Chuvas ocasionam melhoras significativas no desenvolvimento das culturas – Portal Plural
Connect with us

Agro

Chuvas ocasionam melhoras significativas no desenvolvimento das culturas

Publicado

em



A sequência de dias na última semana com precipitações de volumes e intensidades variadas nas diversas regiões do Estado tem contribuído para o avanço no plantio da soja, que já chega a 88% da área total prevista, além de favorecer o desenvolvimento dos cultivos. De acordo com o Informativo Conjuntural, produzido e publicado pela Gerência de Planejamento da Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), 98% da soja plantada está em germinação e desenvolvimento vegetativo e 2% já está em floração.

A presença de chuvas esparsas também favoreceu a continuidade dos plantios do milho, que já alcançam 89% da área prevista e já conta com 3% do total da área cultivada colhida. As precipitações contribuíram ainda para a finalização dos plantios do arroz, para o desenvolvimento dos cultivos já estabelecidos e para a recomposição de boa parte dos mananciais hídricos.

OLERÍCOLAS

Na região de Ijuí, segue o clima favorável ao desenvolvimento das olerícolas em geral. O aumento da reservação de água possibilitou uso adequado da irrigação para suprir as necessidades das culturas. Produtores seguem as operações planejadas, como capinas, preparo de canteiros, plantios e transplantios. Folhosas seguem com bom desenvolvimento e aumento da oferta no mercado local.

FRUTÍCOLAS

Na regional da Emater/RS-Ascar de Ijuí, o melão e a melancia estão no pico de produção, com frutos bem desenvolvidos e sabor adocicado. Aumenta significativamente a comercialização direta ao consumidor com pontos de vendas nas rodovias da região. Inicia a comercialização da uva de mesa; cachos grandes, mas com bagas pequenas. A sanidade das plantas é muito boa, com baixa incidência de doenças.

PASTAGENS

O período foi marcado por boas condições meteorológicas, com chuva, boa luminosidade e temperaturas elevadas, o que favorece diretamente o desenvolvimento das espécies forrageiras de verão, tanto as cultivadas anuais ou perenes quanto o campo nativo. As áreas em diferimento apresentam excelentes taxas de acúmulo de forragem. As lavouras de milho destinadas à confecção de silagem também foram favorecidas com as chuvas.

BOVINOCULTURA DE CORTE

As chuvas regulares e a elevação nas temperaturas refletem no aumento da disponibilidade de pastagens, especialmente nas áreas de campo nativo. Os animais vêm recuperando as condições corporais, com bons índices de ganho de peso em todas as categorias de bovinos de corte. As chuvas também melhoraram a quantidade e qualidade da água disponível para dessedentação dos rebanhos.

BOVINOCULTURA DE LEITE

Com as condições meteorológicas mais favoráveis ao desenvolvimento das pastagens e para o bem-estar dos rebanhos, é possível notar melhorias no status corporal de todas as categorias de bovinos leiteiros.

OVINOCULTURA

O rebanho ovino apresenta boas condições corporais, beneficiadas pela melhoria significativa das pastagens após os eventos de chuva. A atenção dos produtores está voltada principalmente à alimentação dos cordeiros que serão comercializados nas próximas semanas. Esta categoria está recebendo suplementação alimentar, mas o restante do rebanho segue em áreas de campo, tendo as forrageiras nativas como principal recurso.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agro

Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar completa 24 anos em Porto Mauá

Publicado

em



Foi no dia 1º de julho de 1997 que a Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (Aters) passou a atuar de uma forma mais presente junto ao público de Porto Mauá. Os extensionistas Lisete Maria Primaz e André Müller inauguravam naquele mês, com apoio do Governo do Estado e da Prefeitura, o Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar. Durante estes 24 anos muito se avançou na capilaridade e na multiplicidade de ações desenvolvidas pela equipe e, diante disso, foi comemorada a data em reunião do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural, realizada na última quinta-feira (01º/07), seguindo os protocolos sanitários em virtude da pandemia da Covid-19.

Na oportunidade a equipe municipal da Emater/RS-Ascar, hoje composta pelos extensionistas Germano Buttow e Leni dos Santos Froelich, distribuiu aos conselheiros, representantes de diferentes comunidades rurais, mudas de plantas aromáticas e condimentares, com os dizeres “Emater Porto Mauá, 24 anos temperando com amor a Extensão Rural”. Segundo Leni, o gesto simbolizou a gratidão e o carinho com que são desenvolvidas as atividades junto a aproximadamente 275 famílias rurais de Porto Mauá.

Rememorando as sementes lançadas pelos extensionistas que já passaram pelo município, o chefe do Escritório Municipal, Germano Buttow, declarou que “nenhum de nós, sozinho, é maior do que todos nós juntos”, reforçando a importância do legado deixado por cada profissional e por cada família que compartilhou seus saberes.

