Emater prevê safra recorde de soja no verão – Portal Plural
Connect with us

Agro

Emater prevê safra recorde de soja no verão

Publicado

em



 

A Emater/RS-Ascar apresentou na manhã desta terça-feira (27/08) a primeira estimativa para a safra 2019-2020, na Casa Institucional no Parque Assis Brasil, em Esteio, durante a 42ª Expointer. Os dados indicam que a soja baterá recorde histórico com aumento na produção de 6,81% em relação ao ano anterior. O Rio Grande do Sul deverá colher 1,2 milhão de toneladas a mais do grão, chegando a 19,7 milhões. A área e a produtividade também devem aumentar em 1,93% e 4,31%, respectivamente, o que significa um acréscimo de 112 mil hectares e 137 kg/ha, chegando a 5,9 milhões de hectares de soja e 3,3 mil kg/ha.

O evento, que apresenta a primeira estimativa de área, produção e produtividade das principais culturas de verão no Estado contou com a presença do secretário de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), Covatti Filho, do presidente da Emater/RS, Geraldo Sandri, superintendente federal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no Rio Grande do Sul, Bernardo Todeschini, do diretor técnico da Emater/RS, Alencar Rugeri, e do diretor administrativo da Emater/RS, Vanderlan Vasconselos.

O secretário Covatti ressaltou a parceria da secretaria com a Instituição e o empenho em ampliar a produção de milho para que o Estado se torne autossustentável. Além disto, o secretário ressaltou outras ações em conjunto como a instalação da energia solar fotovoltaica no Parque de Exposições Assis Brasil e ainda o apoio a formação das agroindústrias desde o planejamento até a legalização.

Sandri destacou justamente como “a cereja do bolo” da assistência técnica e extensão rural social o trabalho junto às agroindústrias, que culmina com a venda na Expointer. “As agroindústrias produzem, transformam, agregam valor e motivam o jovem a ficar na propriedade”, avaliou. O presidente apresentou ainda outras ações desenvolvidas pela Emater/RS-Ascar em consonância com a Seapdr.

O diretor técnico Rugeri apresentou o levantamento da safra e destacou a metodologia adotada para a captação das informações, o que contribui para a confiabilidade do documento. O levantamento aponta um aumento de 5,76% no total produzido no Estado em relação ao ano anterior, equivalente a 1,8 milhão de toneladas, totalizando uma estimativa de 33,2 milhão de toneladas para os quatro principais grãos de verão (soja, milho, arroz e feijão 1ª safra).

Os dados, coletados entre 22 de julho e 07 de agosto deste ano, foram levantados junto às seguintes unidades operativas da Emater/RS-Ascar: 119 escritórios municipais para a cultura do arroz, 245 para feijão primeira safra, 449 escritórios municipais para milho grão, 388 para soja e 416 para milho silagem, além de 12 escritórios regionais e do Escritório Central.

A Emater/RS-Ascar realizou levantamento sobre as percepções/intenções dos produtores e dos demais atores da cadeia produtiva (cooperativas, comércio de insumos, bancos, por exemplo) em relação à safra de grãos 2019-2020.

O levantamento contemplou uma amostra que cobriu 98,45% da área a ser cultivada com arroz, 80,31% com feijão primeira safra, 95,52% com milho grão, 98,02% para área com soja e 94,01% para milho destinado à silagem.

Confira a estimativa da soja e dos demais grãos de verão, em tabelas:

SOJA | SAFRA 2019-2020

(Amostra de 98,02% da área de cultivo)

Ano/safra Área (ha) Produtividade (kg/ha) Produção (t)
2018-2019* 5.843.714 3.178 18.487.353
2019-2020** 5.956.504 3.315 19.746.793
dif. +112.790 +137 +1.259.440
Variação (%) 1,93% 4,31% 6,81%

*Levantamento Sistemático da Produção Agrícola – LSPA/IBGE (jul./2019).

**Estimativa Emater/RS-Ascar.

 

MILHO GRÃO | SAFRA 2019-2020

(Amostra de 95,52% da área de cultivo)

Ano/safra Área (ha) Produtividade (kg/ha) Produção (t)
2018-2019* 763.956 7.516 5.739.403
2019-2020** 771.578 7.710 5.948.712
dif. +7.622 +194 +209.309
Variação (%) 1,00% 2,58% 3,65%

*Levantamento Sistemático da Produção Agrícola – LSPA/IBGE (jul./2019).

**Estimativa Emater/RS-Ascar.

 

MILHO SILAGEM | SAFRA 2019-2020

(Amostra de 94,01% da área de cultivo)

Ano/safra Área (ha) Produtividade (kg/ha) Produção (t)
2018-2019* 340.010 39.011 13.264.073
2019-2020** 338.108 37.052 12.527.591
dif. -1.902 -1.959 -736.482
Variação (%) -0,56% -5,02% -5,5%

*Levantamento Sistemático da Produção Agrícola – LSPA/IBGE (jul./2019).

**Estimativa Emater/RS-Ascar.

 

FEIJÃO 1ª SAFRA | 2019-2020

(Amostra de 80,31% da área de cultivo)

Ano/safra Área (ha) Produtividade (kg/ha) Produção (t)
2018-2019* 36.666 1.585 57.867
2019-2020** 36.027 1.740 62.672
dif. -638 +155 +4.805
Variação (%) -1,74% 9,78% 8,30%

*Levantamento Sistemático da Produção Agrícola – LSPA/IBGE (jul./2019).

