Com gol de pênalti, Inter amarga derrota por 1 a 0 para o CSA – Portal Plural
Connect with us

Esportes

Com gol de pênalti, Inter amarga derrota por 1 a 0 para o CSA

Publicado

em



 

O Inter amargou mais uma derrota fora de casa no Brasileirão ao perder para o CSA por 1 a 0 na noite desta quarta-feira. Em uma partida em que dominou praticamente toda a posse de bola durante o confronto, o Colorado não conseguiu criar muito e converter suas oportunidades em vantagem no marcador. Sofreu gol de pênalti aos 20 minutos do segundo tempo, depois que Dawhan foi derrubado por Uendel. O argentino Jonatan Gomez cobrou forte e fez o único gol do duelo.

Foi na etapa inicial que o time de Odair Hellmann teve suas melhores chances e pressionou o adversário. Com chutes de longa distância, Lindoso exigiu que o goleiro Jordi fizesse bela defesa e também carimbou a trave. Guilherme Parede até balançou as redes duas vezes, mas as jogadas foram anuladas por impedimento.

O resultado negativo contra uma equipe que até o começo da rodada estava na zona de rebaixamento é praticamente um banho de água fria para as pretensões do clube de alcançar o G-4 da competição e garantir vaga direta na Libertadores do ano que vem. Também levanta incertezas sobre a continuidade do técnico Odair Hellmann. O Inter atualmente está em sexto lugar, com 38 pontos, mas pode perder a posição no decorrer da rodada.

O jogo
Com a necessidade de pontuar para tentar sair da zona de rebaixamento, o CSA tentou apostar na velocidade logo no primeiro minuto, com Bustamante dominando pela esquerda e finalizando, com desvio na zaga. Carlinhos dominou pela esquerda e cruzou, sem dificuldades, para Lomba fazer a defesa. Os comandados de Argel Fucks tentaram manter marcação forte e adiantada, mas, aos, poucos, o Inter começou a empurrar o adversário de volta para seu campo, fazendo com que compactasse a marcação.

O Colorado passou a ter mais posse de bola, mas sem muitos espaços para criar. E os alagoanos tentavam no contra-ataque, sobretudo com Apodi. Aos 10″, o lateral avançou nas costas de Uendel e cruzou no segundo poste, onde encontrou Bustamante, que, livre, cabeceou para fora. O domínio colorado ficou claro quando o time emplacou quatro escanteios seguidos. A melhor chance foi com Rodrigo Lindoso, que teve duas oportunidades no mesmo lance. Aos 19″, recebeu de Nico López, dominou na intermediária e arriscou de longe. O goleiro Jordi se esticou e fez a defesa.

Na sequência, o Inter ficou com a bola, e, após alguns passes, ela sobrou novamente para o volante. O jogador enquadrou e bateu colocado, explodindo na trave direita, a meia altura. O colorado continuou tentando a penetração, mas não conseguia encontrar brechas na defesa e transformar a maior posse de bola em efetividade. Durante o primeiro tempo, o técnico Odair Hellmann que colocar Klaus no jogo depois que Emerson Santos saiu carregado de maca.

Gols impedidos
Quando o time gaúcho conseguiu balançar as redes, o árbitro de linha anulou por impedimento. Dois chutes de Guilherme Parede corretamente invalidados. No primeiro, aos 25″, o atacante recebeu de Neilton e bateu colocado, sem chances para o goleiro. No segundo, aos 36″, em posição irregular ainda mais evidente, dominou passe de Uendel, que ficou com a sobre após Neilton ser derrubado por Jean Cléber na entrada da área. Em ambos os lances, o VAR não foi utilizado. Os colorados ainda reclamaram pênalti no meia, mas nada foi marcado.

O jogo seguiu com a mesma dinâmica e se estendeu até os 48″. No minuto final, Jordi quase entregou um gol para os visitantes. Em cobrança de escanteio de Nico, o goleiro saiu do gol e deixou a bola escapar. Ele, então, se atirou no chão para segurar antes que Klaus chegasse.

Menos efetividade no segundo tempo
Sem modificações, o CSA voltou mais solto para a etapa completamentar. Em cinco minutos, tentou três chutes de longa distância, todos fracos, sem perigo para Lomba. Foi aos 7″ que Alecsandro quase fez valer a “lei do ex”, se antecipando de Cuesta e desviando de cabeça cruzamento de Carlinhos por cima do travessão. Insatisfeito com o rendimento do time, Odair tirou Neilton para colocar D’Alessandro em campo.

