Austrália tem novo recorde de calor, com média de 41,9 graus – Portal Plural
Connect with us

Mundo

Austrália tem novo recorde de calor, com média de 41,9 graus

Publicado

em



 

A Austrália bateu pela segunda vez o recorde do dia mais quente, com temperatura média nacional de 41,9 graus Celsius, informou hoje (19) o Departamento Meteorológico.

Nessa quarta-feira (18), já tinha sido batido um recorde com 40,9 graus. No entanto, a maior temperatura no mês de dezembro foi registrada hoje, quando os termômetros atingiram os 49,8 graus na localidade de Eucla, na Austrália Ocidental.

O recorde absoluto anterior em dezembro tinha sido registrado em Birdsville, Queensland, em 1972 (49,5 graus).

A Austrália vive uma onda de calor excepcional, que é particularmente preocupante num país já devastado nos últimos meses por centenas de incêndios florestais.

O estado de Nova Gales do Sul, o mais populoso da Austrália, declarou estado de emergência de sete dias por causa dos incêndios.

Cerca de 2 mil bombeiros lutam contra as chamas, que ainda estão incontroláveis em algumas áreas, com o apoio de equipas australianas, dos Estados Unidos e do Canadá.

O último estado de emergência, em meados de novembro, durou sete dias devido ao fogo. O centro de Sydney atingiu máxima de 39 graus.

Pelo menos seis pessoas morreram devido aos incêndios florestais em Nova Gales do Sul, a região mais duramente atingida por incêndios e seca severa. Desde 1º de julho, o fogo afetou uma área de 13 mil quilômetros quadrados.

A temporada de incêndios na Austrália varia de acordo com a área e as condições meteorológicas, embora seja geralmente registrada entre os meses de dezembro e março.

Os piores incêndios observados no país nas últimas décadas ocorreram no início de fevereiro de 2009, no estado de Victoria (sudeste), e deixaram 173 mortos e 414 feridos. A área atingida foi de 4.500 quilômetros quadrados.

AGB

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Menino de 8 anos salva irmã engasgada com técnica que aprendeu em programa de TV

Publicado

em



 

Graças a um episódio em que o ator e lutador John Cena ensina primeiros socorros para crianças, ele conseguiu ajudar a irmã de 1 ano e 8 meses.

 

O norte-americano Jaxson Dempsey tem apenas oito anos, mas conseguiu salvar a vida da irmã mais nova. Quando Leila, de 1 ano e 8 meses, se engasgou, ele usou uma técnica que aprendeu em um programa de TV para ajudá-la.

Os irmãos estavam no carro, junto com o pai, quando a menina engasgou com um pedaço de nugget. Dempsey contou a um programa de TV local que ficou desesperado, mas logo se lembrou de uma cena que tinha assistido.

“Fiquei assustado porque pensei que ela iria morrer, mas então essa cena veio à minha cabeça“, contou.
Segundo o pai deles, Matt Dempsey, Leila estava vermelha e não conseguia respirar. Então, o irmão pediu para o pai parar o carro e inclinou a cabeça da irmã para a frente enquanto batia levemente nas costas dela. Assim, ela conseguiu se salvar antes mesmo que o pai conseguisse abrir a porta do carro para socorrê-la.

“Eu não consegui perceber porque ela não estava tossindo, não estava em pânico. Ela simplesmente não tinha ar passando pela garganta, não estava respirando. Graças a Deus Jaxson estava lá porque sem ele, eu não sei se Leila estaria aqui”, contou.

Jaxson aprendeu a técnica em um episódio do programa “O Substituto”, no qual o ator e lutador John Cena ensina primeiros socorros para uma turminha. Exibido no canal Nickelodeon, o programa leva celebridades disfarçadas de professores substitutos para escolas infantis.

O menino disse que se sente um herói e foi homenageado por bombeiros de sua cidade, Hazleton, na Pensilvânia, com um desfile de caminhões.

 

FONTE: G1

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Mundo

Líderes europeus oficializam certificado digital Covid-19

Regulamento foi assinado nesta segunda-feira em Bruxelas

Publicado

em

© REUTERS/Denis Balibouse/Direitos Reservados Internacional

O regulamento que institui o novo certificado digital Covid-19 da União Europeia (UE) foi assinado nesta segunda-feira (14) em Bruxelas, na Bélgica. O primeiro-ministro português, António Costa, elogiou o “passo decisivo” para uma recuperação econômica em segurança. A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, também estiveram presentes.

Na declaração conjunta, Costa destacou a importância do novo certificado para o restabelecimento das liberdades de movimentação, bem como para a recuperação econômica da região.

“O certificado digital é uma ferramenta inclusiva. Inclui pessoas que se recuperaram da covid-19, pessoas que testaram negativo e pessoas que foram vacinadas. Agora podemos viajar de forma segura. Segura para nós, para aqueles que nos recebem e para as nossas famílias, vizinhos e colegas, quando regressamos”, afirmou o primeiro-ministro. Ele lembrou, no entanto, que as regras sanitárias devem continuar a ser cumpridas.

A presidente da Comissão Europeia destacou o simbolismo da data, já que o Acordo de Schengen (convenção entre países europeus sobre uma política de abertura das fronteiras e livre circulação de pessoas entre os países signatários) foi assinado há precisamente 36 anos, em 14 de junho de 1985.

Ursula von der Leyen salientou que este novo documento tem como propósito apoiar os países após o período mais difícil da pandemia, em que houve grandes restrições nas viagens. “Desenvolvemos este certificado em tempo recorde. Vai fazer com que viajar seja mais fácil e vai dar de volta aos europeus as liberdades que tanto estimam”, afirmou ela.

O presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, disse que essa resposta constitui um “instrumento justo” que permite a todos os cidadãos, de forma “igualitária e não discriminatória, um regresso à vida normal”.

Certificado

O novo certificado digital entra em vigor a partir de 1º de julho, mas já começou a ser entregue em vários países da UE.

O instrumento não é obrigatório para quem pretende viajar, nem é considerado “um documento de viagem”, mas poderá facilitar os deslocamentos dos europeus. Ele servirá para atestar que o seu detentor cumpre um dos seguintes requisitos para viajar sem restrições: ou já foi vacinado, ou se recuperou de uma infecção ou testou negativo para covid-19. Pode ser pedido por qualquer pessoa em uma dessas três situações, evitando eventuais quarentenas.

O Certificado Digital Covid-19 estará disponível em duas versões, digital e papel, e será de acesso gratuito. Fica disponível numa língua nacional e em inglês e é válido em todos os países da União Europeia e do espaço Schengen.

ebc / com informações da RTP – Rádio e Televisão de Portugal

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Mundo

Homem mata e desmembra jovem após fim de relacionamento

Publicado

em



 

A Guarda Civil recuperou o corpo da jovem de 17 anos que estava desaparecida desde 3 de junho.

*  O fato ocorreu em Sevilha, Espanha.

O seu ex-parceiro, de 23 anos, entregou-se esta quinta-feira à Guarda Civil, e confessou que tinha matado e desmembrado Rocío. O suspeito afirmou, ainda, que se livrou do corpo num parque de estacionamento na cidade vizinha de Estepa.

A jovem e o suposto assassino tinham um filho de quatro meses em comum. Os dois tinham terminado a relação recentemente, tendo Rocío decidido regressar a casa da sua família. A irmã da jovem já havia compartilhado um vídeo onde alegava que a jovem era vítima de abusos por parte do ex-companheiro.

Após a confissão, o homem teria se deslocado ao local onde abandonou o corpo, na companhia das autoridades.

 

FONTE: NOTICIAS AO MINUTO

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×