Brasil pode liderar produção global de petróleo em 10 anos, diz ANP – Portal Plural
Connect with us

Geral

Brasil pode liderar produção global de petróleo em 10 anos, diz ANP

Publicado

em



 

O Brasil caminha para ser um dos líderes mundiais da produção de petróleo nos próximos 10 anos, disse hoje (30) o diretor da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Felipe Kury, durante seminário técnico da 16ª Rodada de Licitações de Blocos Exploratórios de Petróleo e Gás e da 6ª Rodada de Partilha da Produção do Pré-Sal, no Rio de Janeiro. Além desses, a ANP espera realizar ainda este ano mais dois leilões: de cessão onerosa e de oferta permanente.

O desafio “é ter essa pluralidade de atores e vários ambientes”, afirmou Kury. Para ele, este é “um momento incrível” para o Brasil se tornar líder no setor. Ele acrescentou que essa possibilidade é concreta e real em função da atividade produtiva, que está avançando.

Kury disse que o relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) levantando a possibilidade de conflito devido ao fato de os leilões serem muito próximos não vai alterar o cronograma estabelecido pela ANP, nem a recomendação desta para o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), no sentido de manter as datas programadas.

“O TCU está fazendo o trabalho que tem que fazer. Em todas as rodadas, a gente troca muita informação. E é um trabalho que dá robustez ao processo”. Do lado da ANP, disse que está sendo seguida a orientação recebida do CNPE. Além disso, a múltipla oferta de leilões pode viabilizar a participação de uma empresa em um pregão, que não teve condição de dar oferta em outro, ressaltou. “São múltiplas escolhas”.

Kury destacou que foi uma jornada muito intensa a dos últimos dois anos para retomar os leilões. Foram vendidos 72 blocos com arrecadação de R$ 28 bilhões em bônus de assinatura. “É uma demonstração significativa da retomada do processo exploratório de petróleo no Brasil.”

Cronograma

A 16ª Rodada de Licitações de Blocos Exploratórios de Petróleo e Gás e a 6ª Rodada de Partilha da Produção do Pré-Sal têm leilões marcados para 10 de outubro e 7 de novembro, respectivamente. Já o leilão do excedente da cessão onerosa está programado para 6 de novembro. No caso do excedente da cessão onerosa, existe um operador, que é a Petrobras, e a ANP depende de informações da empresa para compor os dados técnicos. O leilão da oferta permanente, composta por campos devolvidos ou em processo de devolução, de blocos exploratórios ofertados em rodadas anteriores e não arrematados e também dos blocos devolvidos à ANP. A operação está programada para 10 de setembro e tem até hoje 47 empresas inscritas.

Felipe Kury destacou que o leilão do excedente da cessão onerosa deverá arrecadar R$ 106 bilhões em bônus de assinatura. “Eu diria que é o maior leilão já visto na história do Brasil”. Por isso, considerou natural que o TCU peça detalhes para garantir que o processo seja feito de forma tranquila. A 16ª rodada tem bônus mínimo estimado de R$ 3,2 bilhões, se todas as áreas forem arrematadas, com R$ 790 milhões de investimento. A 6ª rodada tem bônus de assinatura de R$ 7,8 bilhões. Para a oferta permanente, não há estimativa ainda da ANP.

Inovação

Kury observou que os leilões realizados há dois anos e os leilões previstos para este ano têm um horizonte de 20 a 30 anos para produção e movem toda a cadeia, com a possibilidade de mudar a matriz energética do país, com a injeção do gás natural na matriz. “Pode ser transformacional para o setor químico e para a indústria”. Com a flexibilização das regras de conteúdo local, disse o diretor da ANP, será possível destravar alguns contratos e aqueles que vierem a ser assinados já vêm com as regras novas.

Na expectativa de Kury, essa produção vai gerar recursos para investimento em pesquisa e desenvolvimento (P&D), equivalentes a 1% da produção. “Também movimenta toda uma cadeia de serviços e a comunidade acadêmica”.

Ele disse que, tal como ocorreu há alguns anos com a Petrobras investindo na pesquisa de exploração em águas profundas, da qual é líder global, várias outras questões podem ser abordadas com essas verbas geradas pela cláusula de P&D. Nos últimos dez anos, o montante investido em conhecimento somou algo em torno de R$ 13 bilhões. “Agora, deve duplicar ou triplicar nos próximos dez anos”. Estimou que a verba para inovação poderá alcançar R$ 1,8 bilhão somente neste ano.

Fonte Agência Brasil

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Tuparendi com média de mais de 20 novos casos de covid por dia na última semana

Publicado

em



Segue em alta o surgimento de novos casos de Covid-19 em Tuparendi.  De acordo com os dois últimos boletins, pelo menos 133 pessoas foram infectadas entre os dias 19 e 25 de janeiro, o que dá uma média de mais de 22 novos casos por dia.

