Acesse aqui
Rádio Web Portal Plural
Indústria registra melhor desempenho desde o início da quarentena, aponta Boletim da Receita Estadual – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Indústria registra melhor desempenho desde o início da quarentena, aponta Boletim da Receita Estadual

Reporter Cidades

Publicado

em



A indústria gaúcha apresentou uma sensível recuperação no que diz respeito ao volume de vendas na última semana. A comparação frente a períodos equivalentes do ano passado indica que a retração passou de -15%, entre 2 e 8 de maio, para -7%, entre 9 e 15 de maio. Os dados constam na oitava edição do Boletim Semanal da Receita Estadual sobre os impactos da Covid-19 nas movimentações econômicas dos contribuintes de ICMS do Estado, disponível no site da Secretaria da Fazenda e no Receita Dados (portal de transparência da Receita Estadual).

O Boletim considera o período entre 16 de março, data das primeiras medidas de quarentena no Rio Grande do Sul, e 15 de maio, última sexta-feira, tendo como fonte uma série de informações advindas dos documentos fiscais eletrônicos e dos sistemas de inteligência da instituição.

O movimento da indústria foi influenciado pelo crescimento de setores que já demonstravam resultados positivos recorrentes, como os da área de alimentação e de produtos de limpeza, e pela recuperação de segmentos relevantes que vinham apresentando resultados negativos. O setor de Bebidas, por exemplo, registrou crescimento pela primeira vez desde o início da quarentena, evoluindo do patamar de -13%, na semana anterior, para +9%, na última semana, comparando sempre a períodos equivalentes de 2019. Os setores de Tratores e Implementos Agrícolas (de +2% para +11%) e de Madeira, Cimento e Vidro (de +3% para +18%) são outros destaques, pois, após quedas bruscas, vêm melhorando seus desempenhos recentes de forma contundente.

Além disso, também foi determinante a redução das perdas de segmentos que ainda apontam queda, como os setores de plásticos (que passou de -36% para -11%), coureiro-calçadista (de -45% para -36%) e de têxteis e confecções (de -16% para -10%). “A melhora gradual de algumas das atividades mais afetadas também é fundamental para que possamos vislumbrar um cenário de recuperação econômica, embora ainda tenhamos quedas expressivas em diversos setores industriais”, destaca o subsecretário da Receita Estadual, Ricardo Neves Pereira.

Na análise dos demais setores de atividade, o Atacado também voltou a apresentar resultado positivo expressivo, passando de +13%, na semana anterior, para +16%, na última semana, frente a períodos equivalentes de 2019. Em sentido oposto, as vendas relativas no Varejo retrocederam de -5% para -11%. “A análise do comportamento das vendas no varejo durante a semana do Dia das Mães, por exemplo, revelou queda de 7% nas vendas frente ao ano passado”, destaca Pereira.

Com esses movimentos, os resultados acumulados (de 16 de março a 15 de maio) reafirmam o comportamento de recuperação da economia identificado nas três semanas anteriores. Os desempenhos acumulados da Indústria, Atacado e Varejo que haviam sido, respectivamente, de -20%, -5% e -22% na semana passada, evoluíram para -18%, -3% e -20%, na última semana.

Emissão de notas eletrônicas

O histórico recente tem apresentado tendência de estabilização das perdas, com recuperação gradual após a queda atingir o pico de 31% entre 28 de março e 3 de abril. Na última semana (9 a 15 de maio), a redução nas emissões notas eletrônicas foi de apenas 1% frente ao período equivalente de 2019.

No acumulado do período (16 de março a 15 de maio), entretanto, a redução é de 14%, representando uma diminuição do valor médio diário emitido de R$ 2,02 bilhões no período equivalente em 2019 para R$ 1,73 bilhão em 2020, ou seja, cerca de R$ 290 milhões deixaram de ser movimentados, em operações registradas nas notas eletrônicas, a cada dia.

Desempenho no Varejo por Corede

No tocante ao desempenho do Varejo por região do Estado, conforme os 28 Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Corede) existentes no Rio Grande do Sul, o perfil das vendas segue apresentando relação com o nível de participação na produção industrial.

