Inatividade aumenta mortes por doença cardiovascular na pandemia – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Inatividade aumenta mortes por doença cardiovascular na pandemia

Falta de exercícios teve crescimento de 50%, diz pesquisa.

Publicado

em

© Rovena Rosa/Agência Brasil


Estudo da Universidade de São Paulo (USP) mostra que a inatividade física na pandemia pode aumentar as mortes por doenças cardiovasculares em até 200 mil novos registros no longo prazo. O Grupo de Pesquisa em Fisiologia Aplicada & Nutrição, da Faculdade de Medicina, projetou em março de 2020, a partir da revisão de 50 estudos, que a falta de exercícios teve um crescimento de 50%. 

Uma das pesquisas, que foi base para a análise, mostra que a falta de atividade física é responsável por cerca de 9% da mortalidade anual, resultando em cerca de 5 milhões de mortes por ano no mundo. Outros dados encontrados mostram que mesmo a inatividade de curto prazo (até um mês) pode aumentar o fator de risco para as doenças do coração.

“Nós temos dados que de fato confirmam que a inatividade física cresceu, e cresceu especialmente nos grupos clínicos que foram mais expostos a essa condição de isolamento social”, disse Bruno Gualano, professor da Faculdade de Medicina da USP. O estudo recebeu o prêmio 2020 Impact Award do American Journal of Physiology – Heart and Circulatory Physiology, por ser o artigo mais citado da revista no último ano, com 77 citações.

As informações foram utilizadas na formulação de políticas públicas. “Muitos programas de atividade física a distância, política públicas, infelizmente não no nosso país, mas em países europeus, no próprio Estados Unidos, para a promoção de atividade física.”

Gualano destacou que o exercício foi encarado pela comunidade científica e pelos tomadores de decisão como um fator de risco importante que precisava ser combatido durante a pandemia.

Recomendações

O pesquisador ressaltou que a orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é a prática de 150 a 300 minutos por semana de atividade física moderada a vigorosa. “É aquela atividade que a gente faz conversando com alguém ao lado e que a gente sente uma certa dificuldade para conversar.” No Brasil, cerca de 50% da população é considerada inativa.

Ele afirmou, no entanto, que é preciso manter os cuidados para a prática diante dos riscos da covid-19. “A atividade física é essencial, mas a academia de ginástica não é. O que eu quis dizer com isso? Que a academia não é importante? Não, é importante, mas não é vital. Significa que eu consigo manter meus níveis de atividade física sem me entranhar numa academia que não traga as condições ideais de proteção”, explicou.

Efeito protetor

O grupo de pesquisa também se debruçou sobre o fator de proteção dos exercícios para as formas mais grave de covid-19. Foram avaliados 200 pacientes internados com a infecção, relacionando a condição ao nível de atividade física praticada.

“O efeito protetor da atividade física vai até a página três. Há uma resposta protetora no geral, mas para quando a gente avalia o paciente grave, com comorbidade, com obesidade, de uma idade mais avançada, com doenças crônicas associadas, que são fatores agravantes da covid, esses fatores parecem superar o efeito protetor da atividade física.”

Gualano destaca, portanto, que a recomendação é que se faça atividade física, tendo em vista que ela reforça a resposta imune do organismo e previne condições que são fatores de risco para a covid grave, como obesidade, diabete tipo 2 e hipertensão.

ebc

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Sindicato dos Bancários de Santa Rosa e Região emite nota de esclarecimento

Publicado

em



Nessa quarta-feira (09/06), o Sindicato dos Bancários de Santa Rosa e Região emitiu uma nota de esclarecimento sobre os protocolos de enfrentamento à COVID-19, confira a nota na íntegra assinada pela presidente Giselda Grzeca Diesel.

Nota de Esclarecimento

O Sindicato dos Bancários de Santa Rosa e Região esclarece que os protocolos de enfrentamento à Covid-19 são fruto de estudos e negociações realizadas com as direções dos bancos em nível nacional. As medidas adotadas sempre levam em consideração a proteção da saúde dos trabalhadores, dos clientes, e da população em geral.

Estamos vivendo uma crise sem precedentes, acumulando a cada dia milhares de novos mortos, e temos certeza que se medidas semelhantes às que exigimos dos bancos tivessem sido adotadas por todos os estabelecimentos que atendem público, a situação atual não seria tão grave.

Além disso, lamentamos que críticas muitas vezes infundadas sejam dirigidas especialmente aos bancos públicos, na tentativa de desqualificar essas instituições e tentar desviar o debate para a defesa das privatizações, omitindo o fato de que são os bancos públicos os responsáveis por efetivar as políticas públicas (insuficientes) dos governos. Sem os bancos públicos a situação do povo brasileiro estaria ainda pior.

