Grêmio vence o Botafogo por 3 a 0 e mantém vivas esperanças de alcançar o G4 – Portal Plural
Connect with us

Esportes

Grêmio vence o Botafogo por 3 a 0 e mantém vivas esperanças de alcançar o G4

Publicado

em



 

Disposto a virar a página após a eliminação da Libertadores, o Grêmio entrou em campo contra o Botafogo para recuperar o moral e conseguir uma recuperação a fim de garantir uma vaga no G4 do Brasileirão. Em uma tarde chuvosa e com menos de 10 mil pessoas na Arena, o Tricolor não abriu mão de seu estilo de jogo de intensa troca de passes e demonstrou espírito competitivo para bater os adversários por 3 a 0. No primeiro tempo, Maicon abriu o marcador. Já na etapa complementar, Thaciano e Everton ampliaram.

Com o resultado, o Grêmio se mantém na 7ª posição, mas agora com 44 pontos. Na próxima rodada, no Rio, o Grêmio enfrenta o Vasco, às 21h30min.

O Tricolor entrou em campo com mudanças na escalação em relação à fatídica partida da última quarta-feira, quando levou 5 a 0 do Flamengo. Sem André, suspenso, o técnico Renato Portaluppi recorreu a Tardelli para a função de centroavante. Paulo Miranda perdeu a vaga na lateral-direita para Leo Moura. No meio campo, Michel saiu do time e Alisson atuou mais centralizado, enquanto Luciano entrou no time pela direita.

Primeiro tempo

O Tricolor se postou de forma intensa e com marcação adiantada, pressionando a saída dos adversários e mantendo sua tradicional troca de passes desde o início. E foi após uma jogada do estilo que Leo Moura cruzou rasteiro e sobrou para Tardelli, do outro lado da área. O camisa 9 mandou de volta para o lateral, que tentou finalizar de primeira com a perna direita, chutando no ar, e mandou para fora.

Quando conseguiu avançar à sua metade de ataque, o Botafogo apostava principalmente nos lançamentos aéreos e longos. Geromel, atento, fazia os cortes sem dificuldades. No momento em que os adversários tentaram jogar com a bola no chão, foram desarmados e o Grêmio armou contra-ataque mortal. Matheus Henrique iniciou a jogada em velocidade com Tardelli, que conduziu à lateral. Como não conseguiu o cruzamento, voltou a jogada. Depois de quase um minuto de troca de passes, aos 11, Luciano achou espaço em meio à zaga e encontrou Maicon, que, num toque por cima de Gatito, abriu o marcador.

A vantagem não fez o Grêmio mudar de postura, e o time e Renato continuou com postura agressiva. Aos 23, os jogadores pediram pênalti em Luciano, mas, após escutar o VAR, o árbitro mandou o jogo seguir. Embalado, o Tricolor conseguiu manter a pressão e quase chegou ao segundo gol com Everton. Após a zaga interceptar passe de Maicon, Luciano ficou com o rebote e cruzou para Everton, que finalizou de voleio pela linha de fundo.

Depois da confronto parar para atendimento em Gatito (em choque com Tardelli) e Geromel e Diego Souza, que dividiram de cabeça em jogada aérea, o Botafogo cresceu e começou a impor perigo. Dos pés de Victor Rangel, quase saiu um golaço na Arena. Ele dominou após bate-rebate na área e emendou de bicicleta, que passou cruzada em frente à goleira. Foi a melhor chance do time carioca, que cresceu e também viu o adversário cair de produção.

Com o nível emparelhado, as equipes ainda arriscaram alguns chutes de longe e uma chance cada de marcar cada. Na primeira grande defesa de Paulo Victor, aos 42, ele espalmou para escanteio depois de chute de Diego Souza num contra-ataque de velocidade. Já o Tricolor quase ampliou o marcador já nos acréscimos, quando Luciano cobrou falta sofrida por Alisson a um passo na linha da área no travessão.

Segundo tempo

Com seu conhecido corte para a direita e chute colocado, Everton exigiu uma bela defesa de Gatito logo nos primeiros minutos da metade final. O Botafogo tentou reagir rápido com Marcinho pela direita, mas Geromel fez corte milimétrico para evitar que a bola chegasse a Victor Rangel. Depois de um recomeço que indicou um teor energético, os times acertaram a marcação e fecharam os espaços, dificultando as jogadas dos oponentes e criando uma partida de bate e rebate entre entre os times.

Nessa dinâmica, o Grêmio levou vantagem e chegou mais perto de aumentar a vantagem. Aos 14, Tardelli tabelou com Leo Moura, mas teve chute interceptado, conseguindo escanteio. Depois da cobrança, a bola sobrou para Matheus Henrique, que adentrou na grande área e bateu firme; o goleiro paraguaio caiu para  esquerda em outra boa defesa. Buscando maior mobilidade e rapidez, Renato lançou Pepê e Thaciano nos lugares de Alisson e Luciano.

