Acesse aqui
Rádio Web Portal Plural
Brasil pode liderar produção global de petróleo em 10 anos, diz ANP – Portal Plural
Connect with us

Geral

Brasil pode liderar produção global de petróleo em 10 anos, diz ANP

Pável Bauken

Publicado

em



 

O Brasil caminha para ser um dos líderes mundiais da produção de petróleo nos próximos 10 anos, disse hoje (30) o diretor da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Felipe Kury, durante seminário técnico da 16ª Rodada de Licitações de Blocos Exploratórios de Petróleo e Gás e da 6ª Rodada de Partilha da Produção do Pré-Sal, no Rio de Janeiro. Além desses, a ANP espera realizar ainda este ano mais dois leilões: de cessão onerosa e de oferta permanente.

O desafio “é ter essa pluralidade de atores e vários ambientes”, afirmou Kury. Para ele, este é “um momento incrível” para o Brasil se tornar líder no setor. Ele acrescentou que essa possibilidade é concreta e real em função da atividade produtiva, que está avançando.

Kury disse que o relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) levantando a possibilidade de conflito devido ao fato de os leilões serem muito próximos não vai alterar o cronograma estabelecido pela ANP, nem a recomendação desta para o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), no sentido de manter as datas programadas.

“O TCU está fazendo o trabalho que tem que fazer. Em todas as rodadas, a gente troca muita informação. E é um trabalho que dá robustez ao processo”. Do lado da ANP, disse que está sendo seguida a orientação recebida do CNPE. Além disso, a múltipla oferta de leilões pode viabilizar a participação de uma empresa em um pregão, que não teve condição de dar oferta em outro, ressaltou. “São múltiplas escolhas”.

Kury destacou que foi uma jornada muito intensa a dos últimos dois anos para retomar os leilões. Foram vendidos 72 blocos com arrecadação de R$ 28 bilhões em bônus de assinatura. “É uma demonstração significativa da retomada do processo exploratório de petróleo no Brasil.”

Cronograma

A 16ª Rodada de Licitações de Blocos Exploratórios de Petróleo e Gás e a 6ª Rodada de Partilha da Produção do Pré-Sal têm leilões marcados para 10 de outubro e 7 de novembro, respectivamente. Já o leilão do excedente da cessão onerosa está programado para 6 de novembro. No caso do excedente da cessão onerosa, existe um operador, que é a Petrobras, e a ANP depende de informações da empresa para compor os dados técnicos. O leilão da oferta permanente, composta por campos devolvidos ou em processo de devolução, de blocos exploratórios ofertados em rodadas anteriores e não arrematados e também dos blocos devolvidos à ANP. A operação está programada para 10 de setembro e tem até hoje 47 empresas inscritas.

Felipe Kury destacou que o leilão do excedente da cessão onerosa deverá arrecadar R$ 106 bilhões em bônus de assinatura. “Eu diria que é o maior leilão já visto na história do Brasil”. Por isso, considerou natural que o TCU peça detalhes para garantir que o processo seja feito de forma tranquila. A 16ª rodada tem bônus mínimo estimado de R$ 3,2 bilhões, se todas as áreas forem arrematadas, com R$ 790 milhões de investimento. A 6ª rodada tem bônus de assinatura de R$ 7,8 bilhões. Para a oferta permanente, não há estimativa ainda da ANP.

Inovação

Kury observou que os leilões realizados há dois anos e os leilões previstos para este ano têm um horizonte de 20 a 30 anos para produção e movem toda a cadeia, com a possibilidade de mudar a matriz energética do país, com a injeção do gás natural na matriz. “Pode ser transformacional para o setor químico e para a indústria”. Com a flexibilização das regras de conteúdo local, disse o diretor da ANP, será possível destravar alguns contratos e aqueles que vierem a ser assinados já vêm com as regras novas.

Na expectativa de Kury, essa produção vai gerar recursos para investimento em pesquisa e desenvolvimento (P&D), equivalentes a 1% da produção. “Também movimenta toda uma cadeia de serviços e a comunidade acadêmica”.

