Governo do Estado pagará inscrição do Enem para alunos que tiveram a taxa de isenção negada – Portal Plural
Connect with us

Ensino

Governo do Estado pagará inscrição do Enem para alunos que tiveram a taxa de isenção negada

Publicado

em



Com o objetivo de estimular a participação dos estudantes da Rede Estadual no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, dando o suporte necessário aos jovens cujas famílias foram impactadas economicamente pela pandemia, o governo do Estado pagará a taxa de inscrição para os alunos concluintes no 3º ano do Ensino Médio que tiveram a taxa de isenção negada.

O prazo para inscrição no Enem 2021 se encerra dia 14 de julho. O estudante deve entregar a guia de pagamento para a direção da escola até o dia 16 de julho.

A direção da escola deverá usar a verba da Autonomia Financeira. Depois, após prestar contas, a instituição de ensino receberá o ressarcimento do valor pela Secretaria Estadual da Educação (Seduc).

Enem 2021

As provas do Enem 2021 serão aplicadas nos dias 21 e 28 de novembro, tanto a versão digital como a impressa. As duas versões também terão a mesma estrutura de prova: quatro cadernos de questões e a redação.

Cada prova terá 45 questões de múltipla escolha, que, no caso do Enem Digital, serão apresentadas na tela do computador. A redação será realizada em formato impresso, nos mesmos moldes de aplicação e correção da versão em papel.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ensino

Ensino Médio contará com nova disciplina obrigatória em 2022

Publicado

em



A nova disciplina batizada de “Trabalho e Projeto de Vidas” será obrigatória para estudantes que cursarem o Ensino Médio em 2022. A novidade já está sendo administrada em São Paulo, de modo que a matéria já está integrando a grade curricular dos alunos.

Esta medida faz parte do projeto Novo Ensino Médio, o qual passou por aprovação durante o governo do ex-presidente Michel Temer. O intuito da nova matéria é promover a reflexão por parte dos estudantes, em relação ao futuro além das obrigações com a carreira.

Em resumo, a ideia é instigar e orientar os alunos sobre as questões pertinentes à vida adulta após completado o Ensino Médio, de modo a abordar fatores de natureza, social, profissional e cognitiva. Isto será feito de uma maneira menos genérica, como explica a educadora e jornalista, Anna Penido, em entrevista no ano passado.

“A pergunta do projeto de vida, muito mais daquele entendimento superficial de o que eu quero ser quando crescer, qual a profissão que vou escolher, busca ajudar o estudante a saber quem quer ser, ser humano deseja ser, quais são as aspirações do ponto de vista pessoal e da sua vida cidadã” esclarece Penido.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Minissarau dos 90 anos de Santa Rosa na escola Nossa Senhora da Glória

Publicado

em



A ESCOLA MUNICIPAL NOSSA SENHORA DA GLÓRIA realizou na segunda-feira, dia 9/08, no saguão da escola, um minissarau  para comemorar os 90 anos da cidade de  Santa Rosa e homenageá-la com os poemas produzidos pelos alunos.

Em um primeiro momento, a escola participou   do Concurso de Poemas promovido pela Secretaria  Municipal de  Educação e Cultura  e selecionou internamente os seus representantes.

Todos os alunos do 3º ao 9º ano produziram seus poemas, apresentaram em sala de aula para os colegas e para as professoras regentes do 3º ao 5ºano e, do 6º ao 9º ano nas aulas de Língua Portuguesa.

Feita essa atividade, sentiu-se a necessidade de  expandir estas apresentações às demais turmas, pois entendeu-se que todos mereciam apresentar seus trabalhos produzidos.

E assim, foi idealizado o minissarau pela professora Eli Beatriz, uma união entre arte, cultura e conhecimento, acontecimento este repleto de muita música, poesias, dança e leitura de livros.

O minissarau contou com a exposição de maquetes produzidos pelos alunos sobre os principais pontos turísticos da cidade, como: o Parque de Exposições, o Tape Porã, O Pórtico de Entrada, o Pórtico da Xuxa, o Pórtico da Oktoberfest, o Museu Municipal, o Palácio 14 de Julho, O 19º RCM, a FEMA, a Estação Ferroviária, a Praça 10 de Agosto, a Árvore Lunar e  Apolo 11, entre outros.

Além dos poemas declamados em homenagem à cidade, houve a dança dos alunos das turmas da Educação Infantil, que dançaram embalados pela voz da professora Rúbia Pereira, acompanhada ao violão pelo seu pai, o Sr. Amadeu. A turma dançou, cantou e pulou com a música Santa Rosa ,da Xuxa.

As demais turmas dos Anos Iniciais realizaram cartazes com desenho para homenagear a aniversariante, declamaram versinhos e juntos cantam “ Parabéns à Santa Rosa”.

No momento contou-se também com a participação  de um dos integrantes do livro “Contos das Infâncias Santa-rosense “, a escritora  Amélia Schinwelski, que além de comercializar os livros também deu autógrafos  e pode estar perto do público leitor.Havia no local uma exposição de muitos livros de autores locais, com obras que retratam Santa Rosa ao longo dessas 9 décadas.

Em função das regras de distanciamento, a atividade foi realizada em 2 etapas em cada turno. Contou com participação da Secretária Lires Zimmermann Fuhr, da Gerente Pedagógica Dilene Maciel,  da Coordenadora Pedagógica Denise Dorneles  e demais  representantes da SMEC.

Em um dos momentos, também fomos agraciados com a participação do cantor santa-rosense, Antônio Carlos, Careca, que com sua voz icônica e composições   marcantes, deixou  nossos corações aquecidos e orgulhosos por fazermos parte de Santa Rosa.

 

Enfim, uma atividade importante na prática escolar, o sarau é um evento cultural marcado pelo encontro de ações artísticas diversificadas, promove momentos prazerosos e o aprendizado  envolve os participantes de forma cooperativa.

Abaixo as poesias que representaram a escola:

SANTA ROSA, 90 ANOS!

Alexandre L. G.  Fernandes

João Victor Fabris Eidt  – 9º ano

ENTÃO, 9 DÉCADAS SE PASSARAM,

DESDE A SUA FUNDAÇÃO NO DIA 10 DE AGOSTO DE 1931

DAQUI A POUCO A CIDADE COMPLETA 1 SÉCULO

E QUANTA HISTÓRIA, QUANTOS FATOS ACONTECERAM ATÉ AGORA,

MUITAS “ESTÓRIAS” CONTADAS, O QUE FOI LENDA E O QUE FOI VERDADE?

 

NOSSOS HERÓIS DO PASSADO CONSTRUÍRAM NOSSA CIDADE,

HOJE HOMENAGEADOS COM NOMES DE RUAS E AVENIDAS

COM NOMES DE ESTÁDIOS, GINÁSIOS E CLUBES,

PARA QUE NUNCA SEJAM ESQUECIDOS.

 

E ASSIM A CIDADE COMO UM RIO SEGUE

SEU CURSO CADA VEZ MAIOR E MAIS IMPONENTE

RENASCE CADA DIA CRESCENDO NA SUA IMPORTÂNCIA.

 

COMO CAPITAL NACIONAL DA SOJA É REFERÊNCIA

PARA OS MUNICÍPIOS VIZINHOS,

SENDO TAMBÉM REFERÊNCIA NO ESPORTE,

ATRAVÉS DE DESTAQUES INDIVIDUAIS E COLETIVOS.

 

VIVA NOSSA CIDADE, QUE NOS ACOLHE TODO DIA

QUE POSSAMOS SEGUIR COM FIRMEZA DO PRESENTE AO FUTURO,

SEM ESQUECER O PASSADO, NESTA EXTRAORDINÁRIA JORNADA DA VIDA.

JUNTO COM NOSSA SANTA ROSA QUERIDA!

 

SANTA ROSA, 90 ANOS

Heloísa de Almeida Martins – 4º ano

 

SANTA ROSA COMPLETA 90 ANOS

CHEIA DE HISTÓRIA E BELEZA

ALÉM DOS NOSSOS PARQUES E PRAÇAS

A SOJA É A NOSSA MAIOR RIQUEZA.

 

NO DIA 10 DE AGOSTO

ELA ESTÁ DE ANIVERSÁRIO

É UM DIA DE MUITA COMEMORAÇÃO

TEMOS MUITO ORGULHO DESTA TERRA

AMAMOS ESTE CHÃO.

 

NOSSA GENTE É ALEGRE E HOSPITALEIRA

SOMOS PRIVILEGIADOS POR MORAR NESTA CIDADE

TEMOS UMA NATUREZA LINDA

E UM POVO QUE LUTA COM GARRA E DIGNIDADE.

 

PARABÉNS, SANTA ROSA!

MINHA CIDADE QUERIDA

DESEJO  A TI  PROGRESSO E PROSPERIDADE

POIS É AQUI QUE PRETENDO VIVER

O RESTO DA MINHA VIDA.

 

“90 ANOS DE SANTA ROSA”

Davi Minuzzo Schereder 3º ano

EM 10 DE AGOSTO

COMPLETA 90 ANOS

A NOSSA LINDA CIDADE

BELA É A SUA IDADE

GRANDE É SUA GENEROSIDADE

NELA TENHO MINHA ESCOLA

QUE SE CHAMA GLÓRIA

E FAZ PARTE DA TUA HISTÓRIA

CIDADE QUE TRAZ NA MEMÓRIA

LUGARES CHEIO DE VIDA

ONDE VIVO COM MINHA FAMÍLIA

MOMENTOS DE ALEGRIA

E NESTA MAGIA

COMEMORA 90 ANOS

DE PURA ENERGIA.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Ensino

Ministro da Educação diz que há crianças com grau de deficiência em que ‘é impossível a convivência’

Publicado

em



O ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou nesta quinta-feira (19) que há crianças com “um grau de deficiência que é impossível a convivência”. A declaração foi dada durante uma visita ao Recife, dias depois de uma entrevista em que ele afirmou que estudantes com deficiência atrapalham o aprendizado de outros alunos.

A declaração foi alvo de críticas. Rodrigo Hübner Mendes, que preside o instituto Instituto Rodrigo Mendes, afirmou que Ribeiro “não está à altura do cargo’. O senador Romário Faria (PL-RJ) declarou que “só a pessoa desprovida de inteligência pode soltar uma frase como essa”.

“Nós temos, hoje, 1,3 milhão de crianças com deficiência que estudam nas escolas públicas. Desse total, 12% têm um grau de deficiência que é impossível a convivência. O que o nosso governo fez: em vez de simplesmente jogá-los dentro de uma sala de aula, pelo ‘inclusivismo’, nós estamos criando salas especiais para que essas crianças possam receber o tratamento que merecem e precisam”, afirmou Ribeiro.

PEDIDO DE DESCULPAS
Depois das reações, o Ministério da Educação (MEC) divulgou uma nota e disse que Ribeiro “manifestou publicamente o seu pedido de desculpas às pessoas que se sentiram ofendidas”.

O ministério afirmou, ainda, que “reafirma o seu compromisso com o desenvolvimento de políticas públicas que contemplem de fato as necessidades das modalidades especializadas”.
O ministro da Educação não informou como chegou aos 12%. Em 2020, segundo o Censo, o Brasil tinha 1,3 milhão de crianças e jovens com deficiência na educação básica. Desses,13,5% estavam em salas ou escolas exclusivas,e 86,5%, estudavam nas mesmas turmas dos demais alunos.

Na fala anterior, Ribeiro disse que, quando uma criança com deficiência é incluída em salas de aula com alunos sem a mesma condição, ocorre o que chamou de “inclusivismo”, em que a criança não aprende e “atrapalhava” a aprendizagem das outras.
Nesta quinta-feira, ele afirmou que, ao dizer que as crianças com deficiência atrapalham as outras, falou “entre aspas”.

“[…] esses 12%, elas são, realmente, elas se atrapalham mutualmente. Nem uma ouve, nem o outro entende. Porque uma criança, por exemplo, com um grau muito elevado de um tipo de problema, essa criança não consegue aprender”, declarou.

Com o Censo Escolar de 2020, houve um aumento de 34,7% no número de estudantes com deficiência matriculados, em relação a 2016.
A maioria deles está no ensino fundamental, que concentra 69,6% dos estudantes, e, entre os dois últimos censos, houve crescimento de 114,1% nas matrículas na educação profissional concomitante/subsequente.

No entanto, o MEC não respondeu de que forma são classificados os graus de deficiência citados pelo ministro.

FONTE: G1

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×