Bom condicionamento físico reduz risco de agravamento da Covid-19 – Portal Plural
Connect with us

Saúde

Bom condicionamento físico reduz risco de agravamento da Covid-19

Reporter Global

Publicado

em



 

 

Novo estudo americano conclui que manter atividade física e treino cardiorrespiratório em dia diminui perigo de internação em casos de infecção pelo novo coronavírus

 

 

A pandemia do Covid-19 exigiu e ainda exige da comunidade científica um esforço hercúleo para entender como o vírus pode impactar nossas vidas, desde a forma de contágio até as sequelas apresentadas pelos infectados. Tudo isso enquanto combate exaustivamente as “Fake News”. Sem sombra de dúvidas, o novo coronavírus constitui-se no maior desafio enfrentado até então pelos cientistas de nossa era. Porém, apesar de ainda estarmos longe de entender precisamente por que e como o vírus afeta diferentes órgãos e sistemas do corpo humano, algumas evidências já nos permitem, por exemplo, entender razoavelmente bem alguns fatores de risco.

Dentre os vários fatores de risco já destacados, como idade avançada, obesidade e diabetes, a comunidade científica já destaca com fortes evidências que baixas concentrações de vitamina D e baixo nível de condicionamento físico também são fatores de risco para que os indivíduos infectados apresentem um quadro mais grave da doença.

Num estudo publicado neste mês de janeiro de 2021 na Mayo Clinic Proceedings, investigadores da clínica Mayo correlacionaram os testes de esforço de 246 pacientes que foram posteriormente diagnosticados com Covid-19. Os pacientes que foram incluídos no estudo realizaram o teste de esforço entre 1 de janeiro de 2016 e 29 de fevereiro de 2020 e foram diagnosticados com Covid entre os dias 29 de fevereiro e 30 de maio de 2020.

Dos 246 pacientes avaliados, os 36% que precisaram ser hospitalizados apresentaram um condicionamento físico claramente inferior ao dos pacientes que não necessitaram de internação.

Os resultados desse estudo mostram que bons níveis de condicionamento cardiorrespiratório estão independentemente e inversamente relacionados com a necessidade de internação em casos de infecção pelo coronavírus.

Ou seja, embora o bom condicionamento físico não nos proteja de contrair a doença, quanto melhor o nível de condicionamento físico, menor a chance de agravamento do quadro.

Esta é, portanto, mais uma evidência que reforça a importância da manutenção da prática de atividades físicas para nos protegermos não só de todas as comorbidades advindas do sedentarismo, mas também para nos protegermos de possíveis complicações advindas da Covid-19.

 

 

FONTE: Globo Esporte

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

SARS-CoV-2: Estudo revela que vírus sobrevive três dias em tecidos

Reporter Global

Publicado

em



 

 

Três dos tecidos mais frequentemente usados ​​por profissionais de saúde no exercício da profissão representam um risco significativo de transmissão do vírus

Um estudo da De Montfort University, em Leicester, alerta que o vírus que causa a Covid-19 pode sobreviver em tecidos usados até três dias, segundo a BBC.

Os pesquisadores testaram um modelo semelhante ao coronavírus em poliéster, poli algodão e 100% algodão.

A experiência foi realizada adicionando gotículas do vírus aos tecidos. Depois, foi medida a estabilidade do mesmo em cada material por 72 horas.

Os resultados mostraram que o poliéster apresenta o maior risco de transmissão, com o vírus ainda presente após três dias e com a capacidade de se transferir para outras superfícies. No algodão 100%, o vírus permaneceu durante 24 horas, enquanto que no poli algodão, o vírus sobreviveu apenas seis horas.

“Quando a pandemia começou, havia muito pouco conhecimento de quanto tempo o coronavírus poderia sobreviver em tecidos”, explicou a microbiologista e líder do estudo, Katie Laird. “As nossas descobertas mostram que três dos tecidos mais frequentemente usados ​​na área da saúde representam um risco de transmissão do vírus. Se enfermeiros e outros profissionais de saúde levarem os seus uniformes para casa, eles podem deixar rastro do vírus em outras superfícies”, acrescentou.

O estudo também analisou o método de lavagem mais confiável para remover o vírus do tecido 100% algodão. O vírus foi completamente eliminado quando o detergente foi usado e a temperatura aumentada para acima de 67°C.

O estudo está atualmente sob revisão de pares.

 

FONTE: Noticias ao Minuto

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Saúde

Gordura localizada: Três dos piores alimentos para a barriga

Reporter Global

Publicado

em



 

 

Existem alguns alimentos que parecem causar um aumento de peso quase instantâneo. Sim, falamos sobre a temida gordura da barriga.

 

Segundo a Eat This, Not That!, esse tipo de aumento de peso é conhecido como ‘tecido adiposo profundo’ e pode até levar a alguns problemas mais sérios, como doenças cardíacas, diabetes e Alzheimer.

Então, quais os alimentos culpados pela ‘barriga instantânea’?

Pão branco: O pão branco é altamente refinado e deve ser evitado para perder gordura da barriga. Estudos mostraram que comer as versões integrais pode, na verdade, diminuir os depósitos de gordura visceral da sua barriga.

Chocolate: Nem todo chocolate é mau. Na verdade, o chocolate amargo traz benefícios para a saúde. O problema é o chocolate ao leite – as tabletes de chocolate ao leite são carregadas de açúcar e calorias.

Cereal: Os cereais açucarados e coloridos levam ao excesso de gordura da barriga. Muitos cereais são ricos em açúcar, mas pobres em fibras e proteínas, então, em breve, sentirá fome novamente.

 

FONTE: Noticias ao Minuto

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Saúde

Nonoai e Chapecó anunciam Barreira Sanitária no Goio-Ên divisa do RS e SC

Reporter Regional

Publicado

em



Governo Municipal de Nonoai, através da Defesa Civil, em parceria com a Defesa Civil do Município de Chapecó estará realizando, neste final de semana, dias 27 e 28 de fevereiro (sábado e domingo respectivamente) uma Barreira Sanitária nas proximidades do Posto de Fiscalização do Goio-Ên.

A iniciativa liderada pela Prefeita Adriane Perin de Oliveira tem por objetivo conscientizar e combater a proliferação do Coronavírus na divisa do Estado do Rio Grande do Sul com Santa Catarina.

Durante a ação, que iniciará às 8 horas e se estenderá até às 17 horas, os agentes de Defesa Civil, da Vigilância Sanitária e voluntários, estarão aferindo a temperatura corporal das pessoas que passarem pelo local e conscientizando da importância dos protocolos de segurança e de combate a pandemia.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa Nonoai
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


error: Conteúdo protegido, para ter acesso seja nosso parceiro entre em contato no whats (55) 984161736
×