Frente fria mantém instabilidade nesta quarta – Portal Plural
Connect with us

Clima/Tempo

Frente fria mantém instabilidade nesta quarta

Pável Bauken

Publicado

em



 

Uma frente fria avança sobre o Rio Grande do Sul e mantém o tempo instável nesta quarta-feira. Em grande parte do dia, a chuva se concentra no Centro, Oeste e Sul do Estado, com volumes significativos. Há risco de temporais isolados com vento, raio e granizo.

De acordo com a MetSul Meteorologia, no fim da tarde e à noite a instabilidade avança até o Planalto, Alto Jacuí, Grande Porto Alegre e Missões, também com risco de temporais nessas regiões. Na divisa com Santa Catarina, o sol predomina e as máximas podem chegar a 34°C no Alto Uruguai.

Em Santa Rosa, instabilidade fará com que sol e chuva se alternem ao longo do dia com muitas nuvens. Mínima deve ser de 17°C, e máxima não ultrapassa os 25°C.

Mínimas e máximas no RS
Torres 16°C / 23°C
Vacaria 19°C / 31°C
Santa Rosa 17°C / 25°C
Uruguaiana 12°C / 15°C
Bagé 11°C / 14°C
Caxias do Sul 16°C / 25°C

Portal Plural / Correio do Povo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima/Tempo

Tempo firme permanece e quarta-feira será de sol e calor em todo o RS

Termômetros voltam a chegar perto dos 30°C no Estado

Pável Bauken

Publicado

em

Quarta-feira será de calor mais uma vez no Rio Grande do Sul | Foto: Alina Souza / CP Memória

A quarta-feira será muito parecida com a terça, já que o Estado permanece sob influência de uma massa de ar seco associada a um bloqueio atmosférico. Assim, a jornada será mais uma vez de sol e calor em todo o Rio Grande do Sul.

De acordo com a MetSul Meteorologia, o céu claro predomina, mas pode haver neblina no começo do dia. O amanhecer mais uma vez será frio e com formação de geada em áreas da Serra e Aparados. No entanto, a amplitude térmica garante alta nos termômetros inclusive nestas regiões, com calor acima da média para a época.

Em Santa Rosa, sol o dia todo sem nuvens no céu, noite de tempo aberto ainda sem nuvens, a mínima deve ser de 09°C e a máxima chega aos 29°C.

Mínimas e máximas no RS

Livramento 12°C / 27°C
Pelotas 12°C / 27°C
Santiago 12°C / 27°C
Santa Rosa 9°C / 29°C
Ausentes 0°C / 21°C
Vacaria 4°C / 22°C

MetSul Meteorologia
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Clima/Tempo

Sol predomina e tarde de terça-feira será de calor no RS

Pável Bauken

Publicado

em



O sol predomina no Rio Grande do Sul nesta terça-feira, com períodos de céu claro em várias regiões. No entanto, deve haver nebulosidade ao longo da tarde, quando as temperaturas atingem a máxima no dia, e os termômetros ultrapassam os 25°C.

De acordo com a MetSul Meteorologia, no entanto, o amanhecer ainda será frio em algumas regiões. Na Serra e Aparados, inclusive, as mínimas ficam perto dos 5°C, e pode haver geada.

Em Santa Rosa, sol predomina ao longo de todo o dia. A mínima deve ser de 10°C, e a máxima chega aos 29°C.

Mínimas e máximas no RS

Caxias do Sul 10°C / 25°C
Ausentes 3°C / 21°C
Torres 13°C / 25°C
Santiago 12°C / 27°C
Santa Cruz 12°C / 28°C
Pelotas 11°C / 25°C

MetSul Meteorologia
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Clima/Tempo

Agosto terá ‘cara’ de La Niña; confira a previsão do tempo para todas as regiões

Inverno continua mais quente do que o normal em boa parte do Brasil, e muitas áreas vão receber pouca umidade

Pável Bauken

Publicado

em



Agosto é um dos meses mais secos do ano no Brasil. Pela previsão da agência americana NOAA, o oceano Pacífico ainda estará em fase neutra, ou seja, sem El Niño ou La Niña. As previsões indicam que o Pacífico equatorial leste estará um pouco mais frio do que a média, e isso pode dar uma certa “cara de La Niña” ao tempo – ou seja, estados como Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul, por exemplo, terão menos umidade. Porém, o Pacífico leste é muito volátil, ou seja, oscila rapidamente de temperatura.

