Acesse aqui
Rádio Web Portal Plural
Chove pedras de gelo em Santa Rosa e região – Portal Plural
Connect with us

Clima/Tempo

Chove pedras de gelo em Santa Rosa e região

Pável Bauken

Publicado

em



 

Por volta das 15h30 dessa quarta-feira (30/10), a chuva que vem castigando diversas cidades do estado chegou a Santa Rosa e região. Durante alguns minutos choveu pedras nas cidades, segundo a Defesa Civil uma residência no bairro Sulina sofreu danos no telhado devidos as pedras de gelo.

NO ESTADO

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul informou na manhã desta quarta-feira que 5.531 pessoas foram afetadas pelas chuvas que caem no Estado desde a última segunda-feira. Em relação aos danos materiais, 1.316 prédios foram atingidos pela chuvarada. Quatro famílias de Cachoeira do Sul estão desabrigadas.

Nas últimas 48 horas, Dom Pedrito foi a cidade mais atingida pelos efeitos climáticos. Ao todo, 4,2 mil pessoas foram afetadas pela chuva e mil prédios foram danificados na cidade. Três escolas, um quartel do Exército, a delegacia de polícia e alguns estabelecimentos comerciais foram destelhados ou sofreram infiltração com a água da chuva. Inúmeras árvores caíram no centro e em localidades do interior do município. Na estação Guatambu, os ventos chegaram a 145 km/h.

Na terça-feira, a Defesa Civil distribuiu um caminhão de ajuda humanitária na cidade de Dom Pedrito. Na manhã desta quarta-feira foi a vez da prefeitura de Bagé, a segunda cidade mais atingida, a receber lonas. Na cidade da região da Fronteira, 840 pessoas foram afetadas e 200 prédios foram atingidos. No município, o vento chegou a 125 km/h.

Sobe número de clientes sem energia no Estado

Nas áreas de atuação da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) e da Rio Grande Energia (RGE) são 106,7 mil clientes sem luz. Novos temporais registrados em Santana do Livramento, São Gabriel e Santa Maria, com ventos de 100 Km/ h, fizeram que o número de residências sem energia na região da RGE subisse de 38 mil para 60 mil.

Já na CEEE, o aumento foi de 36 mil para 46,7 mil. As áreas mais afetadas na área de cobertura da estatal são nas regiões carbonífera, campanha (Dom Pedrito, Bagé, Lavras do Sul), litoral (Tavares), Região Sul (Canguçu e Morro Redondo), além da Costa Doce.

Informações Portal Plural / Correio do Povo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima/Tempo

Temporais que rumam pro Sul do Brasil trazem estragos na Argentina

Pável Bauken

Publicado

em



Uma frente fria avança pela Argentina e encontra na sua dianteira ar muito quente que elevou a temperatura a mais de 40ºC na tarde deste domingo (25) em províncias do Norte e do Nordeste do país como Chaco, Santiago del Estero e Formosa. Em Misiones, a temperatura passou de 37ºC. Ao encontrar o ar quente, o sistema frontal tem formado frentes de rajadas com vendavais.

Na sua passagem por Trebol, província de Santa Fé, no Centro da Argentina, a frente fria trouxe tempestade severa com vento destrutivo que fez muitos estragos como quedas de árvores, postes, destelhamentos e destruição de silos na zona rural.

A frente avança para o Norte e o Nordeste argentino, além do Sul do Brasil, provocando mais temporais fortes a severos de vento e granizo

O risco é maior para as partes Norte de Santa Fé e Entre Rios, e as províncias de Corrientes, Misiones, Chaco e Santiago del Estero entre domingo e a segunda-feira.

Alguns temporais na Argentina devem ser fortes a severos com danos por vento e queda de granizo, não se descartando tornados isolados.

Os temporais vão atingir também o Uruguai. As condições meteorológicas devem se deteriorar muito neste final de domingo no território uruguaio a partir do chamado Litoral Oeste e as tempestades devem seguir em parte do país ainda na segunda-feira.

A MetSul Meteorologia antecipa chuva localmente forte e volumosa e alta probabilidade de tempestades fortes a severas com risco de danos por vento e granizo.

Alguns vendavais isoladamente podem ser intensos e há risco de “turbonadas”, nome dado pelos uruguaios para eventos isolados e severos de vento com característica de microexplosão. Montevidéu está na área de risco de tormentas fortes.

Amanhã, segunda-feira, as fortes tempestades devem atingir também o Paraguai à medida que o sistema avança pelo Norte da Argentina e o Sul do Brasil.

Uma linha de temporais muito intensa e organizada deve avançar pelo Nordeste argentino e áreas a Oeste do Sul do Brasil, devendo alcançar o Paraguai ao longo da segunda. É muito alto o risco de tormentas fortes a severas de granizo e, especialmente, de vento forte com probabilidade de danos.

