Assistente virtual da Amazon, Alexa chega ao Brasil sabendo cantar hinos do Grêmio e do Inter – Portal Plural
Connect with us

Uncategorized

Assistente virtual da Amazon, Alexa chega ao Brasil sabendo cantar hinos do Grêmio e do Inter

Publicado

em



 

Depois de um período de aprendizado dos sotaques do Brasil, Alexa, a assistente virtual da Amazon, desembarca oficialmente no país nesta quinta-feira (3). Até agora, quem interagia com Alexa no país tinha de usar produtos importados e falar apenas em inglês. Alexa já estreia em serviços da Turma da Mônica, do iFood e do Porta dos Fundos, canal de vídeos de humor no YouTube e, enfim, vai falar português.

Alexa foi treinada para entender os diferentes sotaques do Brasil, de Recife a Porto Alegre. Terá mais de 300 apresentações no país. Michelle Butti, diretor internacional da Alexa, disse que além das diferenças de prosódia, a assistente no Brasil ganhou senso de humor.

Ricardo Garrido, gerente geral para Alexa no Brasil, detalha que a assistente será também menos formal do que é na França e no Japão. Vai dizer “tá” em vez de “está” é “pra” em vez de “para”.

O treinamento de sotaques foi desenvolvido com milhares de funcionários e clientes da Amazon no Brasil desde dezembro de 2018.

– Alexa vai saber responder a quem perguntar ‘quem matou Odete Roithmann’ ou cantar os versos de Evidências – disse Garrido sobre o aprendizado da assistente sobre cultura brasileira.

Junto com Alexa, a Amazon está fazendo a venda dos dispositivos necessários para usá-la, que vão custar entre R$ 249 a R$ 699.

No caso do iFood, será possível pedir para a Alexa checar o status do pedido, a qualquer momento, e até pedir novamente um prato favorito. A Maurício de Sousa Produções vai oferecer histórias para a família ouvir por meio de pedido a Alexa. O mesmo vai ocorrer com os episódios do Porta dos Fundos, que vão estar disponíveis em dispositivos que obedecem à assistente em vídeo ou áudio. Outras empresas e canais, como Bradesco e sua Bia – o dispositivo de inteligência artificial do banco privado –, Nestlé do Brasil, UOL, Panelinha, Show do Milhão, Galinha Pintadinha, Cinemark e Uber vão usar o serviço.

Alexa é o cérebro, ou seja, usa inteligência artificial, que alimenta a família de dispositivos Echo, chega ao Brasil com três versões que trazem a assistente virtual integrada: Amazon Echo, Echo Dot e Echo Show 5. Os lançamentos fazem parte do agressivo plano de expansão e de investimentos da Amazon no Brasil. Em setembro, quando a Amazon lançou seu serviço Prime no Brasil, com entrega gratuita ilimitada e entrega em até dois dias úteis em Porto Alegre, o impacto foi enorme. No dia seguinte, as ações das principais redes de varejo cotadas na bolsa despencaram em decorrência do movimento agressivo da concorrente online.

Além da família de dispositivos Echo, da própria Amazon, três marcas – Bose , LG e Intelbras – terão Alexa já “embutida” de fábrica (conceito built in), enquanto Philips Hue e Tuya terão dispositivos que funcionam com a robô. Para que tudo estivesse pronto a partir de hoje, desde abril desenvolvedores brasileiros tiveram acesso ao Alexa Skills Kit (ASK), com o qual podem criar formas de contato por voz com a robô-virtual. Para começar a conversar com usuários, a partir de agora, é preciso ter um certificado de publicação, providenciado ao longo dos últimos meses.

Marta Sfredo – Gaúcha/ZH

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

DRACO SANTA ROSA com novidades

Publicado

em



Uma novidade foi lançada em Santa Rosa/RS a DRACO agora conta com um número de whats próprio para denúncias e informações, 24hrs, 7 dias por semana.

”A idéia é proporcionar um canal para a comunidade se comunicar com a Polícia Civil de forma fácil e sigilosa.” destacou o delegado Tiago Tescke.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Ensino

O CRA/RS promove a interiorização e discute a sua inserção nas comemoração dos 100 anos da Setrem

Publicado

em



Capitaneados pelo Delegado Regional do CRA, o Administrador Carlos Norberto Filipin, a Setrem sediou reunião de interiorização do Conselho Regional de Administração do RS, e discutiram junto com a Amufron ações para comemoração dos 100 anos da instituição.

No último dia 01 de outubro de 2021, as 14 horas, realizou-se uma reunião de interiorização do Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Sul – CRA/RS na cidade de Três de Maio, capitaneados pelo Delegado Regional do CRA/RS, o administrador Carlos Norberto Filipi, tendo como local o Campus da Setrem, e teve a representação da Direção da instituição, citando a presença dos administradores, Sandro Ergang, Mauro Alberto Nuske e Alexandre Chapoval Neto, e ainda contou com a presença de toda a Diretoria do Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Sul – CRA/RS, liderados pela presidente do CRA-RS, Adm. Claudia Abreu, na oportunidade este participando o prefeito de Boa Vista do Buricá e Presidente da Amufron, Joãozinho Sehnem, onde se discutiu a inserção do CRA/RS nos 100 anos da Setrem, reafirmando a importância do trabalho da representação do Conselho, que registra um marco importante para a profissão.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Uncategorized

Câmara aprova repasse adicional a municípios; impacto em 2022 é de R$ 1,6 bilhão

Publicado

em



Porcentual vai se elevando ano a ano até atingir 1% em 2025, quando o repasse será o equivalente a R$ 4,6 bilhões

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira (6) um repasse adicional de 1% das receitas com Imposto de Renda e IPI aos municípios. Como a proposta de emenda à Constituição (PEC) foi votada em segundo turno e já foi aprovada pelos senadores, o texto vai à promulgação. Não cabe possibilidade de veto do presidente da República.

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) celebrou a aprovação da proposta, que significará um incremento de R$ 1,6 bilhão no caixa das prefeituras em setembro de 2022, o equivalente a 0,25% das receitas com IR e IPI. O porcentual vai se elevando ano a ano até atingir 1% em 2025, quando o repasse será o equivalente a R$ 4,6 bilhões (em valores de hoje).

A proposta teve apoio massivo no plenário da Câmara, inclusive da base governista. O texto foi aprovado por 456 votos a três. O resultado da votação, porém, foi considerado ruim pela área econômica, pois resulta em menos receitas para a União.
Os municípios já recebem hoje um repasse de 22,5% das receitas com IR e IPI por meio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Além disso, nos últimos anos foram aprovados 1% adicional nos meses de dezembro e mais 1% nos meses de julho.

As investidas das prefeituras para abocanhar mais 1% de FPM nos meses de setembro vêm desde 2015. O texto foi aprovado no Senado em 2017 e recebeu aval dos deputados em primeiro turno no fim de 2019.
Em dezembro do ano passado, a proposta foi pautada para o segundo turno de votação a pedido da própria base do governo, o que levou a uma mobilização no Ministério da Economia para barrar a medida.

Fonte : estadão

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×