Bolsonaro confirma saída de Osmar Terra – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Bolsonaro confirma saída de Osmar Terra

Reporter Cidades

Publicado

em



Conforme noticiado pelo Portal Plural após ouvir fontes ligadas ao Governo, se confirmou a saída de Osmar Terra do Ministério da Cidadania, que volta para a Câmara dos Deputados.

“Informo que o Ministério da Cidadania será comandado pelo Deputado Federal Onyx Lorenzoni. A Chefia da Casa Civil será exercida pelo General de Exército Walter Souza Braga Netto. Agradeço ao Ministro Osmar Terra pelo trabalho e dedicação ao Brasil e que terá continuidade na Câmara dos Deputados. Na próxima terça-feira, dia 18, será realizada às 15:00, a cerimônia de transmissão dos cargos no Palácio do Planalto”, publicou o presidente Jair Bolsonaro.

Onyx Lorenzoni, vai assumir o Ministério da Cidadania. O presidente Jair Bolsonaro comunicou para Osmar Terra, da decisão durante o horário de almoço na quarta-feira. Terra, com isso, deixa o governo.

Já Osmar Terra vinha se desentendendo com a equipe econômica do governo. A escalada se deu recentemente com o Bolsa Família, programa que registrado filas de espera de beneficiários, e recentemente seu ministério contratou uma empresa envolvida em escândalos de corrupção.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Com projeto de revitalização organizado pela Defensoria Pública, praça é entregue à população no centro de Santa Rosa

Pável Bauken

Publicado

em

Entre outras coisas, o espaço ganhou novos brinquedos para as crianças, drenagem para evitar alagamentos em dias de chuva e troc - Foto: Divulgação

A revitalização da Praça 10 de Agosto, localizada na área central de Santa Rosa, na região noroeste do estado, foi entregue à população nesta quinta-feira (6). Organizado e elaborado pela Defensoria Pública Regional da cidade, o projeto ““Família Feliz na Praça” recebeu cerca de 100 mil reais de investimentos.

Entre outras coisas, o espaço ganhou novos brinquedos para as crianças, drenagem para evitar alagamentos em dias de chuva e troca do sistema de iluminação.

“O projeto surgiu da convicção de que aquele espaço público, no coração da cidade, poderia ser melhor utilizado. Revitalizar uma praça, melhorando o acesso e a utilização dos brinquedos, com espaço adequado para que as pessoas possam fruir de mais tempo junto aos seus familiares é, sem dúvida, um grande avanço. O projeto “Família Feliz na Praça” reafirma o compromisso da Defensoria Pública em ser instrumento de transformação social na comunidade”, destacou a defensora pública Cristiane Chitolina Friedrich.

Segundo ela, houve a preocupação em atender todos os públicos, razão pela qual também foram instalados brinquedos para portadores de necessidades especial – PNE, aliado ao projeto arquitetônico que contemplou a acessibilidade irrestrita ao espaço. Além disso, Cristiane Friedrich salienta que a nova iluminação permite que o espaço seja utilizado durante a noite, tornado o local mais atrativo e agradável.

Os valores para as obras são oriundos do Poder Legislativo (R$ 54.000,00), Poder Judiciário (R$ 27.000,00), banco Sicredi (R$ 15.000,00) e das empresas Leagaus Kids (R$ 10.000,00), Quasat Solar (R$ 3.000,00) e Planterra Pavimentações (R$ 3.000.00). Os trabalhos foram executados pelo Poder Executivo, através das secretarias responsáveis.

Conforme a defensora, a ideia, a partir de agora, é expandir o projeto para outras praças da cidade. A Defensoria Regional já está elaborando projeto para a remodelação de uma praça do bairro Cruzeiro.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

TVs são instaladas em leitos da UTI na Unidade Dom Bosco

Pável Bauken

Publicado

em



Humanizar o atendimento está sempre entre as prioridades do Hospital Vida & Saúde. Nesta semana, o HVS apresentou melhorias pontuais na Unidade Dom Bosco, Especializada em Problemas Respiratórios e COVID-19. Com o intuito de oferecer melhores condições aos pacientes que estão sendo tratados no local, foram instalados três aparelhos de televisão nos leitos da Unidade Tratamento Intensivo (UTI) – onde estão os pacientes em quadro estável.

Mais do que enfrentar uma doença nova, e ainda desconhecida, os internados também convivem com o distanciamento do convívio social, já que o tratamento exige isolamento. Pensando nisso, o Vida & Saúde buscou alternativas que propiciem momentos de distração e bem-estar, atendendo aos princípios de cuidado, atenção e acolhimento em um momento tão difícil.

A iniciativa foi celebrada entre os pacientes, que parabenizaram a Instituição pela ação. Entre as declarações, os internados ressaltaram que as TVs ajudarão muito a diminuir a tensão causada pela doença.