Pedimos a toda a população que considere que a maioria dos trabalhadores bancários, apesar de prestarem serviço essencial, ainda não estão vacinados, e além do medo constante de adoecer e morrer, seguem convivendo com os antigos problemas como a sobrecarga de trabalho, falta de pessoal, cobranças de metas, demissões, etc.

Os bancários e bancárias seguem fazendo todo o possível para atender a população da melhor forma, merecendo, portanto, o respeito e a consideração de todos.

Santa Rosa, 09 de junho de 2021.

Giselda Grzeca Diesel
Presidente

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

FEMA conquista 2° lugar na V Olimpíada Nacional de Ciências em 2020

Publicado

em



Tainara Janaina Engel, do 8° ano do Ensino Fundamental, da Escola Técnica Machado de Assis (FEMA), foi agraciada com medalha de prata na V Olímpiada Nacional de Ciências em 2020. Além dela, as alunas Bruna Nicoli Rempel Jacobs, também do 8° ano, e Larissa Sanfelice, do 9° ano, receberam menção honrosa;

Com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, do Programa Ciência na Escola e a realização da Universidade Federal do Piauí, a Olímpiada alcançou estudantes de todo o Brasil, com o objetivo de popularizar e divulgar o conhecimento científico a todos.

O ano 2020 fica para a história como um ano onde manteve-se a Olimpíada Nacional de Ciências de portas abertas e acessível a todos estudantes do Brasil.

“A edição 100% ONLINE foi um grande sucesso. Estamos felizes em comemorarmos com os nossos alunos essas conquistas tão fundamentais para o crescimento estudantil”, declarou Délcio Haubert, coordenador do Ensino Fundamental (Anos Finais).

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Indumóveis Week encerra com bons negócios

Publicado

em



Santa Rosa viveu uma semana intensa de atividades através do fomento à Engenharia, Mobiliário, Arquitetura, Design e Construção. A Indumóveis Week reinventou, no ano em que a feira não pode ser realizada presencialmente, e apostou em ações itinerantes garantindo giro da economia para os setores. Foram lives, espaços decorados que encantaram os visitantes e clientes, ações sociais na comunidade, e principalmente, bons negócios.

O presidente da Indumóveis, Tito Feix, coordenador da Campanha, diz que uma pesquisa está sendo feitas com as empresas participantes, mas já se pode afirmar que a Indumóveis Week foi um sucesso, e atingiu os principais objetivos. “Já conversamos com inúmeros empresários que apostaram na feira, e tivemos ótimos retornos. Nos próximos dias divulgaremos um relatório integral dos resultados obtidos, mas já podemos comemorar o sucesso”.

Além de negócios fechados durante os dias, ainda temos uma prospecção de vendas. “Um dos exemplos é o setor de imóveis, que teve adesão durante o andamento da campanha. Foram inúmeros negócios impulsionados e fechados, garantindo a confirmação destes empreendimentos para a feira presencial em 2023”, salientou Tito.

O Salão de Imóveis disponibilizou um catálogo de oportunidades “on line” onde foram apresentados produtos de imobiliárias e construtoras parceiras da campanha. “A ideia, segundo o coordenador do Salão de Imóveis, Eduardo Wypyszynski, foi viabilizar negócios através do catálogo, o qual deve ser reeditado.

A Comissão da Mostra Arqui & Design realizou também ações importantes como os ambientes decorados em empresas. “Foram 24 ambientes que foram construídos através de parcerias entre arquitetos e empresas. A comunidade visitou os espaços e pode conferir as tendências do setor”, lembrou a arquiteta Luciana Locatelli, coordenadora do projeto. Outra ação marcante foi o projeto Casadecor Lojas Quero-Quero que escolheu a história de Nelci Fernandes de Lima, que reside no Bairro Auxiliadora, e terá o banheiro de sua casa reformado. A equipe da feira já visitou o local e está desenvolvimento o projeto que será colocado em prática nos próximos dias.

Outra ação importante foi o lançamento do projeto de revitalização da Praça Pedro Schwertz, do Bairro Cruzeiro. A iniciativa é da Defensoria Pública e da Indumóveis, com o apoio da Prefeitura de Santa Rosa, Câmara de Vereadores, ExpoCruzeiro, Legauskids, Sicredi e QuasatSolar.

Indumóveis Week deve ser editada e realizada novamente em 2022. As datas devem ser divulgadas para a comunidade futuramente.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×