Clínica investigada por cárcere privado e maus-tratos em MG – Portal Plural
Connect with us

Geral

Clínica investigada por cárcere privado e maus-tratos em MG

Publicado

em

Interno de clínica Novo Caminho, em Prudente de Morais, na Região Central de MG — Foto: Reprodução/TV Globo


‘Sensação é que está numa cadeia’, diz interno.

Segundo a Polícia Civil, havia 45 internos na clínica e todos eram mantidos em quartos com grades. Maior parte das pessoas foi internada involuntariamente na Clínica Novo Caminho, em Prudente de Morais.

Clínica de recuperação de dependentes químicos é interditada em Prudente de Morais

Clínica de recuperação de dependentes químicos é interditada em Prudente de Morais

A maior parte dos 45 internos da clínica de reabilitação para dependentes químicos,  que foi interditada na manha desta segunda feira dia 19 em Prudente de Morais, na Região Central de Minas Gerais, foi levada para lá involuntariamente, até mesmo com uso de força. A informação é da investigadora de Polícia Civil Sheiva Duarte.

“Eles eram dopados. Há um ‘caçador’, uma pessoa que entra em contato com as famílias. Uma equipe ia até lá, pegava essas pessoas usando de violência e trazia para cá. Já foram vários relatos”, afirmou.

A Polícia Civil prendeu oito pessoas em flagrante, entre eles o proprietário e funcionários da Clínica Novo Caminho. Os suspeitos foram levados para a Delegacia de Matozinhos, na Grande BH. Até o meio-dia, cerca de 15 vítimas já haviam sido ouvidas pelos policiais.

Ainda de acordo com a investigadora Sheiva, as famílias pagavam de R$ 800 a R$ 1300 mensais pela internação dos parentes, em contratos de seis meses. O valor podia, inclusive, ser parcelado.

“A sensação é que você está numa cadeia, né? Sendo que você está aqui para se tratar, não para ficar preso. Lugar de bandido é na cadeia. A gente está aqui para se recuperar das drogas, não para ficar psicologicamente machucado”, disse um dos internos à TV Globo.

 

Polícia Civil faz operação em clínica de recuperação, em Prudente de Morais, na Região Central de Minas Gerais — Foto: Reprodução/Redes sociais

Polícia Civil faz operação em clínica de recuperação, em Prudente de Morais, na Região Central de Minas Gerais — Foto: Reprodução/Redes sociais

Os presos são suspeitos de maus-tratos a pacientes e animais, cárcere privado, lesão corporal, danos ambientais e abuso sexual. A corporação informou que montou a operação policial depois de uma denúncia anônima. Segundo a Polícia Civil, havia 45 internos na clínica, com idades entre 18 e 80 anos, e todos eram mantidos em quartos com grades, com várias pessoas por “cela”.

“Quando chegamos, já encontramos 32 detentos em situação de cárcere privado, dentro de quartos e varandas totalmente trancados”, relatou a delegada Priscila Pereira Saltos, que está a frente das investigações.

 

Clínica Novo Caminho, em Prudente de Morais, foi interditada na manhã desta segunda-feira (19) — Foto: Reprodução/TV Globo

Clínica Novo Caminho, em Prudente de Morais, foi interditada na manhã desta segunda-feira (19) — Foto: Reprodução/TV Globo

Priscila disse que a Secretaria de Assistência Social, juntamente com a Polícia Civil, está em contato com os familiares para que eles busquem os internos. Nos casos em que isso não for possível, será feita a realocação para outras instituições.

A delegada reforçou que a condução de internos contra a vontade deles é uma prática ilegal. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou, em junho do ano passado, uma lei que autoriza a internação involuntária de dependentes químicos sem a necessidade de autorização judicial. No entanto, isso só vale para internações em unidades de saúde e hospitais gerais.

Irregularidades

 

Quatro internos estavam em um mesmo quarto, trancados e sem máscara — Foto: Reprodução/TV Globo

Quatro internos estavam em um mesmo quarto, trancados e sem máscara — Foto: Reprodução/TV Globo

A clínica não possuía alvará de funcionamento, nem licença do Ministério da Saúde. O Corpo de Bombeiros esteve no local para tomar as providências em relação à segurança e constatou várias irregularidades que colocavam em risco a integridade e a saúde dos internos.

O espaço não possuía extintores, nem projeto de combate a incêndio, e a fiação elétrica ficava exposta, com risco de curto-circuito. Os responsáveis informaram à polícia que o local funcionava desde fevereiro de 2020, mas a suspeita da corporação é que antes disso já havia internos por lá.

Fiação exposta em clínica de recuperação de dependentes químicos, em Prudente de Morais  — Foto: Reprodução/TV Globo

Fiação exposta em clínica de recuperação de dependentes químicos, em Prudente de Morais — Foto: Reprodução/TV Globo

A equipe da TV Globo registrou paredes mofadas, fiação exposta, quatro pessoas em um mesmo quarto fechado, todos sem máscara, incluindo um idoso de 74 anos.

“O período da gente é muito curto do lado de fora”, contou uma das vítimas.

 

O G1 entrou em contato com a Prefeitura de Prudente de Morais, mas não havia obtido retorno até a última atualização desta reportagem.

O que diz a clínica

 

Por telefone, um dos responsáveis pela clínica, identificado como Germano dos Santos, disse que está no Mato Grosso e que não pode se manifestar por não saber o que houve na clínica.

“Tem muita gente que está lá e que nunca recebeu maus-tratos. Vamos ver até onde vai essa denúncia e quem denunciou. Eu tenho plena certeza de que não tem maus-tratos lá, nem contra gente, nem contra animais”, afirmou.

