Bolsonaro volta a associar Argentina à Venezuela e pede a Deus reeleição em 2022 – Portal Plural
Connect with us

Política

Bolsonaro volta a associar Argentina à Venezuela e pede a Deus reeleição em 2022

Publicado

em



“Hoje assistimos um país mais ao norte (Venezuela) onde as Forças Armadas resolveram enveredar por outro caminho. A liberdade, aquele povo, nosso irmão, perdeu”, disse

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar, na manhã deste sábado, 17, o governo de Alberto Fernandez na Argentina. Ao alegar que o Brasil estava perdendo a liberdade por volta de 2014, o mandatário também citou a Venezuela para contrapor o seu mandato e se posicionar politicamente na região.

“Hoje assistimos um país mais ao norte (Venezuela) onde as Forças Armadas resolveram enveredar por outro caminho. A liberdade, aquele povo, nosso irmão, perdeu”, disse. “Mais ao Sul, outro país (Argentina) parece querer enveredar pelo mesmo caminho.. Peço a Deus que eu esteja errado, peço a Deus que salve nossos irmãos mais ao Sul.”

Bolsonaro foi à Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), no município de Resende, para participar da cerimônia de entrega de espadins aos cadetes da Turma Centenário da Missão Militar Francesa no Brasil. Estiveram com ele no Sul fluminense o vice-presidente, Hamilton Mourão, e os ministros da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, da Casa Civil, Braga Netto, e da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, além dos deputados federais Major Vitor Hugo (PSL-GO) e Hélio Lopes (PSL-RJ).

Além de abordar a política dos países vizinhos, o presidente comentou que espera estar de novo com os cadetes em 2023, quando a turma que recebeu os espadins nesta manhã se formará na Aman – o primeiro mandato de Bolsonaro já terá findado. Ele pediu a Deus para poder ser presidente de novo e comparecer à formatura.

Bolsonaro chegou à Aman sem falar com a imprensa. No curto caminho entre o Hotel de Trânsito e a Academia, ele acenou a apoiadores e aos guardas que controlavam o acesso ao evento. Fechada, a solenidade foi transmitida pela TV Brasil.

Na noite desta sexta-feira, Bolsonaro já estava no Sul fluminense. Ele visitou um posto da Polícia Rodoviária Federal sem máscara, foi comer cachorro quente e posar para fotos com apoiadores no carrinho que sempre frequenta quando está na cidade. O presidente serviu ao Exército na Aman na década de 1970.

 

 

Noticias ao Minuto

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Pesquisa no RS mostra Edegar Pretto e Onyx Lorenzoni empatados

Publicado

em



O deputado estadual Edegar Pretto (PT) e o ministro de Trabalho e Previdência de Jair Bolsonaro, Onyx Lorenzoni (PL), aparecem técnicamente empatados na primeira pesquisa de intenção de voto para o governo do Rio Grande do Sul em 2022. A pesquisa do Instituto Atlas mostra que Pretto está 0,6% na frente de Lorenzoni, o que é considerado, um empate técnico – 18,6% contra 17,8%, respectivamente.

Na sequência, aparece o senador Luis Carlos Heinze (PP), na terceira colocação somando 9,2% das intenções de voto. O vereador de Porto Alegre e ex-deputado estadual, Pedro Ruas (PSOL) está 8,4%, ocupando a quarta colocação. Já o ex-deputado federal, Beto Albuquerque (PSB), aparece com com 7,8%. O vice-governador do Rio Grande do Sul e secretário de Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior (PSDB), está com 4,5%. Enquanto o deputado federal, Alceu Moreira (MDB), tem 3,5% das intenções dos eleitores.

A margem de erro do levantamento é de 3%. Foram entrevistadas 1.001 pessoas entre os dias 17 a 23 de dezembro.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Política

Aliados pressionam Ciro Gomes a desistir da candidatura

Publicado

em



A pressão se intensificou após uma operação da Polícia Federal envolvendo o ex-governador 

(mais…)

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Pelo fim do recesso de inverno na Câmara

Publicado

em



O vereador Vitor De Conti voltou a solicitar na Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Santa Rosa, o fim das “férias” para os vereadores no meio do ano.

Segundo Vitor, “Em julho eu já havia me manifestado contrário ao recesso de inverno na Câmara. Naquela oportunidade fiz apenas um desabafo contra algo que considero errado. Agora fui adiante, propus à Mesa Diretora, coordenada pelo vereador Timirinho, que o assunto evolua.

A minha proposta é mudar a Lei Orgânica que rege as atividades da Câmara e da Prefeitura, acabando com esse período sem sessões durante a segunda quinzena de julho. É o correto quando a gente deseja um país mais igual. Eu penso que as férias legislativas devem ocorrer somente em janeiro. Vamos à luta para mudar.”

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×