Entre os dias 30 de novembro e 25 de janeiro,  306 pessoas testaram positivo para o Coronavirus em Tuparendi.  Até esta terça, 25, 69 pessoas estavam em isolamento, por testarem positivo e outras 2 por serem consideradas suspeitas.  De bom é que não estão surgindo casos graves, o município não possui nenhuma pessoa internada por Covid. Ainda assim a Secretaria da Saúde recomenda que todos observem com rigor as regras de prevenção, usando máscara quando sair de casa, lavando as mãos com álcool gel e evitando participar e promover aglomerações.

O município contabiliza 1528 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia em março de 2020.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Vagas SINE Santa Rosa – quarta-feira, 26

Publicado

em



OPORTUNIDADES DE TRABALHO

🔹Auxiliar Administrativo (VAGA PARA PCD)

🔹20 VAGAS- Monitor Agrícola

🔹Açougueiro

🔹Operador(a) de Caixa

🔹Frentista

🔹02 VAGAS- Auxiliar de Carga e Descarga

🔹Instalador Hidráulico

🔹 Vendedor interno

🔹Vendedor Externo

🔹Vendedor Pracista

🔹07 VAGAS – Empregada Doméstica

🔹10 VAGAS- Costureira

🔹Analista de marketing

🔹Auxiliar administrativo

🔹Coordenador Administrativo/Comercial

🔹Químico de Alimentos/ou Técnico em Alimentos

🔹Programador de Sistemas de Informação

🔹Técnico em Mecânica

🔹Auxiliar de Máquina de Dobra

🔹Operador de Caldeira

🔹Tratorista para Jardinagem

🔹05 VAGAS -Auxiliar de Produção

🔹Instalador de Sistemas Fotovoltaicos

🔹Instalador de alarme

🔹Montador de Estruturas Metálicas

🔹Operador de Recebimento de Leite

🔹03 VAGAS- Servente de Obras

🔹10 VAGAS- Soldador

______________________________

‼️Para maiores informações comparecer presencialmente na agência.

_______________________________

⏰📍Horário de Atendimento: Segunda-feira a Quinta-feira: 08h

às 16:30h, Sexta-feira das 08h as 16h, sem fechar ao meio-dia.

Endereço: Avenida Rio Branco – 634 – Centro – Santa Rosa.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Temporal atinge interior de Horizontina

Publicado

em



Propriedades das famílias Idalgo, Wandcher, Gerhardt e Mohr estão entre as mais atingidas nas localidades de Lajeado Coqueiro, Mambuca e Bela Vista

O Prefeito Jones Cunha e os diretores Adilson Oliveira da Defesa Civil e Valdir Halmann de Água e Saneamento, visitaram estar tarde duas propriedades fortemente atingidas pelas rajadas de vento da tarde de terça-feira, dia 25.

Com certeza o quadro mais grave é o da família de Valdecir Idalgo, que além de perder a principal fonte de renda da propriedade, o chiqueiro de terminação de suínos, teve o telhado de sua casa arrancado inteiro, bem como outras instalações da propriedade destruídas. A Defesa Civil auxiliou a família com certa quantidade de telhas de amianto para restabelecer a cobertura da casa. Para reconstruir o chiqueiro, Idalgo estima precisar desembolsar R$ 200 mil.

Na propriedade do casal Elsido e Eleida Wandcher os prejuízos calculados pela família chegam a casa dos R$ 100.000,00. Eles tiveram telhados do galpão onde guardam sementes e o maquinário, com parte do telhado arrancado pela força do vento.

Além de repor a cobertura, os Wandcher perderam sementes de forrageiras de inverno e fertilizante que tinham armazenado para o plantio, pois os BAGs ficaram no tempo com o galpão sem telhado.

Outro galpão que serve para a ordenha dos animais, também teve parte do telhado arrancado e na residência avarias em telhado e numa obra de ampliação que estava em construção.

Relatos ainda de prejuízos e avarias na Defesa Civil pela família Gerhardt, que teve o telhado dos pavilhões de sua suinocultura também danificados.

A família de Cenair Mohr teve o telhado do pavilhão usado para criação de gado confinado arrancada inteira pela força do vento. Parte da cobertura metálica ficou presa em árvores nas imediações.

Onde as rajadas de vento em redemoinho passaram, árvores retorcidas, telhados quebrados e prejuízo ficaram no rastro.

Em todas as propriedades, a tarde estava sendo usada para iniciar a reconstrução das instalações. Muita gente colocando os pertences molhados pela chuva para secar ao sol.

A Defesa Civil recomenda que haja cuidado com o trabalho na altura haja vista risco de haver parte das telhas que restaram com trincos ou danificadas em sua fixação, que podem ocasionar quedas ou ferimentos durante o trabalho.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×