Inep cogita adiar as provas do Enem 2020 por conta do novo coronavírus no País – Portal Plural
Connect with us

Ensino

Inep cogita adiar as provas do Enem 2020 por conta do novo coronavírus no País

Pável Bauken

Publicado

em

O exame seria aplicado nos dias 11 e 18 de outubro, no modelo digital, e nos dias 1 e 8 de novembro pelo modelo tradicional | Foto: Chinnapong Schutterstock / CP Memória


Nesta quarta-feira, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) está avaliando a possibilidade de adiar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por conta do agravamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil e da suspensão das aulas da rede pública e privada de ensino em vários estados.

Inicialmente, o exame seria aplicado digitalmente nos dias 11 e 18 de outubro, e no modelo tradicional nos dias 1 e 8 de novembro para mais de 3,5 milhões de estudantes. O Presidente do Inep (Alexandre Lopes) iria enviar a proposta para o Ministro da Educação (Abraham Weintraub) para dar o posicionamento oficial.

A Assessoria de Comunicação Social do Portal Nacional da Educação procurou o Ministério da Educação (MEC) para dar o embasamento na recomendação. A pasta não enviou nenhum documento final.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ensino

Aulas Programadas na Rede Estadual de Ensino iniciam nova etapa

Reporter Cidades

Publicado

em

Crédito: - Foto: Seduc

Com a prorrogação do período de suspensão das aulas presenciais até o dia 30 de abril, para combater a disseminação do coronavírus, conforme o Decreto 55.154 do governador, Eduardo Leite, a Secretaria Estadual da Educação (Seduc) começa, a partir da próxima segunda-feira, 6 de abril, a nova etapa das Aulas Programadas na Rede Estadual de Ensino.   

As aulas estão sendo disponibilizadas pelas escolas estaduais de modo que todos tenham acesso. Seja por mensagens de WhatsApp ou Facebook, compartilhamento de arquivos de áudio e vídeo, por e-mail, por salas virtuais através do Google, ou até mesmo pela entrega de materiais didáticos para os alunos que não podem se conectar à internet.

Já os professores, a partir da próxima quarta-feira, 8 de abril, participarão do Módulo II do curso on-line, diretamente pelo Portal da Educação, que tratará da elaboração do Currículo Referência do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, contando com a participação direta de mais de 42 mil docentes nesta capacitação.

Conforme o diretor do Departamento de Educação da Seduc, Roberval Furtado, este é um momento de continuidade das ações pedagógicas implantadas no decorrer do mês de março:

“As Aulas Programadas, assim com o teletrabalho e a formação dos docentes, têm sido uma ferramenta efetiva de aprendizagem. Agora, a partir do dia 6, teremos uma nova etapa deste processo. Vale destacar que as atividades propostas pelas Aulas Programadas não precisam, necessariamente, utilizar a internet. Os educadores podem utilizar das mais variadas formas de atividades que vão desde a produção de textos à elaboração de vídeos; da utilização do caderno ao blog da escola”, destaca.

Aulas Programadas

As Aulas Programadas são atividades escolares, presenciais ou não, previamente elaboradas com base em objetos de conhecimentos já abordados em sala, compreendendo um conjunto de aulas a serem cumpridas pelos estudantes e seus respectivos professores. A entrega das atividades dos alunos será realizada após o retorno das aulas presenciais na Rede Estadual de Ensino.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Ensino

Aulas na Rede Municipal estão suspensas até dia 30 de abril

Reporter Cidades

Publicado

em



Seguindo as determinações do Decreto Estadual Nº 55.154, DE 1º DE ABRIL DE 2020 e as recomendações do Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Educacional comunica que as aulas da Rede Municipal estão suspensas até dia 30 de abril.

As escolas estaduais e particulares também anunciaram a parada até dia 30 de abril seguindo decreto do Governo do Estado.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Ensino

MP dispensa escolas e universidades do cumprimento dos 200 dias letivos

Reporter Cidades

Publicado

em

Escolas e universidades em vários Estados estão com aulas presenciais suspensas | Foto: Guilherme Almeida / CP Memória

O governo federal publicou nesta quarta-feira a Medida Provisória 934/2020, que dispensa as escolas de educação básica e as instituições de ensino superior do cumprimento do mínimo de 200 dias letivos anuais previstos na Lei de Diretrizes e Bases da Educação do País.

A medida é excepcional e vale só para este ano por causa da crise vivida no Brasil decorrente do novo coronavírus. Escolas e universidades em vários Estados estão com aulas presenciais suspensas para evitar aglomerações de pessoas e diminuir o risco de propagação da doença.

Para as escolas de ensino fundamental e médio, a MP desobriga os estabelecimentos do total de 200 dias letivos, desde que cumpram a carga horária mínima anual exigida na lei, que são 800 horas de aula por ano.

Para as universidades, na hipótese de adotarem uma quantidade menor do que os 200 dias letivos, elas poderão abreviar a duração dos cursos de Medicina, Farmácia, Enfermagem e Fisioterapia, mas, para isso, os alunos terão de cumprir, no mínimo, 75% da carga horária do internato, no caso de Medicina, e do estágio curricular obrigatório, no caso dos cursos de Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia. 

A Medida Provisória foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU).

Correio do Povo

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

O que você achou do site novo do Portal Plural?

Trending

×