Connect with us

Ensino

Ato unificado em Porto Alegre espera reunir mais de 20 mil servidores contra pacote

Pável Bauken

Publicado

em



 

Uma Assembleia Unificada do Funcionalismo Gaúcho está marcada para as 10h desta terça-feira na Praça da Matriz, em Porto Alegre. A expectativa é de que mais de 20 mil servidores estejam no local para pressionar o governo e a base aliada a retirar o pacote do governador Eduardo Leite que extingue benefícios do funcionalismo.

Serão mais de 30 sindicatos de diversas áreas presentes no ato. Dentre eles, o Sindicato dos agentes de polícia do RS (Ugeirm), Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN), Central Única dos Trabalhadores do Rio Grande do Sul (Cut/RS) e Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Rio Grande do Sul (Simpe-RS).

Conforme a assessoria do Cpers Sindicato, somente do Magistério mais de 6 mil pessoas confirmaram presença na Assembleia. Entretanto, ainda não haviam sido contabilizados, nesse total, servidores de Porto Alegre, região Metropolitana e Rio Grande. Esses últimos ainda não detalharam quantos ônibus deixarão os municípios em direção à Capital. Nesta segunda-feira, os professores completaram 22 dias em greve.

À tarde, no Palácio da Polícia, ocorre uma assembleia geral dos policiais civis para discutir o pacote e deliberar sobre o indicativo de greve. Após, vão realizar uma caminhada até a Praça da Matriz, em frente ao Palácio Piratini. O governador Eduardo Leite (PSDB), assim como em outros grandes atos recentes, não estará em Porto Alegre. Ele cumpre agenda em Brasília.

Por outro lado, o presidente do Sinduscon-RS, Aquiles Dal Molin Júnior declarou apoio total à reforma. “Cada um de nós tem uma pauta do seu setor, mas sabemos que só poderão ser atendidas se o Estado retomar o equilíbrio fiscal e a capacidade de investimento”, afirmou.

Nesta segunda-feira, a Fiergs entregou a cada um dos deputados estaduais um documento assinado pelo presidente Gilberto Porcello Petry manifestando “apoio às medidas encaminhadas à Assembleia Legislativa pelo Poder Executivo visando à modernização do setor público”. A entidade conclama também a sociedade gaúcha a apoiar o projeto, que ataca o principal problema das finanças públicas estaduais, o gasto com pessoal.

Pacote

Caso as oito medidas sejam aprovadas – são seis projetos de lei, um projeto de lei complementar e uma Proposta de Emenda à Constituição – a economia prevista nos próximos 10 anos é de R$ 25,4 bilhões. A maioria dos textos chegou à Assembleia com regime de urgência, exceto a PEC, em função da legislação. Ao apresentar as mudanças, Leite reconheceu que elas “não são simpáticas”, mas defendeu que são necessárias. Ele citou a alteração das alíquotas da previdência e da base de cálculo como as que talvez tenham maior resistência e defendeu que “expectativa de direito não é direito adquirido”.

Em mais de uma ocasião, o presidente da Assembleia Legislativa, Luís Augusto Lara (PTB) já defendeu mais tempo para debater os projetos, com a retirada do pedido de urgência. O governo espera que os textos sejam votados na semana que vem.

CP

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ensino

Cerca de 70% das inscrições do Sisu são feitas por dispositivos móveis

Pável Bauken

Publicado

em

Cada candidato pode sinalizar o interesse em até dois cursos | Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil / CP

Cerca de 70% das inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) têm sido feitas por dispositivos móveis, como celulares e tablets. Segundo o Ministério da Educação, até o início da tarde, 2.095.174 inscrições foram realizadas por 1.108.434 pessoas. Cada candidato pode sinalizar o interesse em até dois cursos.

De acordo com o MEC, a lentidão no acesso ao sistema acontece em virtude da adaptação ao novo modelo adotado nesta edição. A partir deste ano, o sistema está em nuvem, fora dos servidores da pasta, para viabilizar que mais usuários possam acessar ao mesmo tempo, adaptar o portal para aparelhos mobile e economizar recursos. O sistema já registrou 7 mil inscrições por minuto.

O Sisu é a principal maneira de acessar o ensino superior público com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), divulgada na semana passada. Para participar da seleção, é obrigatório não ter zerado a redação na edição de 2019 do exame. Neste semestre, são 237.128 vagas em 128 instituições de ensino superior públicas de todo o país. A inscrição é gratuita e deve ser feita na página do participante.

Correio do Povo

Mantemos seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam esse serviço possível. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações.

Continue Lendo

Ensino

Sisu registra 2,5 milhões de inscrições

Reporter Cidades

Publicado

em



Mais de 2,5 milhões de inscrições foram realizadas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) até as 20h20 desta quarta-feira. Segundo o Ministério da Educação, o número de inscritos chegou a 1,31 milhão de estudantes.