Ele disse que, tal como ocorreu há alguns anos com a Petrobras investindo na pesquisa de exploração em águas profundas, da qual é líder global, várias outras questões podem ser abordadas com essas verbas geradas pela cláusula de P&D. Nos últimos dez anos, o montante investido em conhecimento somou algo em torno de R$ 13 bilhões. “Agora, deve duplicar ou triplicar nos próximos dez anos”. Estimou que a verba para inovação poderá alcançar R$ 1,8 bilhão somente neste ano.

Fonte Agência Brasil

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Polícia Federal apreende mais de 400kg de drogas

Reporter Plural

Publicado

em

Ilustração Google

Os policiais encontraram cocaína e skunk em uma pista de pouso clandestina

A apreensão foi feita no final da tarde de ontem (26.out) pela Polícia Federal, juntamente com a Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Roraima – FICCO/RR, coordenada pela PF e integrada pelas polícias Civil e Militar e pelas secretarias da Justiça e Cidadania e da Segurança Pública de Roraima.

Foram apreendidos mais de 400 quilos de drogas, entre cocaína e skunk, após a abordagem de um avião em uma pista de pouso clandestina, no município de Amajari/RR.

Segundo a Polícia Federal, houve uma perseguição depois do pouso do avião que descarregou a carga em uma caminhonete. Quatro pessoas foram presas em flagrante por tráfico internacional de drogas, sendo três brasileiros e um do país vizinho.

Este foi o terceiro flagrante da FICCO/RR nos últimos sete dias, que realizou a prisão de um traficante no dia 20, com dinheiro e pequena quantidade de cocaína pronta para venda, e a prisão dos quatro envolvidos com o comércio de armas, com a apreensão de dois fuzis no dia 22.

 

FONTE SBT NEWS

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Pavimentação entre Cerro Largo e Cândido Godói está em fase final

Reporter Plural

Publicado

em

Obras no trecho de 12 quilômetros devem estar concluídas no final do mês de novembro - Foto: Divulgação / Daer

Até o final deste ano, mais um acesso municipal no Noroeste do Estado terá a pavimentação concluída. Os serviços na ligação entre Cerro Largo e Cândido Godói, realizados pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) – vinculado à Secretaria de Transportes e Logística (Selt), estão com aproximadamente 80% do cronograma concluído.

De acordo com o secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, a obra é fundamental para estimular o desenvolvimento econômico da região. “A produção agrícola é a principal fonte de renda desses municípios e precisa de rodovias em boas condições para o escoamento da safra”, destaca. “Além disso, o deslocamento das pessoas aos grandes centros de saúde também passará a ser facilitado.”

Segundo o diretor-geral do Daer, Luciano Faustino, a expectativa de conclusão das obras no trecho de 12 quilômetros é para o final de novembro. “O asfalto já está presente em quase toda a extensão, restando apenas o segmento de um quilômetro próximo a Vila Santa Tereza, em Cerro Largo. Após, será implantada a sinalização”, explica.

As intervenções fazem parte do Plano de Obras do governo do Estado e contam com investimento de cerca de R$ 18 milhões – a partir de recursos da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide).

 

FONTE GOV/RS

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Anatel publica consulta pública para discutir a migração de emissoras de rádio AM para FM

Reporter Global

Publicado

em



 

Uma das principais mudanças no regulamento vai ser a disponibilidade de uma faixa estendida

 

Uma consulta pública anunciada pela Anatel pretende discutir a migração de emissoras de rádio de frequências AM para FM. As sugestões e contribuições fundamentadas e devidamente identificadas devem ser enviadas pelo sistema interativo de acompanhamento de consulta pública até o dia 9 de novembro. Uma das principais mudanças no regulamento vai ser a disponibilidade de uma faixa estendida, sendo criadas as frequências de 76.1 FM até 87.5 FM.

Na consulta, também deve ser tratada a liberação de canais FM convencionais, das frequências 88.1 até 107.9, para migração de rádios AM em algumas praças. O processo também é acompanhado pelo Ministério das Comunicações, que é a favor da migração. De acordo com a pasta, hoje existem 390 solicitações no país de emissoras pedindo para ingressar nas faixas FM. O plano engloba diversas capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Salvador, Porto Alegre e Curitiba, além de outros municípios como Campinas, São José dos Campos, Ribeirão Preto, Londrina e Joinville.

 

 

Jovem Pan

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×