• Os Coredes com participação superior a 4%, que respondem por três quartos da produção industrial (Metropolitano Delta do Jacuí, Vale do Rio dos Sinos, Serra, Sul, Vale do Taquari e Vale do Rio Pardo), apresentam, em média, os piores resultados, na ordem de -15%.

• Os Coredes com participação entre 1% e 4% (10 unidades) exibem perdas, em média, de -3%.

• Os Coredes com participação inferior a 1% na indústria (12 unidades) são os que apresentam os melhores resultados, de -1%, em média.

Combustíveis

No acumulado (16 de março a 15 de maio), o combustível com maior queda no volume de vendas segue sendo o Etanol (-61%), seguido pela Gasolina Comum (-27%) e pelo Óleo Diesel S-500 (-19%). O Óleo Diesel S-10 apresenta crescimento de 4%. Somando os quatro combustíveis, a redução média é de 21%.

Em relação ao preço médio, os quatro combustíveis analisados têm apresentado movimento de queda no período recente, reflexo da atual conjuntura internacional acerca do petróleo. A Gasolina Comum, por exemplo, chegou a atingir R$ 4,79 no final de janeiro, estava em R$ 4,62 no dia 16 de março e passou ao patamar de R$ 3,81 no dia 6 de maio. Após, atingiu R$ 3,88 no dia 15 de maio, última data de análise do boletim, podendo representar uma tendência de recomposição nos preços.

Transporte de Cargas

Em média, na última semana, a emissão de conhecimentos de transporte eletrônicos (CT-e), documento fiscal digital emitido pelas transportadoras de carga para cobrir as mercadorias entre a localidade de origem e o destinatário da carga, foi 9% inferior ao observado em período correspondente do ano de 2019. O número revela expressiva recuperação da atividade de transporte de cargas, tendo em vista que essas perdas relativas já estiveram no patamar de -40%, no início de abril. O maior impacto negativo ocorre nas operações interestaduais, na ordem de -15%, enquanto as operações no Estado registram queda de apenas 6%.

Transporte de Passageiros

A aquisição de bilhetes de passagem eletrônicos (BP-e), documento digital emitido pelas transportadoras que identifica as prestações de serviço de transporte de passageiros, demonstra que a atividade de transporte de passageiros está se recuperando gradualmente. A média recente de documentos emitidos (30 mil por dia), embora seja significativamente inferior à média observada no período pré-crise (103 mil por dia), é o dobro da quantidade de emissões do início de abril (14 mil por dia). O maior impacto ocorre no transporte interestadual de passageiros.

Confira o relatório completo clicando aqui.

Para acessar o Receita Dados e conferir informações diárias e em tempo real sobre arrecadação, documentos eletrônicos, combustíveis, entre outros, clique aqui.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Presidente da Emater/RS acompanha resultados do trabalho na região de Santa Rosa

Pável Bauken

Publicado

em



Com o objetivo de dar atenção às demandas locais, em uma aproximação com a Diretoria da Instituição, o presidente da Emater/RS, Geraldo Sandri, esteve nesta quinta-feira (26/11) na região de Santa Rosa. Além de apresentar à comunidade, por meio da imprensa, o trabalho realizado pela Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (Aters) junto a mais de 200 mil famílias gaúchas, o presidente e o gerente regional adjunto, José Vanderlei Waschburger, se reuniram de forma virtual com todos os empregados da região a fim de discutir ações de gestão interna e o atendimento ao Plano de Trabalho pactuado com a Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

Acompanhado pelas equipes municipais da Instituição, Sandri conferiu in loco o resultado de alguns programas que vêm sendo executados pela Emater/RS-Ascar, a exemplo dos programas estaduais de Agroindústria Familiar (Peaf) e de Apoio à Ampliação da Infraestrutura Rural.

Pela manhã, o presidente participou de visita técnica à Agroindústria de Embutidos Sulina, do produtor Blasio Kunst, onde foi assinado o termo de inclusão ao Peaf. Logo após, foi recebido no gabinete da Prefeitura de Santa Rosa pelo vice-prefeito Luís Antônio Benvegnú.

Em visita a São José do Inhacorá, no turno da tarde, acompanhou o início da construção de açude na propriedade de Tenésio Balz. A obra faz parte do Programa Estadual de Apoio à Ampliação da Infraestrutural Rural, da Seapdr, que viabilizará a construção de 90 açudes na região de Santa Rosa, com projetos técnicos elaborados pela Emater/RS-Ascar.