Com os televisores, agora os pacientes possuem mais uma possibilidade de entretenimento e informação. Somado ao trabalho qualificado de assistência dos profissionais, o HVS prima pela política de humanização, atendendo o paciente de forma ética, empática e confortante.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Brasil tem 147,9 milhões de eleitores aptos a votar em novembro

Eleitorado cresceu 2,66% em relação ao pleito municipal de 2016

Pável Bauken

Publicado

em



O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, apresentou nesta quarta-feira (5), em entrevista coletiva virtual, os dados oficiais e estatísticas do eleitorado brasileiro que vai escolher prefeitos e vereadores nas eleições municipais deste ano. Estão aptas a votar em novembro mais de 147,9 milhões de pessoas.

Os números não levam em conta os eleitores do Distrito Federal e de Fernando de Noronha, onde não há eleições municipais, e os brasileiros residentes no exterior, que só votam nas eleições gerais. No total, o Brasil tem 150,5 milhões de eleitores. É a quarta democracia do mundo, atrás apenas da Índia, dos Estados Unidos e da Indonésia, destaca Barroso.

O prazo para o cadastramento eleitoral e regularização do título de eleitor terminou em 6 de maio. Quem está em situação irregular não poderá votar.

Os números mostram que houve evolução de 2,66% do eleitorado em relação às últimas eleições municipais (2016), quando 144 milhões de pessoas estavam aptas a votar. O maior crescimento do eleitorado foi no Amazonas, com aumento de 7,88%, e no Tocantins, que teve pequena redução (0,17%) no número de votantes.

São Paulo, cidade com a maior população do país, representa o município com maior eleitorado, com 8,9 milhões de pessoas. Já o município com o menor eleitorado é Araguainha, em Mato Grosso, com 1.001 eleitores. Também fica em Mato Grosso o município de Boa Esperança do Norte, que realizará eleições para escolher prefeito e vereadores pela primeira vez.

Gênero e pessoas com deficiência

A maioria do eleitorado é formada por mulheres, que representam 52,49% do total, somando 77,6 milhões. Os homens somam 70,2 milhões de eleitores, sendo 47,48% do total. De acordo com o ministro Barroso, esses dados justificam e legitimam as ações adotadas tanto pelo Congresso Nacional quanto pelo TSE e pelo Supremo Tribunal Federal de reserva de vagas e de orçamento para candidaturas femininas.

Desde 2018, a Justiça Eleitoral passou a permitir o uso do nome social no título de eleitor e, nestas eleições, 9.985 pessoas usarão esse direito no documento.

Entre os eleitores com algum grau de deficiência, houve aumento de 93,58% no alistamento para participar do pleito. Enquanto em 2016 os eleitores com deficiência eram 598, 3 mil, neste ano, 1,1 milhão declararam necessitar de algum tipo de atendimento especial. A avaliação de Barroso é que não houve aumento de pessoas com deficiência, mas sim um maior o número de pessoas que se autodeclararam com essa característica.

Grau de instrução e faixa etária

De acordo com o presidente do TSE, os dados sobre faixa etária comprovam um certo envelhecimento da população brasileira. E, em relação ao grau de instrução, mostram os problemas quando identificam uma grande número de pessoas com ensino fundamental e médio incompletos e um número insuficiente de pessoas com ensino superior. “É um quadro que fornece uma boa fotografia da educação no Brasil e um bom ponto de partida para muitas reflexões das dificuldades em matéria de educação”, disse.

No Brasil, o voto é obrigatório para pessoas entre 18 e 69 anos e facultativo a partir dos 16 anos e acima dos 70 anos. Existem 133,3 milhões de eleitores com voto obrigatório e outros 14,4 milhões cujo voto é facultativo. Entre os eleitores com voto obrigatório, a maior parte está na faixa etária de 35 a 59 anos, sendo 67 milhões no total. Já os eleitores jovens, na faixa etária de 18 a 24 anos, somam 19 milhões de cidadãos.

Entre o eleitorado com voto facultativo, existem 65, 5 mil idosos com mais de 100 anos que estão com as obrigações eleitorais em dia e poderão ir às urnas em novembro.

Sobre o grau de instrução, as estatísticas do TSE mostram que 6,5 milhões de eleitores são analfabetos; 11,5 milhões apenas leem e escrevem; 35,7 milhões têm o ensino fundamental incompleto; 9,8 milhões, o fundamental completo; 22,9 milhões, ensino médio incompleto; 37,6 milhões, o médio completo; 7,7 milhões, ensino superior incompleto; e 15,8 milhões não completaram a graduação.

Os dados completos do eleitorado e comparativos com outras eleições estarão disponíveis na página de estatísticas do TSE a partir de sexta-feira (7).

Neste ano, a expectativa do TSE é que 700 mil candidatos concorram aos cargos nas câmaras e prefeituras municipais.

A campanha eleitoral tem início em 26 de setembro e a propagando no rádio e na televisão, em 9 de outubro.

ebc

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

O que você achou do site novo do Portal Plural?

Trending

×