As mudanças tiveram efeito rápido. Aos 25, Tardelli disparou pela esquerda e ingressou na área após deixar Carli para trás. Bateu cruzado, Gatito espalmou mal e a ficou dentro da área. Mais rápido do que os zagueiros, Thaciano se antecipou e só precisou empurrar para dentro da goleira: 2 a 0.

Bastante criticado após a eliminação para o Flamengo, Everton teve participativo efetiva na segunda metade do jogo deste domingo. E foi de seus pés que começou e terminou a jogada do terceiro gol do time gaúcho. Quando o relógio marcava 35,  Cebolinha invadiu a área pela esquerda e cruzou rasteiro. A bola atravessou a área e parou nos pés de Pepê, que escorou para Thaciano bater em cima de Gatito. No rebote, Everton chutou e consolidou o placar.

O camisa 11 ainda teve outra chance de ampliar, aos 43: cara a cara com Gatito, depois de deixar os zagueiros para trás na velocidade, tentou o chute cruzado, mas o goleiro fez a defesa, impendindo o placar ainda mais elástico.

Brasileirão 2019 – 28ª Rodada 

Grêmio 3 
Paulo Victor; Léo Moura, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon (Rômulo), Matheus Henrique, Alisson (Pepê) e Everton; Luciano (Thaciano), Diego Tardelli. Técnico: Renato Portaluppi.

Botafogo 0
Gatito Fernández; Marcinho, Joel Carli, Gabriel e Yuri; João Paulo, Cícero, Luiz Fernando (Rhuan), Diego Souza e Leo Valencia (Igor Cássio); Victor Rangel (Alex Santana), Yuri. Técnico: Alberto Valentim.

Gols: Maicon, Thaciano, Everton
Arbitragem: Rafael Traci (SC), auxiliado por Helton Nunes (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC). Arbitro de vídeo: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Local: Arena, em Porto Alegre

CP
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Santa Rosa Sicredi Futsal em busca do acesso

Publicado

em



Neste sábado, às 20h, o Santa Rosa Sicredi Futsal inicia a disputa da Taça de Inverno, torneio rápido que vai dar ao campeão acesso antecipado para a primeira divisão do Gauchão de Futsal.

Como a equipe santa-rosense terminou em segundo lugar na chave, vai enfrentar fora de casa o primeiro colocado do outro grupo: a AGE, de Guaporé.

O capitão Fabinho sabe que o desafio é grande, afinal o adversário teve uma das melhores campanhas da primeira fase no Gauchão Série B: “sabemos da nossa qualidade, da importância dessa partida. Estamos focados, trabalhando firme, porque são apenas dois jogos para conquistar o acesso antecipado. Já fizemos bons resultados fora de casa e, pela experiência da nossa equipe, não vamos sentir a pressão de jogar longe de Santa Rosa.”

O vencedor desse jogo único se classifica para a final e enfrenta Fontoura Xavier Futsal ou Sercca (Casca), também em jogo único, valendo a tão sonhada vaga. Em caso de empate no tempo normal, a decisão vai para a prorrogação, seguido de pênaltis.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Esportes

Inter leva gol no fim, empata com o Bragantino, mas ingressa no G-6

Publicado

em



Time colorado abriu o placar no primeiro tempo, mas foi castigado nos acréscimos no Beira-Rio.

O Inter entrou no G-6, mas não da forma que queria. O empate em 1 a 1 com o Bragantino até coloca o time de Diego Aguirre na sexta posição, à frente do Corinthians pelo saldo de gols, mas a forma como veio, com um gol no último instante, deixa a frustração da perda de dois pontos, que inclusive o teriam feito saltar para quinto. Mauricio marcou para os colorados e Bruninho deixou tudo igual aos 50.

Houve surpresa na escalação do Inter. E estreia. Justificando o desgaste e a prevenção de possíveis lesões, Aguirre deixou Mercado no banco, dando a primeira oportunidade para Kaique Rocha vestir a camisa colorada. No meio, Dourado teve um desconforto muscular e Lindoso formou dupla com Johnny na frente de da defesa. Mauricio substituiu o suspenso Edenilson enquanto Lomba permaneceu no gol na vaga do lesionado Daniel.

O começo da partida foi pegado, com disputa ferrenha pela posse de bola. O árbitro, nos primeiros minutos, permitiu disputas firmes — mas leais —, dando mais ritmo. O Bragantino incomodou aos cinco, quando Cuello entrou na área pela direita e cruzou, mas Lomba interceptou com firmeza.