**Estimativa Emater/RS-Ascar.

 

ARROZ | SAFRA 2019-2019

(Amostra de 98,45% da área de cultivo)

Ano/safra Área (ha) Produtividade (kg/ha) Produção (t)
2018-2019* 981.287 7.419 7.173.313
2019-2020** 961.377 7.813 7.510.872
dif. -19.910 +394 +337.559
Variação (%) -2,03% 5,31% 4,71%

*Levantamento Sistemático da Produção Agrícola – LSPA/IBGE (jul./2019).

**Estimativa Emater/RS-Ascar.

 

COMPARAÇÃO DA PRODUÇÃO ANUAL DA SAFRA DE VERÃO 2018-2019 E 2019-2020 (t)

2018-2019* 2019-2020** Variação (t) Variação (%)
Soja 18.487.353 19.746.793 1.259.440 6,81%
Milho 5.739.403 5.948.712 209.309 3,65%
Arroz 7.173.313 7.510.872 337.559 4,71%
Feijão 1ª Safra 57.867 62.672 4.805 8,30%
Total 31.457.936 33.269.049 1.811.113 5,76%

*Levantamento Sistemático da Produção Agrícola – LSPA/IBGE (jul./2019).

**Estimativa Emater/RS-Ascar

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agro

Três municípios da Região Celeiro estão entre os 15 municípios em situação de emergência no RS

Publicado

em

Lavoura prejudicada em Espumoso — Foto: Reprodução/RBS TV

A falta de chuvas no Rio Grande do Sul está provocando grandes prejuízos nas lavouras. A Emater informou que ainda está levantando oficialmente os prejuízos, porém diversas cidades já registraram perdas de mais de 80% nas produções.

Até a noite desta terça-feira (21), 15 municípios haviam decretado situação de emergência em razão da estiagem, conforme a Defesa Civil. Outras cinco cidades registraram perdas significativas mas ainda não decretaram emergência. A maioria delas é do Norte ou Noroeste do estado. Veja lista abaixo.

Das 15, apenas uma teve teve a situação homologada pelo estado e pela União até esta terça. Júlio de Castilhos decretou situação de emergência no dia 6 de dezembro e teve homologação no dia 16. As outras cidades ainda tem prazo de 180 dias para comprovar a situação, apresentando laudos de pessoas afetadas, situação da agricultura, entre outros aspectos.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Agro

SEAPDR detecta gafanhotos nativos em Coronel Bicaco e outros quatro municípios da região

Publicado

em



Fiscais estaduais agropecuários e engenheiros agrônomos da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR) realizaram na sexta-feira (17), fiscalização de áreas agrícolas para monitoramento de gafanhotos.
Nesta fiscalização, realizada através de denúncia, foram feitas vistorias nas áreas agrícolas do município de Ajuricaba. Os gafanhotos, das espécies Zoniopoda iheringi e Chromacris speciosa, são nativos do Rio Grande do Sul, não se tratando de gafanhotos migratórios presentes na Argentina.
“As culturas comerciais de grãos, como milho e soja, atualmente implantadas em condições de estresse hídrico, não apresentam danos significativos causados pelo inseto. No entanto, a incerteza em relação ao clima e o desconhecimento dos hábitos dos gafanhotos podem gerar preocupação entre os agricultores”, destaca Rita Grasselli, chefe da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal.
A recomendação para os agricultores é para permanecer em alerta em relação a novos focos e que, em caso de alta infestação associada a danos verificados nas lavouras, entrar em contato com a Inspetoria de Defesa Agropecuária do seu município ou com a Emater. E também através do email: [email protected]
Além de Ajuricaba, foram feitas 19 vistorias nos municípios de Coronel Bicaco, Nova Ramada, Santo Augusto e São Valério do Sul neste ano de 2021.
A SEAPDR é participante do Comitê de Emergência Fitossanitária para Schistocerca cancellata, conforme Portaria de Emergência MAPA nº 201/2020 e Instrução Normativa SEAPDR nº 17/2020 e, por isso, tem realizado vistorias de monitoramento de populações acridianas em áreas agrícolas do Rio Grande do Sul.
Fonte: SEAPDR
Foto: André Ebone/Divulgação SEAPDR
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Agro

Preço ao produtor de leite teve queda real de 5% neste ano

Publicado

em



A pesquisa do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, mostra que o preço do leite captado em outubro e pago aos produtores em novembro recuou 6,2% e chegou a R$ 2,1857/litro na “Média Brasil” líquida, uma retração de 2,5%, em comparação ao mesmo mês do ano passado.

É a segunda queda consecutiva dos preços no campo. Com isso, a variação acumulada em 2021 (de janeiro a novembro) está, pela primeira vez neste ano, negativa, em 5%, em termos reais.

A pesquisa do Cepea mostra que, de setembro para outubro, o Índice de Captação Leiteira (ICAP-L) recuou 0,87% na “Média Brasil”.

Os dados mostram que, mesmo com o retorno das chuvas da primavera, que favorecem a disponibilidade de pastagem, a produção de leite segue limitada neste ano pelo aumento dos custos de produção e por consequentes desinvestimentos na atividade.

CUSTO DE PRODUÇÃO
De janeiro a outubro, o poder de compra do pecuarista frente ao milho, insumo essencial para a alimentação animal, recuou, em média, 29,5% – no ano passado, enquanto o pecuarista leiteiro precisava de, em média, 33 litros de leite para adquirir uma saca de milho de 60 kg (com base no Indicador ESALQ/BM&FBovespa, Campinas – SP), em 2021, são precisos 43 litros para a mesma compra.

Os preços dos grãos registraram quedas recentemente, mas o patamar ainda está elevado. Segundo o Cepea, outros importantes insumos da atividade leiteira também encareceram de forma intensa, como é o caso dos adubos e corretivos, combustíveis e suplementos minerais.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


You cannot copy content of this page
×

Entre em contato

×