Feijão deve acompanhar arroz e subir em 2024
Connect with us

Geral

Feijão deve acompanhar arroz e subir em 2024

Publicado

em

portal plural arroz e feijão
WS Studio / iStock

topo humbeto pluralNuveraAcademia PersonaFAST AÇAÍ

Estimativa era de que a colheita do feijão fosse de aproximadamente 3 milhões de toneladas, mas a safra deve registrar retração de mais ou menos 2,5%

 

A dupla de alimentos indispensáveis no prato dos brasileiros deve ficar mais cara no próximo trimestre de 2024. É porque as condições climáticas impactaram de forma negativa tanto a produção de arroz quanto a de feijão no último semestre de 2023.

Segundo os dados do IPCA, só entre janeiro e dezembro do ano passado, o arroz teve um aumento de 18%. Além disso, os últimos dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da USP (CEPEA) também registraram aumento.

Em janeiro do ano passado a saca de arroz de 50 kg, vendida pelos produtores, custava cerca de R$ 92 e fechou o ano comercializada a R$ 126.

Para Felippe Serigati, pesquisador da FGV Agro, o cenário atual já era previsto, pois a última safra foi menor, mesmo que o arroz tenha registrado quedas no final de 2022. A estiagem que castigou o Rio Grande do Sul, estado que possui 80% da produção nacional, fez com que muitas fazendas não conseguissem render o esperado pelo mercado.

O pesquisador também afirmou que há a expectativa dos valores diminuírem, mas nada parecido com o que era praticado antes do aumento.

Mesmo que o arroz esteja mais caro, não há risco de desabastecimento do produto no país, já que existe a possibilidade do alimento ser importado de diversos locais. Porém, a situação é diferente em relação ao feijão, pois há variedades da leguminosa que são cultivadas somente em território nacional.

Para 2024, a estimativa era de que a colheita do feijão fosse de aproximadamente 3 milhões de toneladas, mas a safra deve registrar retração de mais ou menos 2,5%. Com isso, o preço deve subir com maior intensidade até março.

 

Fonte: CNN

Compartilhe

Geral

Conheça história de Chrystian, cantor sertanejo desde os 6 anos

Publicado

em

portal plural conheça história de chrystian, cantor sertanejo desde os 6 anos

Academia PersonaNuveratopo humbeto pluralFAST AÇAÍ

Chrystian, que ficou famoso ao lado do irmão na dupla Chrystian & Ralf, morreu aos 67 anos depois de uma breve internação em São Paulo. Nascido José Pereira da Silva Neto, ele comemorou 60 anos de carreira, sempre na música sertaneja, com o lançamento de seu segundo EP, que incluiu a regravação das músicas originalmente lançada por sua ex-dupla, Brigas (1987) e E Sou Eu (1992).

Chrystian nasceu em Goiânia, em 1956. Sua carreira começou cedo. Aos seis anos já se apresentava em clubes a sua cidade, e poucos anos depois, mesmo com pouca idade foi apresentador de um programa, chamado Pinguinho de Gente. Mas foi em São Paulo que o cantor iniciou sua trajetória de sucesso na música. Veio com a família para a capital paulista, onde ele e seu irmão Ralf foram contratados por uma gravadora que conheceu a dupla mirim em uma apresentação no programa da radialista Vicente Leporace, na Rádio Bandeirantes.

A primeira gravação se chamava Os Pássaros, e a dupla levava o nome de Charles & Ralf. O primeiro disco como Chrystian e Ralf foi lançado em 1983, com regravações de músicas sertanejas de outros cantores e compositores. Este foi o início de uma das duplas mais emblemáticas do sertanejo brasileiro, responsável por levar o gênero musical para as trilhas de novelas, com a música Saudade, no folhetim Pacto de Sangue, de 1989, na Rede Globo.

Ao lado do irmão construiu uma trajetória que se estendeu por quatro décadas, com hits que atravessaram gerações. Entre os maiores sucessos da dupla estão Nova York, Chora Peito, Cheiro de Shampoo, Sou Eu, Vai Voltar Pra Mim, Amor Além da Vida, Você Não Sabe Amar e Alô. Essas canções, entre outras, solidificaram a dupla como uma das mais queridas do público brasileiro.

Após 40 anos de parceria, a dupla se separou em 2021. Chrystian, no entanto, continuou sua jornada musical e construiu uma carreira solo de sucesso. Seu primeiro lançamento após o rompimento foi o single Não dá para ficar assim, seguido por Se eu bebo eu choro, em 2022, e Amor é que nem ônibus, em 2023. Ainda em 2023, ele lançou seu primeiro EP solo, Minha História, com quatro faixas. Ralf, entre outros artistas, homenageou Chrystian nas redes sociais.

Chrystian deixa um legado na música sertaneja e uma vasta discografia. Ele, que já foi casado com Gretchen, era casado há 29 anos com Key Vieira, de 55, com quem teve dois filhos: Lia e João.

 

 

Fonte: Jovem Pan.

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Tem Lua Cheia de Morango nesta sexta

Publicado

em

portal plural tem lua cheia de morango nesta sexta
Foto: Canva
FAST AÇAÍNuveratopo humbeto pluralAcademia Persona

Nesta sexta-feira, 21 de junho, o céu será agraciado com a belíssima Lua Cheia de Morango. O fenômeno começará às 22h08 e se estenderá até as 06h48 do sábado, 22, pelo horário de Brasília. É importante lembrar que esses horários podem variar em algumas cidades onde o pôr do sol ocorre mais tarde ou o nascer do sol acontece mais cedo.