 

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Natal Encantado terá máquina de neve artificial

Pável Bauken

Publicado

em

Odaylson Eder, Presidente da ACISAP; Douglas Rafael Marques, Vice-Presidente Administrativo da ACISAP; Paulo Roberto Coelho, Diretor de Turismo da ACISAP e os representantes da Prefeitura Elenir Vicini, Primeira Dama; Beto Almeida, Secretário de Cultura, Eula Lubenov Moscon, Diretora de Cultura.

Durante as programações de Natal deste ano, a Casa do Papai Noel instalada na Praça da Bandeira terá uma iniciativa inovadora: a máquina de neve artificial, que estará encantando adultos e crianças.

ACISAP atendendo pedido do Gabinete da Primeira Dama adquiriu a máquina e realizou na data de hoje (26/11), a entrega e assinado o contrato de comodato da máquina.

Presidente da ACISAP Odaylson Eder colocou que a ideia da máquina de neve é inovadora e diferenciada e a entidade através do Vice-Presidente de Comércio Cássio Feltes, do Vice-Presidente Administrativo Douglas Rafael Marques e do Diretor de Turismo Paulo Roberto Coelho, está colaborando nos eventos do Natal, onde também estão coordenando o Tannenbaumfest, preparando Santa Rosa para receber a comunidade e visitantes de outros municípios.

A Primeira Dama, Elenir Vicini, agradeceu o empenho e a parceria da direção da Acisap, na doação da máquina, que sem dúvida será um atrativo a mais, além de toda a ornamentação na Praça da Bandeira.

 

 

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Um Musicanto com ecletismo de canções, diz Fernando Keiber

Pável Bauken

Publicado

em

Fernando Keiber realizou passagem de som ao lado se sua esposa, Patrícia Prestes ( apresentadora do Festival). (Foto: Imprensa Fenasoja/Musicanto)

O coordenador do Musicanto 2020, Fernando Kieber não esconde a alegria horas antes da abertura de mais um festival.  Durante sua passagem de som na manhã desta quinta-feira, 26, “Nando”, como é conhecido pelos amigos, ao lado se sua esposa Patrícia Prestes (apresentadora do Festival) destacou que este ano o evento está com um pé no passado e outro no futuro.

Questiona sobre o que marcará esta edição, ele diz que será o resgate e a inovação. “O Musicanto volta a ser realizado em novembro, como era uma marca registrada dele, e retoma também retoma a marca dos primeiros festivais que é o ecletismo e a qualidade das canções. Uma retomada da tradição do festival que também será marcado pelas canções que são maravilhosas”, afirmou.

Nando ainda reiterou que o Musicanto vem se reinventando, e do jeito que está neste momento mostra também a resiliência da Comissão Organizadora que está trabalhando arduamente concentrada na realização do evento. “Outro ponto importante será a transmissão de forma on line, vai ter uma abrangência sem estimativa ainda, devido a sua grandeza. Um exemplo disso é que as famílias dos músicos que vêm de longe poderão acompanhar como se tivessem no Centro Cívico com altíssima qualidade de som e imagem. É um pé no passado e um pé no futuro”, reiterou Fernando.

O festival traz na primeira noite o Musicanto Local, com 10 canções de artistas regionais. Segue na sexta com apresentação de 24 canções latino-americanas e a final no sábado, quando será conhecida a grande campeã deste ano. Outra novidade deste ano é o show principal, que acontecerá no sábado, antes da premiação do festival. O Grupo Mas Bah estará no palco apresentando o melhor da música regional.

O festival também é atrativo devido sua premiação, pois só nesta edição serão distribuídos R$ 39 mil em prêmios. A Música Mais Popular que será escolhida através da votação on line no site da FENASOJA receberá R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais).

O Musicanto 2020 é realizado pela FENASOJA, com o apoio da Prefeitura de Santa Rosa, com o patrocínio da Companhia Riograndense de Saneamento-CORSAN, Governo do Estado do Rio Grande do Sul- Novas façanhas, além das Lojas Hoje e do Super Cotrirosa, com o financiamento do Pró-Cultura-RS.

 

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×