Chamar 192 amplia cobertura do Samu para 93% da população do RS – Portal Plural
Connect with us

Saúde

Chamar 192 amplia cobertura do Samu para 93% da população do RS

Publicado

em

Entre os 221 municípios sem cobertura do Samu, 37 já aderiram ao programa batizado de Chamar 192 - Foto: Divulgação SES / Arquivo


Buscando ampliar a cobertura do 192, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), no interior do Estado, a Secretaria da Saúde (SES) treinou mais de 100 profissionais socorristas nesta sexta-feira (16/10). São condutores de veículos, enfermeiros, técnicos, bombeiros voluntários e outros profissionais socorristas de pequenos municípios gaúchos que ainda não faziam parte da Rede Estadual das Urgências.

Entre os 221 municípios sem cobertura do Samu, 37 já aderiram ao programa batizado de Chamar 192 (veja lista abaixo), ampliando para mais cerca de 200 mil habitantes a cobertura do telefone 192 e o serviço de atendimento pré-hospitalar de urgência. Com a adesão desses municípios, o atendimento por meio do 192 chega a 93,36% da população do Rio Grande do Sul.

A expectativa do Estado, nos próximos meses, é de alcançar 100% da população gaúcha, com a adesão voluntária de municípios. “As cidades que não têm habitantes suficientes para justificar a implantação de uma base própria do Samu se viam por conta própria na questão da urgência e emergência pré-hospitalar, descolados do serviço de urgência do Estado”, explicou o diretor do Departamento de Regulação Estadual, Eduardo Elsade.

A partir de agora, as equipes que já faziam este serviço anteriormente no município, como as chamadas “ambulâncias brancas municipais” e bombeiros, passarão a receber todo o apoio de comunicação e logística da Central de Regulação Estadual, sem tirar autonomia da gestão municipal na contratação de profissionais. O projeto é uma parceria entre governo do Estado e Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS).

De acordo com a coordenadora estadual de enfermagem do Samu, Andréa Cristiane da Silva Pinheiro, o projeto não vai beneficiar apenas os cidadãos que moram nesses municípios, mas também a todos que passarem pela região. “Uma pessoa que está viajando, por exemplo, e presencia um acidente na estrada em alguma das cidades que antes não tinha cobertura Samu agora pode ligar para o 192 e será atendida”, informou.

Secretária da Saúde, Arita Bergmann saudou a equipe da Central Estadual de Regulação e disse que a iniciativa é fundamental para proteger e salvar a vida dos cidadãos gaúchos. “Este é um projeto inovador e pioneiro. Nenhum Estado conseguiu atingir 100% da população abrangida pelo Samu”, ressaltou Elsade.

Antes do Chamar 192, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência abrangia população estimada de 10,3 milhões de habitantes, o que corresponde a 91,4% dos gaúchos. Ao aderirem ao projeto, os municípios deverão manter uma equipe com, no mínimo, um motorista e um técnico de enfermagem ou socorrista, e mantê-las por, pelo menos, 12 horas ao dia. Em contrapartida, a SES oferecerá regulação médica primária e secundária aos municípios, com orientação médica às equipes.

Novas turmas já estão agendadas para serem treinadas ainda neste ano, e a estimativa é de que cerca de 500 profissionais, no total, recebam esse primeiro treinamento para compor as equipes socorristas no Estado. A capacitação abrange questões de logística e operacionalização do sistema de regulação, ética e biossegurança, e os tipos mais comuns de acidentes como afogamento, choque elétrico, quedas, engasgos e outros.

Veja os municípios que aderiram ao Chamar 192:
Almirante Tamandaré do Sul
Alpestre
Alto Alegre
Amaral Ferrador
Ametista do Sul
Barracão
Boa Vista do Incra
Brochier
Cacique Doble
Caiçara
Campo Novo
Caseiros
Cerrito
Colorado
Fortaleza dos Valos
Igrejinha
Jari
Machadinho
Mato Castelhano
Monte Belo do Sul
Não-Me-Toque
Quinze de Novembro
Rolante
Sagrada Família
Saldanha Marinho
Santa Bárbara do Sul
Santo Antônio do Planalto
São José das Missões
São José do Ouro
Selbach
Tapera
Tio Hugo
Toropi
Ubiretama
Vicente Dutra
Victor Graeff
Vila Maria

 

Fonte: RS/Gov

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Servidores da FUMSSAR participaram do 3º Encontro Brasileiro sobre Compras

Publicado

em



Os servidores da equipe de Compras, da Comissão de Licitações e do Jurídico da FUMSSAR participaram do 3º Encontro Brasileiro de Grandes Nomes em Compras Públicas. O encontro aconteceu de forma online nos dias 29 e 30 de novembro. O objetivo do evento foi tratar sobre os principais aspectos da nova Lei de Licitações 14.133/21.

