Brasil registra primeiro caso de infecção por superfungo fatal – Portal Plural
Connect with us

Saúde

Brasil registra primeiro caso de infecção por superfungo fatal

Publicado

em

Em 2017, Anvisa emitiu um comunicado de alerta sobre o fungo. Foto: Fernando Zhiminaicela/Pixabay


 

 

Paciente internado em UTI foi diagnosticado com o Candida auris, que apresenta resistência a diversos medicamentos e pode levar à morte

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu um comunicado de alerta após confirmar o primeiro caso de infecção por Candida auris, fungo que representa uma grave ameaça à saúde global, no país. O diagnóstico ocorreu em um paciente adulto que estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em um hospital da Bahia.

O C. auris sobrevive em ambientes hospitalares e, portanto, a limpeza é fundamental para o controle. A descoberta (do fungo) pode ser uma questão séria tanto para os pacientes quanto para o hospital, já que o controle pode ser difícil”, explicou a médica Elaine Cloutman-Green, especialista em controle de infecções e professora da University College London (UCL).

Conforme dados divulgados pela Anvisa, o superfungo apresenta resistência a vários medicamentos antifúngicos e pode causar infecção em corrente sanguínea. Segundo a agência, os sintomas mais comuns incluem febre, fadiga e dores musculares, que se não forem devidamente tratados podem levar à morte, especialmente se o paciente tiver outros problemas de saúde.

A identificação do Candida auris também requer métodos laboratoriais específicos, já que pode ser facilmente confundido com outras espécies. Para confirmar a presença do fungo, a equipe submeteu a amostra coletada a duas análises, realizadas no Laboratório Central de Saúde Pública Professor Gonçalo Moniz (Lacen-BA) e no Laboratório da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFM-USP), que identificaram o microrganismo na ponta do cateter do paciente.

Para acompanhar o caso e evitar a disseminação da doença em território nacional, representantes dos serviços de saúde e da vigilância sanitária da Bahia organizaram uma força-tarefa nacional. Em nota, a Anvisa reiterou que trabalha “para contemplar a nova situação epidemiológica no país”, além de recomendar que os “laboratórios de microbiologia estejam alertas às orientações”.

 

Alerta de Candida auris no mundo

Em 2017, a Anvisa emitiu um alerta sobre o fungo após relatos de surtos da doença causada pelo C. auris na América Latina. À época, a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgaram um comunicado solicitando que as autoridades sanitárias adotassem medidas de prevenção a fim de combater a propagação.

O Candida auris foi identificado como causador de doença em humanos em 2009, após seu isolamento em um paciente japonês. Desde então, infecções pelo superfungo ocorreram em vários países, incluindo Japão, Coreia do Sul, Índia, Paquistão, África do Sul, Quênia, Kuwait, Israel, Venezuela, Colômbia, Reino Unido, Estados Unidos e Canadá.

 

De que forma ocorre a transmissão do Candida auris?

Segundo o alerta publicado em 2017, a forma exata de transmissão do fungo ainda não foi identificada. No entanto, evidências iniciais revelam que isso pode ocorrer após o contato com superfície ou equipamentos contaminados, ou de pessoa para pessoa.

 

 

SBT

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Anvisa autoriza vacina da Pfizer para crianças a partir de 12 anos

Publicado

em



A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a indicação da vacina Comirnaty, da Pfizer, para crianças com 12 anos de idade ou mais. Com isso, a bula da vacina passará a indicar essa nova faixa etária para o Brasil.

 

De acordo com a agência, a ampliação foi aprovada após a apresentação de estudos desenvolvidos pelo laboratório que indicaram a segurança e eficácia da vacina para esse grupo. Os estudos foram desenvolvidos fora do Brasil e avaliados pela Anvisa.

 

Antes, a vacina Comirnaty estava autorizada para pessoas com 16 anos de idade ou mais. Até o momento, esta é a única entre as vacinas autorizadas no Brasil com indicação para menores de 18 anos.

 

A vacina da Pfizer foi a primeira a receber o registro definitivo para vacinas contra covid-19 no Brasil.

Fonte: Rádio Colonial

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Saúde

Número de novos casos de Covid cai, mas internações aumentam em Três de Maio

Publicado

em



 

Boletim divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde de Três de Maio nesta quarta-feira (09/06) confirmou 14 novos infectados pela Covid-19 no município.

 

É o menor número de registros diários desde 19 de maio, quando foram informados 12 casos.

Agora, são 2.970 casos registrados desde o início da pandemia, com 2.796 recuperados, 138 ativos e 36 mortes.

Além disso, 259 pessoas com sintomas gripais estão em acompanhamento.

Dez moradores de Três de Maio diagnosticados com Covid-19 estão internados e outros dois aguardam resultados dos exames laboratoriais. Ontem, eram nove internações.

Conforme o Mapa de Leitos do governo do RS, a taxa de ocupação da UTI do Hospital São Vicente de Paulo na noite de hoje (09/06) chega a 109,1%, isto é, a instituição já ultrapassou a sua capacidade máxima de atendimento.

 

FONTE: RADIO COLONIAL

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Saúde

CASE de Santo Ângelo enfrenta surto de Covid-19

Publicado

em



De acordo com o diretor da instituição, Rodrigo Medeiros, no momento são 17 funcionários afastados e três hospitalizados. “Estamos em quarentena até o dia 16 de junho”, destacou. Segundo ele, houve dez casos de internos infectados, que já se recuperaram.

Medeiros contou, ainda que quando começou o problema a instituição entrou com um pedido para que o município vacinasse os trabalhadores do local. “A Susepe vacinou no mês de abril. Estamos pedindo vacina desde então. Praticamente todos os outros Cases do Estado já vacinaram. Seremos os últimos”, desabafou, acrescentando que os casos começaram a surgir em meados de maio na instituição.

Medeiros também contou que devido a esta situação, os internos não podem ter aula presencial e nem receber visitas familiares

Fonte: Redação Grupo Sepé

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×