Feriadão de Natal será de chuva e céu nublado em todas as regiões do RS
Connect with us

Clima/Tempo

Feriadão de Natal será de chuva e céu nublado em todas as regiões do RS

Publicado

em

portal plural clima (1)
Foto: Grupo Sepé

FAST AÇAÍtopo humbeto pluralAcademia PersonaNuvera

O feriadão de Natal no Rio Grande do Sul será de tempo instável e bastante chuva. Diferente do último final de semana, quando as máximas se aproximaram dos 40ºC, a temperatura durante a folga prolongada não será tão extrema. A previsão é de períodos de nebulosidade com possibilidade de pancadas de chuva para todo o Estado, podendo haver alguns momentos de sol e tempo firme.

— A chuva desses próximos dias vai seguir o padrão do que vimos no domingo (17) e na segunda-feira (18), que é o normal de verão. São aquelas pancadas bem pontuais e passageiras — afirma o meteorologista Lucas Fagundes, da Sala de Situação do Estado.

A região de baixa pressão permanece no sábado (23), fazendo com que ainda haja possibilidade de pancadas de chuva isoladas. Durante o dia, há aberturas de sol, que revezam com o céu nublado. Por conta disso, há chance de temporais em alguns municípios das regiões Norte, Noroeste e Fronteira Oeste.

Já na véspera de Natal, a chuva não será tão abrangente. A tendência é de que, novamente, se concentrem mais na metade norte do Estado, mas a previsão é que todas as regiões registrem pancadas ao longo do dia.

— A previsão é de que a condição se intensifique durante a tarde e à noite, à medida que o ar frio continental começa a avançar pelo interior, entrando em choque com o ar quente do Estado. Essa frente fria deve causar temporais durante a noite de domingo (24) e madrugada de segunda-feira (25) — explica o meteorologista Vinícius Lucyrio, da Climatempo.

No Natal, a chuva continua pela manhã, com risco de temporal em algumas regiões. Em algumas cidades, a precipitação pode ser mais volumosa do que nos outros dias da folga prolongada. Os meteorologistas alertam, ainda, para a sensação de abafamento que deve persistir durante todo o dia, similar ao que tem sido registrado nas últimas semanas.

A boa notícia é que, neste ano, a folga de Natal não deverá ser tão quente quanto a do ano passado. Durante o final de semana, as máximas em todo o Estado devem variar entre os 28ºC e 34ºC. A chuva deve fazer com que a sensação seja de temperatura amena, diferentemente do que foi registrado no último final de semana.

 

 

Com informações de GZH e Grupo Sepé.

Compartilhe

Clima/Tempo

Defesa Civil emite alertas para chuva no fim de semana; municípios podem ter em quatro dias volume esperado para junho

Publicado

em

portal plural defesa civil emite alertas para chuva no fim de semana; municípios podem ter em quatro dias volume esperado para junho
Foto: Divulgação
FAST AÇAÍAcademia Personatopo humbeto pluralNuvera

Após algumas semanas de tempo firme em grande parte do Estado, a chuva retornará ao Rio Grande do Sul na sexta-feira (14). A Defesa Civil do RS emitiu um alerta indicando que, até terça-feira (18), alguns municípios podem registrar volumes de chuva próximos a 150 milímetros. Esse cenário deve persistir até quarta-feira (19), afetando várias regiões. Meteorologistas indicam que a situação pode ser semelhante à de maio, porém com menor intensidade.

Prevista para começar na tarde de sexta-feira, a chuva chegará primeiro à Região Sul. Inicialmente de baixa intensidade, Pelotas deve registrar 10mm. A condição é causada por uma área de baixa pressão que se desloca do Paraguai em direção ao oceano, juntamente com uma frente fria formada na Argentina. A baixa pressão deve avançar pelo Rio Grande do Sul ao longo do sábado (15), atingindo outras regiões.

— Uma combinação de sistemas meteorológicos forçará a entrada de chuva no Rio Grande do Sul a partir de sexta. No sábado, a chuva aumentará, podendo ser fraca na maioria das regiões, com a Metade Sul sendo mais afetada — explica o meteorologista Guilherme Borges.

No Sul, Campanha, Fronteira Oeste, Região dos Vales e Centro, os volumes podem variar entre 30mm e 50mm no sábado. Em Pelotas, a previsão é de 40mm ao longo do dia, representando quase 40% da média de chuva para junho. Em Estrela, no Vale do Taquari, e Santa Maria, no Centro, a previsão é de 30mm e 25mm, respectivamente. Na Serra, Região Metropolitana, Norte e Noroeste, não deve passar dos 20mm.

