Aprenda fazer deliciosas Empanadas Argentinas – Portal Plural
Connect with us

Culinária

Aprenda fazer deliciosas Empanadas Argentinas

Publicado

em

Foto: Jason Lowe @emperorofhoxton


 

Aprenda como fazer essa receita deliciosa e surpreenda sua família

Empanada é um prato delicioso, muito comum na Argentina, que tem conquistado o coração de muitos brasileiros com uma receita simples e saborosa, perfeita para um lanche a qualquer hora do dia.

 

Quer aprender a preparar esta delícia? Confira essa receita!

Ingredientes

Massa:

250 g

Farinha Fina Tipo I

(sem fermento)

50 g Margarina ou Manteiga sem sal

⅔ Xícara Chá de Água

1 Gema para Pincelar

 

Recheio:

250 g de Carne Moída

½ Xícara (chá) de Pimentões

5 Azeitonas (picadas)

3 Colheres de Sopa de Milho

1 Ovo Cozido

2 Dentes de Alho

Sal

Pimenta do reino

Modo de Preparo

 

Massa:

Em um recipiente, adicione a Farinha de trigo Finna, margarina e sal e misture até que a margarina esteja incorporada com a farinha. Junte a água aos poucos e sove até que você consiga uma massa homogênea que não grude nas mãos.

Abra a massa bem fina com ajuda de um rolo e corte em círculos. Depois, adicione uma colher de sopa de recheio e feche como um pastel. Pincele com uma gema e leve as empanadas para assar em forno pré-aquecido a 180ºC por 30 minutos ou até dourar.
Recheio:

Em uma panela, refogue o alho rapidamente, junte a carne moída, tempere com sal e pimenta do reino e frite rapidamente a carne.
Junte as azeitonas, milho, tomate e pimentões, misture bem e deixe a carne fritar e secar toda a “água”, adicione o ovo cozido e reserve para esfriar.

 

 

Noticias ao Minuto

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Culinária

Cerveja com 28% de teor alcoólico é proibida em 15 estados nos EUA

Publicado

em



A cervejaria Samuel Adams está lançando uma nova bebida de edição limitada tão potente que é ilegal em 15 estados americanos.

A companhia lança uma nova versão de sua marca Utopias a cada dois anos, e a décima segunda edição estará nas prateleiras a partir de 11 de outubro.

Mas não se preocupe em procurá-la no Alabama, Arkansas, Geórgia, Idaho, Missouri, Mississippi, Montana, Carolina do Norte, New Hampshire, Oklahoma, Oregon, Carolina do Sul, Utah, Vermont ou West Virginia.

Elas são ilegais nesses estados porque contêm 28% de álcool por volume, mais de cinco vezes a potência das cervejas americanas típicas.

Mas mesmo em lugares onde a cerveja pode ser vendida, ainda pode ser difícil colocar as mãos nela. A Samuel Adams fabrica apenas cerca de 13 mil garrafas de Utopias a cada dois anos, de acordo com seu site. E é caro — o preço de varejo sugerido é de US$ 240 para uma garrafa de cerca de 750 ml.

“Fomos pioneiros no processo de envelhecimento em barril e mistura das Utopias há quase trinta anos e continuamos essa tradição consagrada pelo tempo até hoje”, disse Jim Koch, fundador e cervejeiro da Samuel Adams, em um comunicado.

As cervejas Utopia foram introduzidas pela primeira vez em 2002 e aumentaram de preço ao longo dos anos. A versão de 2017 custou US$ 199, a de 2019 foi US$ 10 mais cara. A versão deste ano também é notável, pois é finalizada com 2 mil libras de cerejas e alguns lotes foram envelhecidos por até 24 anos em uma variedade de barris.

Samuel Adams foi a cerveja oficial do Inspiration4, a primeira missão de turismo totalmente civil ao espaço que voltou da órbita no sábado. A missão serviu como uma arrecadação de fundos para o hospital infantil de câncer St. Judes, e uma garrafa Utopia assinada pelos membros da equipe de Koch e Inspiration4 será leiloada no próximo evento de caridade do hospital.