Somente no ano passado foram prestados 4 mil atendimentos a 430 integrantes das 273 famílias, pela equipe do Escritório Municipal. Neste ano, as prioridades de ações elencadas junto ao Conselho Municipal de Agricultura contemplam assistência em áreas como organização rural, solos, segurança e soberania alimentar, assessoramento à gestão rural e bovinocultura de leite.

As ações da Emater/RS-Ascar estão previstas no Plano de Trabalho estabelecido com a Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), e viabilizadas em parceria com a Administração Municipal.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Agro

Inscrições abertas para Curso de Plantas Medicinais, Condimentares e Aromáticas

Publicado

em



Estão abertas as inscrições para o curso gratuito e on-line de Plantas Medicinais, Condimentares e Aromáticas que está sendo organizado pela Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretarial Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), sob a coordenação da extensionista Doriana Gozzi Miotto e o apoio da gerência da região administrativa de Passo Fundo. As aulas serão nos dias 13, 14 e 16 de julho, das 14h às 16h, pelo Canal da Emater/RS-Ascar no Youtube. O curso é aberto para todos interessados no assunto.

No primeiro dia (13/04), o enfoque será identificação e cuidados no uso de plantas medicinais, condimentares e aromáticas. Já na quarta-feira (14/07), o tema é boas práticas agrícolas na produção de plantas medicinais, aromáticas e condimentares. E o terceiro e último dia (16/07), os assuntos abordados serão formas de uso e preparo das plantas medicinais, condimentares e aromáticas.

Para fazer a inscrição, basta acessar o link: https://cutt.ly/on5of4s

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Agro

Plano Safra 2021/2022: agricultura familiar terá R$ 39,34 bilhões

Recurso viabilizado via Pronaf é 19% maior que o do plano anterior

Publicado

em



O Ministério da Agricultura realizou hoje (23) um debate virtual para detalhar as medidas voltadas à agricultura familiar previstas no Plano Safra 2021/2022. O segmento terá R$ 39,34 bilhões por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). O valor significa um aumento de 19% em relação ao plano anterior, de 2020/2021.

Os juros ao produtor ficarão entre 3% e 4,5%. Do montante reservado, R$ 21,7 bilhões serão para custeio das atividades agrícolas e R$ 17,6 bilhões para investimentos. A renda máxima anual para poder acessar o programa foi ampliada de R$ 415 mil para R$ 500 mil.

No debate virtual, o secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, Fernando Schwanke, informou que o limite de crédito em determinados segmentos, como para proteínas, foi ampliado de R$ 330 mil para R$ 400 mil.

O limite de financiamento para habitação teve acréscimo de R$ 50 mil para R$ 60 mil. O crédito da linha Pronaf A, em geral acessado por assentados, foi de R$ 25 mil para R$ 30 mil. Já a linha do microcrédito do grupo B, voltada para agricultores mais pobres, saiu de R$ 3 mil para 6 mil, com juros de 0,5% ao ano.

Uma novidade do Plano Safra 2021/2022, conforme o secretário, é a possibilidade de fazer financiamento de atividades de turismo nas propriedades de agricultura familiar. Também foi inserida a alternativa de financiamento de construção de armazéns nas propriedades.

Ele destacou o aumento das verbas para a agricultura familiar. “Os recursos do Pronaf e financiamento para médios produtores dispararam em relação a outras linhas de crédito, mostrando compromisso com a agricultura familiar. Em relação a 2013, houve aumento de 81% dos recursos destinados”, disse Schwanke.

Assistência digital

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, destacou também como uma das ações do novo Plano Safra a assistência técnica e extensão rural digital. Segundo ela, a iniciativa está relacionada ao desafio de fazer a assistência chegar à ponta.

“A assistência digital vai ser essa ferramenta de a gente poder maximizar mais essa assistência técnica, não dispensando a presencial. Precisamos de recursos, temos que trabalhar no orçamento que será votado. Crédito a gente consegue, mas assistência técnica é mais demorada, mais dedicação, mais planejamento para que possamos caminhar e fazer cada vez mais”, comentou.

Para secretária de política agrícola da Confederação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag), Vânia Pinto, as regras do plano safra atenderam a parte das reivindicações do setor, como o aumento do volume de recursos e a elevação do limite de renda bruta anual.

Mas outros pontos foram insuficientes. “A gente também pontua que a elevação de juros não foi significativa, mas olhando para a agricultura familiar, há famílias ainda não organizadas que não terão condições de fazer empréstimos com este valor”, ponderou Pinto.

O presidente da Contag, Aristides Santos, também ressaltou a importância do acréscimo de verbas para o financiamento, mas apresentou questionamentos sobre a assistência técnica e extensão rural.

“Nós não somos contra a assistência técnica digital, mas é bom lembrar que essa realidade de acesso à internet é muito difícil no campo. Há no orçamento R$ 81 milhões para esse tema. Já chegamos a ter R$ 600 milhões”, disse.

ebc

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Powered by WhatsApp Chat

×