ENTREVISTA – Estael Sias esclarece dúvidas sobre o calor – Portal Plural
Connect with us

Clima/Tempo

ENTREVISTA – Estael Sias esclarece dúvidas sobre o calor

Meteorologista da MetSul e do SBT responde os principais questionamentos do público pelas redes sociais sobre este calor extremo em novembro

Publicado

em

Alguns bairros de Porto Alegre terão perto de 40°C na tarde de hoje | Fernando Oliveira/Arquivo


O Rio Grande do Sul enfrenta uma quarta-feira de muito calor e um dos dias de novembro mai quentes das últimas décadas no Estado. A tendência é de máximas na tarde de hoje entre 39ºC e 41ºC nos pontos mais quentes do território gaúcho. O site da MetSul conversou com a meteorologista Estael Sias da MetSul para esclarecer algumas das principais dúvidas que chegam pelas redes sociais.

MetSul.com: Estael, existe uma explicação para tanto calor?

Estael Sias: O Rio Grande do Sul está sob influência de uma massa de ar seco e quente, o que favorece a forte elevação da temperatura. Nesta quarta-feira, atua no Estado o que se denomina de uma corrente de jato, uma espécie de corredor de vento a cerca de 1.500 metros de altitude que se origina na Bolívia e vem até o território gaúcho, trazendo não apenas ar muito quente como vento do quadrante Norte que sopra moderado a forte nos vales e em áreas de encostas. Justamente nestas regiões se produz o que se chama de aquecimento adiabático à medida que, com o vento, o ar escoa pelas encostas do morros e se comprime, gerando um efeito de superaquecimento.

MetSul.com: Tanto calor assim nesta época do ano é normal?

Estael Sias: Já estamos em novembro. Falta menos de uma semana para o que é chamado de verão climático, o trimestre de dezembro a fevereiro. O verão pelo critério astronômico tem início somente na segunda metade de dezembro, neste ano no dia 21 de dezembro, mas em climatologia o trimestre de dezembro a fevereiro é o de verão para os cálculos da média em critério usado mundialmente. Assim, dias de muito calor são muito normais nesta época do ano.

MetSul.com: Mas vocês meteorologistas têm dito que o calor de hoje pode ser um dos mais intensos em novembro já registrados neste século e nas últimas décadas. Como isso pode ser normal?

Estael Sias: É absolutamente normal à medida que dias quentes são comuns nesta época do ano. Ocorre que alguma vezes estes dias podem acabar sendo muito quentes e aí se dão estes extremos pontuais de calor. Se tivéssemos uma sequência de dias de calor de 40ºC por uma semana aí estaríamos diante de algo fora do comum, mas um dia ou outro de calor mais extremo nesta época não foge ao normal.

MetSul.com: Então não se pode relacionar com aquecimento global?

Estael Sias: Não, o que se denomina de atribuição em eventos extremos é um dos temas de maior complexidade em mudanças climáticas. Como separar influência humana de variabilidade natural do clima quando da análise de um evento extremo de chuva, frio, calor, vento, etc. Estava verificando dados antigos e tivemos máximas de 38ºC ou mais em novembro em anos como 1933 e 1955 em Porto Alegre. Desta forma, já tivemos dias piores de calor em novembro no passado.

MetSul.com: Muita gente comenta em nossas postagens nas redes sociais que tanto calor em novembro já seria um prenúncio de ainda mais calor no verão e uma estação quente de castigar. Isso procede?

“Calor extremo em novembro não é indicador de que o verão será extremamente quente. Pode acabar sendo muito quente, mas não em razão de um dia de muito intenso calor na primavera”

Estael Sias: Olha como são as coisas, calor extremo em novembro não é indicador de que o verão será extremamente quente. Pode acabar sendo muito quente, mas não em razão de um dia de muito intenso calor na primavera. Em alguns anos, as maiores temperaturas não se deram no verão e sim na primavera. Olha o recorde de Campo Bom. A maior máxima da cidade do Vale do Sinos de 41,9ºC desde que começaram os registros em 1984 foi em 16 de novembro de 1985, logo não teve nenhum dia no verão de 1985 que foi mais quente, apesar de dezembro de 1985 e janeiro e fevereiro de 1966 terem sido muito quentes.

MetSul.com: É ótimo que você toque neste ponto. Teremos um verão quente?

Estael Sias: É a tendência. Todos os modelos de clima indicam a perspectiva de que o verão de 2020/2021 seja de temperatura acima da média no Rio Grande do Sul com muitos dias de calor e alguns de calor excessivo.

MetSul.com: Então, teremos ondas de calor fortes no verão, certo?