MetSul

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Clima/Tempo

**ALERTA** Temporais isolados e vórtice ciclônico no Rio Grande do Sul

Pável Bauken

Publicado

em



A MetSul Meteorologia alerta que uma frente fria avançará pelo Sul do Brasil neste começo de semana com chuva mais ampla e alto risco de temporais nos três estados do Sul. O sistema frontal de forte intensidade já começou a ingressar no Rio Grande do Sul pelo Oeste agora no final deste domingo com probabilidade de chuva localmente forte a torrencial e ainda a possibilidade de tempestades de vento (vendavais) e granizo, como já ocorreu na Argentina.

A máxima atividade frontal deste sistema deve ocorrer no Oeste do Sul do Brasil. Por isso, a MetSul Meteorologia antecipa que o risco de temporais mais fortes é valido para a Metade Oeste do Rio Grande do Sul, o Oeste e o Meio-Oeste de Santa Catarina e a Metade Oeste do Paraná, apesar da possibilidade de tempo severo isolado em outras áreas dos três estados.

No Rio Grande do Sul, nesta segunda-feira, o sistema frontal traz chuva, trovoadas e temporais isolados desde cedo para a Metade Oeste e o Sul. No Leste e no Nordeste do Estado, em muitas áreas o sol chega a aparecer com nuvens e abafamento antes da mudança do tempo. Será o caso de Porto Alegre que começa o dia com tempo firme e abafado, mas depois deve ter chuva, especialmente da tarde para a noite.

Ao longo da segunda, a frente avança e traz chuva para todas as regiões. Serão precipitações irregulares, mas, isoladamente, ocorrem pancadas fortes com risco de temporais localizados de vento forte e granizo. Na Metade Oeste, depois de um começo de dia chuvoso, o tempo melhora da tarde pra noite e o sol pode aparecer em muitas cidades à tarde.

A chuva, apesar de ampla, será irregular. Em muitos locais deve chover menos de 10 mm ou 20 mm na passagem desta frente e é possível que em alguns poucos a precipitação até “falhe”, mas muitos locais terão chuva de 20 mm a 30 mm na passagem do sistema e em algumas cidades os acumulados podem ficar perto ou acima de 50 mm.

Esta frente fria, diferentemente do que é comum nesta época do ano e mais normal de se ver no inverno, conseguirá avançar pelo interior do continente e vai alcançar com chuva e temporais, alguns fortes a severos de vento e granizo, os estados do Mato Grosso do Sul e do Mato Grosso entre segunda-feira e terça. Também parte do estado de São Paulo pode ter chuva e temporais associados a esta frente, mas o sistema frontal deve enfraquecer ao se deslocar pelo Sudeste do Brasil.

Aviso de vórtice ciclônico

A MetSul antecipa que um vórtice ciclônico vai se formar na terça-feira sobre o Leste do Rio Grande do Sul com o centro de baixa pressão situado sobre o mar e que depois vai avançar para a área da Lagoa dos Patos. Este sistema vai impressionar nas imagens de satélite porque o eixo do ciclone estará sobre o continente e justamente na parte Leste do Rio Grande do Sul, que inclui Porto Alegre.

Este vórtice ciclônico da terça pode trazer vento moderado e ocasionais rajadas no Leste gaúcho, mas a MetSul não espera que seja um sistema gerador de vento intenso. O grande risco associado a este sistema será chuva forte e volumosa com possibilidade de alagamentos em pontos do Leste e do Nordeste gaúcho, sobretudo na área da Lagoa dos Patos e seu entorno, o Litoral, os vales, a Grande Porto Alegre e a Serra.

MetSul

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Clima/Tempo

Nebulosidade e chuva avançam pelo RS nesta sexta

Reporter Global

Publicado

em

Foto: Guilherme Almeida / CP Memória

 

Máxima em Santa Rosa será de 35°C

 

O sol chega a aparecer com nuvens na maioria das regiões nesta sexta-feira, mas a nebulosidade vai aumentar, conforme a MetSul Meteorologia. Chove desde o começo desta sexta no Sul gaúcho e no decorrer do dia espera-se que a instabilidade atinja pontos do Oeste, do Centro e do Leste do Estado, incluindo a Serra e a Grande Porto Alegre. Pode até chover forte localmente forte com trovoadas e algum risco de temporal isolado de granizo. Na Capital, a sexta será de sol e chuva.

No Noroeste e no Norte do Estado, o tempo seco predomina com sol e muito calor. No Sul, sob influência de ar mais frio, continua a temperatura mais baixa. Vento moderado com ocasionais rajadas do quadrante Leste.

 

Mínimas e máximas pelo RS

Santa Rosa 21°C / 35°C
Porto Alegre 18°C / 27°C
Torres 18°C / 27°C
Caxias 17°C / 28°C
Passo Fundo 18°C / 32°C
Santa Cruz do Sul 18°C / 28°C
Uruguaiana 22°C / 26°C
Livramento 18°C / 24°C
Pelotas 16°C / 22°C

 

 

Correio do Povo

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×