No curso foram abordados quais conhecimentos e habilidades são imprescindíveis para que as compras públicas sejam realizadas de forma eficiente, e assim, obter assertividade em todas as etapas do processo.

A Chefe da Seção de Material e Patrimônio, Mariane Steiger da Costa destacou a importância da participação das equipes em eventos como este, “O curso é de grande importância para os agentes públicos que desempenham suas funções no Setor de Compras e na Comissão de Licitações da FUMSSAR, pois a nova lei de licitações, 14.133/2021 traz diversas inovações para compras e contratações públicas”. Os treinamentos para qualificação dos servidores fazem parte do Planejamento Estratégico.

Na Fundação, este ano já foram realizadas mais de 32 mil horas de treinamento.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Saúde

Assinatura Digital para empenhos é implementada na FUMSSAR

Publicado

em



Nesta semana, a gestão administrativa da Fundação Municipal de Saúde, apresentou através do servidor Dionisio Raquiel Nunes, a implementação de assinatura digital para notas de empenho. A partir do mês de dezembro os empenhos vão ser assinados digitalmente com o certificado digital ICP-Brasil. O certificado digital ICP-Brasil é uma identidade virtual que permite a identificação segura e inequívoca do autor de uma mensagem ou transação feita em meio eletrônico.

Antes de o processo da assinatura digital ser implementado, as notas de empenhos eram todas impressas, acarretando em pilhas de pastas e papéis. Com este novo processo vai ser possível otimizar o tempo e os recursos materiais, já que deixa de ser necessária a impressão de vários documentos. Além disso, a ferramenta agiliza o tempo de assinatura e envio da nota de empenho para os fornecedores e facilita a consulta, pois os arquivos vão estar disponíveis em arquivo digital. O Presidente da FUMSSAR, Délcio Stefan destaca a importância de cada vez mais, os processos e serviços que antes eram totalmente físicos, serem agora digitais, “Esta nova ferramenta agiliza e transforma a burocracia do papel em um processo totalmente digital, seguro e rápido”.

Após a aprovação do processo de compra, o setor de contabilidade efetua o lançamento de todos os empenhos do dia e realiza a assinatura digital em um bloco, indicando que a próxima assinatura é do ordenador da despesa. Via sistema, o próximo a assinar recebe o bloco de empenhos, realiza a conferência das informações na tela e efetua a assinatura de várias notas de uma só vez, tudo de forma digital. Para o Diretor Administrativo da Fundação, Rogério Silva Santos, “Com esse processo da assinatura digital, as ações vão ser realizadas de forma mais organizada e rápida, trazendo resultados eficientes e com menos burocracia”. A próxima etapa do processo orçamentário também será digital, anexando as notas fiscais, contratos e demais documentos, no momento da liquidação. O mesmo ocorre após o pagamento do empenho, quando vai ser emitido o comprovante da transferência bancária e anexado ao empenho digital.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Saúde

Cotrirosa encerra mais um curso de libras

Publicado

em



Encerrou nesta terça-feira, 30 de novembro, mais uma edição do curso de Libras – Língua Brasileira de Sinais para funcionários da Cotrirosa. O objetivo foi desenvolver a inclusão social no ambiente profissional e pessoal.

Com 16 horas e ministrado pela instrutora do Programa de Desenvolvimento Profissional Cooperativo – Capacita, Raquel Araújo da Silva, o curso abordou entre outros assuntos introdução e história do surdo no Brasil, parâmetros como configuração de mão, ponto de articulação, movimento, orientação, libras escrita e tácteis, alfabetos manuais e numerais, entre outras informações importantes para a comunicação. O curso foi desenvolvido em parceria com o Sistema Ocergs – Sescoop/RS.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×