Estael Sias: É quase uma certeza. O que não se pode dizer hoje, porque isso entra em previsão do tempo que é curto prazo, quantas ondas de calor teremos, suas durações e e a intensidade, mas que teremos ondas de calor com quatro ou cinco dias de temperatura altíssima é quase uma certeza, ainda mais com La Niña.

“La Niña favorece períodos secos e períodos secos no verão favorecem ondas de calor mais fortes”

MetSul.com: Mas La Niña traz mais frio como regra?

Estael Sias: Verdade, mas favorece também extremos de calor no verão. Por quê? Com o fenômeno La Niña cresce o risco de períodos secos mais longos durante o verão e são nestes períodos secos mais prolongados que ocorre o que se chama de cúpula de calor em que há forte movimento de subsidência na atmosfera com alta pressão em altitude que traz muitos dias seguidos de tempo seco e sol com o calor aumentando cada vez mais. E lembro que os recordes históricos de calor do Rio Grande do Sul, de 1917 e 1943, ambos se deram durante severas estiagens no Estado. Assim, La Niña favorece períodos secos e períodos secos no verão favorecem ondas de calor mais fortes.

MetSul.com: Agora este período de calor extremo está perto do fim, certo?

Estael Sias: Certo, hoje será o pico de intensidade deste evento de temperaturas altas, mas com a chegada da instabilidade as máximas declinam a partir desta quinta. Se por um lado escaparemos de dias de 40ºC, por outro o restante da próxima semana e o fim de semana serão muito abafados e é muito provável que as pessoas sintam mais desconforto pelo abafamento dos próximos dias que pelo calor de 40ºC muito seco de hoje.

Fonte MetSul

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima/Tempo

Programação Cine Globo de 10/06 à 16/06

– PROMOÇÃO DO TROCO* TRAGA R$10,00 EM NOTAS DE R$2,00 E/OU MOEDAS DE R$1,00 E/OU DE R$0,50 E PAGUE O VALOR DO MEIO INGRESSO. *PROMOÇÃO VÁLIDA SOMENTE NA TERÇA-FEIRA, 15/06.
– PROMOÇÃO MEIO INGRESSO PARA TODOS SOMENTE QUARTA-FEIRA, DIA 16/06.

Publicado

em



INVOCAÇÃO DO MAL 3 (90 min.)
Invocação do Mal 3 – A Ordem do Demônio revela uma história assustadora de terror, assassinato e um desconhecido mal que chocou até os experientes investigadores de atividades paranormais Ed e Lorraine Warren. Um dos casos mais sensacionais de seus arquivos, começa com uma luta pela alma de um garoto, depois os leva para além de tudo o que já haviam visto antes, para marcar a primeira vez na história dos Estados Unidos que um suspeito de assassinato alega ter tido uma possessão demoníaca como defesa. Classificação indicativa 14 anos, contém violência e medo.
Genero: Terror
Classificação: Não recomendado para menores de catorze anos
10/06 QUI – 21H00 | 2D | LEG
11/06 SEX – 18H30 | 2D | DUB
11/06 SEX – 21H00 | 2D | DUB
12/06 SAB – 18H00 | 2D | DUB
12/06 SAB – 21H00 | 2D | LEG
13/06 DOM – 18H00 | 2D | DUB
13/06 DOM – 21H00 | 2D | DUB
15/06 TER – 18H30 | 2D | DUB
16/06 QUA – 21H00 | 2D | DUB

MUNDO EM CAOS (109 min.)
Em Mundo em Caos, em um futuro pós-apocalíptico onde a humanidade já começou a colonizar outros planetas, uma infecção rara e perigosa tomou conta do planeta e causou o inimaginável: todas as mulheres foram mortas, e agora os pensamentos de todos os homens tornaram-se audíveis. O jovem Todd, temendo a destruição total, decide partir fugindo de sua cidade e, durante sua jornada, conheça pela primeira vez na vida uma mulher.
Genero: Ficção científica
Classificação: Não recomendado para menores de dez anos
10/06 QUI – 18H30 | 2D | DUB
13/06 DOM – 15H00 | 2D | DUB
16/06 QUA – 18H30 | 2D | DUB

ESPIRAL – O LEGADO DE JOGOS MORTAIS (93 min.)
Em ESPIRAL – O Legado de Jogos Mortais, o detetive Ezekiel “Zeke” Banks (Chris Rock) se une ao seu parceiro novato Willem (Max Minghella) para desvendar uma série de assassinatos terríveis que estão acontecendo na cidade. Durante as investigações, Zeke acaba se envolvendo no mórbido jogo do assassino.
Genero: Terror
Classificação: Não recomendado para menores de catorze anos
12/06 SAB – 15H00 | 2D | DUB
15/06 TER – 21H00 | 2D | DUB


PROGRAMAÇÃO CINE GLOBO SANTA ROSA DE 10/06 À 16/06
CINEMA 2D e 3D
Rua Buenos Aires Nº 937
Cinema climatizado para inverno e verão.
Ao vir no cinema, pedimos:
USO OBRIGATÓRIO DE MÁSCARA
 
Todas as orientações dos órgãos competentes serão tomadas para garantir a segurança e bem-estar de todos.
 
