Governo prevê internet em 100% das escolas urbanas em 2020 – Portal Plural
Connect with us

Ensino

Governo prevê internet em 100% das escolas urbanas em 2020

Publicado

em



 

Alunos de escolas públicas urbanas em mais de 5,2 mil municípios do país poderão ser beneficiados com acesso à internet. Em cerimônia no Palácio do Planalto, com participação do presidente Jair Bolsonaro, o governo anunciou hoje (19) a ampliação do programa Educação Conectada, do Ministério da Educação (MEC). A medida prevê investimentos de R$ 224 milhões até o final de 2020. Ao todo, cerca de 70 mil escolas serão atendidas, alcançando um total de 27,7 milhões de alunos.

No início do mês, o MEC já havia anunciado a expansão do programa para 24,5 mil escolas urbanas, além de garantir que outras 9,9 mil escolas contempladas em 2018 continuassem com a cesso à internet a partir do repasse do dinheiro para a manutenção do serviço.

“Das escolas urbanas, a gente vai para mais de 80% [de cobertura de internet]. Das escolas rurais, que é via satélite, [a cobertura] era zero, esse ano a gente já vai para 40%, e aí a gente começa a acelerar esse processo”, afirmou o ministro da Educação, Abraham Weintraub, em entrevista a jornalistas. No caso das escolas rurais, o Educação Conectada é realizado em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), que recebeu do MEC, em 2019, um total de R$ 60 milhões para implantar internet por meio de tecnologia via satélite. Até o fim deste ano, o governo prevê conexão de 8 mil escolas rurais à internet.

A velocidade da internet, segundo a pasta, depende da velocidade ofertada na região, mas o MEC disse que garante a melhor oferta disponível. O Educação Conectada tem o objetivo de apoiar a universalização do acesso à internet em alta velocidade e fomentar o uso pedagógico de tecnologias digitais na educação básica.

Para receber a conexão de internet, as instituições públicas precisam ter número de matrículas maior que 14 alunos; ter, no mínimo, três computadores para uso pelos alunos; e, ter, no mínimo, um computador para uso administrativo e pelo menos uma sala de aula em funcionamento.

Livros didáticos

O governo também lançou nesta terça-feira um concurso nacional de desenho da bandeira nacional para estudantes de escolas públicas. As ilustrações mais bem avaliadas vão estampar a quarta capa dos livros didáticos, que fazem parte do Programa Nacional do Livro e Material Didático (PNLD). Batizado de 1º Concurso Sua Arte no Livro Didático”, a iniciativa é do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão vinculado ao MEC, e principal financiador da educação básica no Brasil. Atualmente, cerca de 7 milhões de alunos do Ensino Médio em mais de 20 mil escolas são atendidos pelo PNLD.

Segundo as regras do concurso, os cinco primeiros colocados vão ganhar computador, uma viagem para a cidade de São Paulo, para receberem a premiação, além de terem o desenho impresso nos livros. Os diretores de escolas públicas devem indicar a participação dos alunos pelo portal do FNDE na internet.

AGB
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ensino

Startup Weekend encerra após 54 horas de inovação e empreendedorismo

Publicado

em



Neste domingo, dia 11 de julho, aconteceu o encerramento da primeira edição do Startup Weekend Ijuí – evento global, promovido pela Techstars, que contou com a parceria da Unijuí. A Universidade colocou sua infraestrutura tecnológica à disposição, além de um time de inovação que viabilizou a execução do evento.

De sexta-feira a domingo, os participantes foram desafiados a validar uma ideia de negócio. Foram 54 horas de empreendedorismo, inovação e conexões.

“Foi uma experiência muito boa. Iniciamos, na sexta-feira, com 74 participantes e oito ideias selecionadas para serem trabalhadas durante o fim de semana. À medida em que as etapas ficaram mais difíceis, tivemos desistências e acabamos, no domingo, com quatro equipes”, explicou a coordenadora da Criatec, Maria Odete Palharini, lembrando que foi desafiador promover o primeiro Startup Weekend na cidade e de forma virtual.

Ao final do evento, o time Concilise recebeu a Menção Honrosa com a proposta de uma plataforma digital direcionada à resolução de problemas da área jurídica, especialmente nas áreas do Direito do Trabalho e Direito do Consumidor.

Em terceiro lugar ficou a equipe STYX, que propôs uma solução para as barreiras impostas ao se garimpar a internet, como informações descentralizadas e vários aplicativos abertos.

Conquistou o segundo lugar o time Freelancer HUB, que propôs uma plataforma que conecta pessoas que demandam treinamentos e serviços digitais com prestadores de serviço.

O primeiro lugar foi conquistado pelo time ThinkOut, integrado por estudantes da Escola Estadual Tiradentes. Eles desenvolveram o aplicativo HelPlus, focado em auxiliar alunos do Ensino Médio, melhorando o desempenho na redação do Exame Nacional (Enem).

Para Betina Donatto Krupp, que integrou o time Concilise, que recebeu Menção Honrosa, a experiência de participar de um Startup Weekend foi incrível. “A conexão que o evento proporciona através de mentorias e a troca de networking com pessoas do país inteiro agregaram muito em minha vida profissional”, disse.