“O sistema está rodando normalmente. Não teve interrupção. Está tudo funcionando”, disse o ministro da Educação, Abraham Weintraub, em vídeo publicado em rede social.

A pasta ressalta que entre meia-noite e 1 h desta quinta-feira (23), o Sisu será interrompido para que seja realizada a classificação de todas as inscrições. O período para inscrições no Sisu fica aberto até as 23h59 do dia 26. O Sisu é a principal forma de acesso ao ensino superior público com a nota do Ensino Nacional do Ensino Médio (Enem), divulgada na semana passada.

Nesta tarde, a pasta informou que cerca de 70% das inscrições do Sisu têm sido feitas por dispositivos móveis, como celulares e tablets. No início das inscrições, o sistema chegou a registrar 7 mil inscrições por minuto e apresentou lentidão. Segundo o MEC, a dificuldade em acessar a página eletrônica foi registrada após mudança do sistema, que nessa edição está armazenado em nuvem.

Para participar da seleção, é necessário não ter zerado a redação na edição de 2019 do exame. Neste semestre, são 237.128 vagas em 128 instituições de ensino superior públicas de todo o país. A inscrição é gratuita e deve ser feita na página do programa na internet.

EBC

Mantemos seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam esse serviço possível. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações.

Continue Lendo

Ensino

Senac inscreve para cursos de Graduação EAD

Pável Bauken

Publicado

em



O Centro Universitário Senac está com inscrições abertas para os cursos de graduação a distância. Em crescente expansão, a instituição conta com mais de 300 polos e oferece 13 opções de cursos nesse nível de ensino nas áreas de comércio, educação, gestão, meio ambiente e tecnologia da informação. As inscrições estão abertas até o dia 27 de janeiro e podem ser feitas pelo site www.ead.senac.br.

Os benefícios ao estudante que opta por um curso EAD são diversos, como a flexibilidade nos horários de estudo, o respeito ao ritmo de cada um, o desenvolvimento de competências valorizadas no e a possibilidade de conciliar a vida profissional com o estudo.

Todos os polos da rede são credenciados pelo Ministério da Educação (MEC) e, por serem unidades próprias do Senac, contam com uma estrutura apropriada para as atividades presenciais da graduação. As aulas são ministradas totalmente pela internet, mas é preciso realizar duas avaliações presenciais por semestre no polo escolhido.

Formas de ingresso: Para se inscrever no processo seletivo, basta acessar o portal Senac EAD, escolher o polo de interesse, fazer o login e selecionar seu curso:

Tecnologia em Gestão Comercial
Licenciatura em Pedagogia
Bacharelado em Administração de Empresas
Bacharelado em Ciências Contábeis
Tecnologia em Comércio Exterior
Tecnologia em Gestão Financeira
Tecnologia em Gestão Pública
Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos
Tecnologia em Logística
Tecnologia em Marketing
Tecnologia em Processos Gerenciais
Tecnologia em Gestão Ambiental
Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação  

Após optar pelo curso, o interessado pode utilizar a nota da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), além de ter a opção de ingresso como Portador de Diploma, de modo que quem já possui diploma de graduação pode realizar a matrícula automaticamente. A entrada no curso também pode ser feita por meio de uma redação on-line sobre o tema sinalizado no edital, ou após processo de seleção de transferência interna de outras unidades do Senac.

Mesmo diploma do presencial – De acordo com o Ministério da Educação (MEC), todo diploma de nível superior tem a mesma validade, independentemente de o curso ser ofertado na modalidade presencial ou a distância (EAD). Desse modo, o certificado da graduação do Senac EAD está alinhado a essa especificação e pode ser usado para a conquista de um emprego que exija nível superior, prestação de concurso público ou iniciar uma pós-graduação.

Sobre o Senac EAD
Com mais de 70 anos de atuação em educação profissional, o Senac foi pioneiro no ensino a distância no Brasil. A primeira experiência nesta modalidade se deu em 1947 com a Universidade do Ar, em parceria com o Sesc, que ministrava cursos por meio do rádio.

Em 2013, com o lançamento da rede Senac EAD, a instituição ampliou sua atuação em todo o país. Hoje, oferece um amplo portfólio de cursos livres, técnicos, de graduação, pós-graduação e extensão a distância, atendendo a todo o Brasil e apoiados por mais de 340 polos presenciais para avaliações de cursos de pós-graduação e mais de 300 para graduação.

Acesse a programação completa de cursos do Senac EAD em www.ead.senac.br. Há também uma programação diversificada de cursos presenciais que pode ser conferida em www.senac.br.

Mantemos seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam esse serviço possível. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações.

Continue Lendo

Trending

×