Brasileiros pesquisam as riquezas da Antártica – Portal Plural
Connect with us

Mundo

Brasileiros pesquisam as riquezas da Antártica

Publicado

em



 

A Estação Brasileira Comandante Ferraz na Antártica coloca o país num seleto grupo de nações que tem o direito de explorar e decidir o futuro do continente gelado num trabalho de cooperação internacional. O destino da região foi decidido pelo Tratado Antártico assinado em 1961. O acordo definiu que só quem desenvolvesse pesquisas no solo Antártico poderia definir as regras de ocupação de um dos locais mais desconhecidos do planeta. Desde 1975 o Brasil participa do Tratado Antártico e em 1984 inaugurou uma estação de pesquisa na região.

O continente de gelo com uma área de 14,5 milhões de quilômetros quadrados, quase o dobro do território brasileiro, é o mais afastado de todos e o menos conhecido. Mas informações apuradas por cientistas revelaram que a Antártica tem a maior quantidade de água doce do planeta, armazenando 70% das reservas mundiais. Com icebergs imensos, a Antártica também reúne 90% do gelo da Terra. Em relação aos recursos minerais e energéticos não existe um cálculo exato, mas já foram localizados petróleo, gás natural e ouro debaixo das camadas de gelo.

A Antártica tem ainda uma importância fundamental para a regulação do clima no planeta. A região controla as circulações oceânicas e atmosféricas de todo o mundo. Para entender melhor como funcionam estes efeitos, pesquisadores das Universidades Federais da Bahia e de Pernambuco estão a bordo do Navio Polar Brasileiro Almirante Maximiano. Enquanto navegam eles coletam dados para descobrir o impacto das correntes marítimas da Antártica no clima brasileiro. Para o vice-reitor da Universidade Federal de Pernambuco, Moacyr Araújo, o trabalho vai ajudar a entender os efeitos das mudanças climáticas. “A ideia é descobrir quais são os efeitos das trocas de gases entre oceano e atmosfera para ter uma melhor previsão do que vai ocorrer no futuro”, explica. Um trabalho, que de acordo com o pesquisador, seria impossível sem o apoio das Forças Armadas Federal. “Acho que é fundamental o apoio da Marinha e da Aeronáutica porque resolve todo o problema de logística numa região tão hostil como a Antártica”, ressalta.

Nos últimos dez anos, o governo federal investiu R$ 500 milhões no Programa Antártico Brasileiro (Proantar) que promove o desenvolvimento científico na região. O programa também é responsável pela avaliação dos impactos ambientais das atividades brasileiras na Antártica para garantir o cumprimento de normas internacionais. O contra-almirante Sérgio Guida, gerente do programa brasileiro na Antártica, diz que o trabalho brasileiro na região é uma lição do Brasil para o mundo.

AGB

Compartilhe
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mundo

TUCUNDUVA I Aviso de Pregão Eletrônico nº 25_2022 – SRP

Publicado

em



Licitação exclusiva às beneficiárias da Lei Complementar nº 123/2006. Tipo menor preço por item. Objetivo: Registro de Preços visando a Aquisição de Fraldas. Sessão pública (abertura das propostas) dia 24/08/2022 às 09hno site www.pregaobanrisul.com.br (SISTEMA PREGÃO ON LINE BANRISUL).

O Edital e seus anexos estão disponíveis no link:https://www.tucunduva.rs.gov.br/site/licitacoes/30418-pregao-ele e no site do PREGÃO ON LINE BANRISUL.

Mais informações pelo telefone (55) 3542 1022, ou pelo e-mail: [email protected].

Tucunduva/RS, 08 de agosto de 2022.

Jonas Fernando Hauschild – Prefeito Municipal.

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Mundo

Modelo plus size preta e oriental quebra padrões na moda. É brasileira!

Publicado

em



É sobre mulheres reais! Nascida em Florianópolis, a modelo plus size Isadora Satie, de 28 anos, vem quebrando padrões no mundo da moda.
 
Ela, que é preta e oriental, cresceu ouvindo um apelido preconceituoso, que hoje transformou em sua “marca”: ‘JapoNega’. Ela ressignificou brincadeiras duvidosas e venceu.
 
“O que mais me move na moda é a necessidade de representatividade real, de mulheres gordas, pretas e amarelas, como eu, além de tantas outras que precisam se enxergar em todos os espaços”.
 
“Sou uma mulher preta e amarela buscando representatividade real na indústria”, afirma a neotop que é destaque no Models.com.
 
Modelo foi descoberta nas redes sociais
 
Isa se tornou modelo em 2020. De lá para cá, fez diversos editoriais, posou para revistas e tem inspiradora outras mulheres.
 
Ela é formada em Jornalismo e Danças Urbanas e nunca imaginou trabalhar com as passarelas. Mas a vida de Isadora tomou um rumo diferente, após um olheiro visitar suas redes sociais.
 
A partir daquele dia, a brasileira começou a fazer trabalhos para o mundo da moda.
 
Assim, a modelo ‘JapoNega’, vem conquistando o mercado num cenário que demanda pela diversidade.
 
“Até então, meu foco era atuar como professora de Danças Urbanas […] O trabalho na moda começou quase que de repente”, relembra.
 
E Isadora vem conquistando hoje usa sua beleza para ganhar dinheiro e levantar a bandeira da representatividade.
 
Que maravilhosa!
 
Fonte: SóNotíciaBoa
Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Mundo

SER Santa Rosa vence o Palmeiras

Publicado

em



A SER Santa Rosa viajou para o Estado de São Paulo, onde venceram a forte equipe do Palmeiras (a nova sensação brasileira) em duas categorias. A primeira vitória veio pelo placar de 3×0 na categoria Sub-13. A segunda vitória teve o mesmo resultado de 3×0, mas desta vez na categoria Sub-15.
Os próximos desafios em território Paulista são os confrontos contra o Projeto Bugrinho do Guarani e contra a equipe do Amparro Athlético Clube.
Fica registrado a nossa torcida e apoio a forte equipe santa-rosense!
Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PORTAL PLURAL LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2022 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×