Homem deixa herança a vilarejo que salvou família dele dos nazistas - Portal Plural
Connect with us

Good News

Homem deixa herança a vilarejo que salvou família dele dos nazistas

Publicado

em


FAST AÇAÍ15 topo humberto pluralNuveraAcademia Personabanner plano0 gold

 

 

Gratidão. Eric Schwam se despediu da vida aos 90 anos, agradecendo ao vilarejo que salvou a família dele dos nazistas.

 

 

Ele deixou toda a herança para a pequena cidade de Le Chambon-sur-Lignon, na França, que abrigou a família dele em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial, quando era refugiado.

O prefeito da cidade diz que Eric Schwam deixou uma “grande quantia” para a cidade em seu testamento, mas não confirmou os valores. Já o antecessor disse à mídia local que Schwam havia conversado sobre o assunto com as autoridades uns anos atrás e a herança que ele deixou seria estimada em quase 2 milhões de euros – aproximadamente R$ 13,3 milhões.

Eric foi um ex-refugiado austríaco e, a exemplo dele, o vilarejo do sudeste da França protegeu milhares de judeus durante o conflito e tem uma longa reputação de proteger pessoas que sofrem perseguição.

“Ele era um cavalheiro, era muito discreto e não queria muita publicidade sobre seu gesto”, disse à TV France 3 Denise Vallat, secretária de cultura e comunicação em Le Chambon-sur-Lignon.

 

As raízes

A secretária descobriu que a família de Schwam era originária de Viena, onde o pai dele era médico.

Durante a guerra, eles foram mantidos pelos nazistas no campo de Rivesaltes, uma instalação militar no sul da França usada para prender civis.

Em 1942, mais de 2.000 pessoas foram enviadas de Rivesaltes para o campo de concentração de Auschwitz, onde foram assassinadas.

Mas a família de Eric conseguiu fugir e em 1943 de Schwam chegou à Le Chambon-sur-Lignon com seus pais e uma avó.

Registros sugerem que os pais dele voltaram para a Áustria após a guerra, mas ele se mudou para Lyon em 1950 para estudar farmácia.

Lá ele conheceu sua esposa, se casou e viveu até morrer, em dezembro do ano passado.

O casal não teve filhos e a esposa morreu antes de Eric.

 

A fortuna

A fortuna deixada por Schwam será usada para financiar iniciativas educacionais à juventude, afirmou o prefeito de Le Chambon-sur-Lignon, Jean-Michel Eyraud.

Le Chambon-sur-Lignon tem uma população de quase 2.500 pessoas

Ao longo dos séculos, a vila aprendeu uma ampla gama de pessoas fugindo da perseguição religiosa ou política, desde padres levados a se esconder durante a Revolução Francesa até republicanos espanhóis durante a guerra civil dos anos 1930, e mais recentemente migrantes e refugiados do Oriente Médio e áfrica.

 

 

FONTE: Só Noticia Boa

Compartilhe
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Good News

Bisavó que conclui tratamento de radioterapia contra câncer ganha US$ 5 Milhões na loteria

Publicado

em

portal plural bisavó que conclui tratamento de radioterapia contra câncer ganha us$ 5 milhões na loteria
Foto:Foto: Pennsylvania Lottery via AP
Academia Persona15 topo humberto pluralbanner plano0 goldNuveraFAST AÇAÍ

Uma bisavó da Pensilvânia, nos Estados Unidos, que recentemente completou o tratamento de radioterapia para câncer de mama, ganhou um prêmio de US$ 5 milhões (cerca de R$ 27,2 milhões) em um bilhete de loteria raspadinha do estado. Donna Osborne, de 75 anos, conquistou o grande prêmio em junho ao comprar um bilhete do jogo “Monopoly Own It All” por US$ 50 (R$ 272) enquanto abastecia seu carro em uma loja de conveniência no Condado de Lancaster, onde mora.

Osborne explicou que decidiu comprar o bilhete depois que uma viagem planejada em família para a Flórida foi frustrada devido a vários atrasos no aeroporto. Ela e sua filha estavam prestes a embarcar quando os atrasos se acumularam, levando Donna a desistir e voltar para casa. Foi então que decidiu comprar o bilhete de loteria.

“Eu estava no aeroporto com minha filha. Estávamos indo visitar a família na Flórida quando o voo atrasou. Bem, foi atrasado tantas vezes que eu decidi voltar para casa. Minha filha ficou e voou para a Flórida,” disse Osborne. “Se eu não tivesse saído do aeroporto, nunca teria comprado aquele bilhete!”

Ela relatou que raspou o bilhete no estacionamento da loja e ficou chocada ao perceber que tinha ganhado o prêmio máximo do jogo. “Eu não podia acreditar”, disse Osborne. “Voltei para a loja e disse, ‘Você pode verificar isso, por favor? Está certo ou errado?’ Bem, o atendente disse: ‘Está certo!’.”

Osborne, uma jogadora de loteria há cerca de 50 anos, telefonou para sua filha para compartilhar a notícia, mas inicialmente teve dificuldade em ser acreditada. Ela planeja investir parte do prêmio e realizar o sonho de viajar para o Alasca.

Fonte: G1

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Pesquisa revela que metade dos pets brasileiros são adotados e a maioria é vira-lata

Publicado

em

portal plural cerca de 94% dos brasileiros possuem ou já possuíram animais de estimação, segundo uma pesquisa realizada pela quaest em parceria com a petlove, que explorou a relação entre tutores
Foto: Divulgação
banner plano0 goldFAST AÇAÍ15 topo humberto pluralNuveraAcademia Persona

Cerca de 94% dos brasileiros possuem ou já possuíram animais de estimação, segundo uma pesquisa realizada pela Quaest em parceria com a PetLove, que explorou a relação entre tutores e seus pets no Brasil. Dos entrevistados, 72% atualmente têm um bichinho de estimação, 22% já tiveram e 6% nunca tiveram um pet.

Além disso, metade dos tutores afirmaram ter adotado seu animal de estimação. Para 28%, o pet foi dado como presente, enquanto 22% disseram ter comprado o animal.

Os cachorros são os favoritos, com 47% dos brasileiros tendo pelo menos um cão como pet. Os gatos vêm em segundo lugar, com 23%, seguidos por aves, com 12%.

A maioria dos pets nos lares brasileiros são sem raça definida (SRD), os conhecidos vira-latas — 32% dos cachorros e 52% dos gatos. Entre as raças mais comuns, estão os pitbulls (7%), poodles (6%) e shih tzus (6%) entre os cães; e o siamês (16%), o persa (3%) e o angorá (3%) entre os gatos.

Para 93% dos entrevistados, os animais de estimação são considerados parte da família, e 94% acreditam que cuidar de um bichinho melhorou sua saúde mental.

Fonte: CNN Brasil

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Ciência

Óculos de realidade mista é utilizado pela primeira vez no Brasil em cirurgia de remoção de tumor pulmonar

Publicado

em

portal plural Óculos de realidade mista é utilizado pela primeira vez no brasil em cirurgia de remoção de tumor pulmonar
Foto: Davidyson Damasceno/IgesDF.
Academia Personabanner plano0 goldNuvera15 topo humberto pluralFAST AÇAÍ

Uma cirurgia realizada com óculos de realidade mista permitiu aos médicos visualizar dados do paciente em 3D durante o procedimento, tornando-o menos invasivo e mais preciso. A tecnologia foi empregada na remoção de um tumor pulmonar no Hospital Sírio-Libanês de Brasília em maio deste ano.

O procedimento, conhecido como Segmentectomia Pulmonar Anatômica Robótica, envolveu o uso de óculos que combinam informações de diversas fontes e as apresentam em formato 3D diretamente no campo de visão dos cirurgiões. Essas imagens digitais projetadas permitiram uma visão detalhada da anatomia do paciente, facilitando a identificação e a remoção precisa do tumor, além de destacar as estruturas pulmonares circundantes de forma isolada.

A Segmentectomia Pulmonar Anatômica Robótica é uma técnica minimamente invasiva que remove uma pequena porção do pulmão, preservando o restante do órgão. Recentemente, tornou-se padrão em grandes centros de tratamento para câncer de pulmão precoce, mas também é utilizada para outras condições pulmonares benignas como enfisema e bronquiectasias.

O uso dos óculos de realidade mista permitiu que os médicos realizassem a segmentectomia com maior segurança e precisão, reduzindo o tempo de operação e minimizando o risco de complicações. Humberto Alves de Oliveira, cirurgião torácico responsável pela operação, enfatizou que essa tecnologia proporcionou uma visão mais detalhada da anatomia do paciente, facilitando o procedimento.

O paciente, um homem de 65 anos diagnosticado com tumor pulmonar em março de 2024, já recebeu alta hospitalar e está se recuperando em casa. A equipe cirúrgica contou com a colaboração de especialistas internacionais, incluindo Paula Ugalde do Brigham and Women’s Hospital em Boston, EUA, e Isabela Silva Müller, radiologista especializada em tórax e reconstrução 3D no Canadá.

Essa inovação marca um avanço significativo na medicina brasileira, representando um investimento contínuo em tecnologias que podem melhorar os resultados clínicos e a qualidade de vida dos pacientes.

Fonte: CNN Brasil

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Compartilhe

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]

Trending

×

Entre em contato

×