Heranças, negócios… – Portal Plural
Connect with us

Estrada Iluminada

Heranças, negócios…

Publicado

em



É normal darmos importância ao que acontece no âmbito de nosso campo de visão, os chamados acontecimentos físicos para os quais normalmente estamos preparados para enfrentar. Mas existem as investidas sorrateiras e invisíveis que acontece regularmente e não nos damos conta e que são praticadas pelos nossos irmãos que estão na erraticidade, isto é, aqueles que já retornaram ao plano espiritual.

Somos espíritos num corpo material perecível, e sendo visível temos a facilidade de ver nosso agressor que também se apresenta da mesma forma, mas quando se trata de agressor invisível que pode fazer um grande estrago quando nos ataca, promovendo desarmonia principalmente no campo de nossa saúde, é preocupante! São os denominados inimigos desencarnados, e Jesus quando orienta a nos reconciliemos com nosso adversário enquanto temos tempo aqui na terra, nos da também a entender das complicações futuras que poderemos enfrentar com os inimigos ocultos, aqueles que estão na erraticidade, que já não estão com o corpo carnal, cujo ódio lhes ainda é pertinente, e com a invisibilidade nos podem prejudicar, pois que a morte física não lhes causa entrave de modo algum.

Fora da matéria o obsessor encontra campo hábil para a prática do mal, podendo nos perseguir facilmente, nos intuindo a tomar decisões equivocadas, precipitadas, instigando conflitos familiares que culminam em confrontos trágicos, estragando inclusive negociações como compras, vendas, heranças etc… É comum tentarmos fazer determinado negócio e este não prosperar como esperado, ficando evidente que ações de obsessor agem nas conversações. Mas o êxito dessa modalidade perturbadora só terá sucesso se nossas defesas estiverem debilitadas.

Quando estamos com nossa guarda desprotegida em razão da má condução de nossos atos e atitudes, mesmo que temporariamente, isso facilita a ação dos obsessores. Em razão da nossa imperfeição deixamos brechas para que sejamos influenciados pelos maldosos que já se foram. Parece estranho falar-se assim quanto a pessoas que já partiram desta vida, mas continuamos sendo os mesmos após o passamento. Ninguém fica bonzinho só porque morreu. Vamos daqui com todas as imperfeições, dai o motivo pelo qual podemos continuar com nosso ódio e concretizar vinganças contra os ditos vivos.

Por isso temos o posicionamento de que penalizar uma pessoa ruim com a morte, a exemplo do que acontece nos finais das novelas, não fará com que o mal cesse. Só com esclarecimento e colocando Jesus no coração é que haverá evolução tanto para perseguidor e perseguido.

Que nossa conduta seja fortificada nos princípios ensinados pelo Mestre.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estrada Iluminada

Vários mundos habitados

Publicado

em



Certa ocasião um Homem disse: “na casa de meu Pai existem muitas moradas”.

Posteriormente através de estudos das palavras proferidas há quase 2000 anos por Ele, e com informações complementares da Espiritualidade, compreendemos que a casa é o universo e as moradas são todos os mundos espalhados e que são habitados, pois se existe casa tem de existir habitante.

Quem nos garante que existem vários mundos habitados é Jesus. E mesmo nosso raciocínio racional nos diz que Deus não criaria Astros apenas para recriar nossos olhos.

Essas moradas são de várias categorias, ou seja, umas mais evoluídas que outras, e no caso a Terra é uma que precisa evoluir muito ainda, pois é um Planeta onde ainda predomina o mal.

Por outro lado esclarecemos que as moradas referidas, no que a Terra se inclui, estão disponibilizadas em mundos superiores e inferiores ao nosso, e na mesma categoria do nosso existem vários.

Nos mundos superiores não tem doenças, desconhecendo-se os ódios, os mesquinhos ciúmes, não existindo o mal, sendo os sentidos mais apurados. A morte de modo algum acarreta os horrores da decomposição; longe de causar pavor, é considerada uma transformação feliz.

É evidente que não somos capacitados a enxergar com os olhos físico os habitantes de tais orbes, pois que neles habitam espíritos que possuem corpos adaptáveis a cada ambiente planetário!

O homem busca incessantemente descobrir vida fora da Terra, e certamente conseguirá deparar-se no momento oportuno, pois que ainda não estamos preparados para este encontro. Falta em nós evolução de sentimentos perseverados no bem para que possamos ter a revelação de mundos habitados, pois até hoje a Terra vive em conflito numa disputa de poder o que certamente seguiria acontecendo se tivéssemos o contato.

Mesmo agora quando foi necessária uma pandemia para apressar a depuração no Planeta, e mudar o comportamento de muitos no entendimento da necessidade do amor ao próximo e disciplina, ainda existe uma grande quantidade de mentes que continua refrataria em perseverar no bem. Nada na Criação foi sem objetivo. Deus é perfeito, e no momento certo os contatos acontecerão e isso possibilitará que o mundo passe a ter uma visão diferente da vida. Levará tempo, mas vivenciaremos.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Estrada Iluminada

Comunicar-se com espíritos

Publicado

em



Pode parecer estranho para algumas pessoas o ato de comunicar-se com espíritos, mas nesta vida tem coisas que embora achemos estranhas acontecem e são consideradas corriqueiras por muitos conhecedores.

