Elon Musk preocupa funcionários da Spacex: ‘’Risco Genuíno de Falência’’ – Portal Plural
Connect with us

Internacional

Elon Musk preocupa funcionários da Spacex: ‘’Risco Genuíno de Falência’’

Publicado

em



O bilionário revelou crise caso não consiga cumprir metas com a NASA 

O bilionário sul-africano Elon Musk anunciou internamente à funcionários da SpaceX que a empresa aeroespacial corre grande risco de falência, em e-mail escrito pelo próprio empresário e repassado aos colaboradores na última semana. De acordo com ele, a crise iniciou após a saída da administração sênior anterior, que desocupou o cargo maquiando prejuízos.
Infelizmente, a crise de produção do Raptor é muito pior do que parecia há algumas semanas. Conforme investigamos os problemas decorrentes da saída da administração sênior anterior, eles infelizmente se revelaram muito mais graves do que o relatado. […] O que acontece é que enfrentamos um risco genuíno de falência se não conseguirmos atingir uma taxa de voo da nave estelar”, comunicou.
A taxa de voo a qual Musk se refere é uma medida de parâmetro para aprovação da NASA, acordada com a agência espacial para o lançamento de uma nave até 2025 para transportar astronautas. O acordo teve o valor de US$ 2,9 bilhões (R$ 16 bilhões na cotação atual), mas pode ser cancelado caso a missão fracasse.
Por tal objetivo, o CEO ainda pediu a colaboração dos funcionários para cumprir os prazos e reverter a crise, sugerindo inclusive que estendam suas jornadas para os fins de semana em prol da continuidade da empresa, como informou o portal IG.
Confira na íntegra o comunicado de Elon Musk aos funcionários:
“Infelizmente, a crise de produção do Raptor é muito pior do que parecia há algumas semanas. Conforme investigamos os problemas decorrentes da saída da administração sênior anterior, eles infelizmente se revelaram muito mais graves do que o relatado. Não há como adoçar isso.
Eu ia tirar este fim de semana de folga, como meu primeiro fim de semana de folga em muito tempo, mas em vez disso estarei na linha Raptor a noite toda e o fim de semana. 

A menos que você tenha assuntos familiares críticos ou não possa voltar fisicamente para Hawthorne, precisamos de todos os esforços para nos recuperar do que é, francamente, um desastre.
As consequências para a SpaceX se não conseguirmos fabricar Raptors confiáveis ​​o suficiente é que não poderemos voar na nave estelar, o que significa que não poderemos voar no satélite Starlink V2 (o Falcon não tem nem o volume * nem * a massa para orbitar necessária para satélite V2). O satélite V1 por si só é financeiramente fraco, enquanto o V2 ​​é forte.
Além disso, estamos aumentando a produção do terminal para vários milhões de unidades por ano, o que consumirá um capital massivo, assumindo que o satélite V2 estará em órbita para lidar com a demanda de largura de banda. Caso contrário, esses terminais serão inúteis.
O que acontece é que enfrentamos um risco genuíno de falência se não conseguirmos atingir uma taxa de voo da nave estelar de pelo menos uma vez a cada duas semanas no próximo ano.
Obrigado,
Elon”

Fonte:AH

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Ex-Coronel Sírio é condenado por crimes contra a humanidade

Publicado

em



A julgamento foi realizado por um tribunal da Alemanha (mais…)

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Internacional

‘Deltacron’ é real? O que se sabe sobre a possível nova variante?

Publicado

em



Depois que um professor de ciências biológicas da Universidade do Chipre divulgou, no sábado (8), o que chamou de “deltacron”, uma possível convergência da assinatura genética da variante ômicron do coronavírus dentro de genomas da variante delta, a comunidade científica internacional encontra-se perplexa e, ao mesmo tempo, cautelosa. Estaríamos diante de uma nova variante do vírus, ou tudo não passa de um erro de processamento do laboratório?

Bloomberg noticiou, no sábado (8), que um professor cipriota chamado Leondios Kostrikis afirmou ter descoberto 25 casos de mutação do coronavírus. Em entrevista à Sigma TV, no dia anterior, o pesquisador revelou que “Atualmente existem coinfecções ômicron e delta, e encontramos essa cepa que é uma combinação dessas duas”. No mesmo dia, as amostras foram enviadas ao Gisaid, um banco de dados que rastreia mutações do coronavírus.

A divulgação da reportagem deu início a uma pequena comoção nas redes sociais, com o termo “deltacron” chegando aos trending topics. O que as pessoas temem é que uma possível recombinação genética da altamente transmissível ômicron com a mortal delta possa causar uma tragédia sem precedentes no cenário da pandemia. Mas logo os especialistas entraram em cena, afirmando que talvez o quadro não seja exatamente o que foi transmitido.

O que dizem os especialistas?

Um dos mais conhecidos pesquisadores do coronavírus, o virologista Tom Peacock, do Imperial College London, usou sua conta no Twitter para afirmar que “as sequências cipriotas ‘deltacron’ relatadas por vários grandes meios de comunicação parecem ser claramente contaminação”. Sobre uma suposta recombinação, explicou: “muitos de nós demos uma olhada nas sequências e chegamos à mesma conclusão que não parece um recombinante real.”

A maior autoridade em covid-19 da Organização Mundial de Saude (OMS), Krutika Kuppalli, também foi ao Twitter para esclarecer que, no caso da deltracron, houve provavelmente uma “contaminação de laboratório de fragmentos de ômicron em um espécime delta”. Em outro tweet, a médica chega a ironizar o assunto, afirmando: “Não vamos misturar nomes de doenças infecciosas, e deixar isso para casais de celebridades.”

O que se percebe é que, embora Kostrikis assegure que suas descobertas não constituem “erro técnico”, muitos especialistas renomados duvidam dos resultados divulgados. Ou seja, até que análises provem o contrário, não há motivo para preocupações.

Fonte:TecMundo

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Internacional

Coração de porco é transplantado com sucesso em humano

Publicado

em



O caso pioneiro aconteceu nos Estados Unidos e pode revolucionar a medicina; entenda (mais…)

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×