Criança morre com suspeita de meningite em Bento Gonçalves; Prefeitura orienta uso de medicamento preventivo - Portal Plural
Connect with us

Plantão 24H

Criança morre com suspeita de meningite em Bento Gonçalves; Prefeitura orienta uso de medicamento preventivo

Publicado

em

copia de apresentacao de vendas para aplicativo de fitness para pet em laranja e amarelo profissional gradiente 2 1536x864 1

banner plano0 goldNuveraFAST AÇAÍ15 topo humberto pluralAcademia Persona

A Secretaria Municipal da Educação de Bento Gonçalves emitiu comunicado, encaminhado aos pais de alunos de uma escola municipal de educação infantil, orientando para a utilização de medicamento preventivo em crianças, colegas e cuidadores que tiveram contato com uma menina de dois anos que faleceu nesta terça (11) com meningite meningocócica. O caso também está sendo acompanhado pelas Secretaria da Saúde.

O Ministério da Saúde, indica o uso de antibiótico somente para as crianças que conviviam com este caso suspeito na mesma sala de aula. O objetivo é reduzir o risco de aparecimento de novos casos. O antibiótico a ser usado é RIFAMPICINA, solução oral (xarope), durante dois dias. Ainda segundo o comunicado, em alguns casos o medicamento pode causar episódios leves de diarreia e vômito; a urina, o suor e as lágrimas poderão mudar de cor e ficar alaranjados. Estes sintomas desaparecem espontaneamente ao final do tratamento.

A pasta informou ainda que as demais crianças da escola não necessitam utilizar antibiótico para prevenir a doença. Também foi salientado que não será necessário interromper as atividades da escola. Os medicamentos serão disponibilizados pela Secretaria Estadual da Saúde e entregues para os pais ou responsáveis no final da tarde desta quarta-feira (12).

A meningite é um processo inflamatório que pode ser causado por agentes infecciosos (bactérias, vírus, fungos, entre outros) e agentes não infecciosos (traumatismo). A imunização contra a doença está disponível em todas as unidades de saúde.

 

Entenda o caso

A situação foi comunicada pelo Hospital Tacchini à Secretaria Municipal de Saúde, que encaminhou as providências preventivas. O hospital Tacchini informou que não se manifestará sobre o caso neste momento. Os exames coletados foram encaminhados ao Laboratório Central (Lacen), em Porto Alegre, para a confirmação ou não de meningite meningocócica.

A criança frequentava o berçário e teve um quadro fulminante, típico de meningococcemia. O primeiro sintoma visual de hemorragia foi registrado por volta das 18h de segunda-feira (10). A menina foi levada da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ao Hospital Tacchini durante a madrugada, sendo internada na UTI às 3h30. O óbito foi confirmado às 5h55 desta terça-feira (11).

 

Um caso em Veranópolis

Na última sexta-feira (7), a Secretaria da Saúde de Veranópolis, por meio do setor de Vigilância Epidemiológica, comunicou que foi diagnosticado e notificado um caso de meningite bacteriana no município. A criança já estava em tratamento, com acompanhamento médico e com quadro de saúde estável.

 

Nota oficial da Prefeitura de Bento Gonçalves

“As secretarias de Saúde e de Educação lamentam o ocorrido com uma criança da EMI Arco-íris da Alegria e se solidarizam com os pais, familiares e a comunidade escolar.

Após notificação do Hospital Tacchini sobre um caso suspeito de meningococcemia na referida escola, a Secretaria de Saúde (SMS) esclarece que tomou todas as medidas estabelecidas pelo Ministério da Saúde para prevenção a novos casos da doença.

A Secretaria da Saúde reitera que o comunicado com orientações que está circulando nas redes sociais apresenta procedimentos que devem ser tomados exclusivamente pelas crianças da mesma sala de aula, não sendo necessários para outras escolas do Município. Também não haverá a interrupção de atividades.

A SMS e a Secretaria de Educação estão em contato com os profissionais da escola, oferecendo todo suporte necessário, além de monitorar a situação para proteger a saúde da população.

A meningite é um processo inflamatório que pode ser causada por agentes infecciosos (bactérias, vírus, fungos, entre outros) e os agentes não infecciosos (traumatismo).

A imunização contra a doença está disponível em todas as unidades de saúde.

Formas de prevenção:
lavar as mãos com água e sabão;
manter o ambiente arejado;
higienização dos ambientes de circulação de pessoas com água e sabão.

Alguns sintomas observados em pacientes maiores de um ano de idade são: febre, dor de cabeça, náusea e vômito, rigidez de nuca, confusão mental, sonolência e sinais de irritação.

