Casos de contaminação crescem e atingem metade dos clubes do Brasileirão – Portal Plural
Connect with us

Esportes

Casos de contaminação crescem e atingem metade dos clubes do Brasileirão

Publicado

em



A 22.ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro começou na sexta-feira sob o impacto de um impressionante aumento de casos de covid-19 entre jogadores, treinadores, membros de comissão técnica e funcionários dos clubes. Até o início da noite desta sexta-feira, eram mais de 50 casos em 10 times. E 4 treinadores estavam contaminados e fora de ação. Somente o Palmeiras, que lidera o “ranking” com 18 casos, afastou mais 5 jogadores na sexta.

A CBF entende que a contaminação não ocorre em campo e não cogita mudar o protocolo neste momento. Para os especialistas ouvidos pelo Estadão, o problema está no descumprimento dos protocolos sanitários por parte dos jogadores. Eles acreditam que os atletas, assim como parte da sociedade, relaxaram em relação ao cumprimento das medidas de segurança.

É o que diz o infectologista Alexandre Naime Barbosa, chefe do Departamento de Infectologia da Unesp. “Os eventos ‘superdisseminadores’, que englobam batizados, festas de aniversários e qualquer outro tipo de ambiente que tenha mais de seis pessoas e as medidas de proteção não são respeitadas, estão fazendo com que a curva volte a crescer. As pessoas estão banalizando a questão da flexibilização, inclusive os jogadores, que estão sendo flagrados nesses eventos”, avalia.

Essa situação, somada às condições de trabalho no futebol, facilita a disseminação do vírus. Um atleta infectado tem possibilidade de contaminar vários outros por causa da proximidade dos treinos.

“Houve um relaxamento das medidas de proteção fora dos clubes. Os jogadores estão se expondo a ambientes onde não é possível manter a proteção. Festas, restaurantes e grupos de amigos. O sujeito que se infecta vai acabar contaminando seus companheiros, já que, pela natureza do esporte, não é possível aplicar distanciamento e uso de máscaras”, explica o infectologista Alexandre Cunha.

Atrás do Palmeiras, que registra 18 casos – Gabriel Menino também se contaminou, mas já está recuperado -, estão Atlético-MG, com 10 contaminados, e Vasco, com 7. O Santos tinha 9 doentes, mas nesta sexta-feira 6 deles foram liberados por estarem recuperados – Alex, Alison, Sandry, Pituca, Jobson e Jean Mota.

Segundo Naime, se os jogadores seguissem à risca os protocolos de segurança elaborados pelos clubes, não haveria esse tipo de situação. “Olha o nome: ‘concentração’. É óbvio que haverá aglomeração. Se um ou dois não fazem a lição de casa, acaba com a proteção de todos. O jogador, nesse caso, prejudica o próprio clube”, explica.

Cunha também acredita que esses casos não parecem ser consequência de falhas nos protocolos dos clubes. Para o infectologista, é mais provável que um atleta tenha se contaminado fora das atividades e levado o vírus para dentro dos CTs. “Os jogadores são jovens e nessa faixa etária a covid-19 é uma doença benigna. Mais da metade dos infectados podem ser assintomáticos, o que torna mais difícil uma contenção a partir da avaliação clínica”, afirma.

TÉCNICOS – O surto nos clubes também colocam em risco a saúde dos treinadores e de suas comissões técnicas. Na semana passada, Jorge Sampaoli, do Atlético-MG, e Cuca, do Santos, estavam afastados de seus cargos em decorrência da covid-19. O treinador santista chegou a ficar internado e, mesmo tendo testado negativo na última bateria de exames, permanecerá longe de seu posto por cerca de dez dias. Ele é do grupo de risco por ter problemas cardíacos – há algum tempo passou por cirurgia no coração.

Tanto o Atlético quanto o Santos tiveram dificuldades para repor a presença de seus técnicos em campo. Isso porque até mesmo quem deveria substituí-los foi diagnosticado com a doença. No time paulista, no lugar de Cuca e Cuquinha entrou o auxiliar Marcelo Fernandes. Na equipe mineira, Leandro Zago assumiu interinamente

Os últimos casos entre os treinadores foram registrados no Internacional e no Sport, na sexta. O clube gaúcho informou que Abel Braga, que aos 68 anos é do grupo de risco, testou positivo para a doença. Segundo o boletim médico do clube, ele está assintomático. No fim da tarde, a equipe pernambucana anunciou que Jair Ventura não estará à frente do time segunda-feira contra o Atlético-GO, pois também foi contaminado.

Estadão

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Sojão retoma as escolinhas de basquete

Publicado

em



A iniciação ao basquete é aberto para crianças a partir dos 05 anos. As oficinas ocorrem no Ginásio do Instituto Sinodal da Paz, nas segundas e quartas, das 18h10 às 19h, sob orientação dos Professores Giovani Assis e Pedro Immig.

O clube conta ainda com as categorias Sub 8, 10, 12, 15, 17 e 19, masculino e feminino. Os campeonatos estaduais das categorias de base iniciam em agosto.

Todas as medidas de segurança para combate ao COVID-19 estão sendo adotadas. As categorias de base contam com o apoio do programa Pro Esporte RS do Governo do Estado de incentivo ao esporte amador.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Esportes

Presidente afastado da CBF se diz inocente em acusação de assédio e promete voltar

Publicado

em



 

Rogério Caboclo se manifestou nesta segunda-feira (7) pela primeira vez desde que foi afastado temporariamente da presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no domingo (6).

 

Ele disse ser inocente quanto à acusação de assédio moral e sexual, negou qualquer intenção de demitir o técnico Tite, na seleção brasileira, e afirmou que retomará suas funções na presidência da entidade que rege o futebol brasileiro.

Em entrevista ao site ESPN.com, Caboclo disse que não houve conversas sobre um possível boicote dos jogadores à Copa América, que terá início no Brasil no domingo (13). A competição estava agendada inicialmente para Colômbia e Argentina, mas os dois países desistiram de sediar o evento, que acabou sendo oferecido ao Brasil pela Conmebol.

E, diante da resposta positiva da CBF, jogadores e comissão técnica entraram em conflito com Caboclo, que negou qualquer animosidade no grupo nesta segunda. “Os jogadores nunca falaram em boicotar a Copa América, em nenhum momento isso aconteceu (reunião com os atletas). E eu nunca quis trocar o Tite, a comissão técnica. Nós estaremos todos juntos na Copa de 2022, e para vencer”, declarou.

Questionado sobre a acusação de assédio moral e sexual a uma funcionária da CBF, Caboclo disse apenas que era inocente, sem se aprofundar no assunto. “Não posso falar nada sobre isso porque tudo será tratado na minha defesa. Eu sou inocente. Tenho absoluta certeza de que vou provar isso.”

Ele descartou ainda qualquer possibilidade de renúncia, rejeitando a ideia de que estaria sendo pressionado pela própria família para deixar o cargo de forma definitiva. Seu mandato se encerra em 2023. “Não há dúvida nenhuma de que voltarei (à presidência da CBF). A minha família toda está me apoiando, minha mulher, meu filho, meus pais, minha ex-mulher.”

 

FONTE: O Sul

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Esportes

Jogadores da Seleção não querem participar da Copa América no Brasil

Publicado

em



 

Segundo apuração da reportagem da TNT Sports, os jogadores da Seleção não estão se sentindo a vontade para disputar a Copa América no Brasil.

 

Os atletas já teriam externado para a direção e comissão técnica insatisfação e o desejo de não jogar a competição, que mudou às pressas para solo brasileiro.

Os jogadores que atuam na Europa são os que mais se preocuparam e dividiram o desejo de não disputar o torneio. Durante a semana, houve silêncio sobre o assunto. Nesta quinta-feira (03), o início do treino atrasou, e a coletiva de imprensa começou com duas horas de atraso.

Volante da Seleção e do Real Madrid, Casemiro, que também participaria da coletiva, não acompanhou Tite. O treinador disse que os jogadores vão externar suas opiniões na hora certa.

“Pedimos para trabalharem e ficarem focados, exclusivamente na preparação para o jogo contra o Equador, nos atenderam, na sequência solicitaram uma conversa com o presidente falando a ele suas opiniões porque a opinião dos atletas está muito clara e foi externada ao presidente diretamente. Nós gostaríamos de externar isso a eles (público), não vamos externar agora pois a prioridade é jogar bem e ganhar o jogo amanhã, entendendo também que ao término da data FIFA as situações irão ficar claras. Jogadores vão externar a opinião deles em momento oportuno”, disse Tite.

 

FONTE: TNT SPORTS

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×