Destaques:

Professores têm artigo selecionado para livro que marca os 100 anos de Edgar Morin

Unijuí seleciona projeto de extensão que será submetido à Operação Rondon

Fisioterapia na Unijuí: aulas práticas possibilitam atendimento à população desde o início da graduação

Ciência para Todos Unijuí 2 finaliza programação

Ciência para Todos fecha com lançamento e divulgação de resultados

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Ensino

Governo do Estado pagará inscrição do Enem para alunos que tiveram a taxa de isenção negada

Publicado

em



Com o objetivo de estimular a participação dos estudantes da Rede Estadual no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, dando o suporte necessário aos jovens cujas famílias foram impactadas economicamente pela pandemia, o governo do Estado pagará a taxa de inscrição para os alunos concluintes no 3º ano do Ensino Médio que tiveram a taxa de isenção negada.

O prazo para inscrição no Enem 2021 se encerra dia 14 de julho. O estudante deve entregar a guia de pagamento para a direção da escola até o dia 16 de julho.

A direção da escola deverá usar a verba da Autonomia Financeira. Depois, após prestar contas, a instituição de ensino receberá o ressarcimento do valor pela Secretaria Estadual da Educação (Seduc).

Enem 2021

As provas do Enem 2021 serão aplicadas nos dias 21 e 28 de novembro, tanto a versão digital como a impressa. As duas versões também terão a mesma estrutura de prova: quatro cadernos de questões e a redação.

Cada prova terá 45 questões de múltipla escolha, que, no caso do Enem Digital, serão apresentadas na tela do computador. A redação será realizada em formato impresso, nos mesmos moldes de aplicação e correção da versão em papel.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Ensino

Inscrições para o Prouni começam amanhã

O resultado da primeira chamada está previsto para o dia 20 de julho

Publicado

em

© Arquivo Agência Brasil

Começam amanhã (13) e vão até sexta-feira (16) as inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni), do Ministério da Educação. O programa oferece bolsas de estudo, integrais e parciais (50%), em instituições particulares de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior. 

O resultado da primeira chamada está previsto para o dia 20 de julho.

Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa.

Somente poderá se inscrever no Prouni o estudante brasileiro que não possua diploma de curso superior e que tenha participado do Enem mais recente e obtido, no mínimo, 450 pontos de média das notas. Além disso, o estudante não pode ter tirado zero na redação.

As modalidades de participação são para os estudantes que tenham cursado todo o ensino médio na rede pública, ou na rede particular na condição de bolsista integral da própria escola; estudantes com deficiência, neste caso, não é necessário ter cursado todo ensino médio na rede pública ou na rede particular na condição de bolsista integral da própria escola e, por fim,  professores  da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.

O candidato a bolsas do Prouni não precisa fazer vestibular nem estar matriculado na instituição na qual pretende se inscrever. Entretanto, é permitido às instituições participantes do programa submeter os pré-selecionados a processo seletivo específico, isento de cobrança de taxa. Essa informação será dada ao candidato no momento da inscrição.

O processo seletivo do Prouni tem uma única etapa de inscrição. A inscrição, gratuita, é feita exclusivamente pela internet, na página do Prouni. O candidato pode escolher, em ordem de preferência, até duas opções de instituição, curso e turno dentre as bolsas disponíveis, de acordo com seu perfil. O candidato com deficiência ou que se autodeclarar indígena, preto ou pardo pode optar por concorrer a bolsas destinadas a políticas de ações afirmativas. Durante o período de inscrição, o candidato pode alterar as opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada.

Encerrado o prazo de inscrição, o sistema do Prouni classifica os estudantes de acordo com as opções e as notas obtidas no Enem. Os estudantes são pré-selecionados em apenas uma das opções de curso, observada a ordem escolhida no momento da inscrição e o limite de bolsas disponíveis.

Serão realizadas duas chamadas. A cada chamada, os candidatos pré-selecionados têm um prazo para comparecer à instituição de ensino e apresentar os documentos que comprovem as informações prestadas na ficha de inscrição. Para certificar-se da veracidade das informações prestadas, a instituição pode pedir ao estudante outros documentos que julgar necessários.

É permitida às instituições a realização de processo seletivo próprio dos pré-selecionados pelo Prouni. Essa informação é dada ao candidato no momento da inscrição. Nesses casos, as instituições que optarem por processo próprio de seleção devem explicar formalmente aos estudantes, no prazo máximo de 24 horas da divulgação dos resultados das chamadas, a natureza e os critérios de aprovação, os quais não podem ser mais rigorosos do que aqueles aplicados aos pré-selecionados em seus processos seletivos regulares. É vedada a cobrança de taxas para realização do processo seletivo próprio.

Ao final das duas chamadas, o candidato pode manifestar interesse em participar da lista de espera do Prouni. As bolsas eventualmente não preenchidas nas duas chamadas serão ocupadas pelos estudantes participantes da lista de espera que comprovarem as informações prestadas na ficha de inscrição.

ebc

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Powered by WhatsApp Chat

×