Primeiro devemos levar em consideração que um espírito não está morto e que nós que dizemos estarmos no mundo dos vivos, aqui estamos temporariamente enquanto nosso corpo material tiver vitalidade, pois após retornaremos a espiritualidade a qual é a vida real.

Mas a comunicabilidade acontece normalmente todos os dias quando dormimos! Deixamos o corpo material em repouso e enveredamos espiritualidade adentro. Sabe-se lá onde vamos. Mantemos diálogos dos mais diversos visitando lugares e pessoas de interesse e até resolvemos situações conflitantes de nossa existência.

Esta comunicação é comum e na maioria das vezes não temos um amplo controle do que vamos vivenciar, pois tem mais relação com a vida do espírito que somos do que com a vida que estamos vivendo no momento com o corpo denso.

Mas existem outras modalidades de comunicação e uma delas é a vidência, onde entramos em concentração e passamos a ver o plano espiritual, e ai acontece a conexão com toda plenitude, onde há uma projeção do corpo astral, ficando o corpo carnal inerte. É muito comum para quem tem este tipo de mediunidade desenvolvida.

Outro tipo também de comunicação e que é bem comum é quando recebemos mensagens via psicografia. Basta para isso se estar vinculado a uma casa de oração espiritual e aguardarmos o momento oportuno de recebermos a comunicação, que nos é possibilitada através de um medianeiro que tenha a faculdade da psicografia, o que acontece por meio da escrita física.

Já na comunicação tipo psicofonia, situação que a mensagem nos chega pela voz do médium, é necessária uma preparação específica, que abrange desde alimentação condizente até pureza de pensamentos e desejo da prática no bem, possibilitando assim que o medianeiro receba boas mensagens.

Existem muitos outros tipos de intercâmbio que podem acontecer à revelia nossa, como movimento de objetos, quebra de objetos, pancadas, ruídos, sons. Também o médium sensitivo é capaz de sentir arrepios, euforias, náuseas, tristezas com vontade chorar, dor física, sonolência, chegando até dormir por ocasião de ouvir palestras, preces. Tudo é considerado normal e depende do aprofundamento nos conhecimentos doutrinários para entender.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Estrada Iluminada

Aperto de mão

Publicado

em



A pandemia mexeu com tudo no Planeta. Influenciou novas modalidades de relacionamentos e fez com que pessoas que estavam distantes se aproximassem e expressassem em pensamento ou via redes sociais sentimentos de carinho e fraternidade.

A caridade também passou a ser exercitada em maior amplitude, já que muitos perderam seus empregos e passaram a viver da ajuda de outrem e de grupos de solidariedade e as entidades de amparo e religiosas tiveram de se adaptar para receberem seus seguidores e não deixar de fornecer além do alimento material, o espiritual, pois que nestes momentos que a tristeza invadiu os lares em razão da perda de pessoas amadas pela doença, a melancolia com depressões se acentuaram.

Certamente vamos sair desta situação mais fortes e com mais fé, e cada um poderá avaliar no que melhorou no que diz respeito caminhar na direção na evolução almejada pelo Pai.

Também o beijo, o abraço, o afago foi posto de lado, pois que passou a ser risco de contágio, e muitos que não respeitaram isso foram causa de contaminação, amargando procederes errôneos.

Mas talvez um dos gestos mais comum que mais ficou prejudicado foi o aperto de mão, esse costume que sempre fez parte ao longo dos tempos. O aperto de mão que é a consolidação mais respeitosa e calorosa existente foi relegado a segundo plano, sendo substituído pelo famoso “soquinho” ou abano de mãos.

Um aperto de mão sempre disse tudo, principalmente quando acompanhado do olhar no olho e de uma expressão simples “como vai”. Ele selava compromissos dos mais delicados até gesto de agradecimentos.

Claro que existiram apertos de mão que aconteceram apenas para cumprir protocolo ou formalidades, sem haver neste momento uma energia salutar, calorosa. O aperto de mão de alguns políticos, por exemplo, sem o olhar no olho nada significou, mas aquele que é seguido pela conexão e pelo sorriso, certamente foi o mais nobre dos sentimentos.

A mão estendida sempre será o gesto de maior apoio, e neste dia 21 que se comemora o aperto de mão, vamos lembrar daquelas pessoas que sempre nos confortaram e nos ajudaram com a mão sincera, principalmente a Mão Amiga do Mestre que nunca deixou de nos ser estendida, para nos levantar e dar forças para seguirmos em frente.

Esperemos mais um pouco. Nos cuidemos. Façamos nossa parte. Em breve voltaremos ao aperto de mão.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Powered by WhatsApp Chat

×