De acordo com o alerta da Defesa Civil, há risco de queda de granizo e rajadas de vento de até 70 km/h na Campanha, Sul, Missões e Centro. Na Metade Norte, as rajadas podem chegar a 55 km/h.

Para Borges, domingo (16) será o dia mais preocupante. O sistema avançará mais, tornando a chuva mais significativa na Metade Norte. No Centro, Região Metropolitana, Região dos Vales e Serra, os volumes podem variar entre 70mm e 110mm, considerados muito altos. Porto Alegre e Estrela devem ter 80mm de chuva ao longo do dia, o que corresponde a 61% da média de junho na Capital, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Em Passo Fundo, no Norte, e em Caxias do Sul, na Serra, a previsão é de 50mm e 70mm de chuva no domingo, quase metade da média de junho. No Sul, Fronteira Oeste, parte da Região das Missões e algumas áreas da Região Central, a chuva não deve passar dos 30mm.

A chuva vai até segunda, diminui, e na terça-feira retorna. Na Metade Norte, a intensidade não deve diminuir. Esses sistemas devem ficar estacionados na Metade Norte na segunda-feira, retroceder na terça-feira e avançar novamente na quarta-feira. A perspectiva é de que, na próxima quinta-feira (20), eles já estejam no Paraná — prevê Lopes.

Fonte: GZH

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Clima/Tempo

Calor persiste em Santa Rosa, mas a chuva se aproxima

Publicado

em

portal plural calor persiste em santa rosa, mas chuva se aproxima

NuveraFAST AÇAÍAcademia Personatopo humbeto plural

A Região da Fronteira Noroeste segue com altas temperaturas nesta quarta-feira (12). Em Santa Rosa, a previsão é de sol e tempo firme, com a máxima chegando aos 31ºC.

No entanto, a MetSul alerta para a chegada de uma frente fria no fim de semana, que trará instabilidade e chuva a partir de sábado. Essa mudança no tempo é resultado da formação de um canal de umidade e do bloqueio atmosférico no Centro do Brasil.

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Clima/Tempo

Massa de ar seco prolonga veranico no Brasil

Publicado

em

portal plural grande e forte massa de ar seco mantém veranico no brasil
Foto: Getty Images
NuveraAcademia Personatopo humbeto pluralFAST AÇAÍ

Uma vasta e robusta massa de ar seco continua dominando o território brasileiro. O epicentro desse sistema encontra-se sobre a região Sudeste, mas todos os cantos do país estão sendo influenciados por essa massa de ar seco. A baixa umidade do ar está dificultando a formação de nuvens e a ocorrência de chuvas na maior parte do território nacional. É essa extensa massa de ar seco que está mantendo as condições para o veranico observado nos últimos dias e que persistirá até o dia 20 de junho.

Devido a esse veranico, muitas áreas do país estão experimentando temperaturas muito acima do normal para o mês de junho, inclusive no Sul do país. Por enquanto, essa massa de ar seco ainda está vigorosa e está afastando as frentes frias para longe, impedindo que avancem sobre a região Sul para alcançar o Sudeste ou o Centro-Oeste.

Nesta terça-feira, uma nova frente fria está se movendo pelo oceano em direção à costa paulista, porém, sem causar alterações significativas no clima. As nuvens de chuva estão se formando no extremo norte do Brasil e em áreas próximas ao litoral do Nordeste, onde o ar úmido está concentrado.

Região Sul:

O ar seco continua predominante sobre o Sul do Brasil, e a maior parte da região terá um dia de terça-feira ensolarado, sem condições para chuva. O ar úmido proveniente do mar ingressa sobre o Rio Grande do Sul, resultando na formação de muitas nuvens sobre o estado.

Durante a madrugada e pela manhã, pode ocorrer chuvisco em áreas do sul, centro, leste e nordeste gaúcho, incluindo a região metropolitana de Porto Alegre, além de chuva leve no litoral sul. Contudo, todas essas áreas terão períodos de sol ao longo da tarde.

Na serra, sul e litoral de Santa Catarina, a umidade aumenta durante a tarde, culminando em um final de dia com predominância de muitas nuvens.

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Compartilhe

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]

Trending

×

Entre em contato

×