FENASOJA 2022 – Portal Plural
Connect with us

Destaque

FENASOJA 2022

Publicado

em



Estimativa de R$ 1 bilhão em negócios e 250 mil visitantes

Evento ocorre 29 de abril a 08 de maio de 2022

Em entrevista ao programa Imprensa Livre, do Portal Plural, o Presidente da Fenasoja 2022, Elias Dallalba, foi questionado sobre a previsão do volume de negócios e visitantes durante a realização do evento.
Segundo Elias, “Estamos vindo de um cenário de valorização do agronegócio, e a média de negócios na Fenasoja, não só os concretizados, mas gerados pela feira e realizados antes e pós evento são grandes. Em um cenário semelhante já chegamos a realizar um volume de R$ 400 milhões em negócios.
Para esta feira, em 2022, estamos estimando um número muito ousado, inclusive já fui questionado por isso, um volume de negócios em torno de R$ 1 bilhão. O número é ousado? Sim, mas na última feira, que aconteceu em 2018, o volume de negócios foi de R$ 400 milhões, com a saca de soja em torno de 40 a 50 reais, e se os preços vierem se mantendo deverá estar na época da feira a um custo de R$ 170,00, os implementos agrícolas comercializados em 2018, agora para 2022, com o aumento dos insumos e mão-de-obra, já estão até 50% mais caros.
Então, se comercializarmos na mesma proporção que a feira passada, já chegaremos perto de R$ 1 bilhão”.

PÚBLICO ESTIMADO
A presença de um grande público já é tradicional em todas as férias realizadas, e vem aumento a cada nova edição. Com os baixos índices, felizmente, de contaminação pela COVID-19 nos últimos tempos, a expectativa é a de que voltemos a um “novo normal”.
Com isso a estimativa da Fenasoja 2022 é de 250 mil visitantes no Parque Municipal de Exposição.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Confirmado 1º caso de Ômicron no RS

Publicado

em



A mulher, moradora de Santa Cruz do Sul, voltou de viagem da África do Sul na última semana. Com este, Brasil já somam 6 casos da variante

 O Centro Estadual de Vigilância em Saúde do Rio Grande do Sul confirmou, nesta sexta-feira, a primeira pessoa infectada com a variante Ômicron do coronavírus no Estado, informou a Secretaria de Saúde do RS, o que eleva o total de casos da cepa no Brasil para seis.

O primeiro caso no Estado é de uma mulher, moradora de Santa Cruz do Sul, que voltou de viagem da África do Sul na última semana. Já vacinada com duas doses contra a Covid-19, ela apresentou febre.

A paciente encontra-se em isolamento domiciliar e em acompanhamento pela vigilância em saúde do município, e seus contactantes serão testados para a doença, informou a secretaria.

Com essa paciente, o Brasil chega a um total de 6 casos identificados com a nova cepa no país — dois no Distrito Federal, três em São Paulo e, agora, um no Rio Grande do Sul.

A Ômicron tem gerado temores em todo o mundo de que a grade quantidade mutações na proteína spike do coronavírus, usada pelo vírus para infectar as células, possa significar que a variante escape da imunidade induzida por vacinas.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Tempo quente, 36°C hoje em Santa Rosa

Publicado

em



O clima hoje, sábado, 4, em Santa Rosa, será sol com algumas nuvens. Não há previsão de chuva.

Mínima de 19°C e máxima de 36°C.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Márcia quer informações sobre a compra de alimentos e cestas básicas pela Prefeitura

Publicado

em



Ciente do seu papel de legislar e fiscalizar o Executivo Municipal, e preocupada com a segurança alimentar das comunidades mais necessitadas de Santa Rosa, a vereadora Márcia Carvalho protocolou, nesta terça-feira (30) pedido de informações ao prefeito Anderson Mantei sobre a aquisição de alimentos e/ou cestas básicas compradas com recursos da Prefeitura.

No documento, Márcia quer saber a quantidade de cestas básicas  compradas por mês com recursos próprios do município para atender as pessoas que necessitam de alimentos; qual a empresa licitada que faz o fornecimento desses produtos; a previsão de compra de cestas básicas para o primeiro semestre de 2022; o valor gasto por mês na compra; e a relação de itens que compõem essa cesta.

Conforme a vereadora, estas informações servirão para entender o tamanho do apoio que o Executivo Municipal dispende atualmente com a segurança alimentar das famílias mais desfavorecidas de Santa Rosa e, ao mesmo tempo, verificar se esta é a ideal; e o quanto pode ser melhorada para que atinja de fato o objetivo. “O que estamos fazendo, como ente público, para combater a fome da nossa população é o ideal? É suficiente? Isso não é caridade, é nossa função. Temos de saber mais para aprimorar esta ação e atingir um número maior de pessoas, com agilidade. Quem tem fome tem pressa!”, concluiu Márcia.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×