Fonte: G1.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Culinária

Horta comunitária na vila Cascata

Publicado

em



Projeto vem sendo Desenvolvido pela Secretaria de Agricultura

Em reuniões realizadas pela Secretaria de Agricultura de Santa Rosa, comandada pelo Secretário Paulo Roberto dos Santos, foi verificada a necessidade de várias hortas nesta comunidades.
O pontapé inicial do projeto se deu na Vila Cascata, em um trabalho realizado com o auxílio dos técnicos agrícolas da secretaria. Esta atitude permite que as famílias produzam mais do que o necessário para o seu consumo, criando uma renda extra com o que sobre dos produtos.
“O trabalho da horta comunitária, junto com outras ações, deve fortalecer as comunidades do interior”, disse o Secretário Paulo Roberto dos Santos.

FOTO: jnoroeste

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Culinária

Carne de frango sobe 18,86% no ano e pode ficar ainda mais cara com produção menor

Publicado

em



Frango, para muitos consumidores opção para substituir a carne vermelha, pode ficar ainda mais caro. O alimento vem acumulando altas e deve seguir em escalada à medida que a indústria repasse o aumento nos custos com a produção. Em resposta a esses gastos que subiram durante a pandemia, o setor agora vem encolhendo o abate de animais, reduzindo a oferta e encarecendo o produto final.

Somente em junho, a produção encolheu 15% no Rio Grande do Sul. Desde março, a redução dos abates é ainda mais forte, recuando 21,1%. Segundo a Associação Gaúcha de Avicultura (Asgav), as medidas adotadas pelo setor são para evitar danos maiores tanto para os produtores quanto para o consumidor.

Entre os fatores que levam à redução dos abates, a entidade gaúcha cita a especulação no valor do milho e a redução de estabelecimentos consumidores, como restaurantes, em razão da pandemia de coronavírus, que afetou também a logística do grão e do farelo de soja, que compõem a ração dos animais.

Santos diz que o efeito nunca foi visto antes. O grão de milho, que compõe 70% da ração animal, acusou aumento de 100% nos últimos 12 meses. O farelo de soja responde por outros 20% da ração.

Segundo a Embrapa Suínos e Aves, o Índice de Custo de Produção (ICP) para frangos apresenta aumento de 52,3% nos últimos 12 meses. Na avaliação da Asgav, porém, esses números não devem serem repassados totalmente ao consumidor final.

O executivo garante, ainda, que a redução de abates não acarretará em falta de produto.

O Boletim Econômico de junho do Iepe/UFRGS mostra que as carnes bovina e de frango lideram entre os itens com maior impacto sobre a inflação no primeiro semestre de 2021.

Já segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as carnes subiram pelo quinto mês consecutivo em junho, acumulando alta de 36,69% em 12 meses na região metropolitana de Porto Alegre e 38,17% no país. Só o frango em pedaços acumula alta de 18,41% nesse período na região da capital gaúcha e 18,46% no Brasil. Em 2021, a alta do item é de 9,24% na Grande Porto Alegre e de 7,48% no país.

Segundo a entidade, apesar dos sucessivos aumentos, “ainda falta muito” para ter um preço de equilíbrio diante do alto custo da produção. Santin reforça que o preço do milho estabilizou em níveis altos e muito superiores do que há oito meses. Por isso, é inevitável que se tenha aumento nas gôndolas, embora não seja possível prever por mais quanto tempo permaneçam as altas. A ABPA ainda está revisando os dados de produção previstos para o país.

Na prateleira do supermercado, o preço da proteína vem sofrendo altas semanais. E, na avaliação do presidente da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), Antônio Cesa Longo, não há espaço para novos aumentos.

O dirigente diz que havia uma expectativa pela estabilização dos preços após a baixa do dólar, só que a previsão ainda não se confirmou. As vendas de frango brasileiro ao Exterior em junho subiram 16,2% sobre o mesmo mês de 2020, somando 397,4 mil toneladas, segundo a ABPA. O Rio Grande do Sul foi responsável pelo terceiro maior embarque entre os Estados, com 64,2 mil toneladas (+24,99%).

Para Longo, mesmo que a indústria permaneça lidando com aumento nos custos, reajustes expressivos não devem ocorrer de uma só vez, levando tempo para chegar ao consumidor. Como os supermercados também fazem cotação de preço, novas altas no produto devem seguir ocorrendo, mas gradativamente.

Fonte: BRUNA OLIVEIRA | GAÚCHA ZH

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×