Em caso de sintomas, deve ser procurada a unidade de saúde mais próxima”

 

FONTE: LEOUVE

Compartilhe

Plantão 24H

Técnica de enfermagem do RS é condenada a 51 anos de prisão por tentar matar 11 recém-nascidos

Publicado

em

portal plural técnica de enfermagem do rs é condenada a 51 anos de prisão por tentar matar 11 recém nascidos
Foto: Arquivo/RBS TV
FAST AÇAÍbanner plano0 goldAcademia PersonaNuvera15 topo humberto plural

A técnica de enfermagem acusada de tentar matar 11 recém-nascidos, em 2009, foi condenada a 51 anos e 8 meses de prisão em regime inicial fechado. De acordo com a denúncia do Ministério Público (MP), Vanessa Pedroso Cordeiro, hoje com 40 anos, teria administrado medicamento controlado, entre eles morfina, sem ordem médica, assumindo o risco de matar as crianças.

O advogado Flávio de Lia Pires, que representa Vanessa Pedroso Cordeiro, alegou, durante o julgamento, que “não há elementos que indicam substâncias no organismo de todas as crianças com sintomas”. Ele acrescentou que a ré “tem doze transtornos mentais”.

Conforme o Tribunal de Justiça do RS, o júri terminou na madrugada desta sexta-feira (12). Os jurados consideraram a ré culpada por nove tentativas de homicídio qualificadas. Em um dos casos ela foi absolvida e, em outro, o crime foi desqualificado para lesão corporal.

Os fatos teriam ocorrido durante o expediente de trabalho de Vanessa em um hospital em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Os bebês apresentaram problemas respiratórios, convulsões e foram internados na UTI Neonatal. Todos sobreviveram.

A mulher foi presa em flagrante após a polícia encontrar uma seringa e medicamentos no armário dela. A técnica de enfermagem permaneceu em prisão preventiva por quase um ano. O MP alega que entre as substâncias encontradas na bolsa dela havia morfina.

Durante o interrogatório, Vanessa afirmou ter ministrado medicamentos às crianças, sem saber precisar o número de vítimas, nem dizer qual fármaco foi utilizado. Ela relatou que os remédios foram dados na boca dos recém-nascidos com uma seringa e que praticou os crimes por desconhecer, na época, que tinha um transtorno mental.

“Não conseguia parar de fazer [ministrar os remédios], mesmo sabendo que era errado. O que lembro é que nunca virei as costas para nenhuma delas [referindo que auxiliou no socorro]”, disse.

Fonte: G1 RS.
Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Plantão 24H

Apreensões são realizadas com dupla flagrada cortando tela do presídio em Santo Ângelo

Publicado

em

1720783885 35

FAST AÇAÍNuveraAcademia Personabanner plano0 gold15 topo humberto plural

Duas pessoas foram conduzidas presas, pela Brigada Militar, à Polícia Civil, após serem flagradas com sete celulares, 22 cabos de carregadores de celular, 10 fones de ouvido, uma ferramenta torquês e uma serra para cortar ferro. Ainda de acordo com essa força de segurança, foi após denúncia de que dois indivíduos estariam próximo ao Presídio Regional de Santo Ângelo, em atitude suspeita.

No local, a equipe viu dois homens cortando a tela da casa prisional com uma ferramenta. Eles receberam voz de prisão da guarnição e foram conduzidos à polícia judiciária.

 

Redação do Grupo Sepé com informações da BM

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Plantão 24H

STF doa 4,3 toneladas de itens de tecnologia para o RS

Publicado

em

b47a7234

15 topo humberto pluralAcademia Personabanner plano0 goldNuveraFAST AÇAÍ

O Supremo Tribunal Federal (STF) formalizou a doação de 4,3 toneladas de bens de seu patrimônio, a maioria itens de informática, ao governo do Estado do Rio Grande do Sul. O material, embarcado nesta quinta-feira (11) num avião da Força Aérea Brasileira que partiu de Brasília para Porto Alegre (RS), foi inventariado, registrado e legalmente transferido ao governo estadual.

Além da solidariedade, a ação traz benefícios ao meio ambiente, já que, em vez de descartados, os bens serão usados na prestação de serviços públicos do Rio Grande do Sul, que teve parte do seu patrimônio perdido nas enchentes de abril e maio deste ano.

 

Outras doações

Essa doação oficial difere de outras coordenadas pelo Tribunal, como as que foram realizadas pelos quadros da Casa em abril e maio. Naquele momento, roupas, alimentos, garrafas de água e itens domésticos, entre outros, foram doados por pessoas que trabalham no Supremo e enviados ao RS.

 

FONTE: STF

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Compartilhe

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]

Trending

×

Entre em contato

×