Para agosto de 2020, as previsões indicam chuva dentro da média em grande parte do Brasil. No entanto há previsão de chuva abaixo da média em quase todo o Paraná (o leste do estado é a exceção), oeste de São Paulo e Mato Grosso do Sul. Mesmo que nessas áreas a previsão indique que vá chover menos, vale lembrar que, como a média para agosto é baixa, qualquer evento de chuva um pouco mais forte do que o previsto pode deixar a chuva dentro da média. Os locais com chuva acima da média são: sul e leste do Rio Grande do Sul, leste do Nordeste, Roraima, Amapá, norte do Amazonas e norte do Pará.

Na região Sul, a situação dos reservatórios melhorou muito com as chuvas de julho. Muitos reservatórios estão com capacidade acima de 60%, sendo que alguns estão até mesmo em 100%. A questão é que os reservatórios do Sul necessitam de chuva frequente, ou seja: choveum o nível sobe rápido; parou de chover, diminui. Sendo assim, com a diminuição da chuva principalmente na primeira metade de agosto, a tendência é de que os níveis caiam até o fim do mês.

Já em relação a temperatura, mantém-se o previsto anteriormente: o inverno continua mais quente em praticamente todo o Brasil. Para agosto, as regiões com temperaturas acima da média serão: Rio Grande do Sul, centro e oeste de Santa Catarina, metade norte de São Paulo, quase todo o Centro-Oeste (exceção da metade sul de Mato Grosso do Sul, Distrito Federal e leste de Goiás), região Norte e o Maranhão. Em todas as outras áreas do Brasil, temperatura dentro do normal.

Porém, é normal ter ondas de frio mesmo com temperatura final acima da média no fim do mês. Podem haver de três a quatro ondas de frio mo período: uma no começo do mês; outra no fim da primeira semana, e que deve ser a mais forte; uma terceira na virada da quinzena; e, possivelmente, ainda uma quarta onda de frio, menos intensa, no fim de agosto. A segunda onda de frio (no fimda primeira semana) é com maior potencial para geada generalizada, principalmente na região Sul .

Retrospectiva de julho
O mês de julho foi marcado por chuvas frequentes nos extremos Sul e Norte do país e tempo seco no interior. Alguns bloqueios atmosféricos no oceano Pacífico foram responsáveis por “prender” as chuvas mais volumosas no Sul, com deslocamento póstumo direto para o Atlântico e sem atingir o Sudeste e o Centro-Oeste de forma mais efetiva.

A única exceção foi uma frente fria que conseguiu avançar pela costa do Sudeste e provocou quase toda a chuva esperada para o mês em Santos, no litoral paulista. No sul do Espírito Santo, na cidade de Rio Novo do Sul, choveu 197 milímetros nas últimas 24 horas, o que representa 4,5 vezes o esperado para julho, que tem média climatológica de 44 milímetros.

No Sul, chamou a atenção o desenvolvimento de dois ciclones extratropicais intensos, um na virada de junho para julho e outro praticamente uma semana depois. Eles foram responsáveis por estragos generalizados na região, por conte de chuvas volumosas e ventos fortíssimos.

Até o dia 28 de julho, a cidade brasileira em que mais choveu foi Vacaria (RS) com 394 milímetros (130% acima da média). Por outro lado, não choveu uma gota sequer no Brasil central e também em capitais como Teresina (PI) e todas do Centro-Oeste – regiões onde é normal não chover muito em julho.

Segundo dados do Inpe, até 27 de julho, Mato Grosso era campeão no número de queimadas com 1.945 focos, seguido do Maranhão, com 1.435 focos, e Pará, com 1.378 focos. As temperaturas mínimas ficaram acima do normal em grande parte do país. As exceções foram o Rio Grande do Sul, onde estiveram na média por causa de ondas de frio frequentes, e a região agrícola do Matopiba, com temperaturas ligeiramente abaixo.

As temperaturas máximas da tarde ficaram acima da média na maior parte do Brasil com exceção do Rio Grande do Sul, oeste de Santa Catarina e leste do Paraná, onde ficaram entre a média a abaixo da média. Mesmo assim, houve um período de calor no Sul na segunda quinzena do mês, considerado até um “veranico” fora de época.

Até 28 de julho, houve episódios de geada em cinco ocasiões ao longo do mês no Paraná e em seis ocasiões nas serras Gaúcha e Catarinense. Por fim, houve registro também de chuva congelada em Pinheiro Machado (RS), no último fim de semana do mês.

Canal Rural

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

O que você achou do site novo do Portal Plural?

Trending

×