Obs: Dias não anunciados é porque o cinema está fechado.

Obrigatório todas as pessoas portarem documento de identificação.

Compra online de ingressos no aplicativo do cinema.
Baixe agora gratuitamente para versão Android e IOS:
http://goo.gl/szyMnF

—————-
INGRESSOS:
Inteiro: R$ 20,00
Meio: R$ 10,00*
*acesse nosso site www.cineglobocinemas.com.br e confira todas as regras do benefício do meio ingresso.

Obrigatório todas as pessoas portarem documento de identificação.

Aceitamos Vale-Cultura Banrisul, Vale-Cultura Sodexo, Vale Cultura Ticket, Banri-Compras, Visa, Master, ELO, Hipercard, Hiper, American Express, Cabal, Diner’s.

———-

HORÁRIO DE ATENDIMENTO DA BOMBONIERE E VENDA ANTECIPADA NA BILHETERIA:
Somente quando for anunciado o dia da semana na programação:

-> Segunda à sexta: 16h00 às 21h00.
-> Sábado, domingo e Feriados: 14h00 às 21h00.
 
Para clientes que não moram em Santa Rosa, a compra online deverá ser feita no aplicativo do Cine Globo Cinemas

 
Tendo problemas ou dúvidas por favor ligar no telefone / Whats: (55) 9 8423 3660 ou fale direito pelo link: http://bit.ly/35xKi6d.
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Clima/Tempo

Chuva de granizo impressionante em Horizontina na tarde dessa terça-feira

Publicado

em



Uma chuva de pedras ocorrida agora há pouco na localidade de Esquina Tunas, interior do município de Horizontina, impressionou a todos que presenciaram o fenômeno.

O servidor público João Anderle que passava pelo local no exato instante em que caiu o granizo, afirma nunca ter visto uma chuva tão intensa. Ele conta que eram pedras pequenas, mas em quantidade muito grande. Ainda não existe relatos de prejuízos e nem da área atingida.

Fonte: Jornal Sentinela.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Clima/Tempo

Maior frio em meia década no Rio Grande do Sul em Maio

Clima de inverno se antecipou em 2021 no Rio Grande do Sul

Publicado

em



Maior frio em meia década no Rio Grande do Sul, apontam os dados do mês de maio de estações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Conforme levantamento da área de dados do Oitavo Distrito de Meteorologia a pedido da MetSul, maio foi o mais frio no Estado desde 2016.

A estação meteorológica convencional de Porto Alegre fechou o mês com temperatura média compensada de 15,4ºC, a menor desde 2016, quando foi de 15,2ºC. A média mensal de 15,4ºC na Capital ficou 1,4ºC abaixo da média histórica de maio pela série 1961-1990.

No interior gaúcho, maio fechou com média compensada de 12,9ºC, a mais baixa desde 2016 para o mês, quando foi de 12,1ºC. O valor do último mês ficou 1,0ºC abaixo da média histórica mensal da série 1961-1990 de 13,9ºC. Já em Bagé, o último mês terminou com média mensal 13,2ºC, a mais baixa para maio desde 2016, que teve média de 12,4ºC. A média de maio ficou 1,5ºC da normal histórica do mês (1961-1990) na cidade da Campanha que é de 14,7ºC.

Em Santa Maria, no Centro do Rio Grande do Sul, maio de 2021 registrou uma temperatura média compensada de 13,6ºC ou 2,4ºC inferior à normal histórica. Em Bom Jesus, nos Aparados da Serra, por sua vez, o mês de maio teve uma temperatura média de 11,8ºC, a mais baixa para o mês desde 2016, quando foi de 11,2ºC. O registro do último mês na localidade ficou 0,5ºC abaixo da média histórica mensal 1961-1990.

Os dados atestam assim, sob perspectiva histórica, o que os gaúchos sentiram na pele. O frio foi mais intenso do que o normal no último mês com muitos dias de temperatura negativa e geada em verdadeira antecipação do inverno.

O final do fenômeno La Niña se deu em abril e já era esperado e previsto pela MetSul que em razão do Pacífico em fase fria no começo de 2021 haveria durante o outono deste ano uma antecipação do frio e do clima invernal no território gaúcho.

Fonte MetSul
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×