A mudança deu novo ânimo ao time, que passou a rodar mais a bola e ter mais precisão nos passes. Aos 17″, em um contra-ataque, Nico limpou bonito a marcação, teve o ângulo para bater, mas preferiu o cruzamento, que saiu errado. Na sequência do lance, após troca de passes, foi a vez de Dawhan arrancar em velocidade. Ao entrar na área, foi derrubado por Uendel, e o árbitro marcou Penâlti. Jonatan Gomez cobrou com confiança, com força e baixo na esquerda. Lomba acertou o lado, mas não conseguiu a defesa; 1 a 0 CSA.

Com a vantagem no placar, os donos da casa se fecharam na defesa. Odair lançou Wellington Silva no lugar de Uendel. O atacante entrou com novo estado anímico e quase arrancou o empate em chute colocado de direta. A bola subiu muito e saiu pela linha de fundo. Restou aos mandantes os contra-ataques. Bruno Alves, que entrou no lugar de Apodi, teve a chance de ampliar depois que arrancou com agilidade pela direita e bateu rasteiro, cruzado.

O Inter se lançou ao ataque em busca de sair do Estádio Rei Pelé com pelo menos um ponto, mas Argel montou um esquema defensivo reforçado que barrou as jogadas colorados. O Colorado tentou alguns chutes de longa distância, mas não conseguiu balançar as redes. Deu tempo, contudo, para Nico perder a cabeça. Aos 44″, Parede recebe em condição de impedimento, e o árbitro assinalou a irregularidade. Nico, então, pegou a bola e deu um balão para cima, irritado. Recebeu cartão amarelo. Nos quatro minutos de acréscimo, o CSA só se defendeu e fez prevalecer seu o resultado vitorioso de 1 a 0.

Brasileirão 2019 – 24ª Rodada
CSA 1
Jordi, Apodi (Bruno Alves), Ronaldo Alves, Luciano Castán, Naldo, Carlinhos, Dawhan, Jean Kléber, Jonantan Gómez, Héctor Bustamante (Jarro Pedroso), Ricardo Bueno (Alecsandro)
Técnico: Argel Fucks

Inter 0
Marcelo Lomba; Heitor, Victor Cuesta, Emerson Santos (Klaus) e Uendel (Wellington Silva); Rodrigo Lindoso, Edenilson e Patrick; Nico López, Neilton (D’Alessandro) e Guilherme Parede
Técnico: Odair Hellmann

Gol: Jonantan Gómez (20″/2ºT)
Cartões Amarelos: Ricardo Bueno (CSA), D’Alessandro e Nico López (Inter)
Local: Estádio Rei Pelé

CP

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Inter leva gol no fim, empata com o Bragantino, mas ingressa no G-6

Publicado

em



Time colorado abriu o placar no primeiro tempo, mas foi castigado nos acréscimos no Beira-Rio.

O Inter entrou no G-6, mas não da forma que queria. O empate em 1 a 1 com o Bragantino até coloca o time de Diego Aguirre na sexta posição, à frente do Corinthians pelo saldo de gols, mas a forma como veio, com um gol no último instante, deixa a frustração da perda de dois pontos, que inclusive o teriam feito saltar para quinto. Mauricio marcou para os colorados e Bruninho deixou tudo igual aos 50.

Houve surpresa na escalação do Inter. E estreia. Justificando o desgaste e a prevenção de possíveis lesões, Aguirre deixou Mercado no banco, dando a primeira oportunidade para Kaique Rocha vestir a camisa colorada. No meio, Dourado teve um desconforto muscular e Lindoso formou dupla com Johnny na frente de da defesa. Mauricio substituiu o suspenso Edenilson enquanto Lomba permaneceu no gol na vaga do lesionado Daniel.

O começo da partida foi pegado, com disputa ferrenha pela posse de bola. O árbitro, nos primeiros minutos, permitiu disputas firmes — mas leais —, dando mais ritmo. O Bragantino incomodou aos cinco, quando Cuello entrou na área pela direita e cruzou, mas Lomba interceptou com firmeza.

O Inter assustou pela primeira vez aos 13. Moisés cobrou escanteio da esquerda, Cuesta ajeitou para o meio da área e Kaique cabeceou nas mãos do goleiro. Yuri Alberto estava absolutamente livre atrás. Aos 15, a melhor oportunidade. Mauricio recebeu de Taison, ajeitou e bateu da entrada da área. Cleiton conseguiu se recuperar e fez grande defesa. No rebote, Taison perdeu sem goleiro, mas já havia sido marcado impedimento.

Quatro minutos mais tarde, outro contra-ataque. Era escanteio para o Bragantino, Moisés cortou e lançou Yuri Alberto, que desviou para Patrick. Ele passou a Taison, que tentou uma vez, a defesa afastou parcialmente, Taison conseguiu tocara para Mauricio, que bateu de bico e Cleiton defendeu. Eram momentos frenéticos, e o visitante respondeu em jogada pela esquerda, que Hurtado, dentro da área, cruzou rasteiro e Eric Ramires concluiu para fora.

