DetranRS propõe Movimento Empatia no Trânsito e convida população a participar

A marca do Movimento Empatia no Trânsito: você no lugar do outro foi apresentada em evento no Palácio Piratini
Apoiadores:

 

Tentando entender os motivos que levam as pessoas a agirem de forma tão automática e irracional no trânsito, o DetranRS buscou uma solução mais abrangente que uma simples campanha. A intenção do Governo do Estado e da Autarquia é iniciar um movimento para melhorar as relações entre pedestres, motoristas, ciclistas e motociclistas. O vídeo de lançamento do Movimento Empatia no Trânsito foi apresentado durante a abertura da Semana Nacional de Trânsito, no último dia 18, no Palácio Piratini.

Além do filme produzido pela agência Global e executado pela produtora Zeppelin, também foram criadas peças para rádio, jornal, redes sociais e mídia externa – com painéis de LED na capital. Também foram produzidos adesivos alusivos ao movimento para ampla distribuição e um hotsite com espaço para a interatividade com o público.

De acordo com a diretora institucional do DetranRS, Diza Gonzaga, o movimento foi concebido a partir da necessidade de melhorar a qualidade de vida das pessoas  por meio de atitudes que promovem o melhor convívio no espaço público e que certamente ajudarão a reduzir o alto índice de mortalidade no trânsito. São 40 mil mortes no Brasil por ano e em torno de 1,7 mil no Rio Grande do Sul.

“Precisamos humanizar as relações no trânsito, praticar a empatia, ver o outro como igual. Por trás do motorista de ônibus, do motociclista, existe um pai, um marido, um irmão, um filho, alguém que precisa voltar para casa. A missão do DetranRS é ‘em defesa da vida’ e esse movimento propõe que todos participem dessa causa”, explica.

As peças de mídia do Movimento Empatia no Trânsito serão veiculadas em todo o Estado até outubro, mas o mote norteará todas as ações da Autarquia e a intenção é que ganhe vida própria e continue se espalhando como uma corrente do bem.

Assista o vídeo e participe desse movimento:

Apoiadores:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui