É preciso criar um ambiente de inovação

COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO & TECNOLOGIA

Apoiadores:

 

A Comissão de Desenvolvimento e Tecnologia, presidida pelo advo­gado e professor Marcos Scherer, quer despertar na população re­gional a percepção do quanto a tec­nologia está impactando na vida das pessoas em qualquer parte do mundo, e quanto o futuro será mais dependente de novas tecnologias. “O desenvolvimento de uma cida­de ou região somente acontecerá com intenso uso e desenvolvimento tecnológico. A inovação impacta e transforma todas as profissões e todos precisam se reinventar cons­tantemente”, afirma Scherer. Ele salienta que a atual geração está vivendo uma mudança de era, que alguns chamam de Revolução 4.0.

Marcos destaca que levando em consideração esse cenário e tam­bém o potencial regional agregado ao perfil empreendedor existente no DNA das pessoas daqui, a inten­ção da comissão é promover duran­te muita interação do público com ambientes tecnológicos, instigando as pessoas a pensarem suas ativida­des a partir de vivências com novas tecnologias, para que os visitantes da feira possam ter em vários espa­ços e ambientes novas experiências e sensações. “Também cumpre des­tacar que a comissão visa provocar a própria feira a se reinventar e se transformar num evento de vivên­cias e emoções, conexão com o futu­ro e novas experiências, tecnologias e soluções para os negócios locais e inspiração para novas profissões que surgirão nos próximos anos”, salientou.

Algumas ideias e projetos estão sen­do desenhados e serão apresentados nos próximos dias. Marcos adianta que em uma área externa, próximo ao parque de diversões, se tem a intenção de construir um ambien­te de robótica, onde haverá muita interação com estudantes e pro­fessores de todas as escolas e uni­versidades da região. “A intenção é que neste espaço a FENASOJA possa oferecer, diversas oficinas de capacitação para os interessados em aprender conceitos básicos de robótica, podendo levar essa meto­dologia às escolas e salas de aula”, adiantou.

Também há a possibilidade de ser realizada uma competição lo­cal de criação de robôs, começando com dois dias de capacitação, um ou dois dias para a construção e depois a apresentação. “Tudo isso está sendo elaborado ainda. Não tem detalha­mento e a Comissão D&T está bus­cando as parcerias para conseguir realizar as atividades propostas”. Ainda nesse espaço está sendo via­bilizado, e com grandes possibilida­des, a atração de uma etapa de um torneio brasileiro de robótica que, vindo a se concretizar, será atrativo para estudantes de várias partes do Brasil a participarem em Santa Rosa da FENASOJA 2020.

Outra frente de atuação será junto à Exporural em parceria com as demais comissões, com o objetivo de criar um ambiente de talks so­bre inovação e tecnologia do agro, atraindo startups ligadas ao setor do agronegócio para apresentarem seus cases de sucesso. “Também nesse local haverá espaço itine­rante para startups que queiram expor, durante um ou dois dias, seus produtos e demonstrar para visitantes aquilo que podem ofe­recer de soluções ao agronegócio. Será um pavilhão que também abrigará a mostra ‘Caminhos da Soja’, demonstrando a evolução do setor e da produção de soja desde os primeiros equipamentos até os dias de hoje e o que poderá existir no futuro”, concluiu.

Outra proposta será buscar intera­gir com os expositores, oferecendo algumas soluções práticas e dife­renciais que poderão disponibilizar aos seus clientes e consumidores. Por exemplo, está sendo articulado um aplicativo (App) que irá fazer as entregas das compras realizadas dentro do parque durante a feira, facilitando a vida dos visitantes, que poderão continuar realizan­do visitas e conhecendo as atra­ções sem precisar carregar suas compras. O aplicativo irá entregar tudo em casa em horário e local solicitado.

Ainda visando otimizar a visita­ção e orientar os visitantes está sendo pensado a disponibilização de um App que possa ser utilizado por quem for ao parque com um mapa dos expositores, podendo o visitante selecionar as categorias ou áreas que deseja visitar e conhe­cer. Fazendo a escolha o App iria apresentar no mapa o roteiro da visita direcionada, evitando que o visitante perca tempo ou se canse e não encontre o que desejava ou buscava encontrar na feira.

Um mundo de possibilidades e ideias estão sendo ventiladas e analisadas pela Comissão de D&T, como uma câmera integrada a um óculos 3D que fique instalada junto ao palco de shows e que as pessoas possam usar para assistir ao vivo como se estivessem dentro do palco junto com os artistas que estarão se apresentando.

“Ainda, poderia ter um contêiner com uma experiência musical, um telão numa parede e um lado espe­lhado, em que as pessoas possam programar uma set list e entrar em pequenos grupos para curtir uma experiência bacana com muita luz, imagem, cores e com registros fo­tográficos que depois poderiam ser disponibilizados aos visitantes. E pelo lado espelhado as pessoas de fora estariam assistindo ao vivo toda agitação de dentro”, coloca Scherer.

Mais uma ideia: criar cabines te­máticas que as pessoas poderiam utilizar para fazer selfies e postar nas redes sociais com menção da sua experiência na FENASOJA 2020 e depois concorrer a alguns brindes especiais.

“Tudo isso está sendo pensado. Estamos trabalhando intensamente na busca de parcerias de empresas, patrocinadores e instituições apoia­doras, visando atingir o objetivo da FENASOJA que é receber o maior público possível no parque de ex­posições, com muita atratividade e possibilidades de negócios, além de proporcionar experiências inovadoras e trazendo as maiores novidades do mundo da tecnolo­gia e da inovação. Certamente vai ser uma edição totalmente inova­dora e diferente de todas que já se teve”, finaliza Marcos.

O trabalho terá o apoio da SE­TREM, UNIJUÍ, FEMA, FAHOR e o Instituto Federal Farroupilha -IFFar.

Apoiadores:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui