norte da capital fluminense. A construção do estabelecimento de ensino é fruto de uma parceria dos ministérios da Defesa e da Educação e faz parte de um projeto-piloto que prevê investimentos federais da ordem de R$ 1 milhão em cada uma das 54 unidades previstas.

ebc

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

CAPS II Novo Rumo: reinventando ações em tempo de pandemia

Pável Bauken

Publicado

em



Desde março deste ano, quando iniciou a pandemia do covid-19, as atividades de grupo do CAPS II Novo Rumo da FUMSSAR foram suspensas, para evitar aglomerações, como forma de proteger os usuários dos riscos de contaminação.

Os usuários continuam sendo acompanhados para que o vínculo permaneça, porém a forma de atendimento precisou ser reinventada, de forma que esses usuários continuem próximos do serviço.

Sendo assim, além dos contatos telefônicos, chamadas de vídeo, conversas via whats’app, visitas domiciliares, quando necessário, foi criada uma nova estratégia.

Revivendo o passado, foram escritas cartas para cada um dos pacientes, além de serem reveladas fotos de atividades já realizadas no serviço. Essas cartas foram enviadas pelo Correio para cada usuário, a fim de nos mantermos próximos, apesar da distância. Para que saibam que este momento conturbado vai passar, e as atividades logo retornarão.

A proposta foi bem recebida pelos usuários, sendo que a equipe recebeu manifestações de carinho, gratidão e demonstrações da importância do serviço.

Depoimentos de pacientes:

“Como é bom receber um envelope com tanto carinho. Mostra para nós que nunca somos esquecidos por essa equipe maravilhosa. Adoro vocês e devo a todos a minha condição de vida, com mais coragem e ânimo para enfrentar os problemas que surgem.” Carmem Bogler.

“Quando você recebe um carinho assim é muito gratificante. Obrigada a equipe do CAPS. Isso eu chamo de surpresa. Adorei! Muita gratidão a todos vocês.” Idê Pereira Canabarro.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

FUMSSAR promoveu workshop humanizador aos servidores da rede complementar

Pável Bauken

Publicado

em



A Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa, dando continuidade aos serviços de prevenção, orientação e qualificação dos profissionais da saúde, em decorrência da Pandemia do Novo CORONAVÍRUS– COVID-19 promoveu, na última sexta-feira (14/08/2020), o Workshop Humanizador com o professor e contador de histórias Jefferson Machado.

O professor aplicou, a atividade baseada na fabulosa e conhecida história: dos Três Porquinhos, o professor destacou: “Neste momento em que estamos vivendo, alarmados e tensos por noticiários, vidas e histórias sendo transformadas e impactadas pelo Covid-19, precisamos olha o nosso EU e enaltecer a importância de sermos fortes e rir diante dos obstáculos da vida. Somos e devemos ser como o Porquinho da casa de tijolos, corajosos, equilibrados e mantermos nosso propósito de vida.”

Em decorrência da Pandemia, e distanciamento controlado que estamos enfrentando a atividade foi realizada para os gerentes de serviços da Rede Complementar, conforme relatou o diretor Januário Vargas idealizador do projeto, “É de grande importância esta atividade, infelizmente ainda, não conseguimos realizar com todos os profissionais da Rede Complementar à Saúde, mas, idealizamos com os Gerentes dos serviços da Rede, os quais ficaram incumbidos de multiplicar as informações para suas equipes. Precisamos valorizar e qualificar nossos profissionais da saúde, para criarmos um pilar de estabilidade e cuidados e, sabermos da retomada dos serviços quando passar a pandemia” destacou Januário Vargas.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

O que você achou do site novo do Portal Plural?

Trending

×