Além da deslumbrante Lua Cheia, a noite de sexta-feira também será ideal para observar outros planetas do Sistema Solar. Vênus e Mercúrio serão visíveis abaixo do horizonte, com Vênus se pondo 21 minutos após o pôr do sol e Mercúrio, 43 minutos depois.

Para aqueles que desejam observar o fenômeno mas enfrentam céu nublado, há uma boa notícia: é possível admirar essa lua maravilhosa pela internet, e aqui explicamos como fazer isso!

O Que é a Lua Cheia de Morango?

A Lua Cheia de Morango ocorre apenas uma vez por ano, sempre no mês de junho. O nome não se deve a uma mudança de cor na lua, mas sim a uma tradição do hemisfério norte, que celebra as colheitas de morango nesta época. Na Europa, variações do nome refletem outras tradições locais, como a Lua da Rosa ou Lua de Hidromel.

Como Observar a Lua Cheia de Morango?

A Lua Cheia de Morango é perfeitamente visível a olho nu, mas se você está em uma área com céu nublado ou poluição excessiva, também pode observá-la pela internet. O aplicativo Sky Tonight facilita a visualização, mostrando a posição exata da lua e ajudando a identificar outros astros, planetas e estrelas.

Compartilhe essa experiência especial com alguém querido. Envie esta matéria para eles e aproveitem juntos a beleza do céu noturno!

Fonte: Só notícia boa

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Avanço na montagem de casas provisórias cedidas pela ONU em Canoas

Publicado

em

portal plural montagem de casas provisórias cedidas pela onu avança em canoas
Foto: Joel Vargas/Ascom GVG
topo humbeto pluralNuveraAcademia PersonaFAST AÇAÍ

O terreno e as instalações de uma antiga indústria no bairro São Luís, em Canoas, estão gradualmente se transformando em um pequeno bairro improvisado. O avanço na montagem das primeiras casas fornecidas pela Agência da Organização das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), nesta quinta-feira (20), começou a dar forma a um dos cinco Centros Humanitários de Acolhimento que serão construídos para abrigar aproximadamente 3,7 mil desabrigados da enchente em Canoas e Porto Alegre.

Além do trabalho de montagem das estruturas de metal e fibra plástica, a construção do refúgio temporário inclui a terraplanagem de parte da área, a adequação das redes de iluminação e esgoto, e a preparação de instalações complementares como refeitório, banheiros e espaço multiuso. Estima-se que o serviço seja concluído no início de julho, quando os centros serão capazes de acolher entre 700 e 800 pessoas que perderam suas casas devido à inundação.

Dos centros de acolhimento planejados, três estão localizados na Capital e dois em Canoas. A unidade no bairro São Luís será a única a contar com as 208 casas fornecidas pela Acnur; os demais terão configuração semelhante à de um hospital de campanha, com uma grande lona externa e divisórias internas. As casas da Acnur, com dimensões de 18 metros quadrados e capacidade para até cinco pessoas, estão sendo erguidas tanto na área externa do terreno quanto, em menor número, dentro do pavilhão existente no local — destinado às famílias com maior necessidade de cuidado.

Na manhã desta quinta-feira, o vice-governador Gabriel Souza e o secretário de Resiliência Climática de Canoas, José Fortunati, visitaram o local para verificar o andamento dos preparativos, que são financiados em parceria com o sistema Fecomércio-RS, Sesc e Senac. Eles observaram as atividades de terraplanagem, adequação de esgoto e montagem das casas modulares.

Cerca de 50 militares de um batalhão do Exército, deslocados do Paraná, inicialmente montaram a parte superior de cada abrigo dentro do pavilhão. Em seguida, instalaram as hastes metálicas de sustentação, que se encaixam nas ferragens do chão. Depois, fixaram as paredes feitas de material plástico flexível e a porta. Na área externa, as casas estão sendo instaladas duas a duas, compartilhando uma parede divisória. Até o meio da manhã, oito moradias já estavam concluídas dentro do pavilhão, e outras oito estavam sendo montadas do lado de fora, com o trabalho prosseguindo em ritmo acelerado.

A prefeitura de Canoas será responsável por selecionar os ocupantes das casas provisórias, que serão distribuídas em setores para famílias, mulheres com filhos, apenas para mulheres e exclusivamente para homens desacompanhados. A vigilância permanente será garantida pela Brigada Militar, conforme informado pelo vice-governador.

A gestão dos centros de acolhimento será conduzida pela Organização Internacional para as Migrações (OIM), outro órgão vinculado à ONU com experiência internacional na administração de espaços destinados a pessoas em situação vulnerável. O espaço no bairro São Luís está entre os mais avançados em termos de conclusão, ao lado do Centro Vida, em Porto Alegre.

Em Canoas, o segundo abrigo temporário será montado no Centro Olímpico Municipal, com capacidade para receber de 800 a mil pessoas. Em Porto Alegre, as estruturas serão instaladas no Complexo Cultural Porto Seco (550 pessoas), no Centro de Eventos Ervino Besson (550 pessoas), e no Centro Vida, previsto para atender de 800 a mil pessoas.

Fonte: GZH

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Compartilhe

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]

Trending

×

Entre em contato

×