Novamente o time paulista fez Lomba trabalhar, aos 23. Pedrinho recebeu na esquerda, trouxe da esquerda para o meio, abriu espaço e bateu no cantinho. Lomba se esticou todo e salvou. O goleiro precisou fazer outra defesa em chute de fora da área. Helinho foi quem arriscou.

O jogo era muito parelho, lá e cá, e talvez até o Bragantino estivesse melhor. Mas foi o Inter quem marcou. Eram 38 minutos, quando Saravia recuperou a bola no campo ofensivo quase na linha lateral. Ele passou a Yuri, que fez o pivô perfeito para Mauricio chegar batendo e superar Cleiton: 1 a 0.

A vantagem foi mantida até o intervalo. E time que está ganhando pode ser mexido sim. Do vestiário, o Inter voltou com duas mudanças: saíram Moisés e Patrick, entraram Paulo Victor e Palacios.

Com a nova formação do lado esquerdo, o Inter começou tentando com as caras novas. Palacios recebeu na ponta e cruzou rasteiro, Yuri chegou levemente atrasado. Aos seis, um lance polêmico. Saravia fez boa jogada pela direita e levantou para a área, a defesa afastou, Johnny pegou a sobra, Fabricio Bruno rebateu mal e Saravia dividiu com Edimar. O argentino ficou pedindo pênalti, mas a arbitragem considerou o lance normal.

O Bragantino, usando a estratégia do Inter, incomodou aos 10. Em contragolpe rápido, Helinho recebeu pela direita e bateu, Lomba defendeu sem rebote.

Aguirre precisou fazer outra substituição aos 14. Lindoso sentiu dores na perna e Zé Gabriel entrou em seu lugar. Paulo Victor fez boa jogada, pouco depois, invadiu a área pela esquerda e cruzou rasteiro. Cleiton conseguiu salvar instantes antes de Yuri Alberto empurrar para a rede.

Na metade do segundo tempo, Aguirre tirou Taison e colocou Boschilia. O camisa 21, em uma de suas primeiras participações, puxou bom contra-ataque, entregou a Yuri, que virou para Palacios, um pouco forte demais. O chileno encostou para Zé Gabriel, que bateu, mas o chute saiu longe da trave.

A partida ficou mais morna, mas o Bragantino esteve perto do empate aos 35. A zaga do Inter parou em um ataque pela direita, Helinho bateu cruzado e Alerrandro, que havia entrado no lugar de Hurtado, não alcançou por pouco.

No final, Aguirre ainda tirou Mauricio para colocar Caio Vidal. O time conseguia administrar a vantagem e chegou a perder dois contra-ataques. No último lance, a bobeada que não havia ocorrido. Alerrando recebeu em um buraco na direita e chutou cruzado, Bruninho completou para a rede. Tudo igual e fim de jogo.

Fonte: GZH

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Esportes

SOJÃO Basquete em competições estaduais

Publicado

em



No final de semana as categorias de base do clube estiveram novamente nas competições estaduais da FGB – Federação Gaúcha de Basquete.
O Sub12 – Misto (meninos e meninas) foi a Caxias do Sul enfrentar o CEAT/Bira (Lajeado) e o Clube Comercial (Passo Fundo)
Já o Sub 15 foi a Santa Maria enfrentar o BBC (Bagé) e o Clube Comercial (Passo Fundo).

Sub12
SOJÃO 17 x 47 CEAT
SOJÃO 30 x 33 Comercial

Sub15
SOJÃO 44 x 47 Bagé
SOJÃO 60 x 66 Comercial.

Segundo o Prof. Giovani, um dos técnicos das categorias de base, a evolução é constante e as diferenças nos placares seguem diminuindo a cada jogo.
O projeto das categorias de base envolve quase 200 crianças e adolescentes nas diversas categorias de base e é realizado via Lei de Incentivo ao Esporte – Programa Pró Esporte, do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Esportes

Decisão é em Guaporé no próximo sábado (23)

Publicado

em



Pela última rodada do primeiro turno do Gauchão de Futsal Série B, o Santa Rosa Sicredi Futsal empatou com a ANBF, em Novo Barreiro.
Bigode abriu o placar para os visitantes. Vini marcou duas vezes e virou o jogo. Ainda antes do intervalo, Joney, Bigode e Flavinho devolveram a vantagem ao Santa Rosa.

No segundo tempo, Vini descontou. Mas Joney fez o quinto e Paco o sexto de Santa Rosa. No fim, a ANBF se recuperou. Bernardo e Pedro, duas vezes, deixaram tudo igual. Placar final: 6 a 6.

Agora o Santa Rosa Sicredi Futsal se prepara para a Taça de Inverno, que vai reunir os dois primeiros de cada chave em busca de uma vaga extra no acesso. O adversário na primeira decisão é a AGE, em Guaporé, no próximo sábado (23/10).

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×