Governo prevê privatizar oito empresas em 2021, como Correios e Eletrobras – Portal Plural
Connect with us

Geral

Governo prevê privatizar oito empresas em 2021, como Correios e Eletrobras

Publicado

em



 

Os dois certames, no entanto, ainda dependem de aprovação do Congresso para serem tocados.

 

 

O governo prevê realizar leilões de desestatização de oito empresas em 2021, entre elas os Correios e a Eletrobras, que passará por um processo de capitalização. Os dois certames, no entanto, ainda dependem de aprovação do Congresso para serem tocados. No caso dos Correios, o projeto de lei que irá permitir a desestatização da empresa ainda nem foi enviado pelo governo ao Legislativo.

A secretária do Programa de Parcerias de Investimentos, Martha Seillier, afirmou nesta quarta-feira (2) que o texto deve ser encaminhado nos “próximos dias”. “PL dos Correios é importante para atrair parceiro privado”, disse Seillier em coletiva à imprensa após a 14ª reunião do conselho do PPI.

A expectativa do governo é de que a privatização das duas estatais aconteça no 4º trimestre de 2021. Sobre a Eletrobras, a secretária do PPI ressaltou que o processo de capitalização é “prioridade” do governo. “A empresa não participa de leilões há anos. Não abriremos mão do objetivo para a Eletrobras”, disse Seillier.

Além das duas empresas, o governo também prevê para 2021 realizar leilões de desestatização da Emgea, Ceasaminas, Porto de Vitória (Codesa), Nuclep, Trensurb e da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). Além disso, para o próximo ano, o Executivo planeja avançar com a liquidação da Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias (ABGF). Para 2022, a expectativa é de que possam ser feitos os certames de desestatização da Serpro, Dataprev e Telebrás.

 

 

Noticias ao Minuto

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Inscrições de trabalhos para evento de Plantas Bioativas e Homeopatia abrem dia 21

Publicado

em



A 15ª Reunião Técnica Estadual de Plantas Bioativas, o VI Seminário Regional de Plantas Bioativas e Homeopatia e a III Jornada Sul-Brasileira de Pesquisa em Plantas Medicinais e Homeopatia abrem as inscrições para a submissão de trabalhos. O período de inscrição é de 21 de junho até 31 de julho e os eventos acontecerão de forma on-line, de 22 a 24 de setembro.

De acordo com a comissão organizadora, pesquisadores, estudantes, extensionistas e comunidade estão convidados a participar. Os objetivos são oportunizar a troca de experiências e possibilitar a divulgação das pesquisas nas áreas de plantas medicinais e homeopatia. Ainda conforme a comissão, por uma taxa de R$ 4,99 por trabalho, poderão ser submetidos Resumos Simples (trabalhos originais), Resumos Expandidos (trabalhos originais ou revisão da literatura) ou Relatos de Experiência. Alguns trabalhos poderão ser selecionados para apresentação oral durante o evento. As normas de submissão estão disponíveis no Edital 01/2021 III JBPPM, que se encontra nos sites oficiais do evento: https://www.upf.br/plantasbioativashomeopatia https://www.fasurgs.edu.br/plantasbioativashomeopatia/

Os trabalhos poderão ser redigidos em português ou espanhol. Na área temática “Etnobotânica: povos e comunidades tradicionais” serão aceitos relatos de experiência também nas línguas indígenas.

O acompanhamento do evento será online e gratuito e em breve as inscrições de participação serão abertas.

Promotores: Emater/RS-Ascar, Universidade de Passo Fundo (UPF), Prefeitura de Passo Fundo, Museu Zoobotânico Augusto Ruschi (Muzar), Associação Brasileira de Homeopatia Popular, 6ª Coordenadoria Regional de Saúde, Cáritas, Cresol, Fasurgs, Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IF-RS), ICMBio, Natupharma, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Passo Fundo, Pastoral da Saúde, Coasa e Universidade Federal Fronteira Sul – campus Passo Fundo e Erechim.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Cotrirosa presente no Papo 90

Publicado

em



A Cotrirosa integra o projeto Papo 90 – Resgatando nossa história, que tem como objetivo celebrar os 90 anos de emancipação político-administrativa de Santa Rosa, com a gravação de entrevistas com 90 personalidades que revelam as múltiplas facetas de nossa história, proporcionando assim um resgate de nossa identidade.

Irineu Reginatto, associado da Cotrirosa desde 29 de abril de 1975, participou das gravações registrando a história da Cotrirosa no desenvolvimento do cooperativismo e no crescimento da região. Reginatto foi conselheiro da Cooperativa e atuou como secretário, na gestão de 1995 a 2005, presidida por Lourival Bublitz e Aloísio Selch, vice-presidente.

O projeto Papo 90 será lançado oficialmente no dia 10 de agosto de 2021, às 19h30, no centro cívico cultural de Santa Rosa. A partir desta data todo o material estará disponível no Facebook, Instagram e no Youtube, com o endereço a ser informado posteriormente, para acesso do grande público e formalizado na história oficial do município.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Prefeitura de Santo Ângelo informa a contribuintes inadimplentes têm atá 23 de agosto para pagar o refis

Publicado

em



https://www.facebook.com/SteinClimatizadoresLtdaA Secretaria de Gestão de Finanças está oferecendo a oportunidade para que os contribuintes em dívida ativa com o Município de Santo Ângelo regularizem sua situação, com a possibilidade de refinanciamento de seus débitos em até 36 parcelas mensais e sucessivas com desconto de até 70% nos juros e multas, por meio do REFIS.

O secretário de Gestão de Finanças, Luis Alberto Voese, explica que o contribuinte em dívida ativa com o município pode ter o nome inserido no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), no Serasae sujeito à ação de cobrança judicial. “O refinanciamento proposto é uma oportunidade para o contribuinte colocar suas contas em dia com a fazenda pública, com desconto e em longo prazo”.

OPÇÕES DE PAGAMENTO

Até 23 de agosto, o contribuinte pode efetuar a quitação da dívida ativa com 90% de descontos nos juros e multas no pagamento à vista; 70% em até 12 vezes; 50% em 24; e 30% em 36 parcelas. “Para o pagamento após este prazo, o contribuinte em dívida ativa poderá ainda optar pelo parcelamento em até 36 vezes, porém sem nenhum desconto”, alerta o contador Eliseu Morin.

Morin esclarece ainda que, para todas as opções de pagamento, a parcela mínima não poderá ser inferior a R$ 103,56 – valor equivalente a 30 unidades fiscais do município (UFM).

Fonte: Assessoria Prefeitura Santo Ângelo

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×