Henrique Franke volta a Santa Rosa – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Henrique Franke volta a Santa Rosa

Publicado

em



 

Até hoje, apenas um gaúcho conquistou o topo da oitava montanha mais alta do mundo. O santa-rosense Henrique Scalco Franke voltou nesta semana do Himalaia, após chegar no cume de mais uma montanha com mais de 8 mil metros. Em casa, ele reuniu patrocinadores e a família para um bate papo sobre mais essa conquista.

Henrique trouxe na bagagem experiências, histórias para contar e sete quilos a menos. Para chegar em Kathmandu, o alpinista enfrentou 29 horas de viagem desde que saiu de Porto Alegre. Ao chegar na Capital do Nepal, foi necessário retirar a permissão de escalada no Ministério do Turismo. A partir disso, começou o trajeto de oito dias rumo ao acampamento base.

Para fazer a caminhada que durava oito horas por dia, ele precisou encontrar maneiras para manter o corpo aquecido, além de uma alimentação equilibrada. Roupas e equipamentos especiais acompanharam o montanhista nessa aventura. Durante o primeiro trajeto, Henrique enfrentou muita chuva, umidade e calor. Antes de iniciar o percurso para o acampamento base, foi necessária a adaptação de dois dias em SamaGaon.

No primeiro acampamento, aconteceu a cerimônia de autorização de escalada, mais conhecida como “puja”, ritual importante no budismo, além dos ciclos de aclimatização. Dificuldades não faltaram no caminho percorrido por ele e por um grupo de aventureiros. Temperaturas baixas e muita neve foram alguns dos principais obstáculos enfrentados. Devido a esses imprevistos do clima, o planejamento sofreu algumas alterações e o cume foi atacado dias antes do previsto. Henrique conquistou a oitava montanha mais alta do mundo na madrugada do dia 27 de setembro, às 00h06min. Foram 22 dias de jornada, mas ao todo ele ficou mais de 50 dias no Nepal para realizar este projeto.

A montanha Manaslu tem 8.201 metros sobre o nível do mar e fica na Cordilheira do Himalaia, na fronteira da China com o Nepal. O desafio de chegar ao topo atrai alpinistas do mundo todo, sendo que diversos não conseguem chegar ao destino. “Atingimos o objetivo que era chegar no topo do Manaslu. Diferente do Everest, neste, tivemos que ter ainda mais paciência e muita persistência”, afirma o montanhista.

Essa foi a segunda montanha que Henrique conquistou do seu Projeto Catorze 8000+. Mas, além das montanhas, ele também tem o objetivo de um grande projeto social. O turismo nos vilarejos acaba provocando impactos ambientais negativos, principalmente no esgoto. Na volta da expedição ao Manaslu, Henrique permaneceu cerca de uma semana em uma comunidade de Phortse, onde realizou um diagnóstico da situação de saneamento da região e estudou possibilidades de melhorias. A partir de agora, Henrique tem diversas palestras programadas e já começa o preparo para o próximo desafio, que deve realizar em abril.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Voos em Santa Rosa iniciam na próxima semana

Publicado

em



O Rio Grande do Sul ficará ainda mais conectado a partir da próxima segunda-feira (2/8). Quatro meses após o anúncio do governador Eduardo Leite de que a Azul ampliaria seus voos, a empresa iniciará a operação de oito novos destinos no interior do Estado.

Às 9h, decolará do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, o primeiro voo com destino a Bagé. Antes disso, o governador, secretários, deputados e representantes da companhia área e da concessionária Fraport participam da solenidade que inaugura as rotas regionais.

Ao longo da semana, a Azul inicia suas operações nas cidades de Alegrete, Erechim, Santa Cruz do Sul, Santa Rosa, São Borja e Vacaria, com ligações diretas até a capital. Além das novas bases, Canela, na Serra, também volta a receber aeronaves da companhia.

Durante a cerimônia, prevista para começar às 7h30 de segunda-feira, a Azul oficializará cinco novos mercados partindo da capital gaúcha, que devem entrar em operação a partir de outubro: Maringá e Londrina, no interior do Paraná, Uberlândia, no Triângulo Mineiro, além de São José do Rio Preto e Ribeirão Preto, no interior paulista.

SERVIÇO

O quê: ato de início de novos voos regionais
Quando: segunda-feira (2/8), às 7h30
Onde: aeroporto Salgado Filho (avenida Severo Dullius, 1.244)

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Vacinação avança para 35 anos em Santa Rosa

Publicado

em



Santa Rosa recebeu 872 novas doses para D1 (Dose Um) e 820 doses de D2 (Dose Dois). A partir de segunda-feira (02), será ampliada a vacinação. Serão vacinadas pessoas a partir de 35 anos.

Também será aplicada a vacina no grupo das gestantes e puérperas, inclusive, gestantes adolescentes de 12 a 17 anos, essas, com o imunizante da Pfizer, o único autorizado no Brasil para pessoas abaixo dos 18 anos. As gestantes que fizeram D1 (Dose Um) com o imunizante da AstraZeneca e ainda não deram à luz aos seus bebês, podem completar seu esquema vacinal com o imunizante da Pfizer. A aplicação das doses será feita em todas as Unidades Básicas de Saúde até terminarem os estoques. O atendimento será mediante agendamento prévio por telefone ou presencial. É preciso levar documento com foto, CPF, cartão SUS e caderneta de vacinação.

Santa Rosa já aplicou até o momento, 61.739 doses. Do total, 40.456 foram de D1 (Dose Um), essa quantidade corresponde a 55% da população vacinada, 19.019 de D2 (Dose Dois) e 2.264 de D.U (Dose única), sendo assim temos 21.283 pessoas com a imunização completa, 29% dos santa-rosenses. Também estão sendo aplicadas de forma antecipada a segunda dose da vacina AstraZeneca. Quem já recebeu a primeira dose da vacina há no mínimo dez semanas, ou seja, 70 dias da aplicação, já pode buscar uma das 18 unidades de saúde para completar o seu esquema vacinal.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Dep. Bibo Nunes reforça apoio à ponte em Porto Mauá

Publicado

em



A ACISAP recebeu na última quarta-feira o Deputado Federal Bibo Nunes (PSL), para discutir e buscar soluções em relação à importância da ponte em Porto Mauá para o desenvolvimento da região, especialmente no que tange ao escoamento da produção local. Em reunião com o deputado estiveram a Presidente da ACISAP, Lídia Linck Lagemann, o Vice-Presidente de Comércio da ACISAP, Cássio Feltes, o Presidente da Fundação Pró Construção da Ponte Internacional Alba Posse – Porto Mauá, Artur Lorentz e o representante local do Dep. Bibo Nunes, Jeremias Barbosa. Atualmente, a Fundação Pró Construção da Ponte Internacional está em busca de recursos para contratar o projeto oficial, com chancela do DNIT.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Powered by WhatsApp Chat

×