O Inter assustou pela primeira vez aos 13. Moisés cobrou escanteio da esquerda, Cuesta ajeitou para o meio da área e Kaique cabeceou nas mãos do goleiro. Yuri Alberto estava absolutamente livre atrás. Aos 15, a melhor oportunidade. Mauricio recebeu de Taison, ajeitou e bateu da entrada da área. Cleiton conseguiu se recuperar e fez grande defesa. No rebote, Taison perdeu sem goleiro, mas já havia sido marcado impedimento.

Quatro minutos mais tarde, outro contra-ataque. Era escanteio para o Bragantino, Moisés cortou e lançou Yuri Alberto, que desviou para Patrick. Ele passou a Taison, que tentou uma vez, a defesa afastou parcialmente, Taison conseguiu tocara para Mauricio, que bateu de bico e Cleiton defendeu. Eram momentos frenéticos, e o visitante respondeu em jogada pela esquerda, que Hurtado, dentro da área, cruzou rasteiro e Eric Ramires concluiu para fora.

Novamente o time paulista fez Lomba trabalhar, aos 23. Pedrinho recebeu na esquerda, trouxe da esquerda para o meio, abriu espaço e bateu no cantinho. Lomba se esticou todo e salvou. O goleiro precisou fazer outra defesa em chute de fora da área. Helinho foi quem arriscou.

O jogo era muito parelho, lá e cá, e talvez até o Bragantino estivesse melhor. Mas foi o Inter quem marcou. Eram 38 minutos, quando Saravia recuperou a bola no campo ofensivo quase na linha lateral. Ele passou a Yuri, que fez o pivô perfeito para Mauricio chegar batendo e superar Cleiton: 1 a 0.

A vantagem foi mantida até o intervalo. E time que está ganhando pode ser mexido sim. Do vestiário, o Inter voltou com duas mudanças: saíram Moisés e Patrick, entraram Paulo Victor e Palacios.

Com a nova formação do lado esquerdo, o Inter começou tentando com as caras novas. Palacios recebeu na ponta e cruzou rasteiro, Yuri chegou levemente atrasado. Aos seis, um lance polêmico. Saravia fez boa jogada pela direita e levantou para a área, a defesa afastou, Johnny pegou a sobra, Fabricio Bruno rebateu mal e Saravia dividiu com Edimar. O argentino ficou pedindo pênalti, mas a arbitragem considerou o lance normal.

O Bragantino, usando a estratégia do Inter, incomodou aos 10. Em contragolpe rápido, Helinho recebeu pela direita e bateu, Lomba defendeu sem rebote.

Aguirre precisou fazer outra substituição aos 14. Lindoso sentiu dores na perna e Zé Gabriel entrou em seu lugar. Paulo Victor fez boa jogada, pouco depois, invadiu a área pela esquerda e cruzou rasteiro. Cleiton conseguiu salvar instantes antes de Yuri Alberto empurrar para a rede.

Na metade do segundo tempo, Aguirre tirou Taison e colocou Boschilia. O camisa 21, em uma de suas primeiras participações, puxou bom contra-ataque, entregou a Yuri, que virou para Palacios, um pouco forte demais. O chileno encostou para Zé Gabriel, que bateu, mas o chute saiu longe da trave.

A partida ficou mais morna, mas o Bragantino esteve perto do empate aos 35. A zaga do Inter parou em um ataque pela direita, Helinho bateu cruzado e Alerrandro, que havia entrado no lugar de Hurtado, não alcançou por pouco.

No final, Aguirre ainda tirou Mauricio para colocar Caio Vidal. O time conseguia administrar a vantagem e chegou a perder dois contra-ataques. No último lance, a bobeada que não havia ocorrido. Alerrando recebeu em um buraco na direita e chutou cruzado, Bruninho completou para a rede. Tudo igual e fim de jogo.

Fonte: GZH

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Esportes

SOJÃO Basquete em competições estaduais

Publicado

em



No final de semana as categorias de base do clube estiveram novamente nas competições estaduais da FGB – Federação Gaúcha de Basquete.
O Sub12 – Misto (meninos e meninas) foi a Caxias do Sul enfrentar o CEAT/Bira (Lajeado) e o Clube Comercial (Passo Fundo)
Já o Sub 15 foi a Santa Maria enfrentar o BBC (Bagé) e o Clube Comercial (Passo Fundo).

Sub12
SOJÃO 17 x 47 CEAT
SOJÃO 30 x 33 Comercial

Sub15
SOJÃO 44 x 47 Bagé
SOJÃO 60 x 66 Comercial.

Segundo o Prof. Giovani, um dos técnicos das categorias de base, a evolução é constante e as diferenças nos placares seguem diminuindo a cada jogo.
O projeto das categorias de base envolve quase 200 crianças e adolescentes nas diversas categorias de base e é realizado via Lei de Incentivo ao Esporte – Programa Pró Esporte, do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×