Fachada da clínica que foi interditada em Prudente de Morais  — Foto: Cláudia Mourão/TV Globo

Fachada da clínica que foi interditada em Prudente de Morais — Foto: Cláudia Mourão/TV Globo

Clínica foi interditada após denúncias de maus-tratos, em Prudente de Morais  — Foto: Cláudia Mourão/TV Globo

Clínica foi interditada após denúncias de maus-tratos, em Prudente de Morais — Foto: Cláudia Mourão/TV Globo

Polícia em frente à clínica, em Prudente de Morais, na Região Central de MG  — Foto: Reprodução/Redes sociais

Polícia em frente à clínica, em Prudente de Morais, na Região Central de MG — Foto: Reprodução/Redes sociais

 

 

Fonte: G1

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Inscrições de trabalhos para evento de Plantas Bioativas e Homeopatia abrem dia 21

Publicado

em



A 15ª Reunião Técnica Estadual de Plantas Bioativas, o VI Seminário Regional de Plantas Bioativas e Homeopatia e a III Jornada Sul-Brasileira de Pesquisa em Plantas Medicinais e Homeopatia abrem as inscrições para a submissão de trabalhos. O período de inscrição é de 21 de junho até 31 de julho e os eventos acontecerão de forma on-line, de 22 a 24 de setembro.

De acordo com a comissão organizadora, pesquisadores, estudantes, extensionistas e comunidade estão convidados a participar. Os objetivos são oportunizar a troca de experiências e possibilitar a divulgação das pesquisas nas áreas de plantas medicinais e homeopatia. Ainda conforme a comissão, por uma taxa de R$ 4,99 por trabalho, poderão ser submetidos Resumos Simples (trabalhos originais), Resumos Expandidos (trabalhos originais ou revisão da literatura) ou Relatos de Experiência. Alguns trabalhos poderão ser selecionados para apresentação oral durante o evento. As normas de submissão estão disponíveis no Edital 01/2021 III JBPPM, que se encontra nos sites oficiais do evento: https://www.upf.br/plantasbioativashomeopatia https://www.fasurgs.edu.br/plantasbioativashomeopatia/

Os trabalhos poderão ser redigidos em português ou espanhol. Na área temática “Etnobotânica: povos e comunidades tradicionais” serão aceitos relatos de experiência também nas línguas indígenas.

O acompanhamento do evento será online e gratuito e em breve as inscrições de participação serão abertas.

Promotores: Emater/RS-Ascar, Universidade de Passo Fundo (UPF), Prefeitura de Passo Fundo, Museu Zoobotânico Augusto Ruschi (Muzar), Associação Brasileira de Homeopatia Popular, 6ª Coordenadoria Regional de Saúde, Cáritas, Cresol, Fasurgs, Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IF-RS), ICMBio, Natupharma, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Passo Fundo, Pastoral da Saúde, Coasa e Universidade Federal Fronteira Sul – campus Passo Fundo e Erechim.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Cotrirosa presente no Papo 90

Publicado

em



A Cotrirosa integra o projeto Papo 90 – Resgatando nossa história, que tem como objetivo celebrar os 90 anos de emancipação político-administrativa de Santa Rosa, com a gravação de entrevistas com 90 personalidades que revelam as múltiplas facetas de nossa história, proporcionando assim um resgate de nossa identidade.

Irineu Reginatto, associado da Cotrirosa desde 29 de abril de 1975, participou das gravações registrando a história da Cotrirosa no desenvolvimento do cooperativismo e no crescimento da região. Reginatto foi conselheiro da Cooperativa e atuou como secretário, na gestão de 1995 a 2005, presidida por Lourival Bublitz e Aloísio Selch, vice-presidente.

O projeto Papo 90 será lançado oficialmente no dia 10 de agosto de 2021, às 19h30, no centro cívico cultural de Santa Rosa. A partir desta data todo o material estará disponível no Facebook, Instagram e no Youtube, com o endereço a ser informado posteriormente, para acesso do grande público e formalizado na história oficial do município.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Prefeitura de Santo Ângelo informa a contribuintes inadimplentes têm atá 23 de agosto para pagar o refis

Publicado

em



https://www.facebook.com/SteinClimatizadoresLtdaA Secretaria de Gestão de Finanças está oferecendo a oportunidade para que os contribuintes em dívida ativa com o Município de Santo Ângelo regularizem sua situação, com a possibilidade de refinanciamento de seus débitos em até 36 parcelas mensais e sucessivas com desconto de até 70% nos juros e multas, por meio do REFIS.

O secretário de Gestão de Finanças, Luis Alberto Voese, explica que o contribuinte em dívida ativa com o município pode ter o nome inserido no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), no Serasae sujeito à ação de cobrança judicial. “O refinanciamento proposto é uma oportunidade para o contribuinte colocar suas contas em dia com a fazenda pública, com desconto e em longo prazo”.

OPÇÕES DE PAGAMENTO

Até 23 de agosto, o contribuinte pode efetuar a quitação da dívida ativa com 90% de descontos nos juros e multas no pagamento à vista; 70% em até 12 vezes; 50% em 24; e 30% em 36 parcelas. “Para o pagamento após este prazo, o contribuinte em dívida ativa poderá ainda optar pelo parcelamento em até 36 vezes, porém sem nenhum desconto”, alerta o contador Eliseu Morin.

Morin esclarece ainda que, para todas as opções de pagamento, a parcela mínima não poderá ser inferior a R$ 103,56 – valor equivalente a 30 unidades fiscais do município (UFM).

Fonte: Assessoria Prefeitura Santo Ângelo

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×