Comunidade de Santa Rosa terá oportunidade de ir ao cinema no sistema drive in – Portal Plural
Connect with us

Cinema / Séries

Comunidade de Santa Rosa terá oportunidade de ir ao cinema no sistema drive in

Pável Bauken

Publicado

em



O Cine Sesc Drive In será a oportunidade da comunidade de Santa Rosa viver momentos de cultura e lazer neste período de pandemia, seguindo os protocolos recomendados pelas autoridades de saúde. O Sistema Fecomércio Sesc Senac traz ao município, no domingo (26/07),  às 19h30, o filme O Menino da Porteira, que será exibido no estacionamento do Supermercado Stok Center. Para isso, conta-se com o apoio de diversos parceiros, sendo eles, o Sindilojas Fronteira Nororeste, Stock Center, Encontro Estadual de Hortigranjeiros, Metalúrgica Marks, Cine Globo, Unopar, Sicredi e Fundação Municipal de Saúde.

Para assistir ao filme, será obrigatória a permanência dos expectadores no interior de seus veículos, respeitando as distâncias demarcadas para cada vaga. O limite é de 75 veículos. Em cada carro podem haver no máximo quatro pessoas, todas usando máscaras.

OS INGRESSOS ESTÃO ESGOTADOS.

Em caso de chuva, o evento será transferido.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cinema / Séries

STF confirma validade de cota para filmes nacionais nos cinemas

Para ministros, medida fomenta cultura nacional

Pável Bauken

Publicado

em

© Valter Campanato/Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) julgou hoje (17) constitucional a norma que obriga cinemas de todo o país a exibirem filmes nacionais. Criada em 2001, a validade da cota de tela foi questionada na Corte por um sindicato de empresas do setor de cinemas.

A Medida Provisória (MP) 2.228-1, editada em 6 de setembro de 2001, estabeleceu que, por um prazo de 20 anos, as empresas proprietárias e arrendatárias de salas de cinemas devem exibir filmes brasileiros de longa metragem. Conforme a norma, o número de dias de exibição é fixado anualmente por meio de um decreto. Em caso de descumprimento da obrigatoriedade, os cinemas devem pagar multa de 5% da receita bruta diária sobre os valores arrecadados com a venda de ingressos nas bilheterias.

Na ação protocolada no STF, o Sindicato das Empresas Cinematográficas no Estado do Rio Grande do Sul alegou que a medida viola a liberdade econômica e prejudica as empresas de exibição de filmes.

No julgamento, por 10 votos a 1, prevaleceu voto do relator, ministro Dias Toffoli. Segundo o ministro, a obrigatoriedade da cota de tela é uma medida razoável e faz parte de uma política pública para fomentar a cultura nacional.

“A medida provisória promoveu intervenção voltada a viabilizar a efetivação do direito à cultura, sem, por outro lado, atingir o núcleo dos direitos à livre iniciativa, à livre concorrência e à propriedade privada, apenas adequando as liberdades econômicas a sua função social”, argumentou.

No voto, Toffoli também sugeriu uma tese que deverá ser seguida em todos os processos sobre o mesmo tema que tramitam em todo o país. “São constitucionais a cota de tela, consistente na obrigatoriedade de exibição de filmes nacionais nos cinemas brasileiros, e as sanções administrativas decorrentes de sua inobservância”.

Na sessão de amanhã (18), os ministros devem se manifestar sobre a tese sugerida pelo relator.

ebc

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Cinema / Séries

Dona Clotilde, personagem de “Chaves”, é cancelada nas redes sociais

Reporter Global

Publicado

em



 

 

Jornais da Colômbia e do Chile repercutiram movimento de usuários na web

As constantes investidas de Dona Clotilde em Seu Madruga no seriado Chaves foram problematizadas nas redes sociais. Conforme relatos de jornais da Colômbia e do Chile, usuários estão pedindo o cancelamento da também chamada Bruxa do 71 por “normalizar a cultura do assédio”.

A polêmica surgiu dias após o colunista Charles Blow, do jornal The New York Times, refletir sobre como personagens infantis normalizavam o comportamento, a exemplo do gambá Pepe Le Pew. O debate tomou a web e ganhou uma versão latina, provocando a revolta de usuários nas redes sociais.

“Todo mundo falava de como Pepe se jogava para cima da gata, mas não vejo ninguém se queixando da forma como a Bruxa do 71 assediava o Seu Madruga”, escreveu um usuário. “Nunca deixaram de transmitir Chaves mesmo que a Bruxa do 71 se aproveitasse de Seu Madruga”, questionou outro.

A polêmica também virou alvo de piada. Uma parte dos usuários acredita que há um certo exagero na comparação, conforme relatos de jornais como Prensa Libre, da Guatemala, e En Cancha, do Chile.

 

FONTE: ClicRBS

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Cinema / Séries

Batmóvel irá a leilão com preço estimado em R$ 160 mil

Reporter Global

Publicado

em



 

Uma réplica do Batmóvel usado por Michael Keaton nos filmes “Batman” (1989) e “Batman: o Retorno” (1992), ambos do diretor Tim Burton, irá a leilão pela Bonhams agora em março.

 

O valor estimado é de R$ 160 mil a R$ 240 mil.

Batmóvel

Batmóvel

A turbina na traseira, obviamente, não é funcional. Baseado em um Ford Mustang de 1965, o modelo com carroceria feita de fibra de vidro traz um motor Chevrolet 5.7 V8 que entrega 385 cv de potência. A transmissão é manual. Por dentro, possui dois assentos e uma painel repleto de mostradores.

Batmóvel

Batmóvel

Segundo o anúncio, o Batmóvel vem com ambas as placas, o que permitiria rodar pelas ruas e estradas. Porém, seus 6,7 metros de comprimento podem dificultar as manobras. O modelo teria sido feito pela empresa de customização Z Cars, do Reino Unido, mas a Bonhams informa que não há muita papelada que acompanhe o carro para certificar sua origem.

O carro faz parte do lote 89 do Bonhams MPH March Auction, leilão que acontecerá no dia 20 de março, no Reino Unido. Os lances poderão ser dados online ou por telefone.

Batmóvel

interior Batmóvel

 